Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Qual é a importância da Educação Especial?

 

21/11/2008

Autor e Coautor(es)
Lívia Raposo Bardy
imagem do usuário

SAO CARLOS - SP Universidade Federal de São Carlos

Erwin Doescher, Andréa Marques Leão Doescher

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Inicial Pluralidade Cultural Pluralidade e educação
Ensino Fundamental Final Pluralidade Cultural Direitos humanos, direitos de cidadania e pluralidade
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
Espera-se que os alunos possam aprender com estas aulas qual é a importância da Educação Especial, o porquê de sua existência. Estas são aulas que, além de ter como tema a Educação Especial, podem ser trabalhadas com alunos que tenham Necessidades Educacionais Especiais, pois privilegia diferentes competências e linguagens. No entanto, é importante observar que o recurso utilizado nestas aulas é o de áudio, por isso se houver alunos com Deficiência Auditiva, a tradução via Língua Brasileira de Sinais ou a transcrição escrita do áudio deve ser feita para o aluno Deficiente Auditivo!
Duração das atividades
Aproximadamente 150 minutos; Três (03) aulas.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
O que é Educação Especial? No campo jurídico, por exemplo, uma das maiores preocupações está no fato de se garantir o princípio da igualdade para se garantir a justiça. Por esta e outras razões a Pessoa com Necessidade Educacional Especial, que tenha alguma deficiência ou dificuldade de aprendizado é amparada por inúmeras legislações, isto é, tem o direito de estudar, de trabalhar, de ter atendimento médico como todas as outras pessoas da sociedade. (Continuação em Recursos Complementares)
Estratégias e recursos da aula

As estratégias a serem utilizadas serão:
- aula interativa;
- uso do Laboratório de Informática.

AULA 1

Atividade 1

Antes de apresentar o recurso sobre a Educação Especial é importante que o professor apresente ou relembre os alunos, caso já tenham feito tal discussão em outra oportunidade o que é Educação Especial. 

Apresentar as imagens:

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1038/imagens/ee.jpg   Figura 1                               http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1038/imagens/ee_2.jpgFigura 2
 

Referências das imagens:
Figura 1 Disponível em: http://images.google.com.br/imgres?imgurl=http://moodle.esfcastro.pt/file.php/172/especial_logo.gif&imgrefurl=http://moodle.esfcastro.pt/course/search.php%3Fsearch%3Dspace&h=219&w=250&sz=13&hl=pt-BR&start=3&usg=__sNsfjiI-t53tvRGmdcE26N2-bDU=&tbnid=ctCblzck6RM2cM:&tbnh=97&tbnw=111&prev=/images%3Fq%3Deduca%25C3%25A7%25C3%25A3o%2Bespecial%26gbv%3D2%26hl%3Dpt-BR Acesso em 10. Nov. 2008.

Figura 2 Disponível em: http://www.educacao.sp.gov.br/noticias_2005/images/2005_09_15_foto_02.jpg Acesso em 10. Nov. 2008.
 

Estas imagens traduzem, de certa forma, o que é a Educação Especial, ou melhor, ainda, o que é a inclusão de alunos com Necessidades Educacionais Especiais, pois traz a imagem de diferentes alunos; alunos com e sem Necessidades Educacionais Especiais, isto é, alunos que possuem Deficiência Física (uso de cadeira de rodas), alunos que não utilizam cadeira de rodas, alunos que enxergam, alunos que não enxergam...

Após esta discussão apresentar o recurso.

Recurso:
 

 
 
Atividade 2

Após a apresentação do recurso o professor poderá fazer algumas discussões mais aprofundadas sobre a Educação Especial. O professor pode neste momento dispor os alunos em círculo para que o diálogo seja mais proveitoso, dando a oportunidade de que todos expressem suas idéias. Todavia, é importante ter em mente que se existirem opiniões contrárias à Educação Especial, é importante que o professor trabalhe no sentido de modificar esta visão, mas nunca impor uma maneira de pensar! Por isso, o diálogo deve ocorrer.


AULA 2

Atividade 1

Após conhecer a opinião dos alunos sobre a Educação Especial, o professor deve propor que eles elaborem roteiros de entrevistas para conhecer os trabalhos que existem na escola a respeito da Educação Especial. Seja por meio de Sala de Recursos, de Salas Multifuncionais, Professores Itinerantes, alunos incluídos em salas regulares etc. Enfim, alguma realidade de inclusão deve haver na escola e assim, podem escolher as perguntas que desejam fazer aos professores que trabalham com alunos com algum tipo de Necessidade Educacional Especial ou até mesmo fazer uma entrevista com os próprios alunos incluídos na escola.
Se não houver nenhum caso de inclusão na escola, os alunos poderão entrevistar a coordenação e/ou direção a esse respeito, saber por que não há alunos incluídos naquela escola ou então propor que os alunos visitem sites que versam sobre a temática da Educação Especial e que entrem em contato, via internet, com pessoas que estudam o assunto, ou que tenham alguma Necessidade Educacional Especial.
É importante que o professor divida a sala em pequenos grupos para que os roteiros de entrevistas sejam feitos. Estes roteiros podem ser elaborados no computador.
Se por acaso, na sala de aula tiver aluno com Necessidade Educacional Especial, algum grupo pode realizar a entrevista com este aluno, enriquecendo assim ainda mais as atividades.
O professor deverá exercer um papel de co-autor dos roteiros de entrevistas para que perguntas indevidas ou preconceituosas possam ser evitadas!
Se por ventura, alguns grupos não conseguirem fazer as entrevistas, estes poderão elaborar redações sobre o assunto.
É importante salientar que as entrevistas deverão ser realizadas em outros momentos que não os destas aulas. Nesta aula, os roteiros das entrevistas serão preparados e o auxílio do professor é muito importante.

AULA 3

Atividade 1

Apresentação das entrevistas, ou demais trabalhos. 

 

link do recurso no Portal do Professor: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/recursos/9939/educacao_especial_parte_2.mp3
 

Recursos Educacionais
Nome Tipo
Recursos Complementares
- Internet. Continuação do texto (Conhecimentos Prévios) A Educação Especial pode ser entendida como uma modalidade de ensino voltada para às Pessoas com Necessidades Educacionais Especiais, dentro da escola regular ou escola especial. Atualmente, a Lei de Diretrizes e Bases da Educação Nacional, em seu capítulo V trata especificamente da Educação Especial e afirma que: esta modalidade de ensino deve ser oferecida, preferencialmente, na rede regular de ensino, juntamente com às pessoas que não têm Necessidade Educacional Especial. Referência: BRASIL, SEESP, SEED, MEC. Formação Continuada a Distancia de Professores para o Atendimento Educacional Especializado Aspectos Legais e Orientação Pedagógica. Brasília, 2007.
Avaliação
É importante que o professor avalie os alunos em todos os momentos das atividades propostas, principalmente no empenho dos alunos para que a entrevista seja presencial ou a distância (via internet) ocorra. Uma vez que os alunos terão que utilizar um tempo extra-sala de aula para efetuar as entrevistas, o professor poderá fazer com que este tempo extra-sala de aula seja valorizado.
Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 5 classificações

  • Cinco estrelas 1/5 - 20%
  • Quatro estrelas 4/5 - 80%
  • Três estrelas 0/5 - 0%
  • Duas estrelas 0/5 - 0%
  • Uma estrela 0/5 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • Velani, DIEESP , Sergipe - disse:
    velani1717@hotmail.com

    20/10/2010

    Cinco estrelas

    Gostei da maneira como abordaram o tema: Educação Especial, bem atuante e direcionado as perspectivas de inclusão escolar que é um dos eixos mais importantes e polêmicos da Educação Especial. Trabalho na Divisão de Educação Especial do estado de Sergipe. Parabéns! Velani


  • Patricia Freitas, ESC DE EDUC BAS BORGES DE MEDEIROS , Rio Grande do Sul - disse:
    patriciafritas@ig.com.br

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Achei muito legal o trabalho mostrar aos alunos oque é a Educação especial, e pesquisar sobre, onde tem estas salas, como é o trabalho, pois para muitos a classe especial é uma salade alunos diferentes, por isso achei muito bom fazer este esclarecimento com os alunos. Parabéns pelo belo trabalho.


  • ROSILENE DOS SANTOS MENDES, Secretaria Municipal de Educação de TEOTONIO VILELA , Alagoas - disse:
    rosilene-mendes@bol.com.br

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    FICO FELIZ QUANDO ENCONTRO UM TRABALHO MARAVILHOSO COMO ESTE, VOLTADO PARA A EDUCAÇÃO INCLUSIVA. OBSERVO A GRANDE NECESSIDADE DE SENSIBILIZAR TODA COMUNIDADE ESCOLAR SOBRE O RESPEITO A DIFERENÇA, EDUCAÇÃO ESPECIAL/INCLUSIVA, E O MAIS IMPORTANTE, TRABALHANDO TAMBÉM COM OS ALUNOS COM NECESSIDADES EDUCACIONAIS ESPECIAIS, POIS ESTES JAMAIS DEVEM FICAR FORA DAS ATIVIDADES. OUTRO PONTO POSITIVO NESTE TRABALHO É QUE OS ALUNOS COM DEFICIÊNCIA AUDITIVA NÃO FICARAM DE FORA, FORAM BEM LEMBRADOS. PARABÉNS!


  • joice Nara Martins dos Santos, Secretaria Municipal de Educação de BAGE , Rio Grande do Sul - disse:
    joicen.santos@yahoo.com.br

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Achei muito interessante este tipo de aula, que mostra de uma maneira clara e dinâmica o que é a Educação Especial e para quem ela se destina, com certeza os dados foram muito esclarecedores para todos os professores alunos participantes. Parabéns!!!!


  • CLIDINEIA MARQUES DAS NEVES FERREIRA, WILMA RAGAZZI BOCCARDO PROFA , São Paulo - disse:
    clidineiapc@yahoo.com.br

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    PARABÉNS PELA SUA INICIATIVA PROFESSORA ,QUASE NÃO DESTACAMOS A IMPORTÂNCIA DE ABORDAR O TEMA COM NOSSOS ALUNOS,ANTES DE INCLUIR É PRECISO TER UMA PRÉVIA COMO ESSA PARA QUE NOSSOS ALUNOS SEJAM NOSSOS ALIADOS .MUITO BACANA A FORMA COMO ESPLOROU O TEMA .


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.