Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


“Classificação, seriação e correspondência numérica através das brincadeiras”.

 

26/08/2010

Autor e Coautor(es)
Thalita Carlos Moreno Tomé Peres
imagem do usuário

UBERLANDIA - MG Universidade Federal de Uberlândia

Rita de Cássia Roger Mariano

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Educação Infantil Matemática Números e sistemas de numeração (contagem; notação e escrita numéricas e operações)
Educação Infantil Matemática Espaço e forma
Educação Infantil Matemática Grandezas e medidas
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

Possibilitar às crianças classificar de acordo com um ou mais atributos;

Colaborar para o desenvolvimento e a memorização das seqüências numéricas;     

Fixar conceitos matemáticos através do lúdico;

Desenvolver a atenção, a observação, a participação e o interesse.

Duração das atividades
3 aulas de 1 hora cada.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Não há a necessidade de conhecimentos prévios.

Estratégias e recursos da aula

Problematização

Inicie esta aula, fazendo os seguintes questionamentos:

"Todos somos do mesmo tamanho"?

"Quem é o(a) maior da turma"?

"E o(a) menor"?

Instigue as crianças a levantarem diversas hipóteses, registre estas hipóteses.

Como podemos fazer para comprovar nossas hipóteses? Registre as soluções.

Proponha a comprovação destas hipóteses através das atividades listadas abaixo.

Sugestão

Uma ótima idéia para explorar o tamanho das crianças na sala é o plantio de Girassóis. Estas plantas costumam crescer rápido e chega a atingir 3 metros de altura, podendo assim comparar o tamanho dos girassóis ao tamanho das crianças, e ainda seriar os girassóis à medida em que eles forem crescendo. A professora Núbia Silvia Guimarães Paiva sugere esta atividade na aula: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=10269

Confira!

Atividades

Comparando o tamanho das crianças da sala – Seriação.

Providencie uma folha de papel Kraft grande para cada criança da sala;  

Peça que as crianças deitem no chão, e solicite que um amigo da turma faça o contorno do corpo das crianças com caneta hidrocor;   

Com os moldes prontos proponha que as crianças descubram qual é o seu molde;                                                                                             

Organize na sala uma seqüência do menor para o maior;   

Assim que cada criança descobrir qual é o seu molde, cole uma foto delas na cabeça do molde e ao lado de cada molde cole uma ficha com os nomes de cada criança.   

Aproveite para trabalhar as diferenças que poderão aparecer: quem é o amigo maior da turma? E o menor?   

Entregue barbantes para as crianças e solicite que elas meçam com os barbantes seus moldes. Solicite também que elas fixem estes barbantes juntamente com as fichas de nomes.   

Como registro, proponha que cada criança enfeite com papel picado seu molde.

Medindo com azulejos - Correspondência numérica.

Dentro das possibilidades do espeço físico da escola, se houver uma parede azulejada, meça com os alunos a altura de cada criança da sala. Outra possibilidade é desenhar azulejos (com cerca de 15 cm por 15 cm) em folhas de papel pardo ou similar para depois fixá-las em uma parede, permitindo assim, que as crianças comparem suas alturas.

Construa uma tabela para registrar a altura (em azulejos) das crianças;

Analise com as crianças a tabela e faça com elas a observação das diferenças nos registros: "Quem é o mais alto da sala? Quantos azulejos ele mede de altura? (neste momento explore a corresponência numeral quantidade e solicite que as crianças façam o registro deste numeral), Há crianças com a mesma altura?

Esta atividade de medida de altura pode ser repetida ao longo do ano para que as crianças percebam o quanto cresceram.

Classificando com as letras do meu nome.

Solicitar que as crianças escrevam seus nomes em fichas;  

Estas fichas serão utilizadas para identificar as medições com os azulejos; 

Com as crianças dispostas em Roda, espalhar as fichas no centro da Roda (todas com os nomes virados para baixo);   

Pedir que uma a uma, cada criança retire uma ficha do centro da Roda (caso ela pegue a própria ficha, oriente-a devolver a ficha e pegar outra);   

Pedir que cada criança leia o nome da ficha retirada e agrupe novas palavras que inicie com a letra inicial do nome escolhido. Por exemplo: Lucas – leite, lápis, livro, etc.   

Continue a atividade até que todas as crianças tenham participado;   

Crie um banco de palavras na sala, com as palavras agrupadas na brincadeira;   

Este banco de palavras poderá ser usado sempre que alguém encontrar dúvidas para ler ou escrever determinada palavra.

Recursos Complementares
Avaliação

Além do painel individual que será produzido, registrando as conclusões do grupo, a professora observará toda a dinâmica do trabalho (como as crianças se organizam no trabalho em grupo, como é a participação e envolvimento de cada membro observando elementos de clareza, coerência e encadeamento de idéias e ainda, a iniciativa na obtenção dos recursos necessários para a realização das atividades).

Opinião de quem acessou

Cinco estrelas 1 classificações

  • Cinco estrelas 1/1 - 100%
  • Quatro estrelas 0/1 - 0%
  • Três estrelas 0/1 - 0%
  • Duas estrelas 0/1 - 0%
  • Uma estrela 0/1 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • Edileide Nogueira, Escola municipal Otilia Begot , Pará - disse:
    edileidenogueira@hotmail.com

    28/01/2014

    Cinco estrelas

    ótimo material aula expositiva de forma criativa e dinamica adorei e registro minha opinião . excelente


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.