Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Reconhecendo reações químicas no cotidiano

 

14/01/2011

Autor e Coautor(es)
SELMA GONZAGA SILVA
imagem do usuário

UBERLANDIA - MG Universidade Federal de Uberlândia

Cláudia Regina Montes Gumerato

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Médio Química Transformações: caracterização, aspectos energéticos, aspectos dinâmicos
Ensino Fundamental Final Ciências Naturais Vida e ambiente
Ensino Médio Química Propriedades das substâncias e dos materiais
Ensino Fundamental Final Ciências Naturais Tecnologia e sociedade
Ensino Médio Biologia Qualidade de vida das populações humanas
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

Explicar o que se considera como reação química.

Reconhecer a ocorrência de uma reação química.

Identificar reações químicas no  cotidiano.

Verificar experimentalmente a ocorrência de reações químicas.

Duração das atividades
3 aulas de 50 min.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Elementos químicos.

Substâncias químicas.

Estratégias e recursos da aula

Atividade 1

Sugerimos que o professor inicie a discussão projetando imagens diversificadas que ilustrem situações do cotidiano, como as apresentadas a seguir, utilizando o aparelho de data show.

Enquanto projeta as imagens, o professor deverá ir conversando com seus alunos a partir de observações e de indagações para cada imagem, como: o que essa imagem mostra? O que aconteceu ou está acontecendo aqui? Que substâncias químicas podemos identificar, direta ou indiretamente, nessa situação? Há alguma transformação de uma substância em outra nessa situação?

Fazendo pão. Disponível em: http://www.osvaldocruz.sp.gov.br/arquivo/noticias/6efe8bce3b08d67cbca9a01e3b505844.jpg Acessado em 15/12/2010

Fogos do artífico. Disponível em: http://images.paraorkut.com/img/papeldeparede/1280x1024/f/fogos-4982.jpg Acessado em 15/12/2010

Lavando louça. Disponível em: http://www.docol.com.br/planetaagua/wp-content/uploads/2010/06/lavar-louca-1.jpg Acessado em 15/12/2010

Ferrugem. Disponível em: http://www.cepolina.com/imagemgratis/f/Outros.objectos.ciaancia/Chain02.ferrugem.velha.jpg Acessado em 15/12/2010

Incêndio. Disponível em: http://www.abola.pt/img/fotos/mundos/ap/genericas/incendio4.jpg Acessado em 15/12/2010

Ovo frito. disponível em: http://farm3.static.flickr.com/2226/2053130723_0ee62999aa_o.jpg Acessado em 15/12/2010

À medida que for ouvindo de seus alunos os seus conhecimentos, o professor deverá fazer novas indagações, que deverão incitar o desejo de saber mais sobre o assunto. O fechamento desse diálogo inicial deverá acontecer por meio do estudo de um texto de fundamentação teórica que, além de possibilitar a ampliação dos conhecimentos pelos alunos, subsidiará as atividades experimentais a serem realizadas posteriormente.

Dinâmica para o estudo do texto.

Os alunos deverão fazer uma primeira leitura do texto, individual e silenciosa. Em seguida, cada aluno deverá ler uma frase em voz alta e os demais acompanham. O professor deverá ir tecendo comentários e prestando esclarecimentos ao longo dessa segunda leitura do texto. Após esse estudo do texto, o professor deverá distribuir os alunos em grupos de três para que discutam as questões propostas e registrem em seus cadernos suas considerações para a socialização após a discussão.

Reações químicas no cotidiano

As reações químicas fazem parte do nosso dia-a-dia. Por exemplo, quando vamos esquentar a água para preparar o café da manhã, estamos promovendo uma reação química, pois o gás do fogão reage com o oxigênio do ar para produzir o calor que utilizamos para cozinhar os alimentos. Sabemos que para o carro andar devemos colocar gasolina. Mas o que a gasolina tem a ver com o movimento do carro? Isso só é possível devido a uma reação química. A gasolina utilizada nos veículos é uma mistura de vários compostos. Um deles é o octano, composto químico formado por carbono e hidrogênio, cuja fórmula química é C8H18. Quando a gasolina reage com o oxigênio do ar produz dióxido de carbono (CO2), água (H2O) e a energia que é utilizada para fazer com que o carro entre em movimento.   

Uma reação química ocorre quando as substâncias sofrem transformações em relação ao seu estado inicial (reagentes) originando uma ou mais substâncias diferentes (produtos),  ou seja, um ou mais tipos de matéria se transformam em um novo tipo — ou em vários novos tipos — de matéria. Para que isso possa acontecer, as ligações entre átomos e moléculas devem ser rompidas e devem ser restabelecidas de outra maneira. Como essas ligações podem ser muito fortes, geralmente é necessária energia na forma de calor para iniciar a reação. A ocorrência de uma reação química é indicada pelo aparecimento de novas substâncias (produtos), diferentes das originais (reagentes).  Quando as substâncias reagem, às vezes ocorrem fatos bastante visíveis que confirmam a ocorrência da reação química; dentre eles, podemos destacar: desprendimento de gás e luz, mudança de coloração e cheiro, formação de precipitados, etc.

Um exemplo de reação química muito comum em nosso cotidiano é a reação de combustão (queima). Para que ela ocorra é necessária a presença de três fatores: um combustível, um comburente e energia de ativação. Essa reação consiste na queima de um combustível que pode ser a gasolina, álcool, etc., através da energia de ativação (calor de uma chama, faísca elétrica), na presença de um comburente que, em geral, é o oxigênio do ar (O2).   

São também exemplos de reações químicas que acontecem em nosso cotidiano: a formação da ferrugem; o escurecimento de frutas como a maçã, depois de cortados; a transformação do ovo ao ser frito; a atuação dos detergentes sobre as gorduras ao lavarmos as vasilhas e dos sabonetes e xampus no banho; a fermentação da massa do pão; o cozimento dos alimentos; a queima de uma vela; os movimentos musculares; a digestão dos alimentos etc.   

A partir desses poucos exemplos, podemos constatar que as reações químicas ocorrem constantemente no ambiente, nas fábricas, nos veículos e em nosso corpo. A vida tal como a conhecemos não existiria sem esses processos: as plantas não poderiam realizar a fotossíntese, os automóveis não se moveriam, os músculos não teriam força, a cola não grudaria e o fogo não poderia arder.   

Quando uma folha de árvore é exposta à luz do Sol acontece o processo da fotossíntese, uma reação química. Quando o nosso cérebro processa milhões de informações para comandar nossos movimentos, nossas emoções ou nossas ações, o que está ocorrendo são, também, reações químicas. As reações químicas estão presentes em todos os seres vivos. O corpo humano, por exemplo, é uma grande usina química. Reações químicas ocorrem a cada segundo para que o ser humano possa continuar vivo.

Fontes do texto: http://www.mundoeducacao.com.br/quimica/reacoes-quimicas.htm; http://www.mundoeducacao.com.br/quimica/reacoes-quimicas.htm. Acessados em 15/12/2010. 

Questões propostas para discussão

Quando acontece uma reação química?

Descreva uma reação química de forma esquemática.

Dê exemplos de reações químicas que acontecem: na natureza; no corpo humano; em sua casa.

Descreva a reação química que possibilita o funcionamento de um carro.

Fechamento

Após a discussão nos grupos de 3 alunos, o professor deverá organizar a sala para a socialização das respostas às questões propostas por cada grupo. A cada grupo ficará destinada uma questão. Os demais poderão complementar ou pedir mais esclarecimentos. O professor deverá mediar a discussão, primando pela cordialidade e o respeito mútuo e auxiliar os grupos que porventura estiverem confusos ou não conseguirem argumentar satisfatoriamente.

Atividade 2 - Pesquisa na internet

A fim de ampliar os conhecimentos dos alunos sobre reações químicas e possibilitar o entendimento de como acontecem esses fenômenos em situações do cotidiano, propomos que essa aula seja no laboratório de informática onde possam, em pequenos grupos, acessar matérias/textos sobre o assunto.

Sugerimos que o professor distribua  os temas de pesquisa entre os grupos de três alunos, que deverão extrair do texto a fundamentação teórica para explicar como acontecem as reações químicas em estudo. No entanto, consideramos pertinente que todos os grupos façam a pesquisa sobre o sabão, disponível no endereço http://www.quimicasemsegredos.com/reacao-de-Saponificacao.php (acessado em 15/12/2010). Além de explicar os fenômenos químicos envolvidos no processo de fabricação do sabão, esse texto esclarece a maneira como atuam os sabões e detergentes e o impacto ambiental do uso desses produtos químicos. Além disso, é apresentada a história do sabão. A exploração desse material possibilita, portanto, o estudo das reações químicas numa   abordagem interdisciplinar, envolvendo áreas de conhecimento como as questões sócio ambientais, a história, a química e a biologia.

Os demais temas e respectivos endereços propostos deverão ser distribuídos entre os grupos. Cada tema será pesquisado por mais de um grupo.

A química nos fogos de artifício. Disponível em: http://www.coladaweb.com/quimica/quimica-geral/quimica-do-cotidiano Acessado em 15/12/201

Luminescência e bioluminescência.   Disponível em: http://www.coladaweb.com/quimica/quimica-geral/quimica-do-cotidiano Acessado em 15/12/2010

A química do neon. Disponível em: http://www.coladaweb.com/quimica/quimica-geral/quimica-do-cotidiano Acessado em 15/12/2010

Oxidação do ferro. Disponível em: http://vestibular.uol.com.br/ultnot/resumos/ult2767u27.jhtm Acessado em 15/12/2010 

O escurecimento da maçã. Disponível em: http://www.cq.ufam.edu.br/quimica_cotidiano/maca_estragada.html  Acessado em 15/12/2010 

  http://cienciaxpto.freehostia.com/procoxid.htm Acessado em 15/12/2010

Ovos fritos. Disponível em: http://panelaperiodica.blogspot.com/2010/02/ovos-fritos.html. Acessado em 15/12/2010

Após a pesquisa os grupos com os mesmos temas deverão se reunir e discutir observando pontos convergentes e divergentes. Deverão escolher um relator para apresentação do tema na socialização que deverá acontecer em forma de seminário, onde cada grupo terá um tempo para a apresentação, seguida do espaço para perguntas e esclarecimentos.

Na discussão sobre os sabões, o professor deverá distribuir os itens abordados no texto entre os grupos para apresentação. Cabe ao professor mediar as discussões, prestar esclarecimentos e corrigir eventuais erros conceituais.

Atividade 3 - Fazendo sabão caseiro

Introdução

Sabem aquele óleo de cozinha que foi utilizado várias vezes para fritar alimentos? Pois é, ele é altamente prejudicial ao ambiente!

Jogar esse óleo usado na pia, em terrenos baldios ou no lixo, acarreta fins desastrosos: ele permanece retido no encanamento, causando entupimento das tubulações se não for separado por uma estação de tratamento e saneamento básico; se não houver um sistema de tratamento de esgoto, acaba se espalhando na superfície de rios e represas, causando danos aos ecossistemas aquáticos; se fica no solo, impermeabiliza-o e contribui com enchentes ou entra em decomposição, soltando gás metano durante esse processo, causando mau cheiro e agravando o efeito estufa. Mas se o guardarmos em galões ou garrafas pet poderemos reutilizá-lo posteriormente, dando-lhe um destino proveitoso. Uma das maneiras de reutilizar o óleo resultante de frituras é a produção de sabão caseiro.

Nessa aula, vamos produzir, em laboratório, uma pequena quantidade de sabão, da mesma forma que muitas pessoas o fazem em casa, porém, em quantidades maiores. Depois, vamos verificar algumas propriedades do sabão produzido.

Precauções e recomendações

Utilizar máscara e óculos protetores, pois durante o preparo a mistura pode espirrar e também libera fumaça. O uso de luvas também é importante, uma vez que a soda cáustica provoca graves queimaduras em contato com a pele. Nunca utilize materiais metálicos para manusear a soda cáustica, pois são corrosivos.

Professor, todas as demais instruções, materiais e procedimentos e questões para discussão estão no site recomendado. Tendo como referência esse material disponibilizado no endereço http://www.cdcc.sc.usp.br/quimica/experimentos/sabao.html  (acessado em 15/12/2010), prepare o seu roteiro de aula, digitando-o, e entregue uma cópia para cada aluno.

Recursos Complementares
Avaliação

A avaliação do conteúdo poderá ser realizada de maneira processual, ao longo das aulas e de cada atividade desenvolvida.

Poderão ser utilizados como instrumentos avaliativos os registros, a pesquisa, a realização das atividades propostas, as discussões sobre as situações apresentadas e a participação individual e coletiva na socialização.  

Deverão ser usados como instrumentos principais de avaliação quantitativa os registros realizados na pesquisa e nas atividades experimentais.

Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 6 classificações

  • Cinco estrelas 5/6 - 83.33%
  • Quatro estrelas 1/6 - 16.67%
  • Três estrelas 0/6 - 0%
  • Duas estrelas 0/6 - 0%
  • Uma estrela 0/6 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.