Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Produzindo um texto narrativo a partir do gênero poesia

 

02/06/2010

Autor e Coautor(es)
Ana Beatriz Gama da Mota
imagem do usuário

JUIZ DE FORA - MG COL DE APLICACAO JOAO XXIII

Andréa Vassalo Fagundes

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Inicial Língua Portuguesa Língua escrita: gêneros discursivos
Ensino Fundamental Inicial Língua Portuguesa Língua escrita: prática de produção de textos
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

Realizar a leitura de  um texto poético.                    

Promover uma discussão sobre o tema da poesia e seus elementos.                    

Realizar uma produção de texto narrativo a partir de um texto poético.                    

Apresentar, em voz alta, as produções para a turma.

Duração das atividades
3 aulas de 50 minutos (aproximadamente)
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

É necessário que o aluno tenha conhecimento sobre os gêneros textuais narrativa e poesia, bem como suas características.

Estratégias e recursos da aula

1. Apresentar aos alunos o seguinte poema.

O papagaio

 

Papagaio em Belém

É "cangula", me disseste

em Minas é "Maranhão"

"Tapioca" no Nordeste.

 

No céu aqui do Recife

É "papagaio" a voar

No Rio já chamam "Pipa"

"Pandorga" no Paraná.

 

Mas qualquer um desses

nomes

não importa como for

Voam tão alto no céu

Bem mais alto do que vou.

 

Papel-seda, bambu, cola

Linha de náilon ou cordão

Criança, jovem, adulto

Brincam sem mais distinção.

 

As varetas amarradas

No papel estão coladas

A linha vem do cabresto

Pra bailar na alvorada.

 

Nos meses julho e agosto

Olhando no céu verá

Como bailam os papagaios

A dança que fazem lá

 

Parecem um bando de

pássaros

Na revoada poente

Indo com o Sol se esconder

Para surgir no Oriente.

                                       Edmilson Lima

        O baú de brinquedos. Editora Bagaço.

2. Pedir aos alunos que leiam o poema, silenciosamente, observando o seu ritmo, sua musicalidade.

3. Realizar a leitura oral do poema para os alunos.

4. Trabalhar o significado das palavras desconhecidas pelos alunos. Se julgar necessário, utilizar o dicionário.

5. A seguir, realizar as seguintes atividades.

- Responda:

a) Que texto é esse?

b) De que ele trata?

c) Como a pipa é chamada na região em que você mora?

d) Como é conhecida a pipa nas diferentes regiões do país?

* Professor: Explicar que, assim como a pipa, dependendo da região ou do lugar, uma mesma coisa pode ter nomes diferentes.

Exemplos: uma fruta: mexerica, mimosa, bergamota, tangerina, laranja-cravo.

               uma raiz: mandioca, aipim, macaxeira.

               um cômodo da casa: sala de visitas, sala de estar.

               uma mobília: mesa de cabeceira, criado-mudo.

e) Quantas estrofes possui a poesia?

f) Quantos versos possui cada estrofe?

g) No total, quantos versos possui a poesia O papagaio?

h) Segundo o poeta, o nome dado ao brinquedo,  nas diferentes regiões do país, interfere no seu modo de voar? Justifique a sua resposta copiando uma das estrofes do poema.

i) A que o poeta compara as pipas voando?

6. Produzir, coletivamente, um texto narrativo, a partir do poema O papagaio.

*A produção coletiva deverá ser registrada no quadro pelo professor, que irá orientando os alunos quanto a estrutura do texto narrativo.

* Exemplo: O papagaio

             O papagaio é um brinquedo muito comum em todos os lugares do Brasil.  Dependendo do lugar, ele possui um nome diferente.

             Um menino que mora em Belém me falou que que lá em sua terra o papagaio é conhecido pelo nome de cangula...

* Professor: É muito importante a sua orientação na produção, pois, possivelmente, deverá ser inserido  no texto elementos que o caracterize como um texto do gênero narrativo.

7. Pedir aos alunos para trazerem de casa uma poesia relacionada a alguma coisa de gostem muito. Ex: brinquedo, comida, lugares, animais ...

* O profesor deverá selecionar algumas poesias, caso algum aluno não possua ou esqueça de trazê-la.

* Modelos:

 A casa                                                                             

Era uma casa

Muito engraçada

Não tinha teto

Não tinha nada

Ninguém podia

 Entrar nela não

Porque na casa

Não tinha chão

Ninguém podia

Dormir na rede

Porque na casa

Não tinha parede

Ninguém podia

Fazer pipi

Porque penico

Não tinha ali

Mas era feita

Com muito esmero

Na Rua dos Bobos

Número Zero     

                                     Vinícius de Moraes 

A Cachorrinha                                                                            

Mas que amor de cachorrinha!

Mas que amor de cachorrinha!

Pode haver coisa no mundo

Mais branca, mais bonitinha

Do que a tua barriguinha

Crivada de mamiquinha?

 Pode haver coisa no mundo

 Mais travessa, mais tontinha

Que esse amor de cachorrinha

Quando vem fazer festinha

Remexendo a traseirinha?                              

                                                    Vinícius de Moraes

8. Após a realização das atividades, dividir a turma em duplas por afinidades, em relação ao assunto da poesia. Dupla que trouxe poesias sobre brinquedos, outra dupla  que trouxe poesias sobre animais e assim sucessivamente.

9. Pedir que cada dupla selecione uma poesia e  produza, num rascunho, um texto narrativo. Se a dupla desejar, pode ser utilizado as duas poesias em um único texto narrativo.

Lembrar aos alunos as cacterísticas de um texto narrativo que, por sua vez, poderá ser registrado no quadro para consulta durante a produção.

Texto narrativo:

a) Fato (o quê?) o que se vai narrar

b) Tempo (quando?) quando o fato ocorreu

c) Lugar (onde?) onde o fato se deu

d) Personagens (Com quem ?) quem participou ou observou o ocorrido

e) Causa (Por quê ?) motivo que determinou a ocorrência

f) Modo - (Como ?) como se deu o fato

g) Consequências (Geralmente provoca determinado desfecho)

10. Após o término das produções escritas, o professor deverá recolher para fazer a correção e possíveis sugestões.

11. Posteriormente, entregar aos alunos para que passem a limpo a produção corrigida.

12.  Organizar, através de sorteio, as apresentações dos textos narrativos produzidos pelas duplas na sala de aula.

 

Recursos Complementares

 Poesias para crianças:

 http://www.revista.agulha.nom.br/infan01.html 

Avaliação

Ao término das atividades o professor deverá avaliar se os alunos:

- realizaram a leitura de  um texto poético;                    

- promoveram uma discussão sobre o tema da poesia e seus elementos;                   

- realizaram uma produção de texto narrativo a partir de um texto poético;                   

- apresentaram, em voz alta, as produções para a turma.

Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 3 classificações

  • Cinco estrelas 1/3 - 33.33%
  • Quatro estrelas 2/3 - 66.67%
  • Três estrelas 0/3 - 0%
  • Duas estrelas 0/3 - 0%
  • Uma estrela 0/3 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.