Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


A articulação entre as ideias no texto

 

19/11/2010

Autor e Coautor(es)
Lazuita Goretti de Oliveira
imagem do usuário

UBERLANDIA - MG ESC DE EDUCACAO BASICA

Eliana Dias

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo Língua Portuguesa Linguagem escrita: leitura e produção de textos
Ensino Fundamental Final Língua Portuguesa Análise linguística: organização estrutural dos enunciados
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
  • exercitar a coerência e a coesão textual  nos níveis da frase, do parágrafo e do texto;
  • conhecer e exercitar a conectividade como princípio de coerência e coesão textuais;
  • conhecer e empregar conectivos – conjunções, locuções conjuntivas, preposições – na construção da coerência textual.
Duração das atividades
04 aulas de 50 minutos
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
  • Conjunções coordenativas e subordinativas.
Estratégias e recursos da aula
  • utilização do laboratório de informática e sala de vídeo;
  • atividades realizadas em grupo ou duplas de alunos;
  • utilização de imagens, textos,  tiras, letras de músicas e vídeos veiculados na internet.

Aula 01 (50 minutos)

Imagem disponível em:

http://www.grupoescolar.com/materia/conjuncoes_subordinativas.html 

Um texto coeso e coerente apresenta ideias bem articuladas por meio articuladores lógicos e de conectivos, conjunções e preposições. A articulação de ideias normalmente se dá  no nível da frase e no nível do texto.

A coesão sequencial é estabelecida por elementos que fazem o texto progredir, a partir da conexão por eles operacionalizada. Esses elementos são os conectivos, termos que estabelecem uma relação semântica a partir do sentido que expressam.

Atividade

1. Para apresentar o tema da aula – articulação das ideias no texto – aos alunos, o professor deverá fazer uma revisão do estudo das conjunções. Para tanto, deverá exibir para eles o vídeo seguinte.

Vídeo: Conjunções disponível em:

http://www.youtube.com/watch?v=zDMUsPDCOsY 

2. Após a exibição do vídeo, o professor  deverá entregar xerox aos alunos das questões.

a. Qual a função das conjunções no texto?

b. Por que as conjunções são articuladores de ideias no texto?

c. Como se dá a escolha das conjunções empregadas em um texto?

d. Cite exemplos do emprego de conjunções que estabelecem relação de causa e consequência, apresentados no vídeo.

Aula 02 (50 minutos)

Atividade

 O professor deverá reproduzir para os alunos cópia das tirinhas apresentadas na sequência.   

TIRA A

 

Disponível em:

http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/morfologia/conjuncao-3.php 

TIRA B

Disponível em:

http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/morfologia/conjuncao-3.php 

TIRA C

Disponível em:

http://img.terra.com.br/i/2007/11/22/642090-1525-ga.jpg 

II – Os alunos, em dupla, deverão responder às questões propostas sobre as tirinhas.

1. Observe a fala do segundo balão da tirinha A:

“Case com um homem que não coma muito, não beba ou jogue, nem fique na rua até tarde ou faça bagunça na casa, e terá um casamento perfeito.”

a. Nesse caso:

(  ) A conjunção ou indica uma sucessão de fatos que se negam entre si, estabelecendo uma relação de alternância.

(  ) A conjunção ou indica que, com a ocorrência de um dos fatos de uma oração, há a exclusão do fato da outra oração estabelecendo uma relação de opção, escolha.

b. Reescreva o trecho, suprimindo a conjunção ou. Faça as adaptações necessárias.

2. Observe estas falas do Calvin:

 A mamãe diz que não vê TV quando estou na escola.

__Por isso, se eu volto para casa ás 15 horas, eu deveria  poder ver TV até ás 22h3, certo?

a. Qual o sentido estabelecido pelas conjunções em destaque?

b. Que outras conjunções teriam o mesmo sentido que por isso e se, no contexto?

3. Observe a fala  de Filipe na tirinha C:

Nenhuma mulher quer me beijar para que eu volte a ser príncipe.

a. Qual a relação de sentido estabelecida pela conjunção em destaque?

b. Essa conjunção poderia ser substituída por a fim de que sem alteração do sentido? Explique.

Aula 03 (50 minutos)

Atividade 

O professor deverá reproduzir para os alunos a cópia da fábula “A Formiga Má” de Monteiro Lobato.

Imagem disponível em:

http://peregrinadaluz.blogspot.com/2009/08/cigarra-e-as-duas-formigas.html 

A FORMIGA MÁ

Já houve, entretanto, uma formiga má que não soube compreender a cigarra e com dureza a repeliu de sua porta.

Foi isso na Europa, em pleno inverno, quando a neve recobria o mundo com seu cruel manto de gelo.

A cigarra, como de costume, havia cantado sem parar o estio inteiro e o inverno veio encontrá-la desprovida de tudo, sem casa onde abrigar-se nem folinha que comesse.

Desesperada, bateu à porta da formiga e implorou - emprestado, notem! - uns miseráveis restos de comida. Pagaria com juros altos aquela comida de empréstimo, logo que o tempo o permitisse.

Mas a formiga era uma usurária sem entranhas. Além disso, invejosa. Como não soubesse cantar, tinha ódio à cigarra por vê-la querida de todos os seres.

- Que fazia você durante o bom tempo?

- Eu... eu cantava!... - Cantava? Pois dance agora, vagabunda! - e fechou-lhe a porta no nariz.

Resultado: a cigarra ali morreu entanguidinha; e quando voltou a primavera o mundo apresentava um aspecto mais triste. É que faltava na música do mundo o som estridente daquela cigarra, morta por causa da avereza da formiga. Mas se a usurária morresse, quem daria pela falta dela?

"Os artistas - poetas, pintores, músicos, escritores - são as cigarras da humanidade".

Disponível em:

http://www.textolivre.com.br/artigos/9635-a-formiga-ma-fabulas-de-monteiro-lobato 

II – Após a leitura do texto feita pelo professor, os alunos, em dupla, deverão responder às questões propostas.

Observação: 

O professor deverá ver com os alunos o sentido de palavras e expressões, tais como: avareza, entanguidinha,  usurária sem entranhas.

1. O texto “A Formiga Má” é uma  fábula . Esse gênero discursivo caracteriza-se por apresentar como personagens  animais  que possuem características humanas. Pode ser escrita em prosa ou em verso e é sustentada sempre por uma lição de moral, constatada na conclusão da história.

a. O título sugere que o texto é uma fábula? Justifique.

b. Quais são as características humanas apresentadas pela cigarra e a formiga?

c. O meio social da formiga é diferente daquele em que vive a cigarra? Que meios são esses e como eles são?

d. Qual é a moral da história?

2. O texto “A Formiga Má”  foi escrito por Monteiro Lobato . O autor  faz uma releitura da   fábula “A cigarra e a formiga” de La Fontaine, escritor  francês que viveu no século XVII.

Observe  o primeiro  parágrafo do texto:

Já houve, entretanto, uma formiga má que não soube compreender a cigarra e com dureza a repeliu de sua porta.

Qual o sentido do conectivo entretanto, nesse contexto? Explique.

3. Observe a frase:

Pagaria com juros altos aquela comida de empréstimo, logo que o tempo o permitisse

a. Qual o sentido estabelecido pela locução conjuntiva logo que?

b. Reescreva a frase substituindo  a locução conjuntiva logo que por outros conectivos que apresentem o mesmo sentido no contexto.

4.  Observe  que o quinto parágrafo  é introduzido pela conjunção mas, que no contexto tem o papel de articulador no nível do texto. Essa conjunção é adversativa e seu papel é estabelecer uma relação de oposição. Entre quais ideias é estabelecida essa oposição?

5.  Identifique no texto, outro emprego da conjunção mas, que estabelece relação de oposição no nível do texto

6.  Geralmente a conjunção pois introduz a idéia de conclusão. Observe o emprego desta conjunção nesta passagem do texto:

- Cantava? Pois dance agora, vagabunda! - e fechou-lhe a porta no nariz. 

a. O sentido estabelecido pelo emprego da conjunção pois, nesse caso, é de conclusão? Justifique.

b. Que outras palavras poderiam substituir o pois,  no contexto?

7.  Identifique  outros articuladores empregados no texto, no interior das orações ou no nível do texto, isto é, unindo períodos ou parágrafos.

8. Discuta com seu colega e responda:

a. Quais são as características do gênero Fábula?

b.  As conjunções são mecanismos de coesão textual? Por quê?

  • Professor,  faça a correção das atividades, lembrando sempre de cobrar dos alunos a participação ativa.

Aula 04 (50 minutos)

Atividade

I - O professor deverá reproduzir para os alunos cópia da fábula  “A cigarra e a formiga” , de La Fontaine.

Imagem disponível em:

http://abdonbatista.spaceblog.com.br/image/1269548844.jpg/ 

 A cigarra e a formiga

Tendo a cigarra, em cantigas,

Folgado todo o verão,

Achou-se em penúria extrema,

Na tormentosa estação.

Não lhe restando migalha

Que trincasse, a tagarela

Foi valer-se da formiga,

Que morava perto dela.

- Amiga - diz a cigarra -

- Prometo, à fé de animal,

 Pagar-vos, antes de agosto,

Os juros e o principal.

A formiga nunca empresta,

Nunca dá; por isso, junta.

- No verão, em que lidavas? 

 À pedinte, ela pergunta.

Responde a outra:

- Eu cantava Noite e dia, a toda hora.

- Oh! Bravo! - torna a formiga 

- Cantavas?  

Pois então dança agora!

La Fontaine - Disponível em:

http://bacaninha.uol.com.br/home/secoes/contos/cigarra_formiga.htm 

II – PRODUÇÃO DE TEXTO

O professor deverá apresentar aos alunos a seguinte proposta de produção de texto:

1. Compare os textos: A cigarra e a formiga, de La Fontaine e “A formiga má” de Monteiro Lobato.

A idEia discutida no texto de La Fontaine é o trabalho a qual é associada à ideia de ganhar e acumular dinheiro. Monteiro Lobato faz uma releitura da fábula de La Fontaine. Para Lobato,  a avidez por dinheiro é algo negativo. Há outras formas de trabalho, como cantar, que se não trazem retorno financeiro, dão sentido à vida por meio da arte. Nessa visão, há uma inversão de valores e, ao contrário da fábula  de La Fontaine, é  a formiga é que passa a ser má.

2. Agora é a sua vez: qual é a sua visão sobre o trabalho?

Assim como Monteiro Lobato, faça  uma releitura da fábula de La Fontaine.

  • Lembre-se que o seu ponto de vista deverá ser expresso, principalmente por meio da caracterização das personagens.
  • Você poderá escrever seu texto em prosa ou verso.

Para que seu texto seja bem redigido e atinja  seus objetivos – o de informar e interagir com o leitor - fique atento ao emprego dos articuladores de ideias.

3. Seu texto será lido em sala de aula, para apreciação dos colegas e professor.

Recursos Complementares

O professor poderá exibir para os alunos um vídeo  da fábula  de La Fontaine.

Vídeo: A cigarra e a formiga

http://www.youtube.com/watch?v=IezC65lMZKY&feature=related  

Avaliação

Os alunos serão avaliados coletivamente durante a realização das atividades de análise das tirinhas e da fábula “A Formiga Má” de Monteiro Lobato e, individualmente, por meio da produção de uma fábula, apresentando uma releitura da fábula “A cigarra e a formiga”, de La Fontaine.

Opinião de quem acessou

Sem estrelas 0 classificações

  • Cinco estrelas 0/0 - 0%
  • Quatro estrelas 0/0 - 0%
  • Três estrelas 0/0 - 0%
  • Duas estrelas 0/0 - 0%
  • Uma estrela 0/0 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.