Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Sobre o gênero discursivo - diário

 

19/10/2010

Autor e Coautor(es)
Lazuita Goretti de Oliveira
imagem do usuário

UBERLANDIA - MG ESC DE EDUCACAO BASICA

Eliana Dias

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Final Língua Portuguesa Análise linguística: organização estrutural dos enunciados
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo Língua Portuguesa Linguagem escrita: leitura e produção de textos
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
  • identificar o diário como gênero da ordem do relatar, pertencente ao domínio social da memorização e documentação das experiências humanas, situando-as no tempo;
  • identificar as características estruturais e funcionais  do  gênero diário;
  • produzir uma página de diário, levando em conta as características do gênero e as condições de produção.
Duração das atividades
05 aulas de 50 minutos cada
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
  • Estrutura básica da narrativa.
Estratégias e recursos da aula
  • utilização do laboratório de informática e sala de vídeo;
  • atividades realizadas em grupo ou duplas de alunos.
  • utilização de textos, imagens e vídeos veiculados na internet.

Aula 01 (50 minutos)

O tema a ser tratado nessa aula é o diário - um dos gêneros da literatura autobiográfica  no qual são registrados acontecimentos cotidianos a partir de uma visão pessoal, possui, por esse motivo, um caráter intimista e confidente. Esse gênero pertence à ordem do relatar – agrupamento que comporta os gêneros pertencentes ao domínio social da memorização e documentação das experiências humanas, situando-as no tempo.

Atividade

1. Como ponto de partida, para ativar o conhecimento prévio dos alunos a respeito do gênero diário, o professor deverá perguntar a eles:

a. O que é um diário pessoal?

b. Quem tem hábito de registrar as experiências do cotidiano em um diário?

c. Quem já teve um diário?

d. Escrever  um diário está “fora de moda”? Por quê?

e. Pode-se dizer que um blog é um versão moderna  do diário? Por quê?

f. Quem  tem o costume de acessar blogs ou possui um?  Para que servem os blogs? Comente.

2.  Ao final da conversa com os alunos, o professor deverá concluir juntamente com eles que, atualmente, o diário é um instrumento de produção de cultura no mundo todo, usado como registro dos acontecimentos do dia-a-dia. Dependendo de sua função, o diário pode ser usado como algo público ou privado, comunitário ou pessoal; e de maneira geral  é escrito em primeira pessoa.

3. Para apresentar aos alunos as características estruturais e funcionais  do  gênero diário, o professor deverá reproduzir  para eles a cópia da sinopse do livro “Diário de um Banana” de Jeff Kinney.

Observação: objetiva-se com a apresentação da sinopse do livro aos alunos possibilitar a eles informações sobre o contexto em que as páginas de diário foram produzidas.

DIÁRIO DE UM BANANA - UM ROMANCE EM QUADRINHOS - Jeff Kinney

Não é fácil ser criança. E ninguém sabe disso melhor do que Greg Heffley, que se vê mergulhado no ensino fundamental, em que fracotes subdesenvolvidos dividem os corredores com garotos mais altos, mais malvados e que já se barbeiam. Em 'Diário de um Banana', Greg nos conta as desventuras de sua vida escolar. Em busca de um pouco de popularidade (e também de um pouco de proteção), o garoto se envolve em uma série de situações que procura resolver de uma maneira muito particular.

http://www.magmablog.com/2010/04/diario-de-um-banana-livros-e-filme.html 

4. Na sequência, após a leitura da sinopse do livro, o professor deverá exibir para os alunos trailers do filme “O diário de um Banana”.

Disponíveis em:

http://www.youtube.com/watch?v=7CtyrVGldJs 

http://www.youtube.com/watch?v=YAtfp_iYr5g 

http://www.youtube.com/watch?v=7CtyrVGldJs&feature=related 

Aula 02 (50 minutos)

Atividade

1.O professor deverá reproduzir para os alunos a cópia das páginas do diário de Greg – narrador do “Diário de um Banana”.   

Disponível em:

http://4.bp.blogspot.com/_UA8XLoRk428/S9a8qK1HzKI/AAAAAAAACm4/UO2A-mSbTPw/s1600/pag1.jpg  

       

Disponível em:

http://1.bp.blogspot.com/_UA8XLoRk428/S9a9FaizDWI/AAAAAAAACnA/GgFS54ONwLA/s1600/pag2.jpg 

3. Após a leitura das páginas do diário de Greg, os alunos, em dupla, deverão responder às questões seguintes que deverão ser passadas no quadro pela professsora.

a. Observe a data na abertura da página do diário de Greg? O que isso indica?

b. As pessoas do discurso são: 1ª. (eu/nós),  aquela que fala; a 2ª. (tu/vós), aquela com quem se fala; e a 3ª. (ele, ela/ eles, elas). O diário é escrito  em que pessoa do discurso?  Por quê?

c. Um texto é um enunciado. Quem produz um enunciado é um enunciador. Complete a frase seguinte com a caracterização do enunciador, quanto à pessoa do discurso. Um diário é um texto escrito por _____________________________________________________.

d. Transcreva do texto palavras que identificam o sexo do enunciador.

e. Qual seria a idade do enunciador? Justifique sua resposta com passagens do texto.

f. Que pessoas são citadas nessas páginas de diário?

g. Que acontecimento é relatado pelo enunciador?

h. Conclua: que tipo de acontecimento é registrado em um diário?

i. Em um diário, também se registram pensamentos, um modo de enxergar a vida. Qual é a opinião, o ponto de vista do enunciador sobre o seu futuro e sobre os seus colegas do ensino fundamental?  

Aula 03 (50 minutos)  

Atividade

    

Disponível em:

http://www.brasileirosnaholanda.com/elis/elis014.htm  

1. O professor deverá levar os alunos ao laboratório de informática para, em dupla, pesquisarem sobre  Anne Frank e seu diário, seguindo o roteiro abaixo.

a. Quem foi Anne Frank;

b. Quando e onde ela viveu;

c. Em que circunstâncias Anne Frank escreveu seu diário que mais tarde se tornou livro, traduzido em várias línguas.

Pra responderem às perguntas, os alunos deverão acessar os sites:

http://educacao.uol.com.br/historia/anne-frank.jhtm 

http://www.starnews2001.com.br/anne-frank/anne-frank.html 

http://www.brasileirosnaholanda.com/elis/elis014.htm 

Aula 04 (50 minutos)   

Atividade

I-. O professor deverá reproduzir para os alunos a cópia do texto "O diário de Anne Frank".

Casa de Ane Frank

Disponível em:

http://feriasde2009.blogspot.com/2009/09/holanda-amesterdao.html 

Visão do esconderijo da família Frank em Amsterdã, na parte dos fundos do edifício.

Foto: Casa Anne Frank cedida pela Plataforma Brasil-Holanda.

Disponível em:

http://www.museudapessoa.net/guerra/historias/anexo.shtml 

O Diário de Anne Frank (O documentário mais dramático da Segunda Guerra Mundial)

 Espero poder confiar inteiramente em você, como jamais confiei em alguém até hoje, e espero que você venha a ser um grande apoio e um grande conforto para mim.

 (Anne Frank, 12 de junho de 1942.)

 Assim, Anne Frank inicia o seu famoso diário, que ela escreveu em seu refúgio, que ficava na casa de trás (1942 a 1944).

 ... Daí, este diário. A fim de destacar na minha imaginação a figura da amiga por quem esperei tanto tempo, não vou anotar aqui uma série de fatos banais, como faz a maioria. Quero que este diário seja minha amiga e vou chamar esta amiga de Kitty. Mas se eu começasse a escrever a Kitty, assim sem mais nem menos, ninguém entenderia nada. Por isso, mesmo contra minha vontade, vou começar fazendo um breve resumo do que foi minha vida até agora."

 Domingo, 14 de junho de 1942

Vou começar a partir do momento em que ganhei você, quando o vi na mesa, no meio dos meus outros presentes de aniversário. (Eu estava junto quando você foi comprado, e com isso eu não contava.)

 Na sexta-feira, 12 de junho, acordei às seis horas, o que não é de espantar; afinal, era meu aniversário. Mas não me deixam levantar a essa hora; por isso, tive de controlar minha curiosidade até quinze para as sete. Quando não dava mais para esperar, fui até a sala de jantar, onde Moortje (a gata) me deu as boas-vindas, esfregando-se em minhas pernas.

 Pouco depois das sete horas, fui ver papai e mamãe e, depois, fui à sala abrir meus presentes, e você foi o primeiro que vi, talvez um dos meus melhores presentes. Depois, em cima da mesa, havia um buquê de rosas, algumas peônias e um vaso de planta. De papai e mamãe ganhei uma blusa azul, um jogo, uma garrafa de suco de uva, que, na minha cabeça, deve ter gosto parecido com o do vinho (afinal de contas, o vinho é feito de uvas), um quebra-cabeça, um pote de creme para o corpo, 2,50 florins e um vale para dois livros. Também ganhei outro livro, Câmera obscura, mas Margot já tem, por isso troquei o meu por outro, um prato de biscoitos caseiros (feitos por mim, claro, já que me tornei especialista em biscoitos), montes de doces e uma torta de morangos, de mamãe. E uma carta da vó, que chegou na hora certa, mas, claro, isso foi só uma coincidência.

Depois, Hanneli veio me pegar, e fomos para a escola. Na hora do recreio, distribuí biscoitos para os meus colegas e professores e, logo depois, estava na hora de voltar aos estudos. Só cheguei em casa às cinco horas, pois fui à ginástica com o resto da turma. (Não me deixam participar, porque meus ombros e meus quadris tendem a se deslocar.) Como era meu aniversário, pude decidir o que meus colegas jogariam, e escolhi vôlei. Depois, todos fizeram uma roda em volta de mim, dançaram e cantaram "Parabéns pra você". Quando cheguei em casa, Sanne Ledermann já estava lá.

Ilse Wagner, Hanneli Goslar e Jacqueline van Maarsen vieram comigo depois da ginástica, pois somos da mesma turma. Hanneli e Sanne eram minhas melhores amigas. As pessoas que nos viam juntas costumavam dizer: "Lá vão Anne, Hanne e Sanne." Só fui conhecer Jacqueline van Maarsen quando comecei a estudar no Liceu Israelita, e agora ela é minha melhor amiga. Ilse é a melhor amiga de Hanneli, e Sanne é de outra escola e tem amigos lá. Elas me deram um livro lindo: Nederlandse Sagen en Legenden (Contos e Lendas da Holanda), mas por engano deram o volume II, por isso troquei o livro II pelo volume I. Tia Helene me trouxe um quebra-cabeça, tia Stephanie, um broche encantador, e tia Leny, um livro fantástico: Daisy vai às montanhas.

 Hoje de manhã, fiquei na banheira pensando em como seria maravilhoso se eu tivesse um cachorro como Rin Tin Tin. Eu também iria chamá-lo de Rin Tin Tin e o levaria para a escola; lá, ele poderia ficar na sala do zelador ou perto dos bicicletários, quando o tempo estivesse bom.

Disponivel em:

http://www.starnews2001.com.br/anne-frank/diary.htm 

Casa de Anne Frank

Disponível em:

http://feriasde2009.blogspot.com/2009/09/holanda-amesterdao.html 

II. A leitura oral do texto deverá ser feita pelo professor. A seguir, os alunos, em dupla deverão responder às questões seguintes que poderão ser xerocadas pelo professor e entrgue aos alunos ou passadas no quadro.

1.O texto lido é uma página do Diário de Anne Frank, escrita em 1942. O Diário de Anne Frank foi publicado pelo seu pai, Otto Frank, com a ajuda da escritora Mirjam Pressler, após o fim da segunda guerra mundial .Com o diário de sua filha em mãos, ele se dedicou a divulgar a obra de Anne. Em 1980 ele morre, mas deixa realizado um grande trabalho.

a. Há quantos anos o diário foi publicado?

b. Essa página do diário de Anne Frank é difícil de ser lida e compreendida hoje?

c. Pode-se dizer  que a língua muda muito lentamente no tempo? Justifique sua resposta, de acordo com as respostas anteriores.

d. O vocabulário de um texto mais antigo pode apresentar palavras que hoje não são mais usadas, ou que tiveram seu sentido alterado.

Transcreva do texto palavras e expressões cujo significado você desconhece. A seguir, consulte um dicionário para obter o significado dessaspalavras e ou expressões.

e. O diário de Anne Frank foi escrito de acordo com a variante padrão da língua.

Transcreva do texto alguns dados biográficos, isto é, dados sobre a vida da menina, que justifiquem o domínio dessa variante lingüística por ela.

f. Compare  a linguagem utilizada no “Diário de um banana” com a utilizada no “Diário de Anne Frank.

Escreva as diferenças que há entre os dois textos em relação ao registro da linguagem: formal ou informal.

A que se pode atribuir essa diferença?

2.  O gênero discursivo diário possui uma estrutura bastante característica:

a.  O autor dirige-se a um confidente, sendo frequente  o emprego do vocativo “Querido diário” ou até a criação de um nome para o saudar.  

Isso ocorre no Diário de Anne Frank? Justifique sua resposta.

b. Os registros são ordenados por ordem cronológica de ocorrência. Cada dia corresponde a um registro  de situações e sentimentos diferentes  e é identificado pela respectiva data.

Em que ano, mês e dia da semana foi escrita a página do diário de Anne Frank?

3. Explique o que você entendeu da afirmação abaixo:

Além de obedecer a uma estrutura específica, o diário encerra características próprias. O protagonista e o narrador são coincidentes, ou seja, são a mesma entidade. Por esse motivo, a modalidade de enunciação do discurso utilizada é a primeira pessoa. O diário é testemunha de uma situação de comunicação unilateral.

4.  Ao contrário de  o “Diário de um banana”, “O diário de Anne Frank” não é um diário ficcional, mas verídico, isto é, foi a própria Anne  que o escreveu, registrando suas  emoções e sentimentos em relação a sua vida familiar e mais tarde sobre os horrores da guerra.

Qual é o nome que Anne dá ao diário, seu amigo e confidente?

Aula 05 (50 minutos)

 Atividade

Produção de texto

O professor deverá apresentar aos alunos a seguinte proposta de produção de texto:

Inspire-se nas imagens apresentadas abaixo e escreva uma página de diário ficcional para ser avaliada por um colega de classe e afixada no mural da sala.

Disponível em:

http://harmonizacaointegral.blogspot.com/2010_08_02_archive.html  

Disponível em:

http://semescala.no.comunidades.net/index.php?pagina=1266587964

  • Escolha uma das imagens e imagine que você seja uma das pessoas retratadas na imagem e relate o que pode ter acontecido na cena registrada, assumindo o ponto de vista dessa pessoa.
  • Expresse os sentimentos, pensamentos e opiniões  que essa pessoa registraria em um diário.
  • Não se esqueça de que o gênero que você  vai produzir sempre apresenta subjetividade.
  • O diário ficcional geralmente é escrito para ser lido por outras pessoas, além do próprio autor. Portanto, use a linguagem  adequada ao leitor de seu texto.
  • Lembre-se de que as anotações em um diário são datadas.  
Recursos Complementares

Para ampliar os conhecimentos sobre o gênero discursivo - blog - como uma versão moderna do diário, o professor poderá exibir para os alunos os seguintes vídeos:

a. O que é   um blog?

http://www.youtube.com/watch?v=X5GlHTfDNa0 

b. O que é um blog e para que serve

http://www.youtube.com/watch?v=gnJUqYeFRpE 

Avaliação

Os alunos serão avaliados coletivamente durante a realização das atividades de interpretação e análise das páginas de o "Diário de um banana" e  de "O Diário de Anne Frank"  e, individualmente, por meio da produção de uma página de diário ficcional que deverá ser analisada pelo professor.

.

Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 14 classificações

  • Cinco estrelas 12/14 - 85.71%
  • Quatro estrelas 1/14 - 7.14%
  • Três estrelas 1/14 - 7.14%
  • Duas estrelas 0/14 - 0%
  • Uma estrela 0/14 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • ivhanildo, ceja donaninha arruda , Ceará - disse:
    ivanildosenna99@gmail.com

    12/05/2014

    Cinco estrelas

    sou professor de ingles em EJA no ceará ,adorei o material muito bem estruturada a aula. isso nos ajuda muito best regards for all.


  • ilgoana alves, Esc. Muni. Pe. José de Anchieta , Paraná - disse:
    ilgoana@hotmail.com

    18/10/2013

    Cinco estrelas

    Ótimo projeto. Pode ser trabalhado o ano inteiro construindo um diário de saola de aula.


  • virgínia, escola Castro Alves , Bahia - disse:
    virginia.ms@bol.com.br

    07/05/2013

    Cinco estrelas

    excelente material para se trabalhar com produção textual. Amei... Estou levando muitas sugestões para trabalhar meus alunos. Obrigada. Valeu por todas as dicas, atividades e propostas de produção.


  • ANA SHINTANI, EMEF UGO ARDUINI , São Paulo - disse:
    anashintani@hotmail.com

    14/04/2013

    Cinco estrelas

    Muito legal esta aula para despertar o interesse e a participação dos alunos. É bem produtiva, localiza as crianças e as fazem pensar nos nuances do seu dia a dia. No fund 1 é possivel fazer um diário coletivo em que cada criança escreve uma página ou um pessoal mesmo. Gosto muito desses dois livros e minhas crianças gostam muito do Diário escondido de Serafina, também.


  • janaina, centro Educacional Filadelfia , Rio de Janeiro - disse:
    janainaazevedo1@hotmail.com

    31/03/2013

    Três estrelas

    ola,a aula ate parece legal,so sugiro que coloquem as respostas da atividade sobre O diário de um banana.pois meus alunos do 5ºano tiveram dificuldades de reponde-las e eu tambem nao consegui explicar.


  • Luciana da Silva Ramos, Escola Nova Época , Mato Grosso do Sul - disse:
    lu-sr10@hotmail.com

    18/02/2013

    Cinco estrelas

    Excelente aula. Dinâmica, atual capaz de estabelecer vínculos entre conteúdo e público alvo. A opção pelo livro “Diário de um banana” e a posterior comparação com o livro “O diário de Anne Frank” no que diz respeito a linguagem formal ou informal foi perspicaz.


  • Helen, Ensino Fundamental II , São Paulo - disse:
    helenfavaro@hotmail.com

    01/02/2013

    Quatro estrelas

    Parabéns! Excelente aula. Instigadora, bem preparada! Depois de dada, volto para compartilhar a experiência com vocês.


  • Caroline Lima, Escola Centro Educacional de Terra Boa , Bahia - disse:
    carolinelima2@hotmail.com

    17/10/2012

    Cinco estrelas

    Sou muito grata pelas aulas planejadas desse portal, uso-as fazendo adaptações para o meu público.


  • Mara, Colégio Estadual Justiniano de Serpa , Ceará - disse:
    mkcv6@hotmail.com

    29/09/2012

    Cinco estrelas

    Excelente aula, com certeza a realizarei com os meus alunos.


  • monique helen amaro, www.vreditoras.com.br , São Paulo - disse:
    mogata14@hotmail.com

    16/08/2012

    Cinco estrelas

    Aos queridos diretores e escritor da coleção de livros "Diário de um banana" tenho 11 anos estou na 5ªserie no ensino fundamental, adoro esta coleção até agora só li 1 o número 1 gostaria se pudessem me mandar de presente a coleção de todos os livros, adoro ler, sou muito estudiosa, moro em Limeira mais não tenho condições financeiras de comprar e gostaria de colecionar todos os livros de "um diário de um banana". Muito obrigado se me derem atenção, aguardo respostas. abraços carinhosos Monique.


  • andressa, CE Marcílio Dias , Rio de Janeiro - disse:
    andressa.pedrosa@gmail.com

    06/03/2012

    Cinco estrelas

    aula maravilhosa, poucas vezes vi algo tao bem trabalhado amei


  • Maria Núbia de Oliveira, Escola 18 de Dezembro , Ceará - disse:
    mnosiva@yahoo.com.br

    24/05/2011

    Cinco estrelas

    Amei essas orientações, claríssimas e muito significante, principalmente pra mim que sou iniciante na profissão.


  • Danielle Nascimento, Real , Pernambuco - disse:
    danielle-nascimento1@hotmail.com

    22/03/2011

    Cinco estrelas

    Melhor impossível!!!! Tudo muito bem explicado todo o material disponível e todos os acessos apresentados de forma clara!! òtimo!


  • fabio, EE Prof. Humberto F. de França , Paraná - disse:
    fagotmz@seed.pr.gov.br

    26/10/2010

    Cinco estrelas

    Muito interessante. A meu ver é uma forma agradável de levar o aluno à leitura e a produção de texto.


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.