Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


O dia e a noite

 

01/08/2012

Autor(es) e Coautor(es)
imagem do usuário

alessandra arce

SAO CARLOS - SP

Universidade Federal de São Carlos

imagem do usuário

Débora Alfaro São Martinho da Silva

SAO CARLOS - SP

Universidade Federal de São Carlos

imagem do usuário

MICHELE VAROTTO

SAO CARLOS - SP

Universidade Federal de São Carlos

Alessandra Arce, Michele Varotto

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Educação Infantil Linguagem oral e escrita Falar e escutar
Educação Infantil Natureza e sociedade Os fenômenos da natureza
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

Compreender como se originam os dias e as noites no planeta Terra.

Compreender e reconhecer o movimento de rotação.

Desenvolver a noção e a organização da sequência temporal.

Duração das atividades
5 dias, com cerca de 60 minutos diários.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Não a necessidade de conhecimentos prévios.

Estratégias e recursos da aula

 

ATIVIDADE 1: OBSERVANDO O CÉU!

1. Um dia antes da realização da aula, o professor deverá solicitar aos alunos que observem o céu durante a noite e tudo o que há nele. Para isso, poderá pedir o auxilio dos pais para que acompanhem a criança nesta atividade e as enviem, na próxima aula, com óculos escuros, boné e de protetor solar.

 

2. A aula será iniciada com a observação do céu durante o dia. Para esta atividade é importante que o professor escolha um horário adequado, evitando a exposição das crianças em períodos de maior radiação solar (entre as 10h e às 15h). Na observação, deverá orientá-las para que observem o céu, advertindo para que não olhem diretamente para o sol, pois isso é prejudicial à visão.

 

3. Em sala, numa roda de conversa, o professor proporá um debate acerca do que os alunos observaram no céu durante o dia e a noite, o que nele encontram e as diferenças que identificaram. Poderá questionar-lhes:

- O que vocês observaram no céu nestes dois períodos? (sol, nuvens, chuva, estrelas, lua, cometas, planetas etc.)

- O céu é sempre igual ou ele muda conforme o período do dia (quando está claro ou escuro)?

- O que podemos observar no céu quando está claro?

- E quando está escuro?

 

4. Em seguida, o professor distribuirá duas folhas de papel em tamanho A4 (uma branca e outra escura: preta ou azul marinho) e solicitará aos alunos que desenhem na folha de papel em branco, o que eles observaram no céu no período claro/diurno, e na folha de papel escura, o que observaram no período escuro/noturno.

 

5. Ao fim desta etapa os alunos apresentarão e explicarão a classe os desenhos de suas observações, debatendo sobre os elementos representados e as diferenças encontradas no céu durante a noite e durante o dia.

 

6. Dando prosseguimento ao debate, o professor deverá questiona-lhes:

- Por que será que existe um período claro e um período escuro ao longo do dia?  

- Como chamamos o período do dia que está escuro? (noite) E aquele que está claro? (dia).

- A vida das pessoas tem ritmos diferentes nestes períodos?

- O que costumamos fazer durante o dia? E a noite?

 

7. O professor proporá aos alunos a confecção de um cartaz coletivo referente às atividades que desenvolvem ao longo do dia (acordar, tomar café, ir à escola, na escola: hora da lição, da educação física, do recreio/lanche, hora da saída etc., almoço, período de descanso, momento da tarefa de casa, de brincar, de tomar banho, do jantar, de dormir etc.), de modo a trabalhar a noção e a organização da sequência temporal. Durante esta atividade o professor poderá trabalhar também as noções de antes, agora e depois. Isto é importante para que as crianças possam captar a passagem do tempo e criar alguns parâmetros pessoais que possam se guiar.

 

* Outras informações sobre o pensamento infantil relacionado à noção temporal e fenômenos naturais, como o dia e a noite, podem ser acessados nos seguintes endereços:

http://revistaescola.abril.com.br/crianca-e-adolescente/desenvolvimento-e-aprendizagem/pensamento-infantil-nocao-tempo-493573.shtml

http://revistaescola.abril.com.br/crianca-e-adolescente/desenvolvimento-e-aprendizagem/pensamento-infantil-fenomenos-naturais-474923.shtml

http://revistaescola.abril.com.br/crianca-e-adolescente/desenvolvimento-e-aprendizagem/pensamento-infantil-fenomenos-naturais-475516.shtml

 

 

ATIVIDADE 2: O DIA E A NOITE

1. O professor iniciará a aula com a leitura do livro: Estrelas e Planetas, de Pierre Winters, Ed. Brinque Book Saber.

 

Fonte: Brinque-Book Panda

 

2. Em seguida promoverá uma discussão sobre as informações abordadas no livro. Para isso poderá questiona-lhes:

- Quem ilumina a nossa casa pela manhã? (sol)

- Vocês sabiam que o sol é uma estrela?

- Vocês já viram outras estrelas?

- Como são as estrelas? (possuem brilho).

- Quando observamos um maior número de estrelas no céu? De dia ou de noite? (de noite).

- O que acontece com as estrelas durante o dia? Elas se apagam?

- E o sol? Se ele também é uma estrela, por que só o vemos durante o dia?

- E quando o céu está nublado, podemos ver o sol?

- O que acontece ao sol quando o céu está nublado ou é noite? Ele desaparece, vai dormir e descansar como nós, e retorna somente pela manhã, quando acordamos?

- Como vocês acham que é o sol? (Grande, pequeno, quente, frio, redondo, quadrado etc.).

- O sol se move?

- O que mais podemos ver no céu a noite? (lua, estrela cadente, cometa, constelações).

- Vocês sabem o que é planeta?

- Sabem o nome do planeta em que vivemos? (Neste momento o professor, utilizando-se de um mapa mundi e um globo terrestre, poderá explicar que cada um de nós mora em uma casa, esta faz parte de uma rua, de uma cidade, de um estado e de um país. Todos os países, junto com os mares, rios, lagos, florestas etc. formam o nosso planeta que se chama planeta Terra).

- Já viram uma foto ou uma representação do nosso planeta?

- Como vocês acham que é o nosso planeta Terra? Qual a forma dele: quadrado, triangular, redondo? (o professor pode também apresentar um globo terrestre e imagens do planeta Terra para que os alunos possam visualizar e compreender melhor o assunto).

- Os planetas, como as estrelas, possuem luz própria?

- Qual estrela ilumina o nosso planeta? (sol)

- Será que sem o sol haveria vida na Terra?

- Como seria o nosso planeta sem a existência do sol?

- Por que o sol é importante para a manutenção da vida em nosso planeta?

- Quem é maior: o planeta Terra ou o sol?

 

3. Para responder as questões suscitadas ao longo da discussão do livro, o professor, além de propor pesquisas em livros, revistas, sites etc., poderá realizar com a turma algumas experiências.

* Como sugestão, descrevemos e indicamos algumas delas:

A) DE DIA EXISTEM ESTRELAS NO CÉU?

Objetivo:

Compreender por que as estrelas não são vistas durante o dia.

 

 

 

 

 

B) COMPARAÇÃO DO DIÂMETRO DO SOL E DA TERRA.

Objetivo:

Observar e comparar grandezas relativas ao diâmetro do sol e do planeta Terra.

 

Materiais:

1 bexiga amarela tamanho gigante;

Pedaço de barbante de 80 cm;

Régua;

1 rolo de papel alumínio;

Folha impressa de moldes da tabela com diâmetros equatoriais

* Disponível em: http://www.oba.org.br/cursos/astronomia/tabelacomosdiametrosequatoriais.htm

 

Procedimentos

1. Recorte um pedaço de papel alumínio e amasse-o, formando uma esfera de aproximadamente 7,3 mm de diâmetro. Com parâmetro pode ser utilizado o molde contido na Tabela de diâmetros equatoriais.

2. Infle a bexiga, de modo que esta fique com 80 cm de diâmetro. Para isso utilize o barbante.

3. Em uma superfície coloque a bexiga (representação do sol) e a bolinha de alumínio (representação do planeta Terra), observe-os e compare-os.

 

* Outros materiais que podem ser utilizados para ilustração do experimento:

Vídeo:

Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=z-k1XUfST7g

 

Imagens:

Disponível em:http://www.colegioweb.com.br/geografia/comparacao-de-tamanho-entre-os-planetas-do-sistema-.html

 

Experimentos similares:

Disponível em:

http://www.pt.euhou.net/docupload/files/Tamanho%20Terra%20Sol%20escala.pdf

https://sites.google.com/site/labcirculante/experimentos/astronomia/comparacao-entre-o-tamanho-dos-planetas-e-o-sol-bidimensionalmente

https://sites.google.com/site/labcirculante/experimentos/astronomia/comparacao-entre-o-tamanho-dos-planetas-e-o-sol

 

c) MOVIMENTAÇÃO APARENTE DO SOL:

Objetivo:

Observar a movimentação aparente do sol, por meio da sombra refletida no chão de uma vareta.

 

Materiais:

4 Varetas de madeira

Barbante

 

Procedimentos:

1. O local para a realização do experimento deve ser aberto, estar nivelado e receber luz do sol durante todo o período da experiência;

2. Finque uma vareta perpendicularmente no chão sob o sol;

3. Corte pedaços menores, de aproximadamente 5 cm, com as demais varetas, para servir de marcação.

4. Marque um ponto onde termina a sombra da vareta no chão, fixando no local um as varetas cortadas para marcação.

5. Com o barbante, faça uma circunferência ao redor da vareta, que passe pelo ponto marcado no chão.

6. Repita este procedimento de hora em hora, fincando na circunferência desenhada ao chão uma das varetas de marcação.

7. Observe a variação na posição da sombra da vareta fixada no chão.

 

Discuta com a classe:

- Por que a sombra muda de posição?

- Será que é o sol que está se movimentando?

 

d) MOVIMENTO DE ROTAÇÃO DA TERRA:

Objetivo:

Compreender o movimento de rotação da Terra que dá origem ao dia e a noite.

 

Materiais:

- 1 bola de isopor

- Alfinetes

- Papel color set de duas cores diferentes

- Tinta guache

- 1 vareta

- 1 lanterna ou

 

Procedimentos:

1. Desenhe na bola de isopor o planeta terra com seus oceanos, mares e continentes e pinte-os com tinta guache. Este servirá como globo terrestre.

2. No centro da parte superior de seu globo terrestre, finque a vareta, transpassando-a até chegar ao lado posterior. A vareta representará o eixo imaginário do planeta Terra.

3. Desenhe e recorte em cada um dos papéis color set, um boneco pequeno. Cole-os: um no Brasil, e o outro no Japão. Com a ajuda do mapa mundi ou do globo terrestre, identifique cada um dos países citados acima.

4. Mantendo a globo terrestre inclinado, ilumine um de seus lados.

5. Gire o globo no sentido anti-horário, chamando a atenção dos alunos para o local em que está escuro (noite) e o que está claro (dia). Identifique o período do dia onde cada boneco (brasileiro e o japonês) se encontra. Faça nova simulação, girando o globo.

 

* Experimentos semelhantes podem ser consultados nos seguintes endereços:

http://www.cienciamao.if.usp.br/tudo/exibir.php?midia=aas&cod=_diaenoite&action=print

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=1352

 

 

 

4. Na sistematização dos conhecimentos relativos ao tema, a partir das pesquisas e conclusões dos experimentos, é importante que o professor deixe claro que no espaço/céu há milhares de estrelas, que por mais que tentemos, não conseguiríamos contar todas. Que o sol é apenas uma das várias estrelas que nele encontramos. Ele é uma considerada uma estrela média. Diferentes dos planetas, as estrelas são astros que possuem luz própria. Embora pareça que o sol esteja se movendo (como na experiência sobre a movimentação aparente do sol), é a Terra que se move. Não percebemos isso, pois estamos em movimento junto a Terra e na mesma velocidade. É como se estivéssemos andando de carro: parece que a paisagem está em movimento e nós parados, porém é justamente ao contrário. Esta mesma ilusão acontece com o sol, por isso temos a sensação de estarmos parados. Entretanto, estamos girando com a Terra. Os dias e as noites acontecem porque a Terra se move em torno dela mesma. Assim, é dia no local em que o planeta está iluminado pelos raios solares, e noite, o período em que o sol desaparece no horizonte. Quando em nossas casas é dia, no lado oposto/contrário do planeta é noite. Uma parte da terra sempre fica iluminada pelos raios do sol. Esse movimento é chamado de “rotação”. Enquanto os raios de sol iluminam uma parte do planeta a outra fica escura. A terra demora 24 horas para dar uma volta completa em torno dela mesma, a isto chamamos de um dia. Além destas informações o professor poderá acrescentar outras, como a importância do sol para a vida em nosso planeta, os cuidados com o sol etc..

s

5. Sugerimos também alguns livros que o professor poderá utilizar em sua aula, como literatura e na realização da pesquisa:

- DRISCOLL, Michael.Céu noturno: uma introdução para as crianças.Ed. Panda Book.

- Criança curiosa: o planeta Terra. Ed. Salamandra.

- Criança curiosa: o espaço. Ed. Salamandra.

- Mini Larousse do universo. Ed. Larrouse Júnior.

- FARIA, Romildo Póvoa. De olho na ciência: iniciação à astronomia. Ed. Ática.

- Astronomia para leigos. Ed. Alta Books.

- JARDIM, Iara e CALIL, Marcos. Uma aventura no espaço. Ed. Cortez.

- GREEN, Dan. Astronomia do outro mundo. Ed. Girassol.

- LETRIA, José Jorge. Galileu: a luz de uma estrela. Texto Editores.

- Astronomia para crianças: um périplo astronômico. Ciranda Cultural.

- SOELKER, Rita. Era uma vez Galileu Galilei. Ed. Callis.

- SÍS, Peter. Mensageiro das estrelas. Ed. Ática.

- DELERUE, Alberto.Rumo às estrelas: guia prático para observação do céu. Ed. Jorge Zahar.

- SOUZA, Maurício. Manual do espaço do astronauta. Globo Livros.

 

6. Para visualizar melhor as informações trabalhadas, o professor poderá finalizar a aula, apresentando o vídeo: De onde vem o dia e a noite?

 

 

 

 

 

 

7. Para finalizar esta etapa, o professor poderá organizar uma visita a um planetário.

* Uma relação dos planetários brasileiros pode ser encontrada no seguinte endereço: http:// http://www.planetarios.org.br/planetarios/planetariosbr.htm

* Outra opção é o Museu Catavento, na cidade de São Paulo: http://www.cataventocultural.org.br/

 

 

ATIVIDADE 3:  MITOS E LENDAS DA ORIGEM DO DIA E DA NOITE.

1. Neste terceiro momento, após a compreensão dos fenômenos do dia e da noite, o professor discutirá com os alunos, que nas épocas passadas, as pessoas não sabiam que a o planeta Terra realizava o movimento de rotação, aquele que ela gira em torno de si mesmo. E que para explicar esses fenômenos eles contavam algumas histórias, as quais deram origens a muitos mitos e lendas. Em seguida, poderá perguntar aos alunos se conhecem algum mito ou lenda e se poderiam relatar para a classe.

 

2. O professor lerá para a turma algumas lendas (indígenas, africanas e de demais povos) sobre a origem do dia e da noite, discutindo como estes povos concebiam os fenômenos do dia e da noite, como acreditavam ter originado, o que os alunos pensam da maneira como estes povos explicavam o surgimento do dia e da noite etc..

 

* Sugerimos alguns materiais, que podem ser utilizados pelo professor nesta etapa:

Livros:

HELENO, Guido. A lenda da noite. José Olímpio Ed.

SALERNO, Silvana. A origem do dia. In: ____. Viagem pelo Brasil em 52 histórias. Ed. Companhia das letrinhas.

 

Vídeos sobre a origem do dia e da noite:

- A origem da noite:

Disponível em:  http://www.youtube.com/watch?v=8Uo7Gn_wjgU

- A lenda do dia e da noite:

Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=v4LERka3bOY

- Quando não havia noite: Os mais belos mitos indígenas.

Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=E7pYD3GFbjc

 

Lendas:

- Como surgiu a noite:

Disponível em: http://ifolclore.vilabol.uol.com.br/lendas/gerais/g_surgiu_a_noite.htm

- Como surgiram as estrelas:

 Disponível em: http://ifolclore.vilabol.uol.com.br/lendas/gerais/g_surgem_as_estrelas.htm

- Criação da noite:

Disponível em: http://www.brinquedoteca.org.br/si/site/00050726

 

3. Após a leitura das lendas e a discussão com a classe sobre o tema, o professor solicitará que produzam um desenho que represente o surgimento da noite ou do dia segundo a lenda trabalhada.

Recursos Educacionais
Nome Tipo
Já é noite no Brasil? Experimento prático
Sucessão dos dias e das noites Experimento prático
Astronomia: atividade 4 De dia existem estrelas no céu? Experimento prático
De onde vem o dia e a noite? Vídeo
Recursos Complementares

 

Livros sobre o Ensino de Ciências para Educação Infantil:

- ARCE, A.; SILVA, D. A. S. M.; VAROTTO, M. (2011). Ensinando ciências na educação infantil. Campinas: Editora Alínea.

 

- CENTRO DE DIVULFAÇÃO CIENTÍFICA E CULTURA - CDCC (2005). Ensinar ciências na escola. São Carlos.

*Este livro pode ser feito download pelo seguinte link: http://www.cdcc.usp.br/maomassa/livro/livro.html

 

- CENTRO DE DIVULFAÇÃO CIENTÍFICA E CULTURA - CDCC (2009). Ensino de ciências por investigação. São Carlos.

*Este livro pode ser feito download pelo seguinte: http://cdcc.usp.br/maomassa/livro09/livro09.html

 

- CENTRO DE DIVULFAÇÃO CIENTÍFICA E CULTURA - CDCC (2005). Explorações em ciências na educação infantil. São Carlos.

*Este livro pode ser feito download pelo seguinte link: http://www.cdcc.usp.br/maomassa/Livros/livro10/livro10.html

 

Vídeos

http://www.youtube.com/watch?v=QRQgoNtgwv4

http://www.visionautas.tv.br/

http://www.youtube.com/watch?v=vdbZNZ7obgY&feature=results_main&playnext=1&list=PLD3CEFD23E090366E

 

Download do vídeo-livro: a mais bela bailarina (acessar curtinhas)

http://www.visionautas.tv.br/

 

Recursos multimídia

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/storage/recursos/9504/movimentos.swf

 

Sites:

http://www.cdcc.usp.br/cda/ensino-fundamental-astronomia/parte1c.html

http://www.cienciaviva.pt/equinocio/index.asp

http://revistaescola.abril.com.br/ciencias/pratica-pedagogica/era-vez-sol-terra-lua-426157.shtml

http://www.zenite.nu/

http://www.todooceu.com/home.html

http://www.muranet.com.br/@stronomia/

Avaliação

A avaliação será realizada ao longo de todo o processo, e deverá ser considerado: o interesse, a participação, o envolvimento, a interação e reflexão em grupo, a comparação entre o resultado do experimento e das hipóteses iniciais, bem como as falas, as observações e as conclusões realizadas pelas crianças após cada uma das atividades.

 *Obs: A avaliação encontra-se de acordo com Referencial Curricular Nacional de Educação Infantil, vol 3. Natureza e Sociedade, consistindo em uma tarefa permanente, na qual o professor, mediante a investigação e reflexão acerca das manifestações das crianças: observa o que sabem fazer, o que pensam à respeito dos fenômenos que observam, o que ainda lhes é difícil entender, os interesses que possuem, as aquisições obtidas em vista de todo o processo vivido e em relação com os objetivos propostos. O que o auxilia na adequação dos conteúdos  propostos, no tempo e  no ritmo  de trabalho, para que assim, possa dar continuidade  ao seu planejamento e à apresentação de novos conteúdos e atividades, que visem a promoção de situações significativas na aprendizagem da criança, fazendo-a avançar em seu desenvolvimento e na interação com o meio.

Opinião de quem acessou

Cinco estrelas 1 classificações

  • Cinco estrelas 1/1 - 100%
  • Quatro estrelas 0/1 - 0%
  • Três estrelas 0/1 - 0%
  • Duas estrelas 0/1 - 0%
  • Uma estrela 0/1 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • DANIELA PORTO SENA, COLÉGIO ÔMEGA , Bahia - disse:
    PORTO-DANNY@HOTMAIL.COM

    30/05/2013

    Cinco estrelas

    MUITO BOM O SITE,AMEI A SUGESTÃO QUE ATÉ COPIE PARA APLICAR COM MINHA TURMINHA,FAZENDO PEQUENAS ALTERAÇÕES.


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.