Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


O uso das letras C e QU

 

25/11/2010

Autor e Coautor(es)
Fernanda Maurício Simões
imagem do usuário

BELO HORIZONTE - MG ESCOLA DE EDUCACAO BASICA E PROFISSIONAL DA UFMG - CENTRO PEDAGOGICO

Clenice Griffo

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Inicial Alfabetização Concepção de alfabetização
Ensino Fundamental Inicial Alfabetização Gêneros de texto
Ensino Fundamental Inicial Alfabetização Evolução da escrita alfabética
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

Ao final dessas atividades, esperamos que o aluno:

  • Compreenda as regras ortográficas que regem o uso das letras C e QU
Duração das atividades
As atividades terão duração de 05 a 06 aulas de 50 minutos.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Segundo estudiosos do campo da leitura e da escrita, a ortografia deve ser objeto de ensino a partir do momento em que os alunos tiverem se apropriado do sistema alfabético de escrita. Nesse sentido, essa sequência de atividades é indicada para crianças capazes de reconhecer que, em linhas gerais, cada letra (grafema) representa um som (fonema). Lembremos, entretanto, que há letras que representam mais de um som e há sons que podem ser representados por mais de uma letra. (o som  /r/  na palavra CARRO é representado por RR e, ao mesmo tempo, pronunciamos /pergunta/ para a grafia perguntar). 

Estratégias e recursos da aula

Atividade 1: Classificação de palavras

Objetivos: Perceber as diferentes possibilidades de uso das letras C e QU. Caro professor, divida a sala em grupos.

Distribua para cada um, fichas de palavras formadas pelas letras C ou QU e uma cartolina dividida em três colunas. Abaixo, algumas sugestões:

Queijo, quiabo, cenoura, jacaré, cinto, macaco, caqui, jaca, correr, copo, pequeno, pouco, brincadeira, pequi, bacia, parque, cinema, quitanda, queimada, cachorro, corrida,  ataque, basquete, quinta-feira, coração, cebola, paciência, tecido, receita 

Peça aos alunos que leiam as palavras e digam as diferenças e semelhanças entre elas.  As crianças deverão perceber que todas as palavras usam C ou QU. Você pode orientar a discussão por meio de perguntas, como:

 - O que essas palavras têm de comum?

- Em que essas palavras se diferenciam uma das outras?

Em seguida, lance o seguinte desafio: Cada grupo deverá dividir as palavras entre as três colunas da cartolina, de acordo com o som produzido pelas letras C e QU em diferentes contextos, ou seja,  quando a letra C está acompanhada das letras A, O e U; quando é seguida pelas letras I e E e quando as letras QU estão juntas com as letras E e I. Durante, a atividade, incentive os aprendizes a perceberem essas questões.             

As crianças deverão organizar o quadro tal como se segue:

JACARÉ

Macaco

Jaca

Correr

Copo

Pouco

Brincadeira

Cachorro

Corrida

Coração

CENOURA

Cinto

Bacia

Cinema

Cebola

Paciência

Tecido

Receita

QUEIJO

Quiabo

Caqui

Pequeno

Pequi

Quitanda

Parque

Queimada

Ataque

Basquete

Quinta-feira

Ao final, peça a um integrante de cada grupo que fixe o cartaz na lousa. Solicite a esse aluno que apresente o cartaz, dizendo os critérios que orientaram a classificação das palavras. Você pode fazer as seguintes perguntas:

- “Por que você dividiu as palavras dessa forma?”

- “Por que a palavra MACACO E CINEMA não ficaram na mesma coluna?”

- “Qual o som da letra C, quando vem acompanhada das letras E ou I?” E quando é acompanhada das letras A, O ou U?

Ao classificar as palavras e discutirem sobre as possibilidades de agrupá-las, os aprendizes deverão fixar a atenção nos valores sonoros que as letras C e QU assumem em diferentes casos.  Após essa etapa, peça às crianças que façam o registro das ‘descobertas’ que fizeram em relação ao uso das letras C e QU. Sugerimos que esse registro seja feito coletivamente e que as crianças o escrevam no caderno. Abaixo, um exemplo:

- Quando a letra C é acompanhada das letras E ou I, fica com o som de S.

- A letra Q sempre é usada seguida da letra U.

Atividade 2: Ditado interativo

Objetivos: Refletir sobre a regra ortográfica que rege a notação do som do /k/ nas palavras.   

Ler e compreender uma ‘fábula’.             

Observar as características estruturais desse gênero textual.

(Caro professor, essa exploração deverá ser breve, uma vez que o foco dessa sequência didática é a ortografia. No entanto, é sempre estimulante explorar as características estruturais do texto lido).                            

Para esta atividade, sugerimos as seguintes intervenções:

2.1 Selecione um texto que apresente palavras compostas pelas letras C e QU. Sugerimos o texto abaixo, retirado do site: http://www.metaforas.com.br/infantis/o_leao_mosquito.htm 

                                                                                                  O LEÃO E O MOSQUITO

 Um leão se queixou de um mosquito que não parava de zumbir ao redor de sua cabeça, mas o mosquito não deu a mínima.

-Você está achando que vou ficar com medo de você só porque você pensa que é rei? – disse ele altivo, e em seguida voou para o leão e deu uma picada ardida no seu focinho.

Indignado, o leão deu uma patada no mosquito, mas a única coisa que conseguiu foi arranhar-se com as próprias garras. O mosquito continuou em seu ataque e o leão começou a urrar como um louco. No fim, exausto, enfurecido e coberto de feridas provocadas por seus próprios dentes e garras, o leão se rendeu. O mosquito foi embora zumbindo para contar a todo mundo que tinha vencido o leão, mas entrou direto numa teia de aranha. Ali o vencedor do rei dos animais encontrou seu triste fim, comido por uma aranha pequenininha.

Moral: muitas vezes o menor de nossos inimigos é o mais temível.  Do livro: Fábulas de Esopo - Companhia das Letrinhas   

Distribua o texto e peça aos alunos que digam que “tipo de texto é”.  Peça que observem o tamanho do texto, quem são as personagens e a presença da moral. Após essa exploração inicial, apresente, oralmente, uma síntese pautada na definição que se segue.

Segundo Costa (2008), a fábula é uma narrativa, quase sempre breve, de grande simplicidade, e cujos personagens, muitas vezes animais irracionais, agem como seres humanos. Ao seu término, aponta sempre uma conclusão moral.    Do livro: Dicionário de Gêneros Textuais - Costa, Sérgio Roberto

Antes de iniciar a leitura do texto, explique aos aprendizes que toda a fábula transmite uma lição de moral. Desafie-os a dizer qual o ensinamento que a fábula “O leão e o mosquito” traz. Leia o título e peça às crianças que levantem hipóteses em relação ao seu conteúdo. Você pode perguntar:

- Qual o título do texto? Sobre o que ele falará?

Após a leitura, peça aos alunos que verifiquem se suas hipóteses se confirmaram. Solicite, também, que digam qual o ensinamento que a fábula pretendeu passar. Durante a discussão, sugerimos que você retome partes do texto para discutir as ideias levantadas pelos aprendizes em relação à moral da fábula. Registre a lição no quadro. Peça, por fim, que desenhem a parte da história que mais gostaram.

2.2 Em outro dia, proponha aos alunos um ditado do texto: “O leão e o mosquito”. Recomendamos que esse tipo de atividade seja realizada somente com textos que a turma já leu e discutiu sobre os seus significados, sua função social etc. Como a fábula já foi trabalhada na atividade 2.1, ela não é tomada aqui apenas como um pretexto para o ensino da ortografia.

Dito isso, nesta atividade, os alunos se voltarão para a grafia de algumas palavras. Explique que você irá fazer o ditado do texto e, a cada palavra que faça o som de CA, CO, CU ou QUI e QUE, todos deverão discutir sobre a regra que orienta a sua escrita. Outro aspecto a ser esclarecido é que o ditado não tem por objetivo verificar se as crianças estão grafando corretamente as palavras. Sua intenção é possibilitar aos alunos O DEBATE sobre as regras ortográficas que regem a sua escrita.

Ao trabalhar a palavra MOSQUITO, por exemplo, você poderá fazer as perguntas:

 - “Como escreveremos essa palavra?” - “Nós usaremos CI ou QUI?”

- “Se a gente usar CI, como nós teríamos que ler a palavra?”

Da mesma forma, na palavra LOUCO, sugerimos as perguntas:

- “Como escrevemos essa palavra?”

 - “É possível escrever LOUQUO? Por quê?   

Atividade 3: Inventando palavras

Objetivos: Refletir sobre as regras que regem o uso do C e do QU, quando se quer produzir o som de /k/.

O trabalho com a invenção de palavras é recomendado quando se focaliza dificuldades ortográficas regidas por regras que, uma vez aprendidas, podem orientar a escrita. Ao inventarem palavras, esperamos que os alunos, ao invés de refletirem sobre seu significado, focalizem sua atenção na reflexão sobre as correspondências letra-som. Sugerimos as seguintes intervenções:

3.1 Produção de palavras inventadas. Escreva no quadro uma palavra inventada que use C ou QU. Você pode escrever, por exemplo: QUITOBA. Explique aos alunos que essa palavra não existe e proponha o desafio de escreverem palavras que não existam e que produzam o som de /k/. Durante a atividade, discuta com a turma sobre o modo de grafar essas palavras e as regras que orientam sua escrita.

3.2 Reescrita do texto “O leão e o mosquito”, com palavras inventadas. Outra possibilidade para o trabalho com a invenção de palavras é propor às crianças a reescrita coletiva do texto “O leão e o mosquito”, substituindo os espaços lacunados por palavras inventadas que produzam o som /k/. Abaixo um exemplo:

                                                                                                    O leão e o  _LOQUI_ 

Um _LOQUI_ se queixou de um mosquito que não parava de zumbir ao redor de sua LICA, mas o mosquito não deu a mínima. -Você está achando que vou ficar com medo de você só porque você pensa que é _QUIZÃO_? – disse ele altivo, e em seguida voou para o leão e deu uma ___________ardida no seu focinho. Indignado, o leão deu uma ____________ no mosquito, mas a única coisa que conseguiu foi arranhar-se com as próprias _____________. O mosquito continuou em seu ataque e o leão começou a _________como um louco. No fim, exausto, enfurecido e coberto de ____________ provocadas por seus próprios dentes e garras, o leão se rendeu. O mosquito foi embora _____________ para contar a todo mundo que tinha vencido o leão, mas entrou direto numa teia de ___________. Ali o vencedor do rei dos animais encontrou seu triste fim, comido por uma aranha pequenininha.

Ao final dessas atividades, as crianças deverão ter compreendido que, para grafar o som /ka/, /ko/, e /ku/ , devemos usar a letra C e, para escrever /ki/ e /ke/, usamos as letras QU.

Atividade 4: Releitura de textos: onde estão as palavras que usam C e QU? 

Objetivo: Levantar e confirmar hipóteses sobre o texto, considerando seu conteúdo                  

Refletir sobre os modos de se notar o som /k/ nas palavras   

Para esta atividade, sugerimos as seguintes intervenções:

4.1 Leitura da fábula: "O periquito Tagarela", retirada do site: http://www.metaforas.com.br/infantis/periquito.htm  

                                                                                       O PERIQUITO TAGARELA 

Os periquitos têm fama de tagarelas. Mas Periquitita deixava as outras mudas, com o seu falatório incessante. Era capaz de ficar vinte e quatro horas falando sem parar. Quem tivesse a desgraça de ser escolhido como vítima ouvinte, não escapava dela tão cedo. Ao fim de algum tempo, o pobre infeliz estava zonzo de tanta conversa fiada em seus ouvidos.

 - Temos de fazer alguma coisa para nos livrar-nos do tormento que a Periquitita nos causa, propôs a zebra.

- Bah! Isso é muito fácil! Exclamou Lemurito, que por alguma razão era considerado o melhor de sua turma. Vamos oferecer-lhe um espelho. Assim ela poderá falar consigo mesma a toda hora. Ela fica tão empolgada com a conversa, que nem vai perceber que está falando sozinha!

O truque deu resultado. Lá ficou a Periquitita, no meio de uma clareira do bosque, falando... falando... com a sua própria imagem refletida no espelho.

Já estava assim havia três dias. Não há nada que a deixe mais entusiasmada do que um ouvinte que nunca responda nada. Se continuasse assim mais uma semana, correria o risco de ficar esgotada.

Mas, que se há de fazer?

Sugerimos que você leia o título do texto e peça aos alunos que levantem hipóteses sobre o seu assunto.

Peça a um aprendiz que inicie a leitura da história e a interrompa no trecho em que os periquitos decidem o plano para se livrarem da periquita. Nesse momento, os alunos deverão dizer, com base nos elementos da história, se o plano dará certo e o que acontecerá com a Periquita.

Ao final da leitura, poderão verificar se suas hipóteses se confirmaram.

4.2 Em outro dia, proponha às crianças uma releitura do texto  "O Periquito Tagarela" para que possam refletir sobre a regra ortográfica trabalhada: o caso do uso das letras C e QU para notar o som /k/. A professora fará a leitura do texto e à medida que aparecer uma palavra que usa a letra C ou QU, os alunos deverão discutir sobre sua grafia e a regra que a orienta. Para essa discussão, sugerimos as seguintes questões:

-  Como foi o escrito o som de /ki/ na palavra periquito?

- Por que ele foi escrito com as letras QU e não com a letra C?

- Qual a regrinha que nos ajuda a escrever essa palavra corretamente?

5. Trabalhando com palavras africanas

Objetivos: Conhecer palavras de nossa língua que são de origem africana                   

Refletir sobre as formas de notação do som /k/ e sistematizar a regra que orienta sua grafia             

Outra possibilidade de trabalhar a regra ortográfica referente ao uso das letras C e QU, de forma significativa, é por meio da reflexão sobre palavras de origem africana, que foram incorporadas em nossa língua. Muitas dessas palavras são formadas pelo som /k/ e, portanto, usam as letras C ou QU. Para isso, sugerimos duas estratégias:

5.1 Inicie a aula, explicando que o Brasil foi construído com grandes contribuições da cultura africana. Os negros, quando foram trazidos para cá para serem escravos, trouxeram também seus conhecimentos, sua culinária e suas línguas. Em seguida, sugerimos a apresentação de dois vídeos. A partir deles, você poderá discutir com a turma sobre as palavras de origem africana e o seu significado em nossa cultura. Muitas dessas palavras são conhecidas pelas crianças.

Vídeo 1: http://www.slideshare.net/guest2aaba2/palavras-de-origem-africana.

Vídeo 2:   http://www.youtube.com/watch?v=bgJasdGJ_Og 

Sugerimos também a consulta ao site abaixo. Ele traz informações sobre as palavras de origem africana:  http://www.culturanegra.com.br/africanalinguaportuguesa.htm 

5.2 Quebra cabeça de palavras. Em outro momento, distribua aos alunos as sílabas para a formação do seguinte o grupo de palavras:     

QUITUTE

BATUQUE

CACHIMBO

MOLEQUE

PIPOCA

CAÇULA

CAFUNÉ

MOQUECA

CANJICA

QUINDIM

Peça às crianças que organizem todas as sílabas sobre a carteira. Em seguida, dite cada palavra acima para que elas as formem. Nesta atividade, os alunos deverão estar atentos para as regras que orientam a grafia do som /k/.

 Ao final, discuta com a turma sobre a regra que orienta o uso das letras C e QU. Volte ao registro produzido na atividade 1 e pergunte aos alunos se desejam acrescentar mais alguma informação. Sugerimos que o registro da regra ortográfica permaneça fixado na sala e, sempre que necessário, o professor chame atenção para essa regra.

Recursos Complementares

Caro professor, para aprofundar os estudos sobre a ortografia, sugerimos a leitura do livro: O aprendizado da Ortografia, de Artur Gomes de Morais.

Avaliação

Para verificar se os aprendizes compreenderam as regras que regem a notação do som /k/, sugerimos que você desenvolva duas estratégias:

  • Ditado de palavras que focalizem a regra trabalhada.
  • Auto ditado das palavras que focalizam a regra trabalhada.

Entregue para os alunos uma folha com os desenhos. Os aprendizes deverão escrever, ao lado de cada imagem, o respectivo nome. Com estas atividades, você perceberá se os alunos se apropriaram da regra ortográfica ou se é necessário o desenvolvimento de novas intervenções para que alcancem esse objetivo. Nesse caso, repita as atividades sugeridas aqui, selecionando outros textos e outras palavras.       

Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 9 classificações

  • Cinco estrelas 8/9 - 88.89%
  • Quatro estrelas 1/9 - 11.11%
  • Três estrelas 0/9 - 0%
  • Duas estrelas 0/9 - 0%
  • Uma estrela 0/9 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.