Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Descobrindo o Brasil - Região Sul - Manifestações Culturais - UCA

 

05/04/2012

Autor e Coautor(es)
Kellen Cristina Costa Alves Bernardelli
imagem do usuário

UBERLANDIA - MG ESC DE EDUCACAO BASICA

Aline Rodrigues Cantalogo, Denize D Campos Rizzotto, Laís de Castro Agranito, Rones Aureliano de Sousa

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Inicial Língua Portuguesa Língua oral: valores, normas e atitudes
Ensino Fundamental Inicial Pluralidade Cultural Continentes e terras de origem dos povos do Brasil
Ensino Fundamental Inicial Língua Portuguesa Alfabetização
Ensino Fundamental Inicial Língua Portuguesa Língua escrita: prática de produção de textos
Ensino Fundamental Inicial Artes Música: Compreensão da música como produto cultural e histórico
Ensino Fundamental Inicial Língua Portuguesa Língua escrita: prática de leitura
Ensino Fundamental Inicial Artes Dança: Dimensões histórico-sociais e culturais da dança e seus aspectos estéticos
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
  • Realizar pesquisas;
  • Ler e interpretar informações;
  • Identificar algumas manifestações culturais do sul do país;
  • Compreender a função social da escrita;
  • Trabalhar os diferentes gêneros textuais dentre eles, lendas e parlendas;
  • Produzir  textos como relatórios, convites, listas;
  • Participar de forma ativa de diálogos e debates;
Duração das atividades
A previsão é de um semestre, ou seja, em torno de 4 meses de duração, mas pode variar de acordo com as necessidades apresentadas por cada turma e professor ao longo do projeto e das atividades que forem inseridas.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Professor, os alunos deverão reconhecer o conceito de manifestações culturais.  Se a sua escola faz parte do projeto UCA, é  necessário que eles saibam  utilizar os programas de seu netbook, como KWord, KolourPaint, TuxPaint e Mozilla Firefox.

Estratégias e recursos da aula

Grupo de Alunos

1ª Etapa:  DESENCADEANDO O TEMA

Esse projeto tem como objetivo geral utilizar a metodologia de pesquisa, incentivando os alunos a construírem seus questionamentos, exporem suas hipóteses, realizarem pesquisas sobre o tema, sistematizar e socializar suas descobertas. Para isso, usaremos a metodologia de projeto - Para metodologia de Projetos ver  http://www.pedagogiaemfoco.pro.br/met05.htm  acesso em 13/03/12) que tem como foco a iniciação científica discente.

 

Dessa forma é necessário vivenciar algumas etapas, tais como:

  1. Definir um tema;
  2. Justificar a escolha do tema;
  3. Elaborar a problematização;
  4. Fazer levantamento das hipóteses, ou seja, o que os alunos conhecem ou pensam sobre o tema;
  5. Definir as fontes de pesquisas;
  6. Confrontar as hipóteses e os dados pesquisados,
  7. Fazer registros sobre a participação dos alunos ao longo da pesquisa;
  8. Socialização dos resultados/culminância do projeto.

 

- Professor, para que o projeto seja significativo, é importante que os alunos tenham interesse e curiosidade pelo tema proposto. Ele poderá ser escolhido pelos alunos ou sugerido por você, porém, é importante envolvê-los nesta escolha. Você poderá utilizar diversas formas para “detonar” o tema, ou seja, despertar o interesse dos alunos. Veja uma sugestão:

Procure desencadear este tema: Descobrindo o Brasil – Região Sul - Manifestações Culturais, na tentativa de conhecermos melhor esta rica região do Brasil, para isso, sugerimos a leitura de algumas lendas do livro “Cultura da Terra” de Ricardo Azevedo (2003), referente ao sul do país ( pp.11 à 34).

Sabemos que o homem nasce candidato a ser humano e é a cultura que  assim o faz e nos distingue dos outros animais. Nesse sentido, comente a importância das manifestações culturais em nossa vida.

 

Livro Cultura da Terra  

Fonte: acervo da autora

 

Professor, a contação de histórias é um recurso muito importante no processo ensino-aprendizagem. Por meio dela revelamos segredos, seduzimos o ouvinte e convidamos a criança/adulto a se apaixonarem pelo livro, pela história,  pela leitura.  Nesse sentido, Faria (2010) afirma que “o texto literário é polissêmico, pois sua leitura provoca  no leitor reações diversas, que vão do prazer emocional ao intelectual” (p. 12).

 

- Prepare um ambiente acolhedor, seja na sala de aula, na biblioteca ou num espaço externo na escola;

- Conte você uma lenda como a de Sanguanel (AZEVEDO, 2003, p. 27). O mito do Sanguanel é de origem dos imigrantes italianos no Rio Grande do Sul. Essa crença é viva até hoje, principalmente na Serra Gaúcha. Se a sua escola se  situa no Sul do país provavelmente já ouviu tal  história.

 

É um homenzinho pequeno de cabelos ruivos que anda sempre de roupa vermelha. Costuma viver escondido e adora armar confusão...

 

Contação de História

Contação de História com os alunos dos 1º anos da ESEBA - UFU

Fonte: acervo da autora

Se a sua escola faz parte do projeto UCA, solicite que utilizem seus laptops e acessem os sítios por meio da ferramenta Mozilla Firefox (metasys>favoritos>navegador de internet) de seus netbooks, mas se não participam deste projeto, leve-os até o laboratório de informática ou se preferir organize a sala e leve um datashow para verem uma versão da lenda de Sanguanel em vídeo.

http://www.youtube.com/watch?v=kntRsRoDgkc&feature=related (acesso em 19/03/2012)

 

 

Sanguanel

Fonte da imagem: http://www.spaghetti.com.br/?lid=3&lidi=4&lli=pt (acesso em 19/03/2012)

 

 

 

Outra famosa lenda sulista é o Negrinho Pastoreio.

Negrinho Pastoreio

Fonte da imagem: http://www.jangadabrasil.com.br/revista/galeria/ca83010f.asp (accesso em 19/03/2012)

 

Nos tempos da escravidão, havia um estancieiro malvado com negros e peões. Num dia de inverno em que fazia muito frio, o fazendeiro mandou que um menino negro de quatorze anos fosse pastorear cavalos e potros recém-comprados. No final da tarde, quando o menino voltou, o estancieiro disse que faltava um cavalo baio. Pegou o chicote e deu uma surra tão grande no menino que ele ficou sangrando. "Você vai me dar conta do baio, ou verá o que acontece", disse o malvado patrão. Aflito, ele foi à procura do animal, mas nada! Na volta à estância, o patrão, ainda mais irritado, espancou o garoto e o amarrou sobre um formigueiro. No dia seguinte, quando ele foi ver o estado de sua vítima, tomou um susto. O menino estava lá, mas de pé, sem nenhum arranhão. O negrinho montou no baio e partiu conduzindo a tropilha. O negrinho do pastoreio é tido como protetor das pessoas que tenham perdido algo. Sua imagem consiste em um cavalo com o menino negro montado. Para agradecer-lhe por algo que tenha sido encontrado, ou ainda por qualquer pedido que tenha sido realizado, costuma-se acender uma vela, orar e oferecer-lhe uma planta ou flor.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Negrinho_do_Pastoreio (acesso em 19/03/2012)

 

Para assistirem uma das versões da história basta acessar na internet (caminho já citado) o seguinte sítio: http://www.youtube.com/watch?v=7et8DAIbxc0&feature=related (acesso em 19/03/2012)

As manifestações culturais dos povos sulistas são diversas: as festas típicas, a gastronomia, as manifestações religiosas, danças e músicas. Veja o texto informativo:

Região Sul

O Sul apresenta aspectos culturais dos imigrantes portugueses, espanhóis e, principalmente, alemães e italianos. As festas típicas são: a Festa da Uva (italiana) e a Oktoberfest (alemã). Também integram a cultura sulista: o fandango de influência portuguesa, a tirana e o anuo de origem espanhola, a festa de Nossa Senhora dos Navegantes, a congada, o boi-de-mamão, a dança de fitas, boi na vara. Na culinária estão presentes: churrasco, chimarrão, camarão, pirão de peixe, marreco assado, barreado (cozido de carne em uma panela de barro), vinho.

Fortemente influenciada pela cultura dos imigrantes europeus, a região Sul do Brasil apresenta grande pluralidade cultural. Os estados integrantes são: o Rio Grande do Sul, Paraná e Santa Catarina. Os imigrantes europeus começaram a chegar ao fim do século XIX e contribuíram para o desenvolvimento econômico da região, baseado na pequena propriedade rural de policultura.

Essa região apresenta elementos culturais dos índios (primeiros ocupantes do território), espanhóis e portugueses (colonizadores), negros (escravos). Posteriormente, os imigrantes alemães, italianos, açorianos, eslavos, japoneses, entre outros, contribuíram para a diversidade cultural do Sul do Brasil.

Entre as manifestações culturais dessa região estão:

Rio Grande do Sul
Os gaúchos dos pampas, ou das cidades, formam um povo rico em tradições. Grande parte dos seus aspectos culturais é oriunda dos imigrantes alemães, que habitaram a região por volta de 1824. Os italianos, espanhóis e portugueses também contribuíram para a riqueza cultural desse estado. 

Entre as principais características culturais do gaúcho estão: a bombacha, o lenço, o poncho, e o chimarrão.

 

Chimarrão 
Imagem: Chimarrão - Fonte: http://www.mundoeducacao.com.br/geografia/diversidade-cultural-no-brasil.htm (acesso em 19/03/12)

A festa de Nossa Senhora dos Navegantes, de origem portuguesa, é realizada em Porto Alegre no dia 2 de fevereiro, no rio Guaíba, onde centenas de barcos e milhares de fiéis devotos participam da procissão fluvial.
Algumas cidades do Sul celebram as tradições dos antepassados em festas típicas, como a Festa da Uva, em Caxias do Sul (RS).



Paraná
Apresenta aspectos culturais dos imigrantes alemães, italianos, poloneses, ucranianos, holandeses, etc. Eles influenciaram fortemente a cultura do estado.

As principais festas culturais do Paraná são: cavalhada, congada, dança ou fandango de São Gonçalo, festa da cerejeira, festa do Divino, coroação de Nossa Senhora, festa de São Benedito, entre outras.

Um dos pratos típicos do Paraná é o barreado, um cozido de carne, prato caboclo típico do litoral. Ele é preparado com carne bovina, toucinho e temperos colocados em uma panela de barro. Ela é enterrada e acende-se por cima, uma fogueira. Após 12 horas de cozimento, a iguaria está pronta.

 

Barreado 
Imagem: Barreado - Fonte: http://www.mundoeducacao.com.br/geografia/diversidade-cultural-no-brasil.htm (acesso em 19/03/12)

Santa Catarina

Em Santa Catarina há uma grande quantidade de casas com arquitetura tipicamente europeia, além da arquitetura, os imigrantes do velho continente contribuíram na cultura vinhateira, na triticultura (cultura com trigo), linho, algodão, cânhamo e mandioca.

Alguns eventos culturais são marcantes, e mobilizam várias pessoas. O boi-de-mamão, por exemplo, vai do Natal ao Carnaval. Começa com as prendas e pedidos de ajuda e termina com a morte e ressurreição do boi.

A Oktoberfest, em Blumenau (SC), é uma festa de origem alemã, tradicional festa da cerveja. Esse evento atrai milhares de turistas.

 

Oktoberfest 
Imagem: Oktoberfest - Fonte: http://www.mundoeducacao.com.br/geografia/diversidade-cultural-no-brasil.htm (acesso em 19/03/12)

Outro elemento da cultura de Santa Catarina é a dança de fitas, uma tradição milenar, o qual consiste num pau de fita, cujo mastro é sustentado no centro da dança por um menino. Da ponta do mastro saem pares de fita, cujas figurações se atém ao ato de trançá-las, girando e dançando em torno do mastro central.

Em Santa Catarina o boi na vara ainda é praticado, sendo uma espécie de tourada. O boi, preso a uma vara com corda, investe num boneco até o esgotamento. Outras vezes, soltam os animais e os homens saem correndo, derrubam o boi e despedaçam-no.

Fonte: http://www.mundoeducacao.com.br/geografia/diversidade-cultural-no-brasil.htm (acesso em 19/03/12)

 

Após a sessão faça uma roda de conversa e faça as seguintes questões:

- Alguém já ouviu alguma dessas histórias contadas?

- E em nossa região, qual(is) lenda(s) vocês conhecem?

- Vocês já participaram de alguma festa com o mesmo nome citada no texto em nossa região?

- Conhecem algum dos pratos comentados? Degustaram algum?

- Alguma criança apreciou uma dança sulista?

- Dentre outras questões.

 

Delimitando o tema e justificando:

Verifique se os alunos realmente se interessaram pelo tema, assim discuta com eles e delimite o tema para não ficar amplo. Neste caso, nós delimitamos para “Região sul – manifestações culturais”, para chegar até esta especificação, foi necessário um amplo debate e condução, para que os alunos percebessem que não seria possível pesquisarmos tudo.

Professor,  aproveite o momento e discuta também sobre a importância de pesquisarmos sobre este assunto. Você poderá solicitar que cada um escreva a sua opinião e depois fazer um consolidado. Outra opção é fazerem um texto coletivo, contemplando as opiniões dos alunos.

Veja a seguir o modelo da atividade que realizamos:

 

  

  Atividades

EU ACHO IMPORTANTE PESQUISAR SOBRE AS MANIFESTAÇÕES CULTURAIS DA REGIÃO SUL

PORQUE____________________________________________________

­­­­­­­­­­­­­­­­­­­__________________________________________________________

 

 

 

2ª Etapa:  PROBLEMATIZAÇÃO

 

-Professor, nesta etapa levantaremos o que os alunos querem saber sobre  o tema. Podemos realizar a "problematização”  oralmente ou os alunos podem fazê-la  por escrito.  Registre cada questão no quadro, para que todos tenham em seus cadernos. Mesmo se este tema  foi  "induzido" pelo professor, atendendo a uma necessidade do grupo ou do currículo, é importante envolver os alunos.

Para isso, organize-os em uma roda de conversa e os instigue a refletir sobre o tema. Diga que temos que pensar sobre o que queremos saber, ou seja, quais perguntas nós vamos procurar as respostas. Você poderá distribuir uma ficha para que escrevam, ou poderá solicitar a ajuda de uma pessoa para ir registrando as questões que eles forem falando e depois digite e cole no caderno de relatório ou solicite que arquivem na pasta “Dossiê do Projeto ou portfólio”. Veja uma sugestão de registro:

PROJETO: DESCOBRINDO O BRASIL – REGIÃO SUL- MANIFESTAÇÕES CULTURAIS

PROBLEMATIZAÇÃO: O QUE EU QUERO SABER:

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

Veja a seguir um modelo de Problematização- Descobrindo o Brasil – Região Sul - Manifestações Culturais, para ser o objeto de pesquisa do PICD– Programa de Iniciação Científica Discente da Escola de Educação Básica da UFU. Cada criança trouxe uma questão a ser respondida ao final da pesquisa.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA
ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA
1º ANO “D”

NOME:____________________________________________________________________________________

PROFESSORA ORIENTADORA: KELLEN CRISTINA   

 DATA: ___/___/2012

_________________________________________________________________________________________ 

PROBLEMATIZAÇÃO

 

  1. MANIFESTAÇÃO CULTURAL É A MESMA COISA DE FOLCLORE? (VALTER)
  2. O SANGUANEL LEMBRA O SACI PERERÊ. ELES SÃO PARENTES?  (RAFAEL)
  3. POR QUE AS FESTAS SÃO DIFERENTES DA NOSSA?  (THIAGO)
  4. EXISTE CHURRASCO EM TODO O BRASIL? (MARIA EDUARDA)
  5. A CULTURA DOS ESTADOS DO SUL É MUITO SEMELHANTE. PORQUÊ? (ANA MARIA)

 __________________________________________________________________________________

NOSSAS IMPRESSÕES  SOBRE A PROBLEMATIZAÇÃO POR MEIO DE DESENHO

 

 

Para ilustrar os alunos poderão utilizar o programa TuxPaint (metasys/edusyst/arte e música/ pintura digital), ou o KolourPaint (metasys>aplicativos>aplicações gráficas>ferramenta de pintura). É necessário imprimir as ilustrações e colocá-las no Dossiê. Mas, se a sua escola não faz parte do projeto UCA, os alunos poderão fazer a ilustração na folha A4.

 3ª Etapa:  HIPÓTESES

 

Professor, após a construção da PROBLEMATIZAÇÃO do objeto de pesquisa Descobrindo o Brasil – Região Sul - Manifestações Culturais, estimule os alunos a elaborarem suas HIPÓTESES, ou seja, qual ou quais são as possíveis respostas que eles têm para as questões levantadas? Ao final da pesquisa, além de terem respondido a problematização, confirmarão ou não as hipóteses. Cada criança tentará elaborar uma hipótese para a questão de um ou mais colegas, inclusive a sua própria. Por meio desta atividade você terá além das hipóteses quais são os conhecimentos prévios dos alunos sobre o tema. Estas informações serão valiosas para que você possa direcionar o processo de pesquisa.

O registro das hipóteses poderá ser por escrito e ilustrado. Solicite que colem no caderno de projeto ou na pasta “Dossiê”, assim ao final, vocês terão organizado todo o processo de elaboração e execução do projeto de pesquisa.

Antes de iniciar a elaboração das hipóteses com os alunos discuta com eles sobre o que eles pensam que são “hipóteses”. Depois de ouvi-los, solicite que pesquisem no dicionário o significado desta palavra. Se a sua escola faz parte do projeto UCA, solicite que utilizem seus laptops e acessem os sítios http://www.dicio.com.br/hipotese/  ou http://www.brasilescola.com/biologia/a-metodologia-cientifica.htm por meio da ferramenta Mozilla Firefox (caminho já citado)de seus netbooks, mas se não participam deste projeto, podem pesquisar no dicionário que a escola tem. Outra definição seria: Uma hipótese é uma formulação provisória, com intenções de ser posteriormente demonstrada ou verificada, constituindo uma suposição admissível. Conceito disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Hip%C3%B3tese (acessos em 19/03/12).

É importante que os alunos concluam que “hipóteses” são as possíveis respostas para as perguntas que fizemos (problematização), ou seja, o que acreditamos que sabemos sobre o que queremos descobrir, o que “eu acho que é”.

-Solicite que retomem sua pergunta (problematização) ou de um colega e tente respondê-la de acordo com o que sabe ou pensa sobre ela.

 

PROJETO: DESCOBRINDO O BRASIL – REGIÃO SUL- MANIFESTAÇÕES CULTURAIS

HIPÓTESES:O QUE PENSO SOBRE A QUESTÃO

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

_________________________________________________________________________________________

 Veja a seguir um modelo de HipótesesDescobrindo o Brasil – Região Sul – Manifestações Culturais, objeto de pesquisa do PICD – Programa de Iniciação Científica Discente da Escola de Educação Básica da UFU.

UNIVERSIDADE FEDERAL DE UBERLÂNDIA
ESCOLA DE EDUCAÇÃO BÁSICA
1º ANO “D”

NOME:___________________________________________________________________________________

PROFESSORA ORIENTADORA:  KELLEN CRISTINA   

 DATA: ___/___/2012

________________________________________________________________________________________

APÓS A CONSTRUÇÃO DA PROBLEMATIZAÇÃO DO NOSSO OBJETO DE PESQUISA – DESCOBRINDO O BRASIL – REGIÃO SUL - MANIFESTAÇÕES CULTURAIS, APRESENTAREMOS A SEGUIR NOSSA(S) HIPÓTESE(S), OU SEJA, QUAL(IS) A(S) POSSÍVEL(IS) RESPOSTA(S) SEM A DEVIDA PESQUISA TEMOS SOBRE A(S) QUESTÃO(ÕES).

AO FINAL DA PESQUISA, ALÉM DE TERMOS RESPONDIDO A PROBLEMATIZAÇÃO, CONFIRMAREMOS OU NÃO NOSSAS HIPÓTESES.

CADA CRIANÇA TENTARÁ ELABORAR UMA HIPÓTESE PARA A QUESTÃO DO COLEGA

 

HIPÓTESES

 

  1. EU PENSO QUE FOLCLORE E MANIFESTAÇÃO CULTURAL É A MESMA COISA.  (GERALDO)
  2. O SACI PERERÊ É DO SÍTIO DO PICA PAU AMARELO E NÃO CONHECE O SANGUANEL. (ANA LETÍCIA)
  3. AS FESTAS SÃO DIFERENTES DA NOSSA PORQUE ELES SÃO OUTRAS PESSOAS.  (MÁRCIA)
  4. A MINHA TIA MORA NOS ESTADOS UNIDOS E LÁ TEM CHURRASCO. (LAÍS)
  5. EU NÃO ACHO A CULTURA DELES IGUAIS.  (PAULO HENRIQUE)

 

4ª Etapa: FONTES DE PESQUISA

 

Professor, nesta etapa, você com os alunos elencarão as Fontes de Pesquisa, ou seja, onde eles irão pesquisar. Esta atividade pode ser complementada  por meio de Tarefa de Casa. Veja um modelo:

 

Tarefa de Casa

Converse com seus familiares, quais as possíveis Fontes de Pesquisa, ou seja, onde poderemos pesquisar o tema do Projeto de nossa sala: DESCOBRINDO O BRASIL – REGIÃO SUL - MANIFESTAÇÕES CULTURAIS

____________________________________________

____________________________________________

 

 

SISTEMATIZANDO

Na rodinha, retome a atividade de casa e solicite que socializem as fontes de pesquisa. Faça o registro na lousa e verifique se apontaram para as principais fontes. Caso verifique que alguma importante fonte de pesquisa não foi citada, como por exemplo: o trabalho de campo ou a pesquisa bibliográfica (livros, revistas, jornais), faça questionamentos e induza a resposta.

Solicite que registrem no caderno de projeto ou no “Dossiê do Projeto ou portfólio”, pois a sistematização é fundamental para não perderem as informações.

Algumas fontes de pesquisa mais citadas:

 

5ª Etapa:  PESQUISA

  • Pesquisa em livros, revistas ou jornais;
  • Entrevista;
  • Palestra;
  • Internet;
  • Biblioteca;
  • Trabalho de Campo, Pesquisa de campo;
  • Visita a exposições.

Pesquisa

Professor, nesta trajetória podemos dialogar com diferentes áreas do conhecimento por meio de várias atividades que vão se entrelaçando, possibilitando assim a interdisciplinaridade, tais como: registro das atividades por meio de relatórios, tabulação de dados, localização geográfica e outros. Há inúmeras formas, estratégias, metodologias para realizarmos uma pesquisa. Aqui orientaremos uma delas, numa perspectiva coletiva.

  

Atividade 1– Pesquisa eletrônica

-Professor, sabemos da importância da pesquisa eletrônica em nossa sociedade, por isso precisamos lançar mão desta fonte, que com certeza será citada pelos alunos. Se a sua escola faz parte do projeto UCA, solicite que utilizem seus laptops e acessemos sítios por meio da ferramenta Mozilla Firefox(caminho já citado) de seus netbooks, mas se não participam deste projeto, leve-os até o laboratório de informática para executarem suas pesquisas eletrônicas. Mas, lembre-os de registrarem as fontes consultadas: sítio e data de acesso.

Retome a Problematização. Você pode orientar para que  pesquisem todas as questões ou divida-os em grupos.

O 5º problema se refere às possíveis semelhanças culturais entre os três estados. Professor, se você preferir induzir a resposta num viés literário, os seguintes sítios revela a  principal lenda de cada estado da região sul:

Paraná

http://www.cidadao.pr.gov.br/arquivos/File/parana/livro_lendas.pdf (acesso em 19/03/2012)

 Santa Catarina

http://www.penha-sc.com.br/penha/folclore.htm (acesso em 19/03/2012)

Rio Grande do Sul

http://www.paginadogaucho.com.br/lend (acesso em 19/03/2012)

  

Atividade 2– Biblioteca (Pesquisa em livros, revistas ou jornais)

Professor, talvez numa mesma fonte de pesquisa vocês encontrarão resposta para a maioria das questões, mas orientamos a visita no espaço clássico que é a biblioteca, para tentar responder por exemplo a 2ª pergunta: O SANGUANEL LEMBRA O SACI PERERÊ. ELES SÃO PARENTES? 

-Agende o horário previamente com a bibliotecária.

- Se na sua escola houver um trabalho de parceria (que é o ideal) sala de aula – biblioteca, talvez este profissional poderá contar a história do Saci Pererê, já que você contou a do Sanguanel.

- Façam questões aos alunos:

  • Quais as semelhanças entre os dois personagens?
  • E as diferenças?
  • Teriam eles as mesmas origens?
  • Dentre outras.

 

BIBLIOTECA

Contação de História na Biblioteca da ESEBA – UFU

Fonte: acervo da autora

 

Atividade 3Palestra ou entrevista

Professor, outra fonte de pesquisa importante é a Palestra. Questione os alunos sobre como poderemos descobrir as respostas para as questões que ainda não sabemos, caso eles não se lembrem da entrevista ou palestra, vá direcionando para que eles apontem para esta possibilidade.

Se você mora em outra região que não seja a região Sul, convide algum pesquisador ou descendente de algum dos 3 (três) estados: Paraná, Santa Catarina ou Rio Grande do Sul para ministrar uma palestra tentando responder as questões da problematização, mas se sua escola pertence a algum município da região Sul, escolha alguém que conheça sobre o tema e convide-o.

O palestrante/entrevistado deve ter acesso ao material (Problematização e Hipóteses) antecipadamente.

Os alunos terão uma ótima oportunidade de produzir escrita por meio da elaboração do convite ao palestrante/entrevistado e do relatório que será produzido após a entrevista. Lembre-se de trabalhar os elementos destes gêneros textuais.

O convite deve conter informações específicas, tais como: nome do convidado, Local (nome, endereço da escola e sala), e data da entrevista, o motivo do convite, o nome do remetente ou dos remetentes (ou Turma). Se for necessário, leve alguns modelos de convites para que eles vejam e percebam a estrutura textual ou solicite que pesquisem e levem para escola alguns modelos de convites. Se não tiver nenhum convite impresso, solicite que os alunos utilizem seus netbooks e acessem o sítio http://www.criarfazergratis.com/modelos-de-convites/ (acesso em 19/03/12)

 

Vídeo

Além do registro escrito, registre também por meio de fotos e filmagens utilizando a câmera do laptop WxCam instalada na área de trabalho ou acessando (Metasys>Aplicativos>Multimídia>WxCam)

 

 

Atividade 4–  Visita a exposições ou museus

Professor, se a sua escola está situada na zona pesquisada, uma ótima opção é fazer a visita in lócus às exposições, feiras, porque apesar de acreditarmos que conhecemos bem a região na qual moramos, muito das tradições vão se perdendo e precisamos resgatá-las.

Os seguintes sítios nos informa das principais festas em cada estado. A cultura da região é bastante manifesta, já que retratam a gastronomia, as músicas e danças e muitas com viés religioso também.

Festa da Uva ( Rio Grande do Sul)

http://pt.wikipedia.org/wiki/Festa_da_Uva (acesso em 20/03/2011)

Oktoberfest (Santa Catarina)

http://www.oktoberfestblumenau.com.br/ (acesso em 20/03/2011)

Cavalhada (Paraná)

http://cavalhadadeguarapuava.blogspot.com.br/ (acesso em 20/03/2011)

 

Professor, se a região da sua escola estiver fora deste circuito existem feiras e exposições itinerantes como a “Minas Tchê” para serem visitadas:

http://minastchebh.blogspot.com.br/ (acesso em 20/03/2011)

Lembre-se de fazer o planejamento desta atividade de campo, pois ela pressupõe uma série de providências e envolve diferentes áreas do conhecimento, tais como:

Geografia: solicitar aos alunos que façam o registro do trajeto que percorremos até a exposição;

Matemática: elaborar situações-problema fazendo uma estimativa do tempo que vamos gastar até o local, quanto teremos que pagar de transporte para nos levar, quantos dias faltam até chegar a data da atividade, dentre outras;

Língua Portuguesa: elaboração de relatório, roteiro de observação;

 História: resgatar a importância história e cultural da exposição ou museu para a população local.

A visita deverá ter permissão tanto das famílias dos alunos, quanto dos espaços à serem visitados.

 

- Faça o bilhete pedindo autorização pelas famílias;

- Agende com o Coordenador do evento a visita;

- Converse com os alunos e prepare-os, lembrando-os sobre:

  • Respeito;
  • Disciplina;
  • Escuta;
  • Observação;
  • Organização;

 

-Levar o roteiro devidamente estudado;

- Sistematize a vivência utilizando, por exemplo, a construção de “Lista de itens observados”.

 

 

LISTA DE ITENS OBSERVADOS NA VISITA À FEIRA  OU MUSEU

 

  • ___________________________________________________________________
  • ___________________________________________________________________
  • ___________________________________________________________________
  • ___________________________________________________________________
  • ___________________________________________________________________

 

 

FESTA DA UVA

Monumento em Homenagem a Festa da Uva – Parque de Exposições - Caxias do Sul

Fonte: acervo da autora

6ª Etapa:  Confrontando as hipóteses com o que aprendemos.

Professor, ao concluírem a etapa de pesquisa, proponha aos alunos que retomem as suas hipóteses e verifiquem o que pensavam antes e o que descobriram. Você poderá propor que elaborem um quadro em que resgatem a pergunta (problematização),  a hipótese (o que pensavam sobre a questão) e o que descobriram e verifiquem se a sua hipótese era verdadeira ou não.

 

PROBLEMATIZAÇÃO

HIPÓTESE

DESCOBERTA

 

 

 

 

 

 

 

7º - CONCLUSÃO E SOCIALIZAÇÃO

Professor, para concluirmos um projeto é necessário revermos a problematização, analisarmos se todas as dúvidas foram respondidas e posteriormente nos atentarmos para as hipóteses  se elas são pertinentes ou não. Caso alguma lacuna apareça é preciso escolhermos outra estratégia, fonte de pesquisa para solucionarmos nosso problema.

Concluída nossa pesquisa temos que nos lembrar o quanto é importante também a socialização dos resultados. São várias as sugestões para o projeto proposto Descobrindo o Brasil - Região Sul: manifestações culturais.

- Vocês poderão construir 3 (três) grandes tendas, uma para cada estado e nelas representarem por objetos, símbolos o que mais foi relevante na pesquisa;

- Poderão também teatralizar alguma das manifestações culturais. Ex.: Congada, Cavalhada, Folia de Reis;

- Fazerem desfiles, como na Festa da Uva ou na Oktoberfest

 

Para que de fato a comunidade escolar conheça o trabalho da turma, os alunos poderão construir convites com a sua mediação em forma de texto coletivo por meio da ferramenta KWord (Metasys>Aplicativos>Ferramentas de Produtividade>Suíte de escritório>Processador de textos) de seus laptops, mas se a sua escola não  participa deste projeto, os alunos poderão elaborar o texto no caderno ou em folhas, para depois anexar ao “Dossiê do projeto ou portfólio”.

Organize os alunos em equipes de trabalho para que apresentem o resultado da pesquisa, expliquem as etapas e o que aprenderam ao longo do projeto, pois o objetivo da feira não é apenas a apreciação das músicas e danças e comidas, mas socializar o que aprenderam, divulgar o conhecimento adquirido, assim compreenderão a importância do trabalho de iniciação científica.

-Faça um painel com as fotos das diversas etapas do trabalho, assim além de explicar os alunos terão o que mostrar aos visitantes.

-Caso o “Dossiê do projeto ou portfólio” esteja concluído, deixe-o exposto durante a feira, para que os visitantes analisem e conheçam. Solicite que anotem sua opinião sobre o trabalho em um caderno em anexo.

- Utilizem novamente  a câmera do laptop WxCam (caminho já citado) para registrar a exposição, por meio de fotos e filmagem ou utilize uma máquina fotográfica digital para que  selecione algumas fotos para anexar ao Dossiê ou portfólio.

Recursos Complementares

AZEVEDO, Ricardo. Cultura da Terra: o livro de folclore da Cargill. São Paulo: Fundação Cargill, 2003.

FARIA, Maria Alice. Como usar a literatura infantil na sala de aula. 5.ed. São Paulo: Contexto, 2010.

Sugestões de links para alunos:

Site Página do Gaúcho

http://www.paginadogaucho.com.br/ctg/lista.htm

Acesso em 16 de março de 2012

Sugestões de links para professores:

 Vídeo “Contação de História”, site da Revista Nova Escola

http://revistaescola.abril.com.br/lingua-portuguesa/pratica-pedagogica/contacao-historias-431368.shtml

Acesso em 20/03/2012

 

Artigo “Diversidade Cultural no Brasil”, site Mundo Educação.

http://www.mundoeducacao.com.br/geografia/diversidade-cultural-no-brasil.htm

Acesso em 20/03/2012

 

Artigo “O Projeto da Pesquisa”, site Pedagogia em Foco.

http://www.pedagogiaemfoco.pro.br/met05.htm

Acesso em 17 de março de 2012

 

Links do Portal que podem ser consultados pelo professor no planejamento de sua aula:

Aula

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=25438

Acesso em 20 de março de 2012

  

Avaliação

Professor, tendo em vista que esta proposta trabalha com diferentes áreas do conhecimento é fundamental que você verifique se os objetivos elencados foram atingidos. O projeto além de socializar o conhecimento historicamente acumulado (currículo prescrito) das diversas disciplinas, tem como principal objetivo  oportunizar aos professores e alunos  a  construção de uma pesquisa, ou seja, possibilita não apenas o acesso ao conhecimento, mas a aquisição das estratégias e metodologia de pesquisa, assim os alunos serão mais autônomos e criativos. Conhecer as manifestações culturais de outros povos e inclusive as de nossas origens, nos permitem respeitar e valorizar melhor nossa cultura. Portanto, verifique se eles se envolveram e compreenderam  as diferentes etapas percorridas ao longo do projeto, ou seja, se compreenderam como buscar  o seu próprio conhecimento.

Opinião de quem acessou

Sem estrelas 0 classificações

  • Cinco estrelas 0/0 - 0%
  • Quatro estrelas 0/0 - 0%
  • Três estrelas 0/0 - 0%
  • Duas estrelas 0/0 - 0%
  • Uma estrela 0/0 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.