Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


A Deficiência Visual na escola

 

28/05/2010

Autor e Coautor(es)

Paloma Alinne Alves Rodrigues, Andréa Leão Doscher,Juliana Gense e Erwin Doscher

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Final Educação Física Atitudes, conceitos e procedimentos: conhecimentos sobre o corpo
Ensino Fundamental Inicial Saúde Sensações
Ensino Fundamental Final Saúde Valorização dos vínculos afetivos
Ensino Fundamental Inicial Ética Respeito mútuo
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

Nesta aula será trabalhado o conceito de Deficiência Visual no contexto escolar, visando proporcionar a compreensão, por parte do aluno, da necessidade da  inclusão escolar e social de alunos com Deficiência Visual (DV). Também será abordada a utilização do Braille pelo aluno com DV, bem como outros sentidos, como audição, tato e paladar. Ainda, esta aula pode contribuir para aprimorar as capacidades crítica, analítica e argumentativa dos alunos relacionadas às temáticas de deficiência Visual e Inclusão Escolar.  

Duração das atividades
Aproximadamente 200 minutos, quatro (4) aulas.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Não há necessidades que conhecimentos prévios sejam trabalhados pelo professor com os alunos para a efetuação da aula.

Estratégias e recursos da aula

As estratégias utilizadas serão:  

  • Aula interativa;
  • Sala de vídeo;
  • Utilização do laboratório de Informática.    

 

Motivação:     

Sugerimos que o professor inicie a aula apresentando o vídeo “Sesinho – É tempo de Aprender: Deficiência Visual” (Fig.1), e mostra como uma pessoa com Deficiência Visual consegue realizar atividades do cotidiano utilizando outros sentidos, como tato, paladar e a audição o qual tem duração de 01minuto e 31segundos, e demonstra como uma pessoa com Deficiência Visual consegue realizar atividades do cotidiano utilizando outros sentidos, como tato, paladar e a audição.

Link do vídeo:

http://www.youtube.com/watch?v=fubKmh6HDIo. Acessado em: 03 Maio 2010.                                                                             

Figura 1: Vídeo Sesinho – É tempo de aprender: Deficiência Visual     

Sugestão:  

O professor, se preferir, poderá gravar o vídeo em DVD e apresentá-lo aos alunos na Sala de Vídeo da escola, de forma que todos possam assisti-lo ao mesmo tempo.     

Após a apresentação do vídeo, o professor deverá dividir os alunos em duplas e pedir para que eles discutam sobre o que foi apresentado. Visando nortear este momento, o professor deverá disponibilizar para as duplas um roteiro com perguntas, as quais eles discutirão entre si, escrevendo as respostas destas numa folha de papel, para que, num próximo momento, debatam com todos da sala.  O roteiro de discussão segue abaixo.   

Roteiro de Discussão

  • Qual brincadeira mostrada no vídeo? Quais personagens participaram desta?
  • Como o personagem que estava com os olhos vendados conseguiu encontrar uma de suas amigas?
  • Quais os recursos que o personagem, que estava com os olhos vendados, utilizou para andar?
  • Que tipo de atividade o personagem, que estava com os olhos vendados, conseguiu realizar? Cite um exemplo.
  • Todos nós temos cinco (5) sentidos fundamentais, sendo eles: a visão, o tato, o paladar, o olfato e a audição. Quais desses sentidos o personagem com os olhos vendados utilizou para desempenhar algumas atividades?  

Feito isso, o professor deverá pedir que as duplas, que se sentirem à vontade, contem para a sala às conclusões que chegaram sobre o conteúdo do vídeo, ao discutir as questões do roteiro acima. Após ouvir os alunos, o professor deverá promover uma conversa com todos, de forma a propiciar uma reflexão dos alunos sobre a  Deficiência Visual (o que é, como deve ser para quem a tem etc.). Para isto, o professor poderá fazer as seguintes perguntas aos alunos:     

  • Antes de assistirem o vídeo, vocês já tinham ouvido falar de Deficiência Visual ? Vocês sabem o que é isso?
  • Vocês já viram ou conhecem algum Deficiente Visual?
  • Como uma pessoa se torna Deficiente Visual? Ela nasce com a Deficiência, ou seja, é hereditária ou ela pode ser adquirida? 
  • Vocês já imaginaram como as pessoas com Deficiência Visual fazem para ler livros, revistas, navegar em sites da internet?   

 

Sugerimos que, caso haja na sala de aula algum aluno com Deficiência Visual, o professor convide este aluno para relatar para a classe se ele nasceu com a Deficiência Visual (hereditária) ou se a mesma foi adquirida (acidente entre outros),  e como ele faz para se locomover etc.  

Atividade 1

Dando prosseguimento a aula, esta atividade tem como objetivo mostrar aos alunos que a pessoa com Deficiência Visual (DV), por meio da utilização de outros órgãos do sentido, como por exemplo, o tato, a audição etc., consegue realizar atividades e interpretar o mundo ao seu redor. Desta forma, o professor irá trabalhar um dos sentidos que é muito importante para a pessoa com Deficiência Visual - o tato. Para isso, o professor deverá pedir que cada dupla escreva em pedaços de papéis as letras “A” e “B” (Fig. 2) e os coloquem numa caixa (de papel) ou saco disponibilizado pelo professor.   

                             

Figura 2: Modelo da escrita letra “A e B”    

Fonte: Do autor

Feito isto, o professor deverá pedir que cada aluno retire um papel qualquer da caixa. Desse modo, quando todos já tiverem retirado o papel, a classe estará dividida em dois grupos – o A e o B!. Assim, o professor deverá pedir para que de um lado da sala fique o grupo “A” e do outro o grupo “B”. Neste momento, o professor deverá vendar os olhos do grupo “A”, e quando todos estiverem com os olhos vendados, os alunos do grupo “B” deverão pegar o objeto que trouxe de casa ou um material escolar qualquer. Feito isso, cada integrante do grupo “B” deverá escolher um aluno do grupo “A” para entregar o objeto.   

Observação:

Para a realização desta atividade, o professor deverá previamente pedir que os alunos tragam de casa algum objeto que seja importante (brinquedos, porta-retratos entre outros), destacando que estes objetos não poderão ser mostrado para nenhum colega da classe até que seja solicitado. Além disso, o professor deverá levar pedaços de pano escuro, em número suficiente, para vendar os olhos dos alunos na atividade.   

Em seguida, o professor deverá fazer os seguintes questionamentos, para os alunos do grupo “A” (os que estão vendados):   

  • Tateiem  o objeto e digam o que estão sentido.
  • Qual é a forma do objeto?
  • Qual sentido você está usando neste momento?
  • Como você está se sentindo sem enxergar o objeto?   

Quando todos terminarem de responder, o professor deverá pedir que os alunos invertam os papéis, ou seja, os alunos do grupo “B” passarão a ficar com os olhos vendados e os alunos do grupo “A” deverão entregar os seus objetos para o outro grupo. Como no caso anterior, o professor deverá fazer os mesmos questionamentos que foram feitos  para o grupo anterior.   Em seguida, sugerimos que o professor converse com os alunos sobre como eles se sentiram com os olhos vendados e “olhando” os objetos com as mãos. Além disso, o professor poderá perguntar aos alunos:

  1. Por que para a pessoa com Deficiência Visual (DV) é importante utilizar o Tato?
  2. Por que muitas pessoas utilizam a expressão “Eles enxergam com as mãos”?
  3. É possível ler um livro, uma revista, como as mãos? Como as pessoas com Deficiência Visual (DV) fazem para ler textos?
  4. Como elas são alfabetizadas se não enxergam?   

Atividade 2  

Continuando a atividade anterior, o professor deverá apresentar a imagem abaixo (Fig.3) aos alunos.      

Figura 3:Texto escrito em Braile   

Disponível em: http://www.senado.gov.br/noticia/multimidia/verImagem.aspx?codImagem=155039 Acessado em: 03 Maio 2010.        

Observação:   

Observamos que a imagem poderá ser apresentada em transparência (retroprojetor ou Data Show), ou ser impressa em número suficiente aos alunos.  

Feito isto, o professor deverá retomar a pergunta “Como as pessoas com Deficiência Visual (DV) fazem para ler textos?” e, em seguida, “Como o texto da figura 3, mostrada acima, foi escrito?".  Após ouvir as opiniões dos alunos, o professor deverá perguntar se eles já ouviram falar do “Alfabeto Braille” (Fig.4) e,  logo em seguida, mostrar-lhes a imagem postada abaixo.

Figura 4: Alfabeto Braile     

Disponível em: http://www.senai.br/psai/imagens/braille_alfabeto_novo.jpg Acessado em: 03 Maio 2010.    

Sugestão:   

Sugerimos que o professor imprima o alfabeto em Braille (Fig.4) e distribua para cada aluno uma cópia deste, de forma que eles possam observá-lo mais atentamente.   

Em seguida, o professor deverá pedir para que cada aluno escreva seu nome, ou uma pequena frase, utilizando o alfabeto em Braille. Feito isto, o professor deverá pedir que aqueles que se sentirem à vontade leiam a frase que escreveu e diga se achou fácil ou difícil escrevê-la utilizando o alfabeto em Braille.   

Finalizando a atividade, o professor deverá ressaltar que, da mesma maneira que as pessoas que possuem visão são alfabetizadas, as pessoas com Deficiência Visual também o são, mas por meio de um alfabeto chamado “Alfabeto em Braille”, utilizando para isso um dos cinco sentidos, sendo este o tato.

Deve ser ressaltado que todos nós, independente de nossas singularidades, temos o direito à Educação (Art. 205 Constituição Federal, 1988), de freqüentarmos uma escola e aprendermos (Art. 54, ECA, 1990) usando o sentido que  temos e podemos usar para isso!!!

Referências:  

Constituição Federal de 1988.

Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Constituicao/constituiçao_compilado.htm Acessado em: 03 Maio 2010.    

Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA)

Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/Leis/L8069.htm Acessão em:03 Maio 2010.   

Declaração de Salamanca.

Disponível em: http://portal.mec.gov.br/seesp/arquivos/pdf/salamanca.pdf Acessado em: 03 Maio de 2010.        

SUGESTÃO DE ATIVIDADES

Com o objetivo de mostrar para os alunos que as pessoas com Deficiência Visual (DV) desenvolvem atividades esportivas como correr, nadar, jogar futebol entre outras, o professor deverá levar os alunos para a quadra de esportes da escola, e explicar que eles jogarão futebol de salão ou futsal (Fig.5) como as pessoas que possuem Deficiência Visual jogam! O professor deverá dizer que, para isso, eles terão os olhos vendados com um pedaço de pano e que a bola, que jogarão futsal, estará envolta por um saco plástico, para que possam ouvir o barulho dela quando estiverem jogando.   

 

Observação:  

Para a realização da atividade, não é necessária uma bola guizo, sendo que o professor poderá providenciar uma bola comum envolta por um saco plástico simulando, desse modo, a bola de guizo original. Além disso, o professor deverá levar pedaços de panos da cor preta, em número suficiente, para vendar os olhos dos alunos no momento do jogo.          

Figura 5: Futebol para Deficientes Visuais   

Disponível em: http://www.brasilescola.com/educacaofisica/futebol-para-cegos.htm Acessado em: 03 Maio 2010.    

Desse modo, o professor deverá dividir a classe em dois grupos – 2 times, com 5 jogadores cada, sendo que os demais alunos da classe ficarão torcendo na arquibancada. O professor deverá explicar que todos os alunos que estarão jogando ficarão com os olhos vendados, exceto o goleiro para orientar o seu time. É importante que alguém que conheça as regras do jogo – um professor de Educação Física, ou mesmo um dos alunos, seja o juiz da partida!!!

Sugerimos que o professor estipule um tempo de 10 minutos para cada grupo. Desta forma, quem estiver inicialmente na arquibancada poderão jogar e, assim, todos poderão realizar a atividade e discuti-la posteriormente ao jogo.  

Após o término do jogo, o professor deverá questionar os alunos sobre os seguintes pontos:

  1. Como foi a experiência de jogar futebol com os olhos vendados?
  2. Qual foi o sentido mais utilizado nesta atividade?
  3. Você conseguiu prestar atenção em tudo o que o goleiro falava?
  4. E a bola, foi fácil de localizá-la, apenas pelo barulho do saco plástico?
  5. Você acha que a pessoa com Deficiência Visual desempenharia a atividade melhor do que você? Por quê?   

Neste momento, é importante que os alunos percebam que a pessoa com Deficiência Visual pode desempenhar atividades tão bem quanto as que não possuem deficiência visual, visto que elas desenvolvem de forma mais plena os outros sentidos!!

Recursos Complementares
Avaliação

A avaliação deverá ocorrer em todos os momentos. É importante que o professor perceba ao final das aulas se os alunos compreenderam o que é deficiência visual, o tipo de linguagem escrita utilizada por estas pessoas para lerem e escreverem, bem como a importância de conviver de uma forma inclusiva com uma pessoa que possui tal deficiência. Além disso, é fundamental que os alunos compreendam que é importante valorizar e respeitar as diferenças existentes entre todos. Destacamos, que  o professor deverá avaliar como os alunos participam das discussões e realizam as atividades durante o decorrer da aula.

Opinião de quem acessou

Cinco estrelas 2 classificações

  • Cinco estrelas 2/2 - 100%
  • Quatro estrelas 0/2 - 0%
  • Três estrelas 0/2 - 0%
  • Duas estrelas 0/2 - 0%
  • Uma estrela 0/2 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • regiakaline, E.E.I.F.Stela Sampaio , Ceará - disse:
    regiakaline@gamail.com

    09/03/2011

    Cinco estrelas

    As sugestões propostas para trabalhar com as pessoas Baixa Visão, foram excelentes, muitas sugestões que nós poderemos muito bem desenvolver com as nossas crianças e com certeza teremos um maravilhoso resultado! São métodos lúdicos, criativos e fáceis de aplicar e envolver todos!


  • Denise Gregory Trentin, Unesp , São Paulo - disse:
    detrentin@hotmail.com

    24/08/2010

    Cinco estrelas

    A aula com o assunto dos Deficientes Visuais é muito importante neste processo educacional que estamos passando,pois a Inclusão deve ser aprendida com conteúdos de qualidade e nesta aula é ampla enfocando vários temas á repseito da Deficiência. Amei Parabéns


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.