Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Suleando-se de noite!!! / Pontos Cardeais

 

18/12/2008

Autor e Coautor(es)
ALFREDO FRANCISCO PLIESSNIG
imagem do usuário

TELEMACO BORBA - PR CEEBJA TELEMACO BORBA E FUND MED

Eziquiel Menta

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Final Ciências Naturais Terra e universo
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
Localizar-se no ambiente reconhecendo os pontos cardeais através da observação da natureza durante a noite.
Duração das atividades
Duas aulas de 50 minutos.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Saberes sócio-culturais sobre tema. Noções sobre o movimento de rotação.
Estratégias e recursos da aula


Aula 1

 http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1356/imagens/problematizacao.gif

Inicie a aula levando os alunos a refletirem sobre o significado das expressões:
ORIENTAR-SE e NORTEAR-SE
Que relação existe entre essas expressões e os pontos cardeais?
Por que não utilizamos a expressão: SULEAR-SE?
Como isso poderia ser feito DURANTE A NOITE?

O estabelecimento dos pontos cardeais durante o dia pode ser feito com a utilização do Gnômon ou pela simples observação dos locais de nascimento e pôr do Sol. Porém de noite isso não é possível, necessitando, para isso, a utilização de outros recursos.

 http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1356/imagens/atividade.gif


CONSTRUINDO UMA BÚSSOLA SIMPLES

A construção de uma bússola é muito simples e pode ser feita de diversas maneiras. Basicamente deve-se imantar um objeto metálico pequeno (como uma agulha, um alfinete, clipes, etc.) e possibilitar que tenha mobilidade suficiente para poder girar livremente.

Aqui é sugerida a construção de uma bússola que flutua na água. O material necessário é o seguinte: um pires pequeno, um prego, uma rosa-dos-ventos desenhada no papel, um ímã, um pedaço circular de placa de isopor. (veja figura abaixo)

 http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1356/imagens/material_bussola.jpg

• Peça que os alunos desenhem uma pequena rosa dos ventos e a recortem em formato circular. (Você pode desenhar no quadro para que copiem).
• Eles também deverão cortar um círculo de uma fina placa de isopor (para cortar o isopor pode ser usado um cortador de isopor).
• A rosa dos ventos deverá ser colada sobre o isopor.
• Em seguida deverão esfregar a cabeça do prego no ímã, para imantá-lo e introduzi-lo no isopor, no ponto onde ficou colada a letra N – norte da rosa-dos-ventos (obs.: o prego deve ser aproximadamente do comprimento do diâmetro do isopor).

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1356/imagens/bussola.jpg 

IMPORTANTE – Existem aparelhos a pilha, próprios para o corte de isopor, mais seguros que instrumentos cortantes. O uso de estilete ou faca pode ser perigoso, por isso, se não houver possibilidade de obter um cortador de isopor providencie você mesmo o seu corte.

Dica! – Realize a atividade de maneira padronizada, onde duplas de alunos constroem a bússola apresentada por você. Porém, proponha que cada dupla construa uma “BÚSSOLA PERSONALIZADA”, utilizando outros materiais ou outras estratégias como: pendurar o objeto imantado por uma linha, flutuando em um objeto na água, suspenso por uma agulha, etc. Você poderá avaliar a criatividade e aplicabilidade do conhecimento adquirido.

USANDO A BÚSSOLA
Para usar a bússola basta colocá-la no pires com água suficiente para que flutue. Ela irá girar, posicionando sempre a cabeça imantada do prego para a direção norte.

Sugira para que os alunos utilizem a bússola em diferentes locais da escola, para verificar se a indicação do norte é sempre a mesma.

Após a construção e utilização da bússola proponha as seguintes questões:

• Por que a extremidade imantada aponta sempre para o mesmo lado?
• O funcionamento da bússola muda do dia para a noite?
• O que faz com que a bússola funcione?
• Que objetos podem afetar o funcionamento da bússola?


Aula 2

 http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1356/imagens/nolaboratorio.gif

O recurso Ímã e Bússola do Portal do Professor explora como se comporta a agulha de uma bússola na presença de um campo magnético de intensidade variável e no campo magnético da Terra.

Imã e bússola

Após a exploração do recurso, oriente os alunos que mesmo sem uma bússola é possível orientar-se (ou sulear-se, ou definir os pontos cardeais) de noite utilizando-se da observação de outro recurso natural – AS ESTRELAS.
Isso era particularmente interessante no passado, para os navegadores, porque definir os pontos cardeais através do Sol em um navio balançando no mar era mais difícil.

No hemisfério norte, basta observar a estrela Polar, que nunca sai do lugar e indica a direção do eixo terrestre e, conseqüentemente, o norte geográfico.
Já no hemisfério sul não existe “uma estrela” que indique o sul, mas um conjunto delas – uma constelação chamada Cruzeiro do Sul.

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1356/imagens/atividade.gif
 

Dica! – Normalmente as séries de Ensino Fundamental funcionam durante o dia. Isso significa que esta atividade só pode ser feita como tarefa de casa. Em turmas que funcionam de noite a atividade poderá ser realizada na própria escola.

DETERMINAR OS PONTOS CARDEAIS OBSERVANDO AS ESTRELAS

Passe as instruções a seguir e peça para que os alunos realizem esta atividade em casa e registrem o que observaram para depois discutir na turma.

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1356/imagens/cruzeiro_do_sul.jpg

• Inicialmente deverão localizar a constelação “Cruzeiro do Sul”. Essa constelação é formada por cinco estrelas (quatro mais fortes e uma mais fraca) formando uma cruz com uma pequena estrela em uma das laterais inferiores. Veja figura.
• Para localizar o pólo sul celeste deve-se traçar (mentalmente) uma linha que segue para baixo na direção do corpo da cruz (braço maior) a uma distância de mais ou menos 4 vezes e meia a altura da cruz. Esse será o pólo sul celeste.
• A partir do pólo sul celeste, descer perpendicularmente para o horizonte, onde estará a direção SUL.

Observação 1: Por causa do movimento da Terra parece que o Cruzeiro do Sul e todas as estrelas giram ao redor do pólo sul celeste. Se várias fotos forem tiradas durante uma noite parecerá que as estrelas fazem uma circunferência ao redor de um ponto (o pólo sul celeste).

Observação 2: Quanto mais próximo do equador for a localização de quem faz esta observação, mais próximo do horizonte estará o pólo sul celeste. De maneira oposta, quanto mais longe do equador, mais alto estará o pólo sul celeste.

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1356/imagens/cruzeiro_do_sul_indica_sul.jpg
 

Dica! – Como mencionado anteriormente, é possível que esta atividade seja feita como tarefa de casa (considerando o turno dos alunos). Para verificar que ela realmente tenha sido realizada solicite que os alunos façam um desenho simples de sua casa vista do alto e da rua onde ela se encontra e desenhem também uma seta indicando a direção Sul. Na aula seguinte, com o auxílio de um mapa da cidade, você poderá conferir facilmente (localizando o endereço no mapa) se a direção sul, determinada por cada aluno no exercício, está correta. Isso também pode ser feito pelo próprio aluno, no laboratório de informática, utilizando sítios que mostram mapas produzidos por imagens de satélite como por exemplo www.maplandia.com ).

Para encerrar a atividade, solicite que os alunos comparem a observação das estrelas com o uso da bússola construída.

• Os pontos cardeais determinados coincidem?

 http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1356/imagens/atividadecomplementar.gif

Solicite uma pesquisa para diferenciar:
PÓLO MAGNÉTICO de PÓLO GEOGRÁFICO.

 http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1356/imagens/contextualizando.gif

Proponha a seguinte tarefa:
Cada aluno deverá redigir um texto (redação) criando descrevendo uma imaginária onde se fez necessária a determinação dos pontos cardeais para resolver certo problema. Porém isso só pôde ser feito utilizando os recursos descritos na aula (bússola ou estrelas).
Na aula seguinte, cada aluno deverá ler sua produção.


RECURSOS COMPLEMENTARES

O recurso intitulado “Bússola”, é um objeto educacional que propõe um experimento prático para compreender o funcionamento de uma bússola, determinar a direção aproximada dos pontos cardeais e entender a definição de pólos magnéticos norte e sul de um ímã.
Está disponível no endereço abaixo:
http://objetoseducacionais2.mec.gov.br/handle/mec/7898

Mais informações sobre a orientação pelas estrelas podem ser obtidas no endereço abaixo:
http://www.cdcc.sc.usp.br/cda/ensino-fundamental-astronomia/parte1a.html

 

  http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1356/imagens/AUTOAVALIACAO.gif

Considerando os conhecimentos que você possui em relação ao tema, qual categoria representa melhor seu grau de aprendizagem?


INICIANTE - 4,0 pontos
Reconheço que há meios de determinar os pontos cardeais também de noite.

APRENDIZ - 6,0 pontos
Compreendo o funcionamento de uma bússola e percebo sua importância na determinação dos pontos cardeais.

PROFISSIONAL - 8,0 pontos
Compreendo o funcionamento de uma bússola e sei identificar os pontos cardeais utilizando-a, bem como observando as estrelas.

MESTRE - 10,0 pontos
Identifico os pontos cardeais por meio da construção e utilização de uma bússola e também pela observação das estrelas. Compreendo os resultados diferentes entre essas duas formas de observação.

Recursos Educacionais
Nome Tipo
Recursos Complementares
Veja ao final da aula.
Avaliação
Inicialmente, avalia-se o grau de compreensão dos alunos pela realização e participação da primeira atividade. Os alunos também podem ser avaliados por meio de rubricas. Rubricas representam uma forma de avaliação autêntica, pois vai além da simples mensuração de notas. O professor estabelece critérios que cada trabalho deverá ter, passa estes critérios com antecedência para a turma e conforme os alunos cumpram estes critérios (totalmente, em parte, ou de maneira insuficiente) atribui-se um nível com um valor correspondente. Ao final da aula é apresentado exemplo de uma rubrica para ser aqui utilizada.
Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 2 classificações

  • Cinco estrelas 1/2 - 50%
  • Quatro estrelas 1/2 - 50%
  • Três estrelas 0/2 - 0%
  • Duas estrelas 0/2 - 0%
  • Uma estrela 0/2 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • Fábio Lopes, UEMG , Minas Gerais - disse:
    flcjazz@gmail.com

    01/08/2010

    Cinco estrelas

    Ótima aula. Interativa e interessante.


  • Dezimar, Escola Municipal Janice Galdino , Paraná - disse:
    nanidry@yahoo.com.br

    15/05/2010

    Quatro estrelas

    Otima, professor. Sou professora da quarta série, gostei da demonstração de criatividade. Parabéns pelo seu trabalho.


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.