Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Estudando os direitos das crianças e dos adolescentes

 

07/12/2010

Autor e Coautor(es)
Fernanda Maurício Simões
imagem do usuário

BELO HORIZONTE - MG ESCOLA DE EDUCACAO BASICA E PROFISSIONAL DA UFMG - CENTRO PEDAGOGICO

Clenice Griffo

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Inicial Alfabetização Gêneros de texto
Ensino Fundamental Inicial Alfabetização Processos de leitura
Ensino Fundamental Inicial Alfabetização Concepção de texto
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

Ao final dessas atividades, esperamos que o aluno:

  • Compreenda o modo de organização e a função social do gênero textual: “entrevista”, "história em quadrinhos" e “apresentação em público”;   
  • Leia e compreenda textos.   
  • Aprenda a planejar, elaborar e revisar textos orais e escritos.
Duração das atividades
As atividades terão duração de 05 a 06 aulas de 50 minutos.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Essa sequência didática é indicada para as crianças que dominam o sistema alfabético. Esse aprendizado ocorre quando o aluno compreende que cada letra (grafema), geralmente, é representada por um som (fonema) e, por isso, já é capaz de ler e de escrever de forma mais autônoma.

Em caso de turmas heterogêneas, sugerimos que a criança em processo de apropriação do sistema de escrita realize as atividades junto com um aluno que já tenha se apropriado desse conhecimento. Você poderá explicar que uma das formas de ajudar o colega é pedindo que tente ler uma parte do texto sozinho. Além disso, ele deve ter participação ativa na elaboração de texto, dando suas opiniões e ajudando a escrevê-lo. É interessante incentivar a turma a ser uma comunidade de aprendizagem, deixando claro que todos podem contribuir com o aprendizado do outro.

Estratégias e recursos da aula

Atividade 1: O que  é o Estatuto da Criança e do Adolescente?

Objetivos: Ler e compreender um vídeo expositivo e uma história em quadrinho, localizando informações no texto.                  

               Conhecer um texto legislativo

1.1 Vídeo: “Conhecendo o ECA com a Renatinha.

Lance as questões à turma:

  • O que uma criança precisa para viver bem?
  • Há crianças que não têm esses direitos? Por que?
  • O que é possível fazer para que todas as crianças e adolescentes tenham uma vida com saúde, moradia, educação e lazer?

Explique aos alunos que, para garantir à todas as crianças esses direitos, foi criado o ECA (Estatuto da Crianças e do Adolescente). Nesse momento, eles deverão falar o que já ouviram sobre o  Estatuto e sua importância para as crianças e adolescentes. Registre suas hipóteses no quadro.

Em seguida, propomos que as crianças assistam o vídeo, localizado no site: http://www.youtube.com/watch?v=UmYrApzqUIE&feature=related. Elas terão a  seguinte tarefa:      

  • Identificar um direito ou um dever da criança e do adolescente que mais lhe chamou atenção.            

Após o vídeo, os alunos irão expor o direito que elegeram.  Questione-os com as seguintes perguntas:

  • Por que você escolheu esse direito?
  • Ele é assegurado para todas as crianças?
  • Em que situações ele não acontece?
  • O que você acha que pode ser feito para todos terem esse direito?            

Registre os direitos citados pelos aprendizes em um cartaz, pois eles serão usados na atividade 1.2. Explique que esses direito são garantido em lei e que quando ela não é cumprida por alguém, essa pessoa deve ser punida. Por isso, o texto deve ser bem taxativo: “Toda criança tem direito a...” 

1.2 Os direitos da criança e do Adolescente na turma da Mônica

Leve os alunos para a sala de informática e leia o cartaz produzido na atividade 1.1. Proponha-lhes uma leitura da história em quadrinhos: A turma da Mônica em: “O estatuto da criança e do adolescente”, localizado no site: http://www.fundacaofia.com.br/ceats/eca_gibi/capa.htm 

O desafio de cada criança será o de identificar direitos que ainda não foram registrados no cartaz. De tempos em tempos, a leitura deverá ser interrompida para que os alunos verifiquem se ainda há algum direito para ser registrado no cartaz. A medida que esses diretos forem abordados, discuta com a turma sobre a sua importância para vida da criança.  (não é necessário que a leitura seja feita em um único dia).

E alguns momentos, você pode recorrer ao próprio estatuto na íntegra, e lê-lo para a turma. Dessa forma, as crianças poderão se aproximar do texto legislativo e de suas características. Sempre que necessário esclareça o significado de termos desconhecidos. O estatuto está localizado no site: http://www.amperj.org.br/store/legislacao/codigos/eca_L8069.pdf  

Nesse momento, explore as diferenças entre os gêneros textuais: história em quadrinhos e texto legislativo. As crianças deverão compreender que, enquanto o primeiro usa de desenhos e diálogos para narrar uma história, o segundo `não conta uma história e é constituído por textos formais que tem por objetivo afirmar como os cidadãos deverão agir na sociedade.

Ao final, leia o cartaz para as crianças e peça que verifiquem se estão registrados todos os direitos estudados. Elas deverão escrevê-los no caderno para tê-los em mãos e poderem consultá-los quando precisarem. Você pode orientar esse registro por meio de um ditado (para isso, guarde o cartaz nesse momento), conduzido pelos próprios alunos.

Eleja um aprendiz para ler o primeiro direito. O restante deverá registrá-lo. Chame atenção para segmentação entre as palavras e a sua ortografia correta. Em seguida, esse aluno escreverá tal direito no quadro e a turma deverá conferir a escrita. Deixe o cartaz fixado no mural da sala. Ele será usado para próxima atividade.   

Atividade 2: Trabalhando com o Estatuto

Objetivos: Usar a fala de acordo com a situação comunicativa       

               Ler e compreender uma história em quadrinhos, produzindo inferências.

2.1 Reescrita do estatuto.

Releia o cartaz produzido na atividade 1. As crianças deverão escolher um direito para escrevê-lo em uma folha, ilustrá-lo e fixar o trabalho no mural da sala. Chame atenção para a necessidade de escreverem com letras grandes e de darem o espaçamento adequado entre as palavras.  Enfatize que o desenho irá completar as informações escritas. Se o item escolhido for: “Toda a criança tem direito a brincar” , o aluno deverá desenhar os tipos de brincadeiras que, a seu ver, elas deverão ter acesso.             

Você pode combinar com a turma de, todos os dias, no início de cada aula, três alunos apresentarem o seu trabalho aos colegas, expondo sua visão sobre o direito que ilustraram. A cada apresentação, a turma deverá estar atenta aos seguintes aspectos:             

  • Falar alto e de forma clara.             
  • Manter o silêncio durante a apresentação do colega.  

2.2  O ECA é sempre cumprido?

Nesta atividade, propomos o trabalho com a história em quadrinhos: “Descolado: o ECA em quadrinhos”, localizada no site: http://www.promenino.org.br/Portals/0/docs/ficheros/200702090003_87_0.pdf  Você poderá levar os alunos à sala de informática ou imprimir cópias para a turma

Sugerimos o desenvolvimento das instruções abaixo. As perguntas aqui propostas visam estimular os alunos a realizarem inferências ( ler o texto nas entrelinhas e perceber as informações que não estão escritas de forma explícita). Peça às crianças que observem os dois primeiros quadrinhos e respondam:

  • Qual a diferença entre eles? Como será a história de vida de cada criança?
  • Durante a leitura, peça aos alunos que comparem a vida dos dois meninos e identifiquem quais os direitos que não estão sendo respeitados. À medida que eles falarem, faça o registro em um cartaz dos problemas sofridos pelo menino. Incentive-os a relacionarem a história lida com o nosso cotidiano, de forma a reconhecer que existem crianças que vivem esses mesmos problemas.
  • Leia o último quadrinho. O que vocês entenderam da fala: “Todos nós temos os mesmos direitos”? Por que o menino disse isso ao final da história?
  • Por que o autor escreveu essa história? O que ele queria com isso?   

Em seguida, estimule as crianças a observarem a primeira parte da história em quadrinho e discutir, novamente, sobre as características desse gênero textual:

Você pode fazer as perguntas:

  • Como é escrita uma história em quadrinhos?
  • Qual a expressão do rosto da criança em cada quadrinho? Essas expressões foram importantes para nós entendermos a história?
  • Os balões são todos iguais? Por que?
  • Por que algumas falas foram escritas somente com letras maiúsculas?

Ao final, faça a proposta de a turma entrevistar uma liderança local ou vereador com o objetivo de saberem o que está sendo feito para que todas as crianças tenham esses direitos garantidos. 

Atividade 3: E agora o que fazer?

Objetivos: Elaborar e realizar uma entrevista, obedecendo as regras dessa situação comunicativa             

               Produzir um relato, observando seu tema central e desdobramentos.             

                Usar a fala em situações formais.

3.1 Elaboração da entrevista             

Peça aos aprendizes que comparem o mural feito por eles e o cartaz produzido na intervenção 2.2. Incentive-os a perceberem que nem sempre o estatuto é cumprido pelas autoridades e convide-os a entrevistarem uma liderança local a fim de perguntar o que está sendo feito para que todas as crianças tenham escola, moradia, diversão etc. (Você deve ficar responsável por fazer o contato com a pessoa a ser entrevistada)             

Explique aos alunos que para a realização de uma entrevista é preciso elaborar as perguntas a serem feitas e decidir quem irá fazê-las. Sugerimos que tais questões sejam elaboradas de forma coletiva. Todos deverão registrar as perguntas no caderno. Abaixo, exemplos de algumas questões:

  • Para que serve o ECA?
  • Por que tem crianças que vivem na rua? O que está sendo feito para acabar com isso?
  • Por que o posto de saúde não tem médicos suficientes? Já foi tomado providencias?   

Ao final, combine com a turma:

  • Qual deve ser o comportamento adequado em uma situação de entrevista.
  • Qual aluno ficará responsável por receber o convidado, desejando-lhe boas vindas.
  • Quais alunos ficarão responsáveis pela leitura das perguntas.

3.2 Realização da entrevista

Durante a realização da entrevista, registre em seu caderno pessoal, as principais informações dadas pelo palestrante.

3.3 Registro dos aprendizados             

Após a entrevista, convide os alunos a elaborarem um texto que relate o que aprenderam sobre os direitos da criança e do adolescente. Para isso, sugerimos os seguintes procedimentos:

a)  Lembre-os, oralmente, o que foi aprendido com a leitura das histórias em quadrinhos e com a entrevista realizada. Se necessário, faça o registro resumido no quadro. Enfatize que eles deverão escrever no texto esses aprendizados.

b)Escrita em duplas do texto. Explique que as duplas deverão escrever o mesmo texto e um poderá dar ideias ao outro sobre o que e como escrever. Ao final, recolha a produção.

c)Revisão do texto. Sugerimos que você corrija o texto dos alunos utilizando os códigos:

  • Círculo: palavras emendadas,
  • Traço: palavras incorretas,
  • Triângulo: concordância de plural e singular,
  • Interrogação: frases incompreensíveis.

Ao entregar o texto, explique aos alunos os códigos e os auxilie na correção. Se necessário, atenda-os individualmente, enquanto os demais fazem outra atividade. Os aprendizes deverão escrever os textos em folha separada.

3.4 Divulgação dos aprendizados.             

Faça a proposta aos alunos de xerocar os textos e distribuí-los aos outros colegas da escola, como forma de divulgar o trabalho realizado. Sugerimos que cada dupla apresente e distribua o texto em uma outra sala. Para melhor organização, a cada dia apenas uma dupla deverá fazer a apresentação. Combine previamente com a professora responsável, que seus alunos irão à sala dela explicar o trabalho que fizeram, ler o texto que produziram e distribuí-los aos colegas.

Peça que os auxilie, caso necessário. Para a preparação da apresentação, propomos que no dia anterior à sua realização, cada dupla, ensaie sua atuação, por meio dos seguintes procedimentos:

  • Explicação oral do tema estudado.
  • Leitura do relato.
  • Entrega dos textos e agradecimento.

Os demais colegas deverão avaliar a atuação da dupla, observando a clareza ao falar, o tom de voz ao lerem o texto etc.

Recursos Complementares

Para leitura do professor, sugerimos a edição de número 21 do Jornal Letra A, localizado no site: http://www.ceale.fae.ufmg.br/nomade/midia/docs/243/phphVRJdj.pdf

Avaliação

Para avaliar os aprendizados dos alunos, verifique o desempenho nas seguintes atividades:

Elaboração e realização de entrevista sobre outro tema.

Elaboração e revisão de um relato sobre os aprendizados construídos.

Leitura e identificação das características de uma história em quadrinhos.

 Com essas intervenções, você poderá observar o que ainda precisa ser mais trabalho.

Opinião de quem acessou

Sem estrelas 0 classificações

  • Cinco estrelas 0/0 - 0%
  • Quatro estrelas 0/0 - 0%
  • Três estrelas 0/0 - 0%
  • Duas estrelas 0/0 - 0%
  • Uma estrela 0/0 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.