Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Música popular brasileira

 

01/10/2010

Autor e Coautor(es)
Eliane Candida Pereira
imagem do usuário

SAO PAULO - SP Universidade de São Paulo

Mary Grace Martins

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Inicial Artes Música: Compreensão da música como produto cultural e histórico
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
  • Identificar a música como produto cultural e histórico.
  • Saber utilizar diferentes fontes de informação e recursos tecnológicos para construir conhecimentos.
  • Trabalhar em grupos interagindo para atingir um objetivo comum.
Duração das atividades
5 horas aula
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

-----------

Estratégias e recursos da aula

O trabalho com a música popular brasileira permitirá à turma reconhecer que a produção cultural tem relação com o contexto histórico de um grupo. Para isso, a turma fará pesquisas com diferentes focos dentro do tema Música Popular Brasileira. A busca de informações, as discussões e a socialização das pesquisas serão momentos importantes para a reflexão sobre o contexto socio-cultural em que estamos inseridos.

1ª atividade: introdução do tema

O choro está presente nas origens da música urbana tipicamente brasileira.

Pergunte o que os alunos sabem sobre a história da música popular no Brasil. Liste informações que apresentarem.

Em seguida, exiba o vídeo  Chorinho [Brasilidade] 

Promova uma roda de comentários: o que já tinham ouvido falar a respeito?

Faça uma leitura compartilhada do seguinte artigo para introduzir mais informações:   

"Dizer que a música popular feita no Brasil é caracterizada por sua riqueza é repetitivo, mas é essencial para defini-la. Sua história começa com os índios e com a música feita pelos jesuítas que aqui aportaram. Esse encontro entre a música dos jesuítas e a música dos indígenas é a pré-história da música popular do Brasil. A evolução desses ritmos primitivos, como o cateretê ou o cantochão, são ainda hoje tocados em festas populares.

A música popular do Brasil só se tornaria mais forte no final do século 17, com o lundu, dança africana de meneios e sapateados, e a modinha, canção de origem portuguesa de cunho amoroso e sentimental. Esses dois padrões, a influência africana e a européia, alternaram-se e combinaram-se das mais variadas e inusitadas formas durante o percurso que desembocou, junto a outras influências posteriores, na música popular dos dias de hoje, que desafia a colocação de rótulos ou classificações abrangentes.

Durante o período colonial e o Primeiro Império, além dos já citados lundu e modinha, também as valsas, polcas e tangos de diversas origens estrangeiras encontraram no Brasil uma nova forma de expressão. Já no século 19 surgem os conjuntos de chorões, que adaptam formas musicais européias -como a mazurca, a polca e o scottisch- ao gosto brasileiro e à forma brasileira de se tocar essas construções. Surge então, a partir da brasileirização dessas formas, o choro, e firmam-se novas danças, como o maxixe.

Outras duas coisas que ajudaram decisivamente o aparecimento da canção popular no Brasil foram o carnaval carioca e o gramofone. Pixinguinha, João da Baiana, Donga -autor de Pelo Telefone, primeiro samba gravado, em 1917-, foram grandes nomes nesse período, junto com os continuadores dos chorões. O samba urbano só se firmaria na década de 30, época em que surge a primeira escola de samba, a Deixa Falar, fundada em 1929. Depois, com a popularização do rádio e do disco a música popular se consolidaria e chegaria ao mundo de opções musicais que hoje o Brasil possui."

Fonte:  http://almanaque.folha.uol.com.br/musicapopulardobrasil.htm   

 2ª atividade: pesquisa orientada, em grupos de trabalho

Proponha que organizem uma linha do tempo da história da música popular brasileira. Para isso, organize, no mínimo, 5 grupos de trabalho. Cada grupo receberá uma ficha diferente com as orientações de pesquisa:

Pesquisa  1: O que aconteceu na música popular brasileira de 1870 a 1919 ?

1.    Definam um responsável pela organização do material ao longo das pesquisas, bem como a forma de salvar arquivos de textos, imagens,  áudios, pesquisados;

2.    Considerando o período de 1870 à 1919, levantem dados sobre :

  • Choro, rancho,  maxixe, samba
  • Chiquinha Gonzaga  e Pixiguinha  

3.    Busquem imagens e músicas relacionadas aos temas, salvando os arquivos devidamente nomeados em uma pasta do computador, pendrive ou CD.

4.    Elaborem um texto sintetizando os principais fatos da história da música popular brasileira, envolvendo os temas da pesquisa.

5.    Ao final, elaborem um breve relatório sobre como pesquisaram, a colaboração dos membros da equipe, o que aconteceu de positivo, o que aconteceu de negativo no processo.

Pesquisa  2:  O que aconteceu na música popular brasileira de 1920 a 1945?

1.    Definam um responsável pela organização do material ao longo das pesquisas, bem como a forma de salvar arquivos de textos, imagens,  áudios, pesquisados;

2.    Considerando o período de 1920 a 1945, levantem dados sobre :

  • “Década de Ouro”
  • Carnavais;  baião ·         
  • Noel Rosa, Lamartine Babo, Carmem Miranda, Luiz Gonzaga

3.    Busquem imagens e músicas relacionadas aos temas, salvando os arquivos devidamente nomeados em uma pasta do computador, pendrive ou CD.

4.    Elaborem um texto sintetizando os principais fatos da história da música popular brasileira, envolvendo as palavras chave da pesquisa.

5.    Ao final, elaborem um breve relatório sobre como pesquisaram, a colaboração dos membros da equipe, o que aconteceu de positivo, o que aconteceu de negativo no processo.

  

Pesquisa  3:  O que aconteceu na música popular brasileira de De 1945 A 1964? 

1.    Definam um responsável pela organização do material ao longo das pesquisas, bem como a forma de salvar arquivos de textos, imagens,  áudios, pesquisados;

2.    Considerando o período de De 1945 A 1964, levantem dados sobre:

  • Programas de Rádio
  • Bossa Nova
  • Emilinha Borba e Marlene

3.    Busquem imagens e músicas relacionadas aos temas, salvando os arquivos devidamente nomeados em uma pasta do computador, pendrive ou CD.

4     Elaborem um texto sintetizando os principais fatos da história da música popular brasileira, envolvendo as palavras chave da pesquisa.

5.    Ao final, elaborem um breve relatório sobre como pesquisaram, a colaboração dos membros da equipe, o que aconteceu de positivo, o que aconteceu de negativo no processo.  

Pesquisa  4:  O que aconteceu na música popular brasileira de  1964 A 1972?

1.    Definam um responsável pela organização do material ao longo das pesquisas, bem como a forma de salvar arquivos de textos, imagens,  áudios, pesquisados;

2.    Considerando o período de 1964 A 1972, levantem dados sobre: ·

  • Os Festivais de Música Popular
  •  A Jovem Guarda
  • O Movimento Tropicalista ·
  • A Influência da Censura na Música Popular

3.    Busquem imagens e músicas relacionadas aos temas, salvando os arquivos devidamente nomeados em uma pasta do computador, pendrive ou CD.

4     Elaborem um texto sintetizando os principais fatos da história da música popular brasileira, envolvendo as palavras chave da pesquisa.

5.    Ao final, elaborem um breve relatório sobre como pesquisaram, a colaboração dos membros da equipe, o que aconteceu de positivo, o que aconteceu de negativo no processo.

Pesquisa  5:  O que aconteceu na música popular brasileira de  1973 aos dias atuais? 

1.    Definam um responsável pela organização do material ao longo das pesquisas, bem como a forma de salvar arquivos de textos, imagens,  áudios, pesquisados;

2. Considerando o período de 1973 aos dias atuais, levantem dados sobre:

  • As influências do Norte e Nordeste na Música Popular
  • O Ressurgimento dos Festivais
  • A Música Popular nos Anos Oitenta e Noventa

3.    Busquem imagens e músicas relacionadas aos temas, salvando os arquivos devidamente nomeados em uma pasta do computador, pendrive ou CD.

4.    Elaborem um texto sintetizando os principais fatos da história da música popular brasileira, envolvendo as palavras chave da pesquisa

5.    Ao final, elaborem um breve relatório sobre como pesquisaram, a colaboração dos membros da equipe, o que aconteceu de positivo, o que aconteceu de negativo no processo.

Será importante observar como os alunos selecionam e organizam as informações pesquisadas, fazendo as intervenções necesssárias.

3ª atividade: organização de informações em um documentário

Como cada grupo pesquisou um período diferente da história da  música popular brasileira, será importantíssima a socialização das informações. Organize a socialização das pesquisas por meio de um documentário sobre a História da Música Popular Brasileira.

Cada grupo será responsável por um segmento do programa e deverá garantir a apresentação das informações pesquisadas com imagens, textos e audio. Definam juntos quanto tempo cada grupo terá para expor os elementos principais do periodo sobre o qual pesquisaram no trecho do documentário.

Proponha a organização das informações usando um programa onde possam unir imagens, sons e textos, de maneira dinâmica, como por exemplo, o Movie Maker.

Essa ferramenta  oferece :

  • Uma linha do tempo, onde é possível visualizar o tempo de todas as faixas de vídeo, imagens e áudio inseridas no projeto,
  • a janela de recursos, em que aparecem os recursos para áudio e video, como por exemplo, efeitos e transições;
  • o visualizador, que permite prever como ficará a sequência de imagens e áudio incluídas no projeto.

Para os grupos saberem como usar, disponibilize tutoriais e apostilas:

http://www.apostilando.com/download.php?cod=457

Cada grupo deverá inserir as imagens pesquisadas e os arquivos de áudio, unindo as informações por meio de textos.

Ao final, as produções de cada grupo serão organizadas em um só arquivo, de acordo com a ordem cronológica dos fatos. Lembrem-se de adicionar os créditos das imagens e arquivos de áudio, bem como os nomes dos alunos.

4ª atividade: apresentação da produção com debate e avaliação

Proponha que a apresentação ocorra com um projetor multimidia.

Após a exibição, complemente informações, se necessário,  tais como:

  • Chiquinha Gonzaga: sua passagem pela música nacional é também um marco na história das mulheres do país. Feminista, Chiquinha desafiou e transgrediu muitos costumes machistas na época em que viveu, e, ainda mais: é atualmente tida como uma das maiores compositoras e instrumentistas da música brasileira. Sua obra tem mais de 2000 composições.   
  • Pixinguinha: foi autor de dezenas de valsas, sambas, choros e polcas. Compôs orquestrações para cinema, teatro e circo, além de arranjos para intérpretes famosos, entre os quais Carmem Miranda, Francisco Alves e Mário Reis. Considerado o maior flautista brasileiro de todos os tempos e mestre do chorinho, Pixinguinha desde pequeno dedicou-se à música. Aprendeu a tocar cavaquinho com os irmãos Leo e Henrique e aos 11 anos já dominava o instrumento. Seu pai, um excelente flautista, também foi mais um dos mestres que Pixinguinha teve em seu ambiente familiar   Noel Rosa Noel de Medeiros Rosa (Rio de Janeiro, 11 de dezembro de 1910 — Rio de Janeiro, 4 de maio de 1937) foi um sambista, cantor, compositor, bandolinista, violonista brasileiro e um dos maiores e mais importantes artistas da música no Brasil.[1] Teve contribuição fundamental na legitimação do samba de morro e no "asfalto", ou seja, entre a classe média e o rádio, principal meio de comunicação em sua época.
  • Lamartine Babo: na década de 30 compôs as marchinhas de carnaval mais populares até hoje: "O Teu Cabelo Não Nega", "Linda Morena", "Cantores do Rádio"; também fez obras-primas no samba, como "No Rancho Fundo" (com Ary Barroso), "Lua Cor de Prata", e até valsas, como "Eu Sonhei que Tu Estavas Tão Linda" (com Francisco Mattoso). Além disso, Lamartine - que tinha uma forma caricata de cantar acompanhando-se num trombone de boca - compôs hinos para times de futebol cariocas: América , Flamengo, Fluminense, Botafogo e Vasco.   
  • Carmem Miranda: nasceu em Portugal, veio para o Brasil ainda bebê, fixando-se com a família no Rio de Janeiro. Carmem gravou alguns outros discos antes de estourar com seu primeiro grande sucesso, a marchinha "Pra Você Gostar de Mim (Taí)" , que bateu recordes de venda, com 36.000 cópias. Em pouco tempo fez participações em programas de grande audiência, cantando músicas como "Mamãe Eu Quero", "Tico-tico no Fubá", "O Que É Que a Baiana Tem?" e "South American Way" e se tornou um fenômeno também nos EUA, onde chegou a ser a segunda estrela mais bem paga de Hollywood.
  • Luiz Gonzaga:  foi o primeiro músico assumir a nordestinidade representada pela a sanfona e pelo chapéu de couro. Foi em 1950 que recebeu dos paulistas o título de “REI DO BAIÃO”  que o consagra até nossos dias.
  • Emilinha Borba e Marlene: ganharam muitos títulos e prêmios nos anos 50, e seus fãs viviam em rixa já que  as duas cantoras disputaram várias vezes o posto de Rainha do Rádio, mas mesmo assim gravaram juntas diversas faixas.
  • Jovem Guarda e  Tropicália: num sentido estrito, a expressão Jovem Guarda designou programa da TV Record, de São Paulo SP, de 1965 a 1969, comandado por Roberto Carlos, Erasmo Carlos e Wanderléia; mas tem sido comumente empregada para definir gênero musical também conhecido como iê-iê-iê, a versão brasileira do rock internacional da época. Segundo Erasmo Carlos, foi justamente a Tropicália – movimento que Gil e Caetano fundaram nesse período – uma das principais causas do esvaziamento da Jovem Guarda. "A Tropicália – diz ele – era uma Jovem Guarda com consciência das coisas, e nos deixou num branco total". (fonte: http://www.mpbnet.com.br/musicos/jovem.guarda/index.html) . "Enquanto Roberto Carlos e a Jovem Guarda embalavam as tardes de domingo de grande parte da juventude daquela época, artistas considerados engajados, como Geraldo Vandré, Chico Buarque e Edu Lobo, intensificavam o processo de nacionalização e politização na chamada música popular. Porém, se alguns consideravam qualquer influência cultural estrangeira uma ameaça à resistência ao regime militar, os baianos mostraram no Rio de Janeiro que a sociedade poderia ser um pouco mais complexa, misturando berimbau com guitarras elétricas e propondo um estilo musical que deu novos rumos à música brasileira naquele momento." (fonte:http://agendacuca.blogspot.com/2010/08/quem-me-dera-agora-eu-tivesse-um.html) 

Em seguida, estimule os comentários dos alunos e a manifestação de opiniões: que rumos vislumbram para a história da música popular brasileira hoje?

Por fim, retome a autoavaliação que os grupos iniciaram na atividade 2. Peça que a complementem pensando nas atividades 3 e 4. Circule entre os grupos discutindo os pontos de vista e apontando as incoerências frente as suas observações do processo, se houver.

Recursos Educacionais
Nome Tipo
Chorinho [Brasilidade] Vídeo
Recursos Complementares

Disponibilize para os alunos o link do documentário: Chorinhos e Chorões , do diretor Antonio Carlos da Fontoura, produzido em 1974, com duração de  11 min. O documentário está disponivel para assistir em http://www.portacurtas.com.br/Filme.asp?Cod=4749 .

O documentário Enquanto a Tristeza não Vem, com o depoimento do compositor Sérgio Ricardo, relaciona o contexto histórico com a manifestação artística do povo brasileiro, "tendo como contrapontos uma responsabilidade política revolucionária que tomava as mentes dos estudantes brasileiros no início da década de 60 e os efeitos da censura sobre a cultura e o saber popular, após a ditadura militar". O filme está disponível em  http://www.portacurtas.com.br/Filme.asp?Cod=2677 . Junto ao filme, você também encontrará sugestões de  sequências didáticas para utilização em sala de aula em http://www.portacurtas.com.br/parecerfilme2.asp?Cod=2677  

Avaliação

Considerando os objetivos dessa sequência de atividades:

  • identificar a música como produto cultural e histórico;
  • saber utilizar diferentes fontes de informação e recursos tecnológicos para construir conhecimentos;
  • trabalhar em grupos interagindo para atingir um objetivo comum;

observe, durante a pesquisa de cada grupo, a pertinência das informações selecionadas, verificando se os alunos identificam elementos do contexto social e político na produção musical de cada período; acompanhe a produção de cada parte do documentário, fazendo anotações sobre  as soluções e encaminhamentos que cada participante leva para o produto final e, por fim, discuta com os grupos suas observações, aliando-as ou as contrapondo, à autoavaliação que fizeram.

Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 10 classificações

  • Cinco estrelas 4/10 - 40%
  • Quatro estrelas 6/10 - 60%
  • Três estrelas 0/10 - 0%
  • Duas estrelas 0/10 - 0%
  • Uma estrela 0/10 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • joao emanoel, eefm senador osires pontes , Ceará - disse:
    jemanoel17@gmail.com

    30/10/2013

    Cinco estrelas

    o aula é excelente,ela me ajudou a entender o trabalho e como faze-lo,acho q agora eu vou tirar um dez no meu trabalho sobre a musica


  • Neusa Braga, Não trabalho em escola atuamento , Rio de Janeiro - disse:
    neusabraga@oi.com.br

    01/09/2013

    Cinco estrelas

    A música apresentada como linha do tempo marca as questões políticas e sócias, e é um ótimo elemento para que o aluno compreenda o contexto cultural e histórico.


  • Silvana Santana, Colégio Tertuliano de Souza Pereira , Bahia - disse:
    dagatiju@yahoo.com.br

    28/07/2013

    Quatro estrelas

    Aula muito interessante... Parabéns... muito boa...


  • Marlene Madeira, COLÉGIO DA URCAMP- DOM PEDRITO , Rio Grande do Sul - disse:
    marlene27madeira@yahoo.com.br

    13/04/2013

    Cinco estrelas

    Este rabalho é muito bom, vou utilizá-lo em sala de aula. Parabéns!


  • Sidnei Sólon, UMESP , São Paulo - disse:
    inaciossidnei@gmail.com

    19/12/2012

    Quatro estrelas

    Ótimo conteúdo. Estou iniciando uma pesquisa sobre O que é música popular sob uma perspectiva filosófica.


  • VANUZA ROSA CORREA RIBEIRO, E.M.ED.INF.E FUND.SANTA TEREZINHA , Pará - disse:
    vanuzaribeiro50@hotmail.com

    21/08/2012

    Cinco estrelas

    ACHEI A AULA MUITO INTERESSANTE.


  • Litarcia, E. Municipal Professor Antonio Severiano , Rio Grande do Norte - disse:
    litarcia@gmail.com

    03/05/2012

    Quatro estrelas

    Achei muito importante a delimitação do que realizar a cada passo. Muitas vezes temos ideias interessantes e até dominamos muito bem o conteúdo, mas na hora de propor uma sequencia didática aos alunos nos perdemos um pouco. Essa sugestão de aula está bem direcionada e acredito que dessa maneira o professor terá melhor controle sobre os ojetivos que quer alcançar.


  • LIGIA MARIA DE MESQUITA, PREF MUN DE NOVA VENEZA , Goiás - disse:
    ligiamoles@hotmail.com

    17/05/2011

    Quatro estrelas

    otima !!!


  • JOSE LOURENCO , ODILON CORREA PROF , São Paulo - disse:
    lourenco2portugues@hotmail.com

    29/03/2011

    Quatro estrelas

    MUITO BOM! CADA VEZ MAIS NOTAMOS A NECESSIDADE DA JUNÇÃO DOS CONTEÚDOS PARA UMA COMPREENSÃO MAIOR DA MÁTERIA - E PODER ALIAR LITERATURA, HISTÓRIA E MÚSICA PARA QUE OS ALUNOS VEJAM ESSA RELAÇÃO É DE SUMA IMPORTÂNCIA PARA O APROVEITAMENTO DELES.BUSCAR NOVAS FORMAS DE SENSIBILIZÁ-LOS PARA ESSE APRENDIZADO É VÁLIDO.MUITO VÁLIDO!!


  • CRISTIANA APARECIDA PEREIRA, TEREZINHA L OLIVEIRA C E E F MEDIO , Paraná - disse:
    cristiana-ape@hotmail.com

    18/10/2010

    Quatro estrelas

    Achei ótima a aula parabéns .....


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.