Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Trabalhando o gênero em sala de aula

 

28/04/2015

Autor e Coautor(es)

Elizabet Rezende de Faria, Leandro Rezende

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Final Pluralidade Cultural Ser humano como agente social e produtor de cultura
Ensino Fundamental Final Orientação Sexual Relações de gênero
Ensino Fundamental Final Saúde Relações sociais, acordos e limites
Ensino Fundamental Final Saúde Construção da identidade e da auto-estima
Ensino Fundamental Final Saúde Valorização dos vínculos afetivos
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

- Discutir a questão de gênero em nossa sociedade.

- Analisar conceitos e as relações de gênero que se dão no ambiente escolar.

- Debater porque ainda existem diferenças de gênero consideráveis em nossa sociedade.

Duração das atividades
5 aulas de 50 minutos.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Não serão necessários conhecimentos prévios.

Estratégias e recursos da aula

 

Esta aula visa trabalhar a questão de gênero na sociedade a fim de ampliar a visão dos alunos sobre o masculino e o feminino em nossa sociedade moderna. Com vistas a pensar sobre as relações que foram construídas de forma desigual, elaborar conceitos, identificar preconceitos e trabalhá-los. No ambiente escolar, pode-se ver um reflexo de nossa sociedade sexista que ora dá vantagens a um gênero ora a outro. Dada nossa história colonial, vê-se ainda que meninos, desde tenra idade, têm comportamentos machistas com relação às meninas. É importante que o professor sinta-se preparado para trazer para a sala de aula um tema bastante polêmico. Para auxiliar o professor, sugere-se a leitura do material disponível nos recursos complementares desta aula. 

Aula 1 – Sensibilizando os alunos para a questão de gênero

Inicie a aula com perguntas curiosas:

  1. O que é de menina?
  2. O que é de menino?
  3. Quais profissões são para homens?
  4. Quais profissões são para mulheres?
  5. Quais cores são para meninos e quais são para meninas?
  6. Quais brincadeiras são para meninas e quais são para meninos?
  7. Quais são os comportamentos para meninas e para meninos?
  8. Qual é o papel do homem e da mulher na família?
  9. Sempre foi assim ou no passado era diferente?

 

Feitas estas perguntas para a turma, dialogue com os alunos  a respeito destas questões acima, mediando o diálogo, ouvindo respostas, argumentando e dando voz a todos os alunos.

Estas perguntas têm como finalidade identificar conceitos e preconceitos, atitudes e padrões que cada gênero apresenta, uma oportunidade de trabalhar a diversidade nas brincadeiras, nos olhares, no vestir, no falar.

Na sequência, trabalhe o livro de Todd Parr, intitulado Cuecas e Calcinhas o certo e o errado, disponível em: http://www.estantevirtual.com.br/planetadoslivrosgoiania/Todd-Parr-Cuecas-e-Calcinhas-o-Certo-e-o-Errado-127347019, acesso em 12 de novembro de 2014.

 

 

Imagem disponível em: http://2.bp.blogspot.com/-txwoqxWfmoA/UE1EpeZSyDI/AAAAAAAAE0o/XsPPsjPKE4k/s640/ToddParr+Giveawaycover.jpg, acesso em 01 de abril de 2015.

O objetivo deste livro é despertar a curiosidade dos alunos, de uma forma lúdica, para as diferenças entre meninos e meninas em termos culturais e sociais.

- Apresente o livro para a turma.

- Após a leitura de cada par certo x errado, faça comentários. Ex.: certo: guarde suas cuecas errado: mas não no freezer. De forma humorada, o autor está querendo dar o seguinte recado às crianças. Cuecas e calcinhas, como qualquer outro aspecto da intimidade, não devem ficar expostos. E assim por diante, o autor vai dialogando sobre diferenças de gênero com as crianças. 

- Fique aberto aos comentários de cada aluno. 

Enquanto sexo é uma construção biológica, gênero é uma construção sóciocultural. Ou seja, ser homem ou mulher, ser menino ou menina não se define apenas pelo sexo, porém há uma influência da cultura  e da sociedade que delimitam o que é ser deste ou daquele gênero.

 

Imagem disponível em: https://encrypted-tbn3.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRoqFsA6GK4andBDO_y9ghHReD8-euU19EfVE33vNUOSIIIaf6m, acesso em 10 de novembro de 2014.

 

Aula 2 – Trabalhando o vídeo

 

  1. Leve os alunos para o laboratório de informática.
  2. Solicite que acesse, individualmente, o vídeo da TV Paulo Freire, intitulado: Dia-a-dia Educação – Relações de gênero na escola, duração de 26min18seg. Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=y1fDkuGrJzw, acesso em 08 de novembro de 2014. O professor trabalhará até 10min20seg.
  3. Durante o vídeo, solicite que os alunos registrem em seus cadernos:

    - As diferenças apresentadas pelos alunos sobre meninos e meninas.

    - A definição que os profissionais fazem de gênero.

    - Como se dá a desigualdade de gênero.

  4. Terminada a exibição, o professor inicia um debate com a turma para saber de sua opinião sobre as ideias trabalhadas no vídeo.

 

Além das opiniões dos alunos, o professor deverá trabalhar os seguintes aspectos:

  • que conceito de gênero  ficou para eles;
  • qual a contribuição das atividades acima para um reconstruir de relações entre meninos e meninas;
  • o que fazer para que diferenças e desigualdades não sejam naturalizadas.

 

Imagem disponível em: https://encrypted-tbn1.gstatic.com/images?q=tbn:ANd9GcRWDRyew-4i71VlQG9a5uochfTkdpxjmlRU-LV5OK9VYzOxz3AkNA, acesso em 10 de novembro de 2014.

 

Aulas 3 a 5 - Promovendo uma sessão de vídeo com debate

 

Neste momento, o professor irá promover uma sessão de cinema no contraturno, seguida de debate com profissionais diversos.

1. Prepare o espaço para a exibição do filme.

2. Divulgue em cartazes pela escola.

3. Se possível, prepare um lanche para durante o filme.

4. Convide profissionais diversos para o debate do filme: professores, sociólogos, psicólogos, filósofos, historiadores, pedagogos, assistentes sociais etc.

5. Exiba o filme A fonte das mulheres, duração 2h05min20seg. Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=JOXfXbAq-Ls, acesso em 10 de novembro de 2014.

Ficha técnica:

Título: A fonte das mulheres

Diretor: Radu Mihaileanu

País: Itália, Bélgica, França.

Sinopse: Em um pequeno vilarejo, situado entre o Norte da África e o Oriente Médio, as tradições islâmicas são seguidas a risca. Entre elas, a existência da mulher como procriadora é regra básica, mas existe uma que faz com que elas sejam as responsáveis por buscar água em um local distante e de difícil acesso, restando para os homens a tarefa de matar o tempo bebendo e falando da vida. Certo dia, Leila (Leila Bekthi), uma das mais jovens e alfabetizadas do grupo, resolve que a melhor maneira de mudar esse cenário, fazendo com que os homens assumam esta tarefa, é cortar o que eles mais gostam: o sexo. A polêmica decisão do grupo acaba interferindo nas relações entre os habitantes e provocando uma verdadeira revolução cultural no povoado e mudando para sempre as suas vidas.

6. Após o filme, abra para uma discussão sobre a questão de gênero apresentada no filme.

7. Deixe que os alunos elaborem perguntas para os profissionais disponíveis.

Sugestão de perguntas:

a. Como seria este filme se a história acontecesse em nossa sociedade brasileira?

b. O que há de mais forte na questão das relações de gênero apresentadas no filme?

c. É possível uma desconstrução destas relações de gênero que acontecem naquela comunidade?

d. Como a história poderia ter sido diferente?

8. Para encerrar, solicite que os alunos construam um texto reflexivo, comparando o filme com nossa sociedade brasileira atual. Solicite que reflitam como estão as relações de gênero em nossa sociedade, os desafios para a desconstrução de estereótipos etc. Eles podem postar em um blog ou enviar para o e-mail da turma.

Recursos Complementares

1. Relações de gênero. Disponível em: http://artcurti.blogspot.com.br/2011/07/filmes-dobre-relacoes-de-genero-e.html, acesso em 10 de novembro de 2014.

 

2. GOVERNO DO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL. SECRETARIA DE POLÍTICAS PARA AS MULHERES. Manual para o uso não sexista da linguagem. Disponível em:  http://www.spm.rs.gov.br/upload/1407514791_Manual%20para%20uso%20n%C3%A3o%20sexista%20da%20linguagem.pdf, acesso em 10 de novembro de 2014.

 

3. FURLANI, Jimena. Educação Sexual na Sala de Aula. São Paulo: Autêntica, 2013.  

 

4. MAIA, Ana Cláudia Bortolozzi; NAVARRO, Carolina; MAIA, Ari Fernando. Relações entre gênero e escola no discurso de professoras do ensino fundamental.  Psic. da Ed., São Paulo, 32, 1º sem. de 2011, pp. 25-46, disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/psie/n32/n32a03.pdf, acesso em 12 de novembro de 2014.

Avaliação

Avalie se as atividades propostas contribuíram para um repensar dos alunos sobre seus conceitos, atitudes e suas relações com os/as colegas com vistas a uma convivência  mais igualitária e sem preconceitos.

Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 4 classificações

  • Cinco estrelas 3/4 - 75%
  • Quatro estrelas 1/4 - 25%
  • Três estrelas 0/4 - 0%
  • Duas estrelas 0/4 - 0%
  • Uma estrela 0/4 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.