Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Jogos e brincadeiras africanas II

 

24/08/2010

Autor e Coautor(es)
Luciano Silveira Coelho
imagem do usuário

BELO HORIZONTE - MG ESCOLA DE EDUCACAO BASICA E PROFISSIONAL DA UFMG - CENTRO PEDAGOGICO

Amanda Fonseca Soares Freitas

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Inicial Educação Física Atividades rítmicas e expressivas
Educação Infantil Movimento Coordenação
Ensino Fundamental Inicial Educação Física Esportes, jogos, lutas e ginásticas
Educação Infantil Movimento Expressividade
Ensino Fundamental Inicial Educação Física Conhecimentos sobre o corpo
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

- Ampliar os conhecimentos trabalhados na primeira aula sobre jogos e brincadeiras africanas.

- Aprender as regras e a dinâmica dos jogos e brincadeiras africanas que não foram completados na primeira aula.

- Aprender a contextualizar a prática desses jogos com seus países de origem, reconhecendo a cultura e das peculiaridades de algumas regiões do Continente Africano.  

Duração das atividades
Cada atividade terá duração de 25 minutos compreendendo um total de 100 minutos.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Esta aula dará continuidade ao tema de Jogos e brincadeiras africanas abordados no mês de maio de 2010. No entanto, a realização desta não necessita de conhecimentos prévios sobre o assunto.

Estratégias e recursos da aula

Foto (acessada em 09/08/2010)

Atividade 1 – Contextualizando

Duração: 25 minutos

Material: computadores

Local: sala de informática             

Para dar continuidade ao tema abordado na aula de Jogos e brincadeiras africanas o(a) professor(a) poderá fazer uma breve contextualização sobre a diversidade cultural e natural dos países africanos que deram origem aos jogos que serão trabalhados nesta segunda aula. Esta contextualização poderá ser feita através de vídeos da internet.

Sugestões de vídeos: 

http://www.youtube.com/watch?v=NuLI09R7VY0 (acessado em 09/08/2010)  

http://www.youtube.com/watch?v=BXvKJKUtPKI&feature=related (acessado em 09/08/2010)  

http://www.youtube.com/watch?v=IhtNcmXPg3w&feature=related (acessado em 09/08/2010)  

http://www.youtube.com/watch?v=vrmiAj955-s&feature=related (acessado em 09/08/2010)  

http://www.youtube.com/watch?v=nduIeazGj1I&feature=related (acessado em 09/08/2010)  

http://www.youtube.com/watch?v=1Fa-HloZ0II&feature=related (acessado em 09/08/2010)    

Atividade 2 – Shisima (Quênia)

Duração: 25 minutos

Material: tesoura, emborrachado (Eva), canetinha e tapinha de garrafa pet

Local: quadra ou pátio             

Para dar início às atividades, o(a) professor(a) poderá trabalhar com o jogo Shisima, um jogo de tabuleiro originário do Quênia. Para confeccionar o tabuleiro do jogo será preciso utilizar um retalho de emborrachado (EVA) de aproximadamente 20cmx20cm e desenhar um octógono de 15 cm de diâmetro (Figura 1). As peças podem ser feitas de tampinhas de garrafa pet e cada jogador terá 3 peças de mesma cor. Para começar, os jogadores tiram par ou ímpar. Na disposição inicial, as peças ficam no tabuleiro como indicado na figura 1 / peças. O jogador que iniciar a partida poderá movimentar sua peça pelo tabuleiro até a aresta mais próxima que estiver vazia, sem pular qualquer outra peça. O objetivo do jogo é posicionar as três peças alinhadas como se pode ver nas situações (a,b,c,d) onde o jogador de vermelho venceu as partidas.

Atividade 3 – Labirinto (Moçambique)

Duração: 25 minutos

Material: giz

Local: quadra ou pátio             

A brincadeira do Labirinto (Figura 2) é originária de Moçambique e possui uma dinâmica simples e interessante. Para começar é preciso que se faça um desenho do labirinto no chão (a). Os jogadores iniciam o jogo na primeira extremidade do desenho (b). Para seguir em frente tira-se par ou ímpar repetidas vezes. Toda vez que um jogador ganhar ele segue para a extremidade à frente. O jogador que chegar na última extremidade primeiro (d), vence a partida.   Sugestões de variação: - Ao invés de tirar par ou ímpar para seguir em frente os jogadores poderão utilizar o pedra, papel e tesoura. - Pode-se jogador com mais de duas crianças, mas para isso é preciso mudar a disputa de par ou ímpar para adedanha.

Atividade 4 – Mankala

Duração: 25 minutos

Material: caixa de ovos, tesoura e feijões

Local: quadra ou pátio               

Jogo da Mancala é um milenar jogo africano que pode ser encontrado em diferentes países do continente. Seu nome, bem como suas regras, podem variar de um local para o outro, mas a dinâmica é sempre a mesma. Inspirado nas tarefas agrícolas de semeadura e colheita o jogo da Mancala se revela como um jogo estratégico e inteligente. Para confeccionar seu tabuleiro com materiais simples (Figura 3), basta utilizar um caixa de ovos e recortar duas fileiras com 6 cavas cada. As regras básicas são as seguintes (Figura 4): cada jogador iniciará a partida com 24 feijões distribuídos igualmente pelas suas 6 cavas (A). Para decidir quem iniciará a partida os jogadores deverão tirar par ou ímpar. O jogador que iniciar deverá tirar os 4 feijões de sua cava e distribuir (semear) no sentido anti-horário nas cavas ao lado. No entanto, é preciso que pelo menos um de seus feijões seja semeado em uma cava do adversário. Sendo assim, para dar início à partida o jogador obrigatoriamente terá que optar por semear os feijões das cavas IV, V ou VI. No exemplo da Figura 4 o jogador 1 optou por começar com os feijões da cava IV e semeou 1 feijão em suas cavas V e VI e nas cavas I e II do adversário. Todas as vezes que um jogador distribui suas sementes e termina a semeadura completando 2 ou 3 feijões ele pega (colhe) estes feijões pra si. Se houver pares ou trios de feijões nas cavas imediatamente atrás daquela, também terá o direito de colhê-los. Na jogada (E) o jogador 2 distribuiu os 5 feijões de sua cava V e terminou a semeadura na cava IV do adversário com 2 feijões. Com isso, ele teve o direito de colher estes 2 feijões. Um jogador pode colher feijões tanto nas suas cavas quanto na cava do adversário. No entanto, toda vez que for fazer a semeadura deve começar utilizando feijões de sua própria cava. O jogo termina quando um jogador não tiver feijões suficientes para semear até a cava do adversário. Nesse momento, contam-se os feijões que cada um colheu e aquele que tiver colhido o maior número de feijões ganhou o jogo.

Recursos Complementares

No começo de cada atividade o(a) professor(a) poderá fazer algumas considerações sobre as regras dos jogos, bem como sua origens e histórias. Para isso, o(a) professor(a) poderá consultar sites na internet que o(a) ajudarão a embasar sua fala.   

Sugestões de sites:   

Shisima - http://www.mat.ibilce.unesp.br/laboratorio/pages/jogos/shisima.htm (acessado em 09/08/2010)    

Labirinto - Livro “Jogos de Moçambique” Referência: PRISTA, Antonio; TEMBE, Mussa; EDMUNDO, Helio. Jogos de Moçambique. Maputo: INEF; Lisboa: CIDAC, 1992. 79p.   

Mancala - http://www.jogos.antigos.nom.br/mancala.asp (acessado em 09/08/2010) 

http://pt.wikipedia.org/wiki/Mancala (acessado em 09/08/2010) 

Avaliação

Ao final das atividades, o(a) professor(a) poderá pedir às crianças que levem alguns exemplares dos jogos construídos para casa e relatem para os pais tudo que foi aprendido na aula sobre os jogos e brincadeiras africanas. Os pais, por sua vez, deverão escrever para o(a) professor(a) um breve comentário sobre o relato de seus filhos e suas impressões sobre o tema desta aula.                

Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 11 classificações

  • Cinco estrelas 8/11 - 72.73%
  • Quatro estrelas 3/11 - 27.27%
  • Três estrelas 0/11 - 0%
  • Duas estrelas 0/11 - 0%
  • Uma estrela 0/11 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • carlos roberto batista robertoc, Colegio Pampulha , Minas Gerais - disse:
    carlosesocorro@hotmail.comc

    30/11/2014

    Cinco estrelas

    Dou nota 10. Peço a quem de direito for que envie este jogo, para as escolas de Belo horizonte, pois algumas delas estao a procura de quem, entenda, para orientar os alunos, Digo isto por causa do colegio do meu neto que esta com este desafio de jogo para que souber. Pesquisando na internet, fiquei sabendo, Agradeço, a quem se intereçar, neste apoio, O colegio que setei- se chama. COLEGIO PAMPULHA, Na regiao da pampulha em Belo Horizonte MG.


  • JHENIFFER, aluna , Paraná - disse:
    euzinha.jhe@globomail.com

    14/10/2013

    Cinco estrelas

    exelente


  • Eunice, Emef Pedro Nava , São Paulo - disse:
    eunice_silva@hotmail.com

    28/09/2013

    Quatro estrelas

    Muito boa! Me ajudou muito!!


  • Júnior, Colégio Lucia Barros Lisboa , Paraná - disse:
    junior@professorjunioronline.com

    13/11/2012

    Cinco estrelas

    Ótima sugestão, aproveitei para divulgar a aula no meu blog: http://www.professorjunioronline.com/2012/11/jogos-brincadeiras-africanos.html


  • Lauseli, Duque de Caxias , Paraná - disse:
    laferraz21@hotmail.com

    27/08/2012

    Cinco estrelas

    Gostei tanto que vou por em prática! Parabéns! Obrigada por compartilhar...


  • Flaviana, E.M.E.V , Pernambuco - disse:
    flavianacjr@gmail.com

    18/07/2012

    Cinco estrelas

    Parabéns! o seu conteúdo é muito bom e completo, pois ensina como jogar.


  • cristina duran, EMEB HELENA ZANFELICI , São Paulo - disse:
    crisdduran@hotmail.com

    09/03/2011

    Cinco estrelas

    Muito bom essa sua sequencia sobre os jogos e brincadeiras africanas, vou utilizar algumas ideias no projeto da minha turma do infantil III. Parabéns!!!!


  • Marilene Sales, Escola Estadual de Ens. Fund. Médio Profª Terezinha Bezerra Siqueira , Pará - disse:
    profmarilenex@yahoo.com.br

    26/11/2010

    Cinco estrelas

    Adorei!!! A escola onde trabalho, no Pará, realizará atividades relativas à África do Sul e foi possível conhecer sobre jogos matemáticos por meio do seu trabalho/site. PARABÉNS!!!!!!


  • BRUNO, DOM JOAO BATISTA DA MOTTA E ALBUQUERQUE , Espírito Santo - disse:
    neila21@hotmail.com

    19/11/2010

    Cinco estrelas

    foi boa ganhei 10 ptosGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGHGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGGG


  • Pedro Pessula, Moçambique - disse:
    pessula@gmail.com

    05/10/2010

    Quatro estrelas

    A aula é boa e permitir a interacção entre culturas do continente africano. Dizer que o jogo Mankala é identificado no sul de Moçambique como Tchuva e pratica-se em quase todos o país.


  • ALINE DOS SANTOS SILVA ROCHA, Secretaria Municipal de Educação de RIO DE JANEIRO , Rio de Janeiro - disse:
    aline.rocha73@hotmail.com

    26/08/2010

    Quatro estrelas

    Adorei a sugestão da aula!


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.