Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Adjunto adnominal e adjunto adverbial: compreendendo as relações semânticas

 

21/01/2011

Autor e Coautor(es)
Priscila Brasil Gonçalves Lacerda
imagem do usuário

BELO HORIZONTE - MG ESCOLA DE EDUCACAO BASICA E PROFISSIONAL DA UFMG - CENTRO PEDAGOGICO

Prof. Luiz Antônio dos Prazeres

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Final Língua Portuguesa Análise linguística: organização estrutural dos enunciados
Ensino Fundamental Final Língua Portuguesa Análise linguística: processos de construção de significação
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo Língua Portuguesa Análise linguística
Ensino Fundamental Final Língua Portuguesa Análise linguística: léxico e redes semânticas
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

Objetivos:

  • Levar os alunos a compreenderem as relações semânticas estabelecidas entre elementos principais e seus adjuntos, fazendo a diferenciação entre adjunto do nome e adjunto do verbo.
  • Conduzir os alunos a uma reflexão sobre o uso das construções em adjunção, aprimorando a habilidade de utilizá-las em produções textuais.
Duração das atividades
Aproximadamente 2 aulas de 50 minutos.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Seria importante que os alunos já tivessem estudado a estrutura do período simples, considerando o que a gramática tradicional chama de termos essenciais da oração.

Estratégias e recursos da aula

Atividade 1

Nesta primeira atividade, o professor deve mostrar aos alunos o fenômeno da adjunção, tomando como ponto de partida os seguintes períodos:

  1. Pedro trabalha.  
  2. Pedro faz.

Os alunos devem ser instigados a pensar sobre as seguintes questões:

a) Qual dessas orações causa estranhamento pela falta de complemento depois do verbo?

b) Formule duas perguntas cujas respostas sejam, respectivamente, as frases em 1 e 2.

c) Complete as orações em 1 e 2, colocando depois do verbo expressões que designem: lugar, tempo, modo, intensidade, finalidadecausa, instrumento e companhia.

d) Descreva, do ponto de vista formal, as expressões utilizadas por você. Ou seja, identifique a classe de palavras ou a combinação de classes de palavras que constituem tais expressões.

Observações: 1) Esta atividade deve ser feita em conjunto.

2) O professor deve colocar alguns exemplos apresentados pelos alunos no quadro, para que eles possam comparar as relações semânticas e sanar eventuais dúvidas que tenham tido ao completar as suas frases.

3) O objetivo principal deste exercício é fazer que os alunos reconheçam a diferença entre elementos essenciais e elementos acessórios da oração. Eles devem perceber que o verbo "trabalhar" aceita diversos adjuntos, mas pode ocorrer sem complemento, ao passo que o verbo "fazer" exige um complemento. Ou seja, antes de acrescentar expressões que manifestem lugar, tempo, modo, finalidade, causa, instrumento ou companhia, o verbo "fazer" demandou o acréscimo de uma expressão que lhe complete o sentido.

Para finalizar esta atividade, o professor deve apresentar aos alunos os períodos a seguir. Os alunos devem reconhecer e classificar, em cada um dos períodos, as expressões que denotam: lugar, tempo, modo, finalidade, causa, instrumento e companhia.

  1. O aluno escreve bem.
  2. Ele estudou para médico.
  3. Tremiam de frio.
  4. Fechou a porta com a chave.
  5. Ela saiu com a Maria.
  6. Não saiu cedo por causa da chuva.
  7. Os vizinhos falaram do incêndio com tristeza.

Depois que os alunos tiverem feito o exercício, o professor deve discutir com eles as respostas.

 

Atividade 2

No segundo momento da aula, o professor deve apresentar aos alunos o poema a seguir, de José Paulo Paes.

Poema circense

Jose Paulo Paes

Atirei meu coração às areias do circo, como se atira ao mar âncora aflita.

Ninguém bateu palmas.

O trapezista sorriu, o leão farejou-me desdenhosamente, o palhaço zombou de minha sombra fatídica.

Só a pequena bailarina compreendeu.

Em suas mãos de opala, meu coração refletia as nuvens de outono, os jogos de infância, as vozes populares 

 

Depois de muitas quedas, aprendi.

Sei agora vestir, com razoável destreza, os risos da hiena, a frágil polidez dos elefantes, a elegância marinha  dos corcéis.

Todavia, quando as luzes se apagam, readquiro antigos poderes e voo.

Voo para um mundo sem espelhos falsos, onde o sol devolve a cada coisa a sombra natural e onde não há aplausos, porque tudo é justo, porque tudo é bom.

 

Depois que os alunos tiverem feito uma primeira leitura, o professor deve promover um estudo do poema a partir das questões de "a" a "d":

a) Qual é o sentimento apresentado pelo eu-lírico?

b) Dentro do poema, cada uma das expressões em destaque está associada a outra expressão, caracterizando esta última. Identifique quais são essas expressões caracterizadas por cada uma das expressões em destaque.

c) Descreva, do ponto de vista formal, as expressões em destaque. Ou seja, identifique a classe de palavras ou a combinação de classes de palavras que constituem tais expressões.

d) Se as expressões em destaque fossem eliminadas, o poema faria sentido? O que ocorreria com o sentido das expressões a que elas estão associadas?

e) Substitua as expressões em destaque por outras, trabalhando para que o poema manifeste um sentimento do eu-lírico diferente do apresentado originalmente.

Observação: O objetivo principal desta atividade é levar os alunos a perceberem que, embora os adjuntos sejam considerados elementos acessórios, e por isso podem ser eliminados sem que as frases se tornem não aceitáveis, eles fazem grande diferença para o sentido das expressões que modificam.

Finalizando esta atividade, o professor deve propor a seguinte reflexão aos alunos:

1. As expressões com as quais trabalhamos nesta atividade e na atividade anterior são chamadas pela gramática de ADJUNTOS. O que diferencia os adjuntos que destacamos no poema de José Paulo Paes daqueles com os quais trabalhamos nos exercícios da atividade anterior?

2. Encontre no poema de José Paulo Paes um exemplo de adjunto que faça parte do grupo com o qual trabalhamos na Atividade 1 e explicite a ideia (se é de tempo, de lugar, de modo, etc) expressa por ele.

Durante esta reflexão, o professor deve introduzir a designação ADJUNTO ADVERBIAL e ADJUNTO ADNOMINAL.

Atividade 3

O professor deve solicitar aos alunos que se reúnam em duplas e leiam o texto a seguir.

Era uma vez... numa terra muito distante... uma princesa linda, independente e cheia de autoestima. Ela se deparou com uma rã enquanto contemplava a natureza e pensava em como o maravilhoso lago do seu castelo era relaxante e ecológico... Então, a rã pulou para o seu colo e disse: linda princesa, eu já fui um príncipe muito bonito. Uma bruxa má lançou-me um encanto e transformei-me nesta rã asquerosa. Um beijo teu, no entanto, há de me transformar de novo num belo príncipe e poderemos casar e constituir lar feliz no teu lindo castelo. A tua mãe poderia vir morar conosco e tu poderias preparar o meu jantar, lavar as minhas roupas, criar os nossos filhos e seríamos felizes para sempre... Naquela noite, enquanto saboreava pernas de rã sautée, acompanhadas de um cremoso molho acebolado e de um finíssimo vinho branco, a princesa sorria, pensando consigo mesma: -- Eu, hein?... nem morta!

Luiz Fernando Veríssimo

Fonte: http://www.pensador.info/frase/MTM3OTAy/, acessado em 15 de agosto de 2010. 

Depois que os alunos tiverem lido o texto, o professor deve fazer os questionamentos a seguir.

a) Em que fato reside o humor do texto?

b) Os adjuntos adverbiais podem denotar circunstâncias de lugar, tempo, modo, intensidade, finalidade, causa, instrumento, companhia etc. Destaque no texto expressões que façam o papel de adjuntos adverbiais e classifique-as.

c) Uma característica dos adjuntos adverbiais é que frequentemente eles podem ser deslocados dentro da oração. Faça os deslocamentos possíveis com os adjuntos adverbiais encontrados por você na questão anterior e verifique se houve mudança de sentido.

d) Os adjuntos adverbiais são chamados de termos acessórios da oração, ou seja, termos que trazem um dado novo à oração, mas são dispensáveis à compreensão da mensagem. Faça o teste, retirando do texto os adjuntos adverbiais destacados por você. O texto continua fazendo sentido? A construção do humor do texto foi afetada? Explique.

e) Os adjuntos adnominais também são compreendidos pela gramática como termos acessórios da oração, pois também eles poderiam ser eliminados sem prejuízo para a compreensão da mensagem. Destaque no texto os adjuntos adnominais e verifique se essas expressões realmente podem ser eliminadas do texto. Qual é o papel dessas expressões na construção do sentido do conto de fadas?

f) Individualmente, crie outro pequeno conto de fadas, substituindo os adjuntos adverbiais e os adjuntos adnominais destacados no texto de Luiz Fernando Veríssimo.

Depois que os alunos tiverem feito os exercícios propostos nesta atividade, o professor deve promover uma discussão a fim de verificar as respostas apresentadas pelos alunos.

Observação: Sugerimos que o professor solicite aos alunos que exponham para a turma o conto que fizeram a partir do texto de Luiz Fernando Veríssimo, ou ainda que os contos sejam distribuídos para toda a turma, por meio impresso (confecção de uma pequena apostila para cada aluno) ou digital (postagem em blog ou encaminhamento por email). Acreditamos que, dessa forma, os alunos se sentirão mais motivados a produzir o texto.

Atividade 4

Para finalizar esta aula, o professor deve solicitar aos alunos que leiam o pequeno trecho a seguir e respondam: por que  não podemos considerar as expressões em destaque como adjuntos?

O outro vestibular

A disputa por um emprego nas maiores empresas brasileiras está começando para os estudantes que concluirão a faculdade no final do ano. Quem já passou pela experiência sabe que, perto dela, o funil do vestibular parece brincadeira. Dos numerosos jovens que se candidataram a uma vaga da firma Cargill, que atua no ramo de alimentos, apenas uma pequena parcela revelou inclinação para o tipo de trabalho a ser desenvolvido. Em todas as grandes companhias que adotam a política de recrutar profissionais recém-formados, a disputa por uma vaga é mais pesada do que nas mais concorridas universidades brasileiras. Durante o programa de treinamento, o jovem trainee terá acesso a diferentes departamentos da empresa. Se ele tiver domínio do uso de computadores, suas chances de ser escolhido aumentarão. "Hoje as empresas querem pessoas com senso crítico, que saibam apontar problemas e sugerir soluções", afirma a responsável pelo programa de treinamento da Gessy Lever. A primeira triagem é feita entre os currículos que chegam às empresas. Nesta fase, mais da metade dos candidatos é eliminada. A capacidade para trabalhar em equipe e a desenvoltura para lidar com problemas serão muito úteis ao candidato que estiver lutando por uma vaga como jovem trainee. (…)

Fonte: http://veja.abril.com.br/acervodigital/home.aspx, Edição 1557 - 29 de julho de 1998, acessada em 14 de agosto de 2010.  

Recursos Complementares

Para informações sobre os temas tratados nesta aula, ver os sítios a seguir, consultados dem 15 de agosto de 2010.

Adjunto adverbial: http://pt.wikibooks.org/wiki/Portugu%C3%AAs/Termos_acess%C3%B3rios/Adjunto_adverbial

Adjunto adnominal: http://www.lpeu.com.br/a/Adjunto-Adnominal.html

Termos acessórios da oração: http://pt.wikipedia.org/wiki/Termos_acess%C3%B3rios_da_ora%C3%A7%C3%A3o

Para explicações mais detalhadas sobre os adjuntos, ver: BECHARA, Evanildo. Moderma gramática portuguesa. 37 ed. revista e ampliada. Rio de Janeiro: Lucerna, 1999.

Avaliação
  • A compreensão das propostas pelos alunos será avaliada a partir do esclarecimento (correção) em sala de aula de cada uma das atividades.
  • Sugerimos como atividade avaliativa que o professor selecione outros fragmentos de texto e solicite aos alunos que identifiquem as expressões que funcionam como adjunto, analisando o papel dessas expressões na construção do sentido do texto e, tal como fizeram nas atividades desta aula, transformem os textos a partir da modificação dos adjuntos.
Opinião de quem acessou

Cinco estrelas 4 classificações

  • Cinco estrelas 4/4 - 100%
  • Quatro estrelas 0/4 - 0%
  • Três estrelas 0/4 - 0%
  • Duas estrelas 0/4 - 0%
  • Uma estrela 0/4 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • karine candido, Escola Fernandes Lima , Alagoas - disse:
    kau_candido@hotmail.com

    21/01/2014

    Cinco estrelas

    Muito boa a aula. O primeiro momento traz uma ótima reflexão sobre a função dos adjuntos.


  • ELINE VIEIRA, ESCOLA ROSALIA CORREIA , Pará - disse:
    elieneVS2011@hotmail.com

    23/10/2013

    Cinco estrelas

    ADOREI AS SUGESTOES, ESSE É UM CONTEÚDO QUE OS MEUS ALUNOS ESTAO ACHANDO MUITO COMPLICADO, E AGORA VAI FICAR BEM MAIS FÁCIL.


  • Lila, Eucar , Minas Gerais - disse:
    LILA.NITZSCHE@GMAIL.COM

    17/06/2012

    Cinco estrelas

    Parabéns! Foi muito útil! Adorei!!


  • joyce, portuques , Rio de Janeiro - disse:
    joyce_danadinha2008@hotmail.com

    29/03/2011

    Cinco estrelas

    vcs estao de parabens vcs sao 1000 adorei vou asesar mais vesez


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.