Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Os Répteis - Classe Reptilia

 

08/06/2009

Autor e Coautor(es)
Andrea da Silva Castagini
imagem do usuário

CURITIBA - PR SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO

Eziquiel Menta

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Médio Biologia Diversidade da vida e hereditariedade
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
Observar as características morfológicas externas e internas da classe Reptilia. Diferenciar as cobras peçonhentas das não peçonhentas. Compreender a importância ecológica destes organismos. Entender a história evolutiva do grupo.
Duração das atividades
2 aulas.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
Estratégias e recursos da aula


 http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1879/imagens/labinformatica.png

1° aula - Anatomia
Leve os alunos ao laboratório de informática e apresente a anatomia dos répteis aos seus alunos, acessando o endereço abaixo:
http://www.ceip-diputacio.com/MITJA%20I%20SUPERIOR/naturals/mon%20animal/mon%20animal2.htm .

Clique sobre a imagem do réptil na página e automaticamente o recurso será baixado para seu computador.

 

 

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1879/imagens/anato_reptil.jpg


Este recurso tem objetivo de ilustrar as explicações do professor sobre a anatomia dos répteis e suas características diferenciais.

Questionamento:
Os répteis (Classe Reptilia) são considerados animais tetrápodes, ectotérmicos e amniotas. Questione seus alunos sobre o que isto significa e o que representa na história evolutiva dos vertebrados.

2° aula - Taxonomia
Agora trabalharemos de maneira diferenciada a taxonomia dos répteis, sua divisão em ordens. Abaixo algumas informações com imagens correlacionadas, que se o professor desejar poderá mostrar aos alunos quando apresentar as ordens dos répteis. Depois sugerimos uma atividade complementar a ser feita com os alunos, que tratará tanto da taxonomia quanto das características do grupo.
Ordens que formam a classe dos répteis.

Ordem Crocodilia - crocodilos, gaviais e jacarés: 23 espécies
Ordem Rhynchocephalia - tuataras (da Nova Zelândia): 2 espécies
Ordem Squamata - lagartos e cobras: aproximadamente 7.600 espécies
Ordem Testudinata - (tartarugas, jabutis e cágados): aproximadamente 300 espécies

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1879/imagens/atividadecomplementar.gif
Mundo dos Répteis
Professor, nesta atividade, você irá transformar a sala de aula em um ambiente cheio de répteis. O objetivo é testar e reforçar a aprendizagem das características desta classe e das ordens que a constituem.
Previamente:
Imprimia as imagens sugeridas em folhas, preferencialmente uma imagem em cada folha. No verso de cada folha, poderá colocar uma questão referente à figura especificamente ou aos répteis em geral. Também é possível que o professor coloque uma tarefa ou uma brincadeira ao invés da pergunta. Sugerimos que o professor numere discretamente cada folha. Caso o professor queira manter as respostas das perguntas consigo, ficará mais fácil encontrá-las com esta numeração. Mas o professor poderá colocar pergunta e resposta na folha, só mudara um detalhe na atividade. Após a impressão das imagens, o professor deverá esconder as mesmas pela sala de aula. Com uma fita crepe, pode colocar atrás das cortinas, no canto da parede, embaixo da carteira ou da cadeira, em cima do armário, enfim, onde sua criatividade mostrar. A idéia é convidar os alunos para encontrar estes animais dentro da sala de aula.
Agora divida a turma em equipes. Para evitar bagunça cada equipe deverá escolher um representante a cada rodada. Este representante irá procurar pela figura escondida. O objetivo a ser passado para a turma é: cada equipe deverá encontrar ao menos um representante de cada ordem da Classe Reptilia. Cada vez que o aluno encontrar uma imagem, deverá mostrá-la à turma e ler o verso, se há pergunta ou tarefa a ser realizada. O professor deverá determinar previamente, se a pergunta deverá ser respondida pelo aluno ou pela equipe, sem ajuda do seu representante (Caso decida que será pelo aluno, não deverá manter a resposta na folha e sim com o próprio professor).
Terá fotografias de répteis e também de partes que constituem o organismo. Quando o aluno encontrar estas imagens de órgãos e sistemas dos répteis, a imagem não contará como um representante, a não ser que ele encontre mais uma imagem de outra parte do corpo de um réptil (o professor poderá estipular que seja mais de uma imagem, caso deseje dificultar. Também é determinado pelo professor qual representante a equipe encontrou, após os alunos realizarem a contento as tarefas e questões pedidas nas imagens). Exemplo: a equipe A encontou um coração de quelônio, respondeu a pergunta, em seguida encontraram o pulmão do cágado, realizaram a tarefa. O professor determina que eles encontraram um representante do grupo Squamata (ou outro grupo, aleatoriamente).
Após os representantes encontrarem cada um sua primeira imagem e responderem o que é pedido, eles devem voltar ao grupo e um novo aluno representante continuará a busca.
A atividade poderá durar até todas as equipes encontrarem seus representantes, ou quando acabarem as imagens do jogo, ou ainda por determinação do professor. O professor poderá buscar mais imagens no próprio Portal ou em sítios pela internet, a fim de complementar as sugestões aqui descritas.
I

Répteis: Testudines: Acanthochelys spixii ( http://portaldoprofessor.mec.gov.br/resourceView.action?resourceIdAdmin=10024) - Pergunta - Como é a pele dos répteis? Resposta - corpo coberto com pele seca queratinizada (não mucosa) geralmente com escamas ou escudos e possuem poucas glândulas superficiais;

Répteis: serpente: Philodryas olfersii  ( http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/recursos/15836/philodryas_olphersii.jpg) - Pergunta - Qual o significado da palavra réptil? Resposta - é rastejante, refere-se aos membros dos répteis que mantém a mesma distância do solo.

Répteis: coração de serpente: Sybinomorphus ( http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/recursos/5877/sybinomorphus_cv_1.jpg) - Pergunta - Descreva como é o coração dos répteis. Há alguma exceção dentro do grupo? Qual? Coração imperfeitamente dividido em quatro câmaras nos jacares: duas aurículas e um ventrículo parcialmente dividido (ventrículos separados nos crocodilianos), o que lhes confere realmente 3 câmaras; um par de arcos aórticos; glóbulos vermelhos nucleados, biconvexos e ovais; Nos demais répteis o coração é dividido em três cavidades, possuindo uma circulação dupla-incompleta, pois ainda há mistura de sangue arterial com o sangue venoso.

Répteis: pulmão: cágado ( http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/recursos/6338/pulmao_quelonio3.jpg) - PERGUNTA - Os Testudinea tem respiração pulmonar. Entretanto, as tartarugas marinhas, também deste grupo podem ficar algumas horas debaixo d´água. Explique de que maneira o organismo delas funciona para que isto seja possível. RESPOSTA - As tartarugas podem permanecer algumas horas embaixo d'água, prendendo a respiração. Para isso, o organismo funciona lentamente, o coração bate devagar, num fenômeno chamado bradicardia, em que o fornecimento de oxigênio é auxiliado por um tipo de respiração acessória, feita pelas vias faríngica e cloacal.

Répteis: gônadas masculinas de serpente: Sybinomorphus ( http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/recursos/14687/sybinomorphus_cloaca_e_epididimo.jpg) - PERGUNTA - Como é a fecundação dos répteis? Eles são vivíparos, ovovivíparos ou ovíparos? RESPOSTA - Fecundação interna, geralmente por órgãos copuladores; ovos grandes, com grandes vitelos, em cascas córneas ou calcárias geralmente libertados, mas retidos pela fêmea para o desenvolvimento em alguns lagartos e cobras;

Répteis: serpente: embriologia: somitos ( http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/recursos/8647/sebben_embrioes_004.jpg) - PERGUNTA - Quais os anexos embrionários que o grupo dos répteis apresentam? RESPOSTA - São os envoltórios embrionários (âmnio, cório, saco vitelino e alantóide) presentes durante o desenvolvimento;
Répteis: serpente: embriologia: somitos ( http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/recursos/9722/micrurus_lemniscatus.jpg)  - Pergunta - Qual a ordem que abriga as cobras? Resposta - Ordem Squamata

Répteis: serpente: Waglerophis merremi: alimentação ( http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/recursos/15839/waglerophis_merremi_10.jpg) -Pergunta - Qual a designação do grupo de cobras que incluem a Sucuri? Resposta - Serpentes constritoras – grupo da famosa sucuri ou anaconda (como é conhecida na América do Norte). Desprovidas de peçonha, matam suas presas por estrangulamento. Possuem grande força muscular.

Répteis: serpentes peçonhentas: Crotalus durissus ( http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/recursos/14942/crotalus_durissus.jpg)  - Pergunta - Dê 3 exemplos de serpentes peçonhentas.

Répteis: serpentes peçonhentas: Bothrops moojeni ( http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/recursos/14959/bothrops_moojeni.jpg)- Tarefa - Conte um "causo", uma história sobre cobras.

Répteis: Testudines: Acanthochelys spixii ( http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/recursos/15856/acanthochelis_spixii_1.jpg) - Invente uma frase de efeito para uma campanha de preservação desta espécies.
I
Répteis: serpentes peçonhentas: Bothrops neuwiedi ( http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/recursos/9721/bothrops_neuwiedi.jpg) - Pergunta - Qual o órgão responsável pela produção do veneno das cobras? Resposta - A produção do veneno é feita por uma glândula, chamada de Glândula de Duvernoy.

Répteis: serpentes peçonhentas: Crotalus durissus ( http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/recursos/9742/crotalus_durissus.jpg) - Pergunta - A imagem em questão refere-se a que tipo de inoculação de veneno? Resposta - Serpentes opistóglifas

Répteis: serpentes peçonhentas: dentição proteróglifa ( http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/recursos/15853/cranio_micrurus.jpg)  TAREFA - Represente com um colega da sua equipe um acidente com ofídio. Mostre para a turma o que pode ser feito e o que não deve ser feito numa situação como essa.

Répteis: serpentes peçonhentas: dentição solenóglifa ( http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/recursos/14947/cranio_crotalus_aberto.jpg) PERGUNTA - Porque os dentes destas serpentes são tão longos? Como se chama este tipo de dentição? RESPOSTA- Isto possibilita que as serpentes deste grupo tenham dentes longos e que sua mordida seja profunda. Em geral, elas mordem sua presa e deixam que a presa fuja, para logo morrer. Então pelo cheiro, a cobra encontra sua presa e se alimenta calmamente. Dentição solenóglifa.

Um recurso muito interessante é a página do Instituto Butantã( http://www.butantan.gov.br/). Além das informações sobre o próprio Instituto, há uma parte referente ao Museu, com informações, fotos e pequenas animações, que enriquecem muito o conhecimento deste tema.
http://www.butantan.gov.br/museu/

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1879/imagens/butanta.jpg


Vale a pena uma visita guiada ao Instituto para os professores e estudantes que estiverem passando por São Paulo.
 

Como reconhecer uma cobra peçonhenta?
 

 Se você não é um estudioso dos répteis (herpetologista) o melhor é se afastar ao ver uma cobra, seja ela peçonhenta ou não. As distinções entre estes dois grupos apresentam dificuldades e muitas vezes informações equivocadas. Atualmente recomenda-se que a presença de fosseta loreal, orifício entre o olho e a narina, seja utilizada como uma característica segura e observável à distância do animal. Todas as serpentes que possuem fosseta loreal possuem dentição solenóglifa e, portanto, são peçonhentas. Após identificar-se a presença da fosseta loreal à distância segura, deve-se observar a extremidade da cauda. Se esta for lisa, então a serpente é do grupo das jararacas, gênero Bothrops; se tiver guizo, a serpente é uma cascavel, gênero Crotalus e se possuir pequenas escamas eriçadas, trata-se da surucucu, gênero Lachesis, serpente existente na Mata Atlântica (do Rio ao Nordeste) e Amazônia (BRASIL, 2001a). Texto extraído do artigo: SERPENTES E ACIDENTES OFÍDICOS: UM ESTUDO SOBRE ERROS CONCEITUAIS EM LIVROS DIDÁTICOS, disponível em: http://www.if.ufrgs.br/ienci/artigos/Artigo_ID132/v10_n3_a2005.pdf

 Instrua os alunos a pesquisar lendas e “causos” que envolvam as serpentes. O resultado desta pesquisa poderá ser convertido em um esquete, representada pelos alunos para toda a classe.
Atendimento a acidentes com ofídios. Peça aos alunos que pesquisem o que pode ou não deve ser feito quando uma pessoa é mordida por uma serpente peçonhenta. Sobre as informações coletadas, eles deverão confeccionar um folheto com desenhos.
Dica: Professor, o artigo mencionado anteriormente traz dados preciosos a respeito das informações quanto ao atendimento de pessoas mordidas por cobras. Muitos livros e sítios da internet podem dispor de informações errôneas, portanto é importante que o professor esteja de posse do real conhecimento desta situação.

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/discovirtual/aulas/1879/imagens/webquest.jpg


 Caso o professor deseje trabalhar a ferramenta webquest com seus alunos, sugerimos um exemplo, no endereço abaixo:
http://www.ich.pucminas.br/pged/db/wq/cb/2006-1/2-1/index.htm
 

Recursos Educacionais
Nome Tipo
Répteis: serpentes peçonhentas: dentição proteróglifa Imagem
Répteis: serpentes peçonhentas: Bothrops moojeni Imagem
Répteis: serpente: Waglerophis merremi: alimentação Imagem
Répteis: Testudines: Acanthochelys spixii Imagem
Répteis: serpentes peçonhentas: Crotalus durissus Imagem
Répteis: serpente: Philodryas olfersii Imagem
Répteis: serpentes peçonhentas: dentição solenóglifa Imagem
Répteis: gônadas masculinas de serpente: Sybinomorphus Imagem
Recursos Complementares
Leituras interessantes Alternativas para o soro antiofídico tradicional: http://cienciahoje.uol.com.br/view/1588 Mapas Conceituais Para saber mais: http://www.cienciasecognicao.org/pdf/v12/m347187.pdf http://www.if.ufrgs.br/~moreira/mapasport.pdf http://mapasconceituais.cap.ufrgs.br/mapas.php Software CMap Tools (construção de mapas conceituais): http://cmap.ihmc.us/ ou: http://cmaptools.pt.malavida.com/d4086-download-gratis-windows Tutorial em português do CMap Tools : http://www.ufpel.edu.br/lpd/ferramentas/cmaptools.pdf Projeto Tamar: http://www.tamar.org.br/ Referências: A vida dos vertebrados – POUGH, F. H. Zoology – Barnes et all.
Avaliação
A avaliação pode dar-se pela participação dos alunos e de sua produção. Pode pedir aos alunos que elaborem um mapa conceitual sobre o que aprenderam acerca do grupo dos répteis. Neste os alunos poderão adicionar imagens ou desenhos.
Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 3 classificações

  • Cinco estrelas 2/3 - 66.67%
  • Quatro estrelas 1/3 - 33.33%
  • Três estrelas 0/3 - 0%
  • Duas estrelas 0/3 - 0%
  • Uma estrela 0/3 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • Eglinqaldo Alves, E.E.DR RAUL VENTURELLI , São Paulo - disse:
    glinaldo1@yahoo.com.br

    05/09/2011

    Quatro estrelas

    Sou professor de Biologia, mas estou como Vice-Diretor de Escola, gostaria de parabenizar você pela belissima aula de biologia que colocou no SAIT. Um Abraço. Eglinaldo.


  • AMANDA MEIRA, ESCOLA MUNICIPAL PROFESSOR KERMOGENES DE ARAUJO DIAS , Pernambuco - disse:
    apsnakal@yahoo.com.br

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    MARAVILHOSO MATERIAL, VC EH MUITO SIMPLES E NA TUA SIMPLICIDADE ES MUITO MUITO INTELIGENTE. SO DEUS PARA TE AGRADECER O QTO TEM ME AJUDADO NAS AULAS. DEUS ESTEJA CONTIGO E TE FORTALECA SEMPRE. BJS AMANDA


  • Pedro Wilson Bertelli, Universidade Regional de Blumenau - SC , Santa Catarina - disse:
    bertelli@furb.br

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    Muito bom o material. Posso utilizar ? Att. Bertelli


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.