Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Sobre o gênero discursivo – reportagem

 

14/08/2010

Autor e Coautor(es)
Lazuita Goretti de Oliveira
imagem do usuário

UBERLANDIA - MG ESC DE EDUCACAO BASICA

Eliana Dias

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo Língua Portuguesa Linguagem escrita: leitura e produção de textos
Ensino Fundamental Final Língua Portuguesa Análise linguística: modos de organização dos discursos
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
  • conhecer as características estruturais e funcionais do gênero reportagem;
  • diferenciar reportagem e notícia;
  • compreender a reportagem como um gênero jornalístico baseado no testemunho direto dos fatos e situações explicadas em palavras e, numa perspectiva atual, em histórias vividas por pessoas, relacionadas com o seu contexto;
  • ler reportagens veiculadas em jornais e revistas;
  • produzir uma reportagem sobre fatos acontecidos na escola.  
Duração das atividades
04 aulas de 50 minutos
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
  • Estrutura básica da narrativa.
  • Estrutura básica do texto argumentativo.
  • Argumentação  em diferentes gêneros textuais orais ou escritos.
Estratégias e recursos da aula
  • utilização do laboratório de informática e sala de vídeo;
  • atividades realizadas em grupo ou duplas de alunos;
  • utilização de reportagens, notícias, vídeos e imagens veiculados na internet.

Aula 01 (50 minutos) 

A reportagem é um gênero de texto jornalístico que transmite uma informação por meio da televisão, rádio e revista. Difere de uma notícia, que é bastante objetiva, por fazer uma cobertura mais ampla de um tema: ela investiga a origem, as razões e os efeitos de um fato. As reportagens contêm a observação do fato por parte do jornalista e das pessoas envolvidas. Podem também  apresentar informações por meio de fotos, mapas, gráficos, etc.

Atividade

1. Para ativar o conhecimento prévio dos alunos, o professor deverá levá-los ao laboratório de informática/sala de vídeo para assistirem ao vídeo “Globo Repórter desafios da Educação”.

Disponível em:

http://www.youtube.com/watch?v=QI0FPNdvKw8  

2. Após assistirem ao vídeo, o professor deverá propor aos alunos uma discussão sobre o tema.

a. O título da reportagem é “Desafios da educação”. Quais são os desafios da educação?

b. Qual é o principal papel da educação?

c. A participação da família na vida escolar dos filhos é ponto inquestionável. Como essa temática é abordada na reportagem?

d. A qualidade da educação está relacionada à remuneração dos professores. Comente.

Aula 02 (50 minutos)

Atividade

1. O professor deverá reproduzir – xerocopiar – para os alunos a reportagem “Rendimento e evasão escolar, publicada no Globo.com – portal RJTV em 09 /02/2007.

Rendimento e evasão escolar 

Na última reportagem sobre o ensino público, o RJTV mostra como estão o rendimento dos alunos e o problema da evasão escolar no estado.

O RJTV exibe hoje a última reportagem sobre o ensino público. A repórter Mônica Teixeira e o repórter cinematográfico Rogério Lima mostram como estão o rendimento dos alunos e o problema da evasão escolar no estado.

A redação inteira não tem mais que duas linhas, o máximo que o aluno é capaz de escrever. As férias foram resumidas em poucas palavras, indecifráveis.

Os textos são de estudantes de uma escola municipal do Rio. Na rede, desde o ano 2000, funciona o sistema de ciclos, para os alunos até o terceiro ano do Ensino Fundamental.

O princípio é que cada criança tem um tempo diferente para se desenvolver. Por isso, as séries foram substituídas por ciclos de três anos e nesse período não há reprovação. Uma frustração para a professora Edna Félix que, há 26 anos, ensina crianças a ler e a escrever.

“Com a quantidade de alunos que você tem em sala de aula é impossível você dar esse atendimento, que seria um atendimento mais individualizado. O resultado disso é exatamente esse: crianças que vão para a terceira e para a quarta séries completamente analfabetas”, diz a professora.

A especialista Alícia Bonamino defende os ciclos. Acha que o sistema funciona e afirma que o método exige mais empenho dos professores e da escola: "Que a escola se organize de forma que os professores colaborem, planejem juntos, tenham as metas compartilhadas, conheçam muito bem o momento do aluno".

O número de estudantes reprovados ou que abandonaram o Ensino Fundamental caiu de 45% na década de 80 para 26% no fim dos anos 90.

Fazer com que meninos e meninas permaneçam mais tempo dentro da escola continua sendo um grande desafio da educação. Em uma turma de Ensino Fundamental com 30 alunos, em média dois abandonam os estudos no Rio.

No Ensino Médio, a evasão é maior: de cada 30, três deixam a escola. E dentro da sala de aula, o desafio também é enorme: garantir a quem fica um verdadeiro aprendizado. A partir deste ano, a experiência dos ciclos será ampliada para todo o Ensino Fundamental nas escolas municipais do Rio.

O sistema de avaliação da educação básica no país mediu o desempenho do ensino público. No estado do Rio, os alunos de 4ª série ficaram em quinto lugar no ranking nacional em português e em quarto em matemática.

Mas o rendimento piora na medida em que avançam de série. Na 8ª, sétimo lugar em português e oitavo em matemática. E no Ensino Médio, é ainda mais grave: 14ª colocação em português e 12ª em matemática.

No Exame Nacional do Ensino Médio, o Enem, os estudantes do estado conquistaram a quarta melhor média do país na prova objetiva. Resultado influenciado pelo desempenho das escolas particulares.

Enquanto os estudantes de colégios privados tiveram média de 49,16, os das escolas públicas tiveram média de 35,88, abaixo da média nacional, 36,9.

 Mas, na avaliação do secretário estadual de Educação, Nélson Maculan, o ensino público no Rio não está reprovado: “A educação estadual do Rio de Janeiro, para mim, fica em nota 5. Está na média. O desafio é chega a 8, 9”.

Jusélia do Nascimento não teve chance de aprender. Aos 21 anos, já é dona de casa e mãe. A responsabilidade da vida adulta chegou ainda na infância. Virou mulher sem passar uma única vez sequer pela escola. “As pessoas iam para a escola e só eu não ia. Eu me sentia até mal, ficava com vergonha”, conta ela.

Agora Jusélia está em busca da sua identidade. O documento é novo. E nele, a assinatura, por enquanto, está incompleta. “Eu vou aprender a escrever meu sobrenome, tenho fé em Deus”, diz.

A criança que virou mulher cedo demais volta a ser menina quando veste o uniforme. E segue cheia de sonhos da infância finalmente para a escola.

Disponível em:

http://rjtv.globo.com/Jornalismo/RJTV/0,,MUL133480-9107-42,00-RENDIMENTO+E+EVASAO+ESCOLAR.html 

2. Após a leitura do texto, os alunos deverão responder, em dupla, às questões sobre o texto, apresentadas abaixo.

a. O texto que acompanha uma imagem é chamado de legenda. Uma legenda geralmente descreve uma imagem e acrescenta um comentário, apresentando caráter explicativo ou interpretativo. Qual desses procedimentos se aplica à legenda da foto dessa reportagem?

b. De acordo com o tema abordado, escreva outra legenda que poderia acompanhar a imagem presente na reportagem

c. Em uma reportagem, geralmente há depoimentos de pessoas que são usados como argumentos  pelo repórter em defesa de sua opinião. Identifique os depoimentos presentes na reportagem. Como eles se caracterizam.

d. Observe os depoimentos presentes na reportagem. Por que, em sua opinião, estas pessoas foram entrevistadas?

e. Releia este trecho:

“Com a quantidade de alunos que você tem em sala de aula é impossível você dar esse atendimento, que seria um atendimento mais individualizado. O resultado disso é exatamente esse: crianças que vão para a terceira e para a quarta séries completamente analfabetas”

Que pergunta o repórter deve ter feito à professora para receber essa resposta?

f. Assinale a frase que resume a natureza das informações apresentadas pela reportagem que você leu.

(   ) A reportagem traz apenas informações científicas;

(   ) A reportagem traz informações sobre fatos reais e depoimentos.

g. A reportagem escrita, geralmente, é dividida em três partes: manchete, lead e corpo.

Manchete: compreende o título da reportagem que tem como objetivo resumir o que será dito. Além disso, deve despertar o interesse do leitor.

Lead: Pequeno resumo que aparece depois do título, a fim de chamar mais ainda a atenção do leitor.

Corpo: desenvolvimento do assunto abordado com linguagem direcionada ao público-alvo.

Localize estas partes na reportagem lida.

h. Você concorda com o repórter sobre o problema da evasão e do rendimento escolar? Justifique sua resposta.

Aula 03 (50 minutos) 

1. O professor deverá reproduzir – xerocopiar – para os alunos as notícias sobre educação e solicitar que os leiam com bastante atenção.

Notícia 1

Curso preparatório para o Enem do Grupo Uninter

O Grupo Educacional Uninter está com inscrições abertas em todo o Brasil para o curso preparatório para o Exame Nacional do Ensino Médio (Enem). As aulas que vão do dia 14 de agosto a 23 de outubro, tem o intuito de demonstrar os detalhes das disciplinas e a melhor forma de unir o conhecimento já existente com as aplicações das atividades. A prova do Enem acontece entre os dias 6 e 7 de novembro.

As aulas são transmitidas aos sábados, das 14h às 17h20 ao vivo, via satélite, para os polos de apoio presencial do Grupo Uninter em todo o país, com interatividade por meio da modalidade de Educação a Distância para que o estudante esclareça suas dúvidas e obtenha excelente resultado na prova.

Informações pelo site ou pelo telefone 0800 702 0500.

Disponível em:

http://www.nota10.com.br/agenda-detalhe/0021_Curso-preparatorio-para-o-Enem-do-Grupo-Uninter 

Notícia 2

Como implantar a educação financeira na rede pública de ensino?

A população não tem ensinamentos básicos de como devem tratar o dinheiro que recebem.

 Por Reinaldo Domingos, www.administradores.com.br 

Uma boa notícia é que o governo que implantar a educação financeira e 900 escolas públicas estaduais de cinco Estados - São Paulo, Rio de Janeiro, Distrito Federal, Ceará e Tocantins o projeto terá início para as classes de ensino médio. Essa ideia nasceu da parceria de Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e do Ministério da Educação (MEC) e o apoio do Instituto Unibanco.

Agora resta saber como será a implantação desse programa, com a experiência que já venho tendo com a implantação de um sistema de educação financeira em diversas escolas do país através do Instituto DiSOP, acredito que o caminho a ser seguido é da implementação desse tema junto as matérias que já fazem parte dos currículos das escolas, pois, assim se mostra a naturalidade com que esse tema acontece no cotidiano dos jovens.

No material didático que preparamos para variadas séries com base no livro O Menino do Dinheiro, a educação financeira é abordada de forma lúdica. Essa ideia nasceu porque no decorrer de meu trajeto de aprendizagem pelo mundo das finanças pessoais, observei que o real problema está na falta de educação financeira, a qual infelizmente nossa população sofre em todo o processo educacional.

A população não tem ensinamentos básicos de como devem tratar o dinheiro que recebem desde pequenas. Assim, como podemos esperar que elas, de uma hora para outra, saibam as formas de lidarem com dificuldades financeiras e com endividamento, muitas vezes causadas por imprevistos, como a perda de um emprego ou a compra de um produto que não estava no orçamento?

É fundamental para o desenvolvimento de nossa população a inclusão da educação financeira na proposta educacional das escolas. Mas muitos pensam que isso seria muito complicado, isso não é verdade. A prova que isso é possível está no livro Terapia Financeira (Editora Gente), onde detalho como isso é mais simples do que se pode pensar. Na obra apresento a Metodologia Comportamental de Educação Financeira DiSOP, na qual a finanças pessoal não é tratada apenas como uma ciência exata, entrando em outras áreas do saber.

A população deve ter claro que para conseguir tomar as rédeas de sua vida financeira é necessário primeiramente saber a situação que se encontra e traçar os objetivos que pretendemos atingir. Mas esse é só o começo, para que a realidade de endividamento que muitos se encontram termine, é fundamental que a educação financeira seja tomada como fundamental para o crescimento das pessoas. Também é importante alertar nossas lideranças políticas que se atente não só com a macro economia, pois, tão importante quanto ela é a micro economia que cuida do dinheiro que circula todos os dias nas mãos de nossa população.

Reinaldo Domingos - Educador e Terapeuta financeiro. Também é autor dos livros Terapia Financeira e O Menino do Dinheiro - (Editora Gente), e criador da Metodologia DiSOP Educação Financeira - Presidente do DiSOP Instituto de Educação Financeira

Disponível em:

http://www.administradores.com.br/informe-se/noticias-academicas/como-implantar-a-educacao-financeira-na-rede-publica-de-ensino/34689/ 

2. Após a leitura  silenciosa do texto feita pelos alunos, o professor deverá fazer a leitura em voz alta de todos os textos, e os alunos, em dupla, deverão  comparar as duas notícias com a reportagem estudada, seguindo o roteiro abaixo:   

a. Qual a diferença entre notícia e reportagem?

b. Identifique os elementos da estrutura narrativa presente nas notícias.

c. Complete :

A ________________ informa fatos de maneira mais objetiva e aponta as razões e efeitos. A ________________ faz investigações, tece comentários, levanta questões, discute, argumenta.

d. Sintetize as informações noticiadas.     

Aula 04 (50 minutos) 

Atividade

O professor deverá reproduzir – xerocopiar – para os alunos as imagens  a seguir e apresentar a eles a seguinte proposta de produção de texto.

Disponível em:

http://www.amparo.sp.gov.br/noticias/agencia/2007/02_fevereiro/160207_educacao.htm 

Disponível em:

http://www.manhumirim.mg.gov.br/prefeitura/2009/06/15/escolas-publicas-iniciam-o-cadastramento-escolar-para-2010/  

Disponível em:

http://blocoemportimao.blogspot.com/2007/06/le-monde-diplomatique.html

Imagine que as fotos apresentadas façam parte de reportagens sobre a educação no Brasil. Escreva uma legenda para cada uma dessas imagens. As imagens com as legendas serão entregues ao professor para apreciação e correção gramatical. Depois serão expostas no mural da sala de aula.   

Recursos Complementares
  • Visando propiciar a uma reflexão sobre o papel da educação, o professor poderá exibir para os alunos o vídeo “Educação Canal de transformação”

Disponível em:

http://www.youtube.com/watch?v=S0lA7LimA1Q&feature=related   

Avaliação

Os alunos serão avaliados, em relação ao estudo do gênero discursivo reportagem,  de maneira coletiva por meio das atividades realizadas em dupla ou em grupo; e, individualmente, por meio da produção de legendas para acompanhar imagens em possíveis reportagens sobre educação.

Opinião de quem acessou

Sem estrelas 0 classificações

  • Cinco estrelas 0/0 - 0%
  • Quatro estrelas 0/0 - 0%
  • Três estrelas 0/0 - 0%
  • Duas estrelas 0/0 - 0%
  • Uma estrela 0/0 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.