Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


As orações subordinadas substantivas na construção do texto

 

14/01/2011

Autor e Coautor(es)
Lazuita Goretti de Oliveira
imagem do usuário

UBERLANDIA - MG ESC DE EDUCACAO BASICA

Eliana Dias

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Final Língua Portuguesa Análise linguística: organização estrutural dos enunciados
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo Língua Portuguesa Linguagem escrita: leitura e produção de textos
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
  • conhecer e identificar as orações subordinadas substantivas;
  • reconhecer os valores semânticos das orações subordinadas substantivas;
  • verificar, por meio de atividades propostas a função estética das orações subordinadas substantivas na construção do texto.
Duração das atividades
04 aulas de 50 minutos cada
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
  • Período composto por subordinação.
Estratégias e recursos da aula
  • utilização do laboratório de informática e sala de vídeo;
  • atividades realizadas em grupo ou duplas de alunos;
  • utilização de imagens, textos, letras de músicas e vídeos veiculados na internet.

Aula 01 (50 minutos)

Disponível em:

http://1.bp.blogspot.com/_kM-smqPSonU/SBO80ubtlhI/AAAAAAAAAFU/jl_X_79U2Y8/s1600-h/normal_Pag_05_-_Portugues_e_Matematica_Professor.jpg 

O estudo do período composto consiste na investigação das relações que se estabelecem entre as orações de um mesmo período. Os períodos compostos  de que participam as orações subordinadas substantivas  têm particular aplicação em textos dissertativos. Com esse tipo de construção, podem-se expor fatos e conceitos e ao mesmo tempo emitir  uma avaliação sobre esses fatos e conceitos.

Atividade

I – Para apresentar a temática da aula aos alunos – orações subordinadas substantivas -, o professor deverá exibir para eles o vídeo abaixo.

Vídeo: ORAÇÕES SUBORDINADAS SUBSTANTIVAS

Disponível em:

http://www.youtube.com/watch?v=-uH1bzDBJTk 

II – Após a exibição do vídeo, o professor deverá  retomar com os alunos os  exemplos utilizados no vídeo para classificar as orações subordinadas substantivas. Fazer com os alunos as atividades abaixo.

a. Por que as orações subordinadas substantivas recebem esse nome?

b.Quais são as conjunções subordinadas integrantes que introduzem as orações subordinadas substantivas?

c. Classifique as orações subordinadas substantivas, a partir das frases  abaixo.

É necessário que você contribua.

O pai perguntou se tudo estava bem.

Seu medo era que ele desistisse

Sou grato a que me ajudou

Ele me convenceu de que a vida é breve.

Só lhe peço uma coisa: que você não desista.

Aula 02 (50 minutos)

Atividade

I – O professor deverá reproduzir para os alunos o anúncio e a tirinha apresentados na sequência.

II –   Os alunos, em dupla, deverão responder às questões propostas.

Disponível em:

http://itocornelsen.blogspot.com/2009_02_01_archive.html 

1. Leia  a frase do anúncio:

Nosso maior prêmio é saber que nossos clientes têm a certeza de sempre  poder contar com a gente.

a. Qual é a predicação do verbo saber?

b.  Identifique a oração que complementa esse verbo?

c. Como essa oração se classifica?

2. Observe: .... nossos clientes têm a certeza de sempre  poder contar com a gente.

a.  Qual é o complemento do substantivo certeza?

b. Esse complemento é uma oração? Por quê?

c. Como essa oração se classifica?  

B.

Disponível em:

http://www.brasilescola.com/charges/charge-02.htm  

3. Observe a fala do segundo balão.

a. Quais são os complementos do verbo dizer?

b.  Esses complementos são introduzidos por uma conjunção? Qual?

c. Como se classificam as orações que complementam o verbo saber?

Aula 03 (50 minutos)

Atividade 

II - O professor deverá reproduzir para os alunos o artigo de opinião “Violência contra criança e adolescente”.

Violência contra criança e adolescente 

Diariamente, somos bombardeados por notícias e informações catastróficas, envolvendo mortes, acidentes, tráfico, roubo, entre outros, ou seja, diferentes formas de violência. Entre essas notícias, as violências sofridas por crianças e adolescentes têm se tornado cada vez mais frequentes: padrasto que estupra e engravida menina de 9 anos; professora que silencia aluno colocando fita crepe na boca; adolescentes e suas famílias “acorrentados” pelo crack; precariedade dos serviços públicos para atender às necessidades da população. Isso sem contar os tantos outros casos que ocorrem diariamente e não são veiculados pelos meios de comunicação, ficando silenciados pelo anonimato.

Diante de tudo isso, pensar em infância, em crianças e adolescentes como “seres de direito” é pensar a partir de uma trajetória histórico-cultural que foi e está sendo construída ao longo do tempo. Com a Constituição de 1988, o “ser criança” passa a ser percebido como um sujeito social, uma criança cidadã, portadora de direitos.

Em 1990, com o Estatuto da Criança e do Adolescente, é reforçada a importância da proteção à criança e ao adolescente contra todos os tipos de violência, sendo reconhecidos legalmente como “sujeitos de direito”. No entanto, o fato de termos uma legislação que respalde a infância no Brasil não garante que esta seja respeitada e valorizada. Sabe-se que muitas crianças e adolescentes sofrem diariamente diferentes formas de violência (física, psicológica, social, sexual) e a legislação, na maioria das vezes, pouco contribui para amenizar este quadro.

Nós, enquanto profissionais da educação, precisamos estar atentos às diferentes formas de violência, repensando algumas de nossas posturas frente a essa problemática. É preciso unir forças no combate à violência infantil, por meio de uma interação constante entre os diferentes segmentos da sociedade, denunciando toda e qualquer tipo de violência às autoridades responsáveis pela proteção dessas crianças e adolescentes.

 [...]

JOZE M. S. A. TONIOLO/Mestranda em Educação na UFSM

Disponível em:

http://www.clicrbs.com.br/dsm/rs/impressa/4,41,2649689,13105 

II – Após a leitura do texto, pelo professor, os alunos, em dupla, deverão responder às questões sobre o texto.

  • Professor, xeroque as questões para os alunos.

1. O gênero  discursivo artigo de opinião é um texto em que o autor expõe seu posicionamento diante de algum tema atual e de interesse de muitos. Qual é o tema  abordado nesse artigo?

2. As ideias defendidas em um artigo de opinião são de total responsabilidade do autor. Ele é responsável pela veracidade dos elementos apresentados e, por isso, deve  assinar o texto no final. Quais os recursos adotados pelo autor para garantir a credibilidade dos fatos?

3. O autor inicia apontando fatos de violência em geral. Qual a importância dos fatos apresentados nesse parágrafo  para a estratégia adotada pelo produtor do texto?

4. Qual a relação do segundo parágrafo com o primeiro, em relação à temática do texto?

5. Observe o  3º. parágrafo do texto:

No entanto, o fato de termos uma legislação que respalde a infância no Brasil não garante que esta seja respeitada e valorizada. Sabe-se que muitas crianças e adolescentes sofrem diariamente diferentes formas de violência (física, psicológica, social, sexual) e a legislação, na maioria das vezes, pouco contribui para amenizar este quadro.

a.  O verbos em destaque são transitivos diretos ou indiretos? Justifique.

b. Como se classificam as orações que complementam esses verbos?

6. Observe este fragmento do 3º. parágrafo do texto:

É preciso unir forças no combate à violência infantil, por meio de uma interação constante entre os diferentes segmentos da sociedade, denunciando toda e qualquer tipo de violência às autoridades responsáveis pela proteção dessas crianças e adolescentes.

Essas orações exprimem uma avaliação do produtor do texto sobre a violência contra a criança e o adolescente? Comente.

7. Discuta com seus colegas e responda: o texto “Violência contra criança e adolescente” evidencia a relação entre os períodos compostos de que  participam orações subordinadas substantivas e textos da ordem do argumentar? Comente.

Aula 04 (50 minutos)

Atividade 

Nessa aula, o professor deverá corrigir as atividades sobre o texto, abrindo espaço para que os alunos deem sua opinião sobre a temática violência contra a criança e o adolescente.    

  • Professor, controle a turma para que todos falem.
Recursos Complementares
  • O professor poderá exibir para os alunos o vídeo seguinte, que retoma a estrutura do período simples, contrapondo essa estrutura à do período composto.

Vídeo: Oração Subordinada Substantiva para Concursos (Parte I)

Disponível em:

http://www.youtube.com/watch?v=DKMJvPOIk24&feature=fvw 

Avaliação

Os alunos serão avaliados coletivamente durante a realização das atividades de análise do emprego de orações subordinadas substantivas em anúncios e tirinhas e também por meio da análise do artigo de opinião “Violência contra criança e o adolescente” de Joze M. S. A Toniolo. Além disso, é importante também observar o interesse dos alunos em dar sua opinião sobre a temática violência contra a criança e o adolescente.    

Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 11 classificações

  • Cinco estrelas 9/11 - 81.82%
  • Quatro estrelas 1/11 - 9.09%
  • Três estrelas 1/11 - 9.09%
  • Duas estrelas 0/11 - 0%
  • Uma estrela 0/11 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • d, Afeganistão - disse:
    davilamas158@hotmail.com

    06/05/2014

    Cinco estrelas

    ótimo planejamento de aula


  • Cícera Rbeiro, UFC , Ceará - disse:
    laiane.clrr@yahoo.com.br

    03/04/2014

    Cinco estrelas

    Gostei muito das propostas para se trabalhar em sala de aula!


  • vanderleia santos oliveira carreiro, EE PROFESSORA MARIA TEIXEIRA DA FONSECA , Minas Gerais - disse:
    leyacarreiro@hotmail.com

    15/07/2013

    Quatro estrelas

    Muito boa, adorei. Parabéns.


  • alana, monsenhor , Pernambuco - disse:
    alana-cris@hotmail.com

    06/05/2013

    Cinco estrelas

    Essas aulas são demais! queria que me enviasse as respostas das questões do texto "Violência contra criança e adolescentes"


  • Paulo César, NAE , Minas Gerais - disse:
    paulmpb@hotmail.com

    24/09/2012

    Cinco estrelas

    Excelente modelo de aula. Se eu for usá-la, o que devo fazer quanto aos créditos? Parabéns!


  • Claudiana Barbosa, Colégio Municipal de Biritinga , Bahia - disse:
    claudianabarbosasantos@hotmail.com

    23/08/2012

    Cinco estrelas

    Adorei a sugestão de aula sobre orações substantivas vou aplicá-la na minha turma de 9 ano.


  • Profª Lilian, EBM Dr. Franklin de Oliveira , Santa Catarina - disse:
    lileflores@gmail.com

    28/06/2012

    Cinco estrelas

    Parabéns pela proposta de aula inovadora, pois superou todas as pesquisas que realizei sobre esse assunto.


  • maria Dolores, estadual , Santa Catarina - disse:
    doloresperazzoli@yahoo.com.br

    22/04/2012

    Três estrelas

    É muito interessante quando obtemos novos exercícios para sanar as dúvidas dos educandos e o que eu analisei até agora vai me ajudar.


  • Elizabeth Cristina Agostinho, Escola Estadual Antonino Ferreira Mendes , Minas Gerais - disse:
    beth.yeshua@hotmail.com

    24/05/2011

    Cinco estrelas

    Lazuita, suas aulas são sensacionais.Desde que acessei o portal,amei ver aulas como essas e mais ainda poder tê-las para aplicar nas turmas.Só um profissional do seu gabarito para envolver os recursos dos nossos dias e tornar as aulas de português menos chatas e mais criativas.Serão de grande proveito,continue contribuindo.Beijos.


  • Márcia, Escola Estadual "Cel. Lindolfo Rodrigues da Cunha" , Minas Gerais - disse:
    profmarcia_araguari@hotmail.com.br

    27/04/2011

    Cinco estrelas

    Gostei muito da proposta da aula, vou aplicá-la nas minhas turmas de 9º ano


  • tati, sem nome , Mato Grosso do Sul - disse:
    tati_pascoali@hotmail.com

    28/03/2011

    Cinco estrelas

    adorei a aula, espero poder ser professora de portugues um dia...


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.