Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


O sentido das palavras: conotação e denotação

 

12/07/2010

Autor e Coautor(es)
Joseli Rezende Thomaz
imagem do usuário

JUIZ DE FORA - MG Universidade Federal de Juiz de Fora

Maria Cristina Weitzel Tavela

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Final Língua Portuguesa Língua oral e escrita: prática de escuta e de leitura de textos
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

• Preparar os alunos para o estudo do texto poético;

• Estabelecer a distinção entre sentido denotativo e sentido conotativo;

• Interpretar comparações, metáforas.

Duração das atividades
3 horas/aula
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

As atividades foram elaboradas para alunos do 8° ano que já tiveram contato com textos poéticos.

Estratégias e recursos da aula

Primeira etapa:

  Professor: prepare o ambiente para iniciar o estudo do texto poético, apresente o poema “Saber Viver”, de Cora Coralina, a fim de sensibilizar os alunos e criar uma atmosfera tranquila.   

“Saber Viver”, de Cora Coralina, está disponível em:

  http://www.youtube.com/watch?v=VTlAdDe-5ok&feature=related 

Após a exibição dos slides, converse com os alunos sobre as impressões que tiveram sobre o poema, pergunte a eles o que sentiram e se gostaram do poema. Deixe que eles se expressem livremente. Em seguida, faça a leitura para a classe do poema abaixo:  

 Texto I   

       No meio do caminho

No meio do caminho tinha uma pedra

 tinha uma pedrano meio do caminho

tinha uma pedra

no meio do caminho tinha uma pedra.

Nunca me esquecerei desse acontecimento

 na vida de minhas retinas tão fatigadas.

 Nunca me esquecerei que no meio do caminho

tinha uma pedra

tinha uma pedra no meio do caminho

 no meio do caminho tinha uma pedra

                                             (Carlos Drummond de Andrade)

 Professor: primeiramente, pergunte aos alunos o que eles entenderam do poema. A partir das respostas dos alunos explique-lhes que às vezes empregamos certas palavras com um sentido diferente do convencional, como ocorre nesse poema de Carlos Drummond. Mostre a eles que quando o eu lírico fala que “No meio do caminho tinha uma pedra”, pode não está se referindo ao fato de existir literalmente um pedra no meio do caminho. Peça, então que eles expliquem com as próprias palavras o que significa, dentro do contexto do poema, “ pedra no meio do caminho”.  

Pergunte aos alunos também o que eles entendem por “na vida de minhas retinas tão fatigadas.”  Em seguida, solicite-lhes que respondam a seguinte  questão proposta por escrito:  Na sua opinião, o que significa  “No meio do caminho tinha uma pedra”  

 Segunda etapa:  

 Professor: entregue aos alunos os textos abaixo. Os dois primeiros são verbetes de dicionário, e o terceiro trata-se de um pequeno trecho de uma notícia. Solicite-lhes que façam a leitura atenta dos textos.  

Pedra s.f. Corpo duro, sólido, da natureza da rocha, e que, em geral, serve para construção. / Calhau, seixo ou outro corpo sólido da mesma natureza. / Medicina Concreção que se forma em certos órgãos do corpo (bexiga, rins, vesícula biliar etc.); cálculo, litíase. / Dureza (semelhante à da pedra) que se encontra em alguns frutos. / Granizo. / Escol. Quadro-negro. / Peça nos jogos de tabuleiro (dama, gamão etc.). /

 http://www.dicionariodoaurelio.com/dicionario.php?P=Pedra 

Caminho s.m. Qualquer faixa de terreno destinada ao trânsito de pedestres ou de veículos; estrada, vereda, atalho, picada. / Espaço a percorrer de um lugar para outro: a linha reta é o caminho mais curto entre dois pontos.

 http://www.dicionariodoaurelio.com/dicionario.php?P=Caminho 

Pedras interditam caminho para Grumari

Pedras interditam caminho entre Prainha e Grumari. Equipes trabalham no local para retirada das pedras e da terra.

  Notícia disponível na Globo.com em 09/04/2010:

  http://g1.globo.com/VCnoG1/0,,MUL1564189-8491,00.html 

Professor: após a leitura do texto, proponha aos alunos que respondam por escrito a questão abaixo:

Em qual texto a palavra “ pedra” e “caminho” foi utilizada com o sentido apresentado no dicionário: no poema de Drummond ou no fragmento da notícia?  

Professor: esclareça que o dicionário não traz apenas o sentido literal das palavras; também pode trazer o sentido figurado, mas o literal aparece sempre em primeiro lugar.

Professor: sistematize no quadro a diferença entre conotação e denotação.

O que é "Denotação" e "Conotação"?  

 Denotação é o emprego de palavra(s) no seu sentido próprio, comum, habitual, preciso, aquele que consta nos dicionários. Conotação é o emprego de uma palavra tomada em um sentido figurado, que depende do contexto.

               Meu relógio de ouro foi roubado.

               Pedro nadava em ouro.

No primeiro exemplo, a palavra ouro denota ou designa simplesmente o conhecido metal precioso, dúctil, brilhante, de cor amarela: tem sentido próprio, real, denotativo.

No segundo exemplo, a palavra ouro sugere ou evoca riquezas, opulência, poder, glória, luxo, ostentação, conforto, prazeres: tem sentido conotativo, possui várias conotações (idéias associadas, sentimentos, evocações que irradiam da palavra

Terceira etapa:   

Professor: explique aos alunos que na linguagem poética é muito comum a substituição do sentido real das palavras pelo seu sentido figurado.  

Entregue o poema “Inscrição para uma lareira”, de Mário Quintana, aos alunos e solicite que façam a leitura silenciosa.

INSCRIÇÃO PARA UMA LAREIRA     

A vida é um incêndio: nela

dançamos, salamandras mágicas

Que importa restarem cinzas

 se a chama foi bela e alta?

Em meio aos toros que desabam,

 cantemos a canção das chamas!

Cantemos a canção da vida,

na própria luz consumida...  

(  Mario Quintana)

Professor: após a leitura, pergunte aos alunos o que eles compreenderam do verso “A vida é um incêndio”.  Certamente eles arriscarão algumas interpretações; sendo assim, ajude-lhes a ampliarem o sentido da ideia de que a vida é um incêndio. A partir dessa discussão, apresente o conceito de metáfora.

Metáfora é uma figura de estilo (ou tropo linguístico), que consiste na comparação de dois termos sem o uso de um conectivo.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Met%C3%A1fora   

Professor: apresente o poema Infância de Carlos Drummond de Andrade aos alunos.

Infância

Meu pai montava a cavalo, ia para o campo.

Minha mãe ficava sentada cosendo.

 Meu irmão pequeno dormia.

 Eu sozinho menino entre  mangueiras.

 lia a história de Robinson Crusoé,

comprida história que não acaba mais

No meio-dia branco de luz uma voz que  aprendeu

 a ninar nos longes da senzala - nunca se esqueceu

 chamava para o café.

Café preto que nem a preta velha

café gostoso

café bom.

Professor: após a leitura proponha oralmente as seguintes questões:

a)Qual é o assunto do poema?

b)Como é o ambiente descrito pelo poeta?

c)O eu lírico faz uma comparação no interior do poema. Identifique-a.

Professor: mostre aos alunos que a comparação também é muito utilizada nos textos poéticos e, em sguida, apresente o conceito de comparação:

Comparação   É a aproximação de dois termos entre os quais existe alguma relação de semelhança, como na metáfora. A comparação, porém, é feita por meio de um conectivo (com,como,parecia e etc) e busca realçar determinada qualidade do meio termo.(como,tal.qual,assim,quanto etc.) exemplo: "O mar canta como um canário". outro exemplo com : A cidade, adormecida, parecia um cemitério sem fim.

http://pt.wikipedia.org/wiki/Compara%C3%A7%C3%A3o 

Professor: proponha aos alunos que busquem em jornais, revistas e internet palavras empregadas no sentido figurado. Cada aluno deverá apresentar para toda a classe o resultado de sua pesquisa. Neste momento, o professor deve aproveitar para resolver os equívocos que poderão surgir na apresentação realizada pelos alunos.

Recursos Complementares
Avaliação

Professor: proponha aos alunos que busquem em jornais, revistas e internet palavras empregadas no sentido figurado. Cada aluno deverá apresentar para toda a classe o resultado de sua pesquisa.

 Neste momento, o professor deve aproveitar para resolver os equívocos que poderão surgir na apresentação realizada pelos alunos.

Opinião de quem acessou

Cinco estrelas 2 classificações

  • Cinco estrelas 2/2 - 100%
  • Quatro estrelas 0/2 - 0%
  • Três estrelas 0/2 - 0%
  • Duas estrelas 0/2 - 0%
  • Uma estrela 0/2 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.