Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


O discurso direto e o discurso indireto nas tirinhas

 

19/10/2011

Autor e Coautor(es)
Karen Alves de Andrade
imagem do usuário

BELO HORIZONTE - MG ESCOLA DE EDUCACAO BASICA E PROFISSIONAL DA UFMG - CENTRO PEDAGOGICO

Prof. Dr. Luiz Prazeres

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Final Língua Portuguesa Língua oral e escrita: prática de escuta e de leitura de textos
Ensino Fundamental Final Língua Portuguesa Análise linguística: variação linguística: modalidades, variedades, registros
Ensino Fundamental Final Língua Portuguesa Língua oral e escrita: prática de produção de textos orais e escritos
Ensino Fundamental Final Língua Portuguesa Língua oral e escrita: processos de interlocução
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

 

  • Conhecer os diferentes modos de se reportar um discurso;
  • utilizar diferentes tipos de discurso para reportar um diálogo;
  • reconhecer, nas tirinhas, o tipo de discurso como estratégia textual e
  • utilizar de maneira eficiente os tipos de discurso.
Duração das atividades
5 aulas de 50 minutos
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

 

  • Verbos
Estratégias e recursos da aula

 

  • Computador/ internet (sala de informática)
  • Data show
  • Caixas de som
  • 2 aparelhos de som
  • 1 gravador portátil

 

 

Aula 1:

 

Professor, inicie sua aula debatendo com os alunos o que é Discurso.  Peça que eles pesquisem no dicionário definições para essa palavra. Eles encontrarão:

 

discurso | s. m.

1ª pess. sing. pres. ind. de discursar

 

discurso

s. m.

1. Fala oratória.

2. Prática, sermão, oração.

3. Conjunto ordenado de frases, ditas em público ou escritas.

4. Discernimento.

5. Uso de razão.

6. Raciocínio.

7. [Informal] Palavreado.

 

Disponível em < http://www.priberam.pt/dlpo/>

 

Converse sobre cada uma das definições, dando exemplos de uso da palavradiscurso em cada uma delas. Registre no quadro as hipóteses e ideias dos alunos.

 

Em seguida, explique que a palavra discurso pode ser usada de maneira mais ampla, referindo-se não só à fala, ao conjunto de frases ou raciocínio, mas também a tudo o que motivou uma situação de comunicação. Por exemplo, ao dizermos “Nossa, que frio!” podemos ser motivados por estarmos percebendo a temperatura baixa e querermos compartilhar isso com alguém, ou saber se esse alguém está tendo a mesma sensação térmica; podemos estar dando uma indireta para que seja fechada alguma janela que está permitindo a entrada de ar frio; podemos simplesmente estar quebrando o gelo em uma conversa rápida em uma festa ou no elevador do prédio. Assim sendo, uma mesma frase pode ser motivada por causas diferentes e pode visar resultados diferentes no interlocutor. É por isso que é tão importante estudarmos o discurso e analisarmos as causas e finalidades que ele carrega.

 

Professor, para certificar-se de que seus alunos entenderam, mostre a eles as seguintes imagens:

 

http://www.cobequi.com.br/loja/config/imagens_conteudo/produtos/imagensGRD/GRD_804_408.jpg

 

http://3.bp.blogspot.com/_5bgTowZEX1U/TMXbRmOxqpI/AAAAAAAAA_w/5fxTSj1LfVE/s1600/sorria_vc_esta_sendo_filmado%5B1%5D.gif

 

 

 

http://t0.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcSlhCZ-c8SboLY5rXJ3XIXV4DWFSSBnOY-EAKJ5WUozaI8t7NHr&t=1

 

Peça, então, que eles respondam:

 

  1. Em que situações cada uma dessas placas são encontradas?

Placa 1 –

Placa 2 –

Placa 3 –

 

  1. Qual a informação escrita em cada uma delas?

Placa 1 –

Placa 2 –

Placa 3 –

 

  1. Qual informação fica subentendida nelas?

Placa 1 –

Placa 2 –

Placa 3 –

 

Professor, os alunos deverão perceber que nas placas as informações vão além do que está escrito nelas. Na placa 1, ao avisar que há um cão bravo, a intenção de quem colocou a placa era dizer a quem a lesse “Não entre!”. Na placa 2, ao dizer para sorrir, por estar sendo filmado, intenta-se que o leitor da placa saiba que está sendo filmado e que, por isso, não deve fazer nada de errado ou inadequado, como roubar ou pichar. Na placa 3, ao dizer o nome de localidades juntamente com uma seta indicativa, deseja-se que o leitor entenda que, para chegar nesses locais, deve-se entrar à direita. Assim, nem sempre o que dizemos de fato é o que queremos que o interlocutor entenda. Nesse caso, estamos trabalhando inferências possíveis num contexto. A habilidade de perceber inferências é fundamental no processo de leitura.

 

Aula 2:

 

Nesta sequência didática, trataremos de um tipo especial de discurso, ou seja, o discurso como fala, como instrumento para se reportar algo dito por outra pessoa. Para isso, usamos três diferentes tipos de discurso: discurso direto, indireto e indireto livre. O foco da aula 2 centra-se nos discursos direto e no indireto..

 

 

http://www.algosobre.com.br/images/stories/redacao/discurso-direto-indireto.jpg

 

 

No laboratório de informática, peça que os alunos acessem os seguintes sites para responder às questões:

 

1.      O que é o discurso direto

2.       Para que é usado o discurso direto?

3.      Que elementos de pontuação são obrigatórios nesse tipo de discurso?

4.      O que é  discurso indireto?

5.      Para que é usado o discurso indireto?

6.      O que são verbos dicendi?

7.      Qual é a importância dos verbos dicendi  nos discursos direto e indireto?

 

Professor, discuta oralmente as respostas dadas pelos alunos, de forma a garantir que eles compreendam o discurso direto como aquele no qual a fala de alguém é reproduzida exatamente como foi dita, usando-se dois pontos, travessão ou aspas. E que o indireto é a retomada da fala de outra pessoa sem total fidelidade ao que foi dito,  mudando-se os verbos e a pessoa do discurso.

 

 

Em seguida, peça que eles transformem os discursos diretos da tabela adiante em indiretos; e os indiretos em diretos:

 

TEMPOS VERBAIS

DIRETO

INDIRETO

Verbo no presente do indicativo:

-Não bebo dessa água - afirmou a menina.

-A menina afirmou que não bebia daquela água.

 

- O garoto chega tarde todos os dias.

 

Verbo no pretérito imperfeito do indicativo:

-Perdi meu guarda-chuva - disse ele.

Ele disse que tinha perdido seu guarda-chuva.

 

 

Minha mãe disse que não tinha mais confiança em mim.

Verbo no futuro do indicativo:

-Irei ao jogo.

Ele afirmou que iria ao jogo.

 

- Viajaremos semana que vem.

 

Verbo no imperativo:

-Aplaudam! Ordenou o diretor.

O diretor ordenou que aplaudíssemos

 

- Me ajudem! Pediu a garota desesperada.

 

 

 

O professor mandou que eu me retirasse.

 

Professor, os verbos podem variar dentro do mesmo campo semântico nas respostas dos alunos. Para finalizar esta aula, assista com eles e discuta o vídeo sobre os tipos de discurso disponível em:

 

http://www.youtube.com/watch?v=346Tz9pkv5g&feature=related

 

Aula 3:

 

Reproduza a seguinte tira da turma da Mônica para os alunos e discuta com eles:

 

http://www.monica.com.br/comics/tirinhas/images/tira151.gif

 

Nos quadrinhos, o discurso direto vem representado em balões, que substituem as aspas ou os travessões.

 

  1. Quais são as falas do Cebolinha?
  2. E as falas do garçom?
  3. Reescreva a tirinha usando o discurso indireto. Você pode acrescentar detalhes para que ela não perca o humor.

 

Verifique se os alunos usaram dois pontos e travessão ou aspas para reproduzir as falas dos personagens em discurso direto.

 

JOGO DOS DISCURSOS:

A)    Para realizar o jogo você deverá colocar em data show as seguintes tirinhas, localizando cada uma delas em uma página, numerando-as. Mostre para os alunos as tirinhas e peça que prestem bastante atenção.

 

Divida a turma em equipes e entregue para cada uma delas a cópia impressa de uma das tirinhas. Distribua as cópias aleatoriamente e sem numeração 

 

 http://www.monica.com.br/comics/tirinhas/images/tira34.gif

 http://www.monica.com.br/comics/tirinhas/images/tira37.gif

 http://www.monica.com.br/comics/tirinhas/images/tira49.gif

 http://www.monica.com.br/comics/tirinhas/images/tira55.gif

 http://www.monica.com.br/comics/tirinhas/images/tira56.gif

 http://www.monica.com.br/comics/tirinhas/images/tira62.gif

 

 

B)    Solicite que cada equipe reescreva a tirinha escolhida, utilizando o discurso indireto. Peça que acrescentem detalhes para que o humor da tirinha permaneça e para que seja possível identificar a tirinha reescrita.

 

C)    Os alunos deverão ler a tirinha em discurso indireto para as outras equipes, que deverão descobrir a qual tirinha a reescrita se refere (Professor, anote a resposta dos alunos no quadro).

 

D)    Faça novas rodadas com novas tirinhas. A cada tirinha correta, a equipe ganha 1 ponto. A equipe que, ao final, acertar mais tirinhas ganhará o jogo.

 

 

 

 Aula 4:

 

Para avaliar, ainda os conhecimentos adquiridos pelos alunos, peça que eles leiam a seguinte fábula e realizem as atividades:

 

http://www.metaforas.com.br/infantis/asno_velho_pastor.gif

 

O Asno e o Velho Pastor

Um Pastor observava tranquilo seu Asno pastando em uma verde pradaria. De repente, ouviu ao longe os gritos do inimigo que se aproximava. Ele rogou ao animal para que corresse com ele na garupa, o mais rápido que pudesse, a fim de que não fossem ambos capturados. Falou, com calma, o Asno:

- Por que eu deveria temer o inimigo? Você acha provável que o conquistador coloque em mim, além dos dois cestos de carga que carrego, outros dois?

Respondeu o Pastor:

- Não.

Disse o animal:

- Então, contanto que eu carregue os dois cestos que já possuo, que diferença faz

a quem estou servindo?

 

  1. Que discurso predomina na fábula?
  2. Reescreva-a mudando o tipo de discurso.
  3. Agora, faca uma retextualização, transformado a fábula em uma tirinha.

 

       


 

Disponível em: http://www.metaforas.com.br/infantis/asno_velho_pastor.htm

 

Aula 5:

 

Ainda trabalhando os tipos de discurso e a retextualização, proponha para os alunos a escrita de uma entrevista. Para isso, a turma deverá ser dividida em 2 equipes, que terão as seguintes responsabilidades:

 

Equipe 1: Dando continuidade a temática da fábula, elaborar 5 perguntas sobre a relação trabalho x trabalhador, para serem feitas a funcionários de diferentes setores da escola.

Ex:      a) Você ama o seu trabalho?

b) Se você pudesse mudar algo na sua profissão, o que seria?

 

Equipe 2: Deverá entrevistar funcionários de diferentes funções na escola, fazendo as perguntas elaboradas pela equipe 1 e registrando-as com um gravador.

 

Equipe 1: Deverá, ouvindo as entrevista, escolher uma e transcrevê-la em discurso direto.

 

Equipe 2: Deverá, ouvindo a entrevista, escolher uma e retextualizá-la, utilizando o discurso indireto.

 

Professor, cada equipe deve ter um aparelho de som para que possam voltar a gravação sempre que necessário. Ao terminar a escrita dos textos, as entrevistas deverão ser lidas e publicadas no site da escola ou coladas no mural da turma.

Recursos Complementares
Avaliação

 

Professor, visando realizar avaliação durante o processo de construção de conhecimentos ,verifique durante as atividades se o aluno foi capaz de identificar os diferentes tipos de discurso e as mudanças  verbais e pronominais que devem ser realizadas ao se reportar uma fala.

Avalie a qualidade das respostas da pesquisa e a participação dele nas discussões.

Veja também se ele foi capaz de completar o quadro de transformações verbais e se interagiu com a equipe durante o jogo.

Avalie sempre o progresso do aluno ao longo das atividades realizadas.

Opinião de quem acessou

Cinco estrelas 4 classificações

  • Cinco estrelas 4/4 - 100%
  • Quatro estrelas 0/4 - 0%
  • Três estrelas 0/4 - 0%
  • Duas estrelas 0/4 - 0%
  • Uma estrela 0/4 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.