Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


O Brasil e os "Brasis": As Diferentes Regiões Brasileiras

 

24/11/2008

Autor e Coautor(es)
Nilton Goulart de Sousa
imagem do usuário

BRASILIA - DF Universidade de Brasília

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Final Geografia Cartografia como instrumento na aproximação dos lugares e do mundo
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
1) Conhecer as propostas de regionalização do Brasil e suas diferentes visões: a) as cinco regiões administrativas do IBGE; b) as três regiões geoeconômicas de Pedro Geiger; 2) Compreender como os aspectos (ou sistemas) naturais e humanos criam espaços e estruturas que formam uma totalidade;
Duração das atividades
Três aulas de cinquenta minutos.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Geo-política Brasileira
Estratégias e recursos da aula

Caro professor (a), trabalhar a divisão regional brasileira é quesito importante no ensino fundamental, de maneira a ser construir a percepção territorial em nossos alunos. A proposta do presente plano de aula é trazer uma outra visão do regionalismo brasileiro, onde são sugeridas três atividades que poderão ser aplicadas com sequência ou separadamente.

 

Nas escolas é clássica e conhecida a divisão do Brasil em 5 regiões, criada pelo IBGE, na década de 60.

www.geografiaparatodos.com.br/index.php 

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1087/imagens/divreg2.JPG

www.ibge.gov.br/home/geociencias/geografia/default_div_int.shtm

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1087/imagens/divreg1.JPG

Caro professor (a) de maneira a conhecer mais sobre esse assunto sugere-se a leitura seguinte.

Em 1967, o geógrafo brasileiro Pedro Pinchas Geiger já havia proposto uma outra divisão regional do país, em três regiões geoeconômicas ou complexos regionais.

Ela se baseia no processo histórico de formação do território brasileiro, levando em conta, especialmente, os efeitos da industrialização. Dessa forma, ela busca refletir a realidade do país e compreender seus mais profundos contrastes.

De acordo com Geiger, são três as regiões geoeconômicas: Amazônia, Centro-Sul e Nordeste. Analisar, compreender, descrever, localizar e pesquisar participação política e cidadania. Entender a formação do espaço a partir do conceito de região e incitar o interesse do aluno por uma participação política ativa.

Essa organização regional favorece a compreensão das relações sociais e políticas do país, pois associa os espaços de acordo com suas semelhanças econômicas, históricas e culturais.

Modelo contemporâneo


Diferentemente da divisão proposta pelo IBGE, os complexos regionais não se limitam apenas às fronteiras entre os Estados. Nessa regionalização, o norte de Minas Gerais, por exemplo, encontra-se no Nordeste, enquanto o restante do território mineiro está localizado no Centro-Sul.

Observe os três complexos no mapa abaixo:

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1087/imagens/mapageoeconomico.jpg

Conheça um pouco da estrutura regional brasileira nessa proposta.

Região geoeconômica Amazônia


É a maior das três. Tem aproximadamente 5 milhões de km2, extensão que corresponde a quase 60% do território brasileiro. Compreende todos os Estados da região Norte (com exceção do extremo sul de Tocantins), o oeste do Maranhão e praticamente todo o Mato Grosso.

Apesar de sua dimensão, possui o menor número de habitantes do país. Em muitos pontos da região acontecem os chamados "vazios demográficos". A maioria da população está localizada nas duas principais capitais do complexo, Manaus e Belém.

Na economia predominam o extrativismo animal, vegetal e mineral. Destacam-se também o pólo petroquímico da Petrobras e a Zona Franca de Manaus, que fabrica a maior parte dos produtos eletrônicos brasileiros.

Região geoeconômica Centro-Sul
 

Abrange as regiões Sul e Sudeste (exceto o norte de Minas Gerais), Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Distrito Federal e o sul de Tocantins. Compreende aproximadamente 2,2 milhões de km2.

É a região mais dinâmica do ponto de vista econômico. São Paulo, Rio de Janeiro e Belo Horizonte são as cidades de maior destaque.

O Centro-Sul é o principal destino de migrantes de diversos pontos do país e onde se encontra cerca de 70% de toda a população brasileira.

Possui a economia mais diversificada, baseada na agricultura de exportação e, principalmente, na indústria. É responsável pela produção da maior parte do Produto Interno Bruto nacional.

Região geoeconômica Nordeste

Com uma área de aproximadamente 1,5 milhões de quilômetros quadrados, é a segunda do país em população. Inclui todo o Nordeste da divisão oficial (com exceção do oeste do Maranhão) e o norte de Minas Gerais, onde se localiza o Vale do Jequitinhonha.

Historicamente, é a mais antiga do Brasil. É também a mais pobre das regiões, com números elevados de mortalidade infantil, analfabetismo, fome e subnutrição.

Assim como acontece em grande parte do território brasileiro, a população nordestina é mal distribuída. Cerca de 60% fica concentrada na faixa litorânea e nas principais capitais. Já no sertão e no interior, os níveis de densidade populacional são baixos, devido, em grande parte, à seca.

Contudo, possui muitas riquezas históricas e culturais, tanto do ponto de vista arquitetônico, como de costumes e tradições.Essa organização regional é muito útil para a geografia, pois oferece uma nova maneira de entender a história da produção do espaço nacional.

De maneira a sistematizar o conhecimento abordado, solicite que seu alunos analisem o mapa.

Oriente-os a perceber que essa proposta de classificação regional sobrepões os limites da classificação base do IBGE, dando nova dimensão ao território brasileiro.


Como atividades, desenvolva:

1° Atividade

Produzir mapas das diferentes propostas de regionalização trabalhadas e um quadro comparativo das mesmas;

2° Atividade

Dividir os alunos em grupos para a realização de um debate sobre as propostas de regionalização do Brasil. O professor também pode escolher uma das propostas, preferencialmente as cinco regiões criadas pelo IBGE, e pedir aos estudantes que relatem as características que tornam cada uma delas um lugar único e especial;

Para saber mais, visite:

www.brasilrepublica.com/mapa.htm

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1087/imagens/regbra.JPG

3° Atividade

Outra sugestão é visitar a página da Câmara e do Senado Federal e pesquisar os representantes eleitos (da região e/ou Estado dos estudantes) no Senado e na Câmara dos Deputados. Fazer comparações entre as bancadas de cada Estado. Estimular o aluno a enviar um e-mail ou uma carta com sugestões para seus representantes.

 Os mapas das diferentes regiões podem ser expostos na escola ou em formato digital em um blog.

4° Atividade

Aproveitando a realização da copa do mundo de 2014no Brasil trabalhe com seus alunos a seguinte sugestão hipotética:

1) Divida a sala em grupos da seguinte maneira:
2) Grupo 1 Região Norte
3) Grupo 2 Região Nordeste
4) Grupo 3 Região Centro-Oeste
5) Grupo 4 Região Sudeste
6) Grupo 5 Região Sul
7) Grupo 7 – Uma comissão da CBF/FIFA que escolherá os Estados e cidades onde serão realizados os jogos da copa.

Com essa organização, pode-se desenvolver uma interessante atividade onde os grupos deverão formar uma “comissão” onde será feita a exposição de motivos para a escolha dos estados de sua região para os jogos.

Nesse trabalho os alunos deverão pesquisar características físicas e sociais das regiões, como argumentos para a escolha.
Como sugestão de abordagem eles devem ressaltar:

  • Infra-estrutura dos estádios
  • Paisagens naturais
  • Segurança
  • Transporte
  • Ganhos financeiros e sociais

E outros que o professor decidir
Podem ser produzidos cartazes, filmes, cartilhas.

Os grupos deverão apresentar à comissão da FIFA/CBF e esta deverá com argumentos e motivos expor as razões de sua escolha, na forma de um relatório. A comissão da FIFA faz esse relatório para a sala e esta fará a eleição das regiões e cidades que irão sediar os jogos da copa.


 


 

Avaliação
1) Pedir aos alunos um texto sobre suas conclusões acerca do debate, argumentando contra ou a favor das propostas de regionalização, e uma nova proposta de organização nacional; 2) Propor a "semana das regiões (ou dos Estados)". Durante este período, os alunos deverão apresentar características únicas de cada região, como pratos típicos, literatura, costumes, danças, lendas e folclore.
Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 12 classificações

  • Cinco estrelas 10/12 - 83.33%
  • Quatro estrelas 2/12 - 16.67%
  • Três estrelas 0/12 - 0%
  • Duas estrelas 0/12 - 0%
  • Uma estrela 0/12 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • Railce da Silva, Secretaria da Educação do DF , Distrito Federal - disse:
    railce_s@yahoo.com.br

    24/03/2013

    Quatro estrelas

    A divisão do Brasil em cinco regiões realizada pelo IBGE não ocorreu na década de 60, conforme foi exposto nessa aula. O IBGE foi criado em 1938, e a partir de 1940 os mapas com cinco regiões, elaborados por esse órgão, começaram a surgir, portanto na década de 40.


  • Estefani Huebra Caetano de Lazziri, Aladim Silvestre de Almeida , Espírito Santo - disse:
    estefanihcl@gmail.com

    07/02/2013

    Cinco estrelas

    A aula é um ótimo exemplo. Parabéns! Achei bem legal e com certeza a sugestão irá contribuir para enriquecer as minhas aulas. Amei a proposta. Muito obrigada.


  • Fátima Garcia, EE.PROFº PAULO SILVA , São Paulo - disse:
    fatiminhageo@hotmail.com

    21/06/2012

    Cinco estrelas

    Aula excelente, Eu estava a procura de incentivos para melhorar a qualidade das minhas aulas, suas dicas ajudaram muito. Estamos precisando de inovações para melhorar a qualidade do ensino em sala de aula e conto com você para nos ajudar. atenciosamente Fátima


  • José Ribamar Ribeiro Filho, C. E. PADRE ASTOLFO SERRA , Maranhão - disse:
    jrribeiro01@hotmail.com

    19/06/2011

    Cinco estrelas

    Fico pensando como você se sente em ver que todas as pessoas que fazem a leitura da proposta de trabalho, elogiam e agradecem. O que está contecendo? é falta de criatividade do professor? falta de leitura? ou isso é intratividade educacional? em função das grandes deficiência educaionais do nosso país, acredito que o professor sente a necessidade desse técnico capacitador. As escolas precisam ter técnicos fazendo esse trabalho de sugestões, principalmente nas que faltam internet. Gostei muito.


  • SANDRA , ESCOLA MUNICIPAL DE JARDIM , Bahia - disse:
    SANDRACTE@GMAIL.COM

    07/09/2010

    Cinco estrelas

    ACHEI SUPER INTERESSANTE. SÃO SUGESTÕES CRIATIVAS E QUE AUXILIAM O PROFESSOR.


  • Joana Rodrigues, Universidade Federal do Pará , Pará - disse:
    joanageografa@hotmail.com

    02/06/2010

    Cinco estrelas

    Aula excelente


  • gemima A. SOARES, ESCOLA MUNICIPAL , Rio de Janeiro - disse:
    gemimageo@gmail.com

    06/05/2010

    Cinco estrelas

    Gostei muito, muito interessante...PARABÉNS PELO O TRABALHO!!!


  • cesar augusto sousa, centro educ. nsa. sra perpetuo socorro (ceps) , Pará - disse:
    cesarsiso@yahoo.com.br

    15/04/2010

    Cinco estrelas

    texto muito bom com informações importante para se administrar uma boa aula


  • Ana Barbosa de Andrade, C. E. Prof. Joaquim Francisco Santiago , Goiás - disse:
    ana81barbosa@hotmail.com

    05/04/2010

    Quatro estrelas

    Caro Professor Nilton Goulart: Sou a professora Ana Barbosa de Andrade. Trabalho no C. E. Prof. Joaquim Fº. Santiago em Niquelândia - Go, há 18 anos e estou com Geografia do 7º, 8º e 9º ano. Adoro trabalhar essa disciplina. Estava precisando mesmo de uma estratégia e recurso para uma aula sobre Geo-política brasileira para o 7º ano. Achei ótima a sua estratégia. Obrigada, me ajudou muito.


  • tainá, unisa de santo amaro , Bahia - disse:
    tainasilva_17@hotmail.com

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    eu gostei muitom da organização da aula


  • Andréa Perucci Hudson Simas, CIEP BRIZOLAO 494 ALEXANDRE CARVALHO , Rio de Janeiro - disse:
    perucci2@yahoo.com.br

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    Achei a aula muito boa, na verdade, excelente. Infelizmente trabalho numa escola de zona rural onde a Internet ainda não chegou ,mas estou aproveitando para aprender com vcs porque quando tivermos acesso.... será demais.


  • Tânia , CEMBRA , Rio de Janeiro - disse:
    tania_bsg@hotmail.com

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    Excelente!


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.