Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


O TEATRO NA INFÂNCIA: vivenciando o jogo teatral

 

18/09/2009

Autor e Coautor(es)
ADELE GUIMARAES UBARANA SANTOS
imagem do usuário

NATAL - RN NUCLEO EDUCACIONAL INFANTIL - NEI

Suzana Maria Brito de Medeiros

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Inicial Artes Teatro: Teatro como apreciação
Ensino Fundamental Inicial Artes Teatro: Teatro como comunicação e produção coletiva
Ensino Fundamental Inicial Artes Teatro: Teatro como produto histórico-cultural
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

Os alunos das séries iniciais do Ensino Fundamental, na faixa etária de 6 a 8 anos, poderão vivenciar a experiência dos jogos teatrais.

Duração das atividades
Duas aulas de 50 minutos cada
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Os alunos precisam ter conhecimentos sobre o teatro, tais como: espaços do teatro, funções desses espaços, pessoas que ali trabalham, dentre outras características. Esses conhecimentos poderão ser trabalhados através da aula apresentada neste portal intitulada " O TEATRO NA INFÂNCIA: UM VERDADEIRO ELEMENTO DE APRENDIZAGEM - Conhecendo a sua história", através da pesquisa inicial sobre o teatro, que faz uma introdução sobre esta temática.

Estratégias e recursos da aula

Paralelamente à pesquisa sobre a história do Teatro é importante desenvolver, junto as crianças, um trabalho com os jogos teatrais1*, fundamentado nos estudos de Viola Spolin.

1º MOMENTO - A atividade se inicia sempre com a vivência de um jogo tradicional2*(pular corda, pato pato ganso, coelho na toca etc), que trazem em sua essência a necessidade de se representar personagens (coelho, pato, ganso) em um determinado cenário (toca, rua etc).

Jogos tradicionais

2º MOMENTO -  Em seguida o professor introduz gradativamente o jogo teatral. Nessa atividade a turma é dividida em três ou quatro grupos. Depois da divisão o professor sugere em cada grupo a apresentação de um lugar (uma praia, um cinema, uma escola), nesse momento será explorado o onde. Cada grupo saberá que deverá representar para os outros grupos o lugar que foi apresentado pelo professor. Nesse momento os grupos que não estão representando são a platéia. A apresentação se dará através de gestos, eles não podem falar, apenas representar.


Os grupos têm um tempo para poder ensaiar (por volta de 20 minutos), depois cada grupo apresenta.

Jogos teatrais

Jogos teatrais

Jogos teatrais

3º MOMENTO - Ao final de cada apresentação a platéia tem a oportunidade de avaliar o grupo, informando se o grupo que apresentou conseguiu mostrar onde estavam. A avaliação não tem a função de apontar os erros e sim soluções, para a comunicação palco/platéia, nesse momento o professor deverá estimular a platéia a sugerir outras possibilidades.
Além da avaliação oral o professor poderá sugerir o registro escrito, ou através do desenho do que as crianças vivenciaram naquele dia, como uma forma de “síntese da aprendizagem”.

No palco apresentando seu personagem

Apresentando os jogos teatrais

A platéia

Na platéia assistindo seus colegas encenando

1* Sobre os jogos teatrais, buscamos realizar um pequeno resumo, que segue abaixo.

Para Viola Spolin, o jogo teatral aparece como uma possibilidade da prática teatral no ambiente escolar. Para a realização desse sistema dos jogos teatrais, segundo Fonseca (2006), utilizamos alguns procedimentos fundamentais, apontados por Viola Spolin, a saber:
A) Foco, ou ponto de concentração – todos os jogadores/alunos devem buscar as soluções para resolverem os problemas cênicos lançados pelo professor e/ou pelo próprio grupo, mostrando através da fisicalização, (termo que a autora utiliza para designar a expressão física do ator) objetos, ações e papéis representados numa realidade teatral, utilizando uma estrutura dramática: o Onde? (lugar), Quem? (personagem); O Quê? (ações para solucionarem o problema)
B) Instrução do professor – o professor durante as ações dos alunos/jogadores na área do jogo deve reativar a atenção destes par a o foco da atividade proposta, respeitando a limitação de cada um;
C) A platéia - constituída pelos componentes internos do próprio grupo e desempe nhando papel importante no processo de avaliação, a platéi a não só assiste à apresentação, como també m apresenta sugestões para a solução das questões postas em cena.
D) Avaliação – discussão colet iva realizada ao fi nal do trabalho, ten do como fator principa l o foco da atividade proposta, explicitando se o que foi proposto foi realizado e entendido pelos participantes que assistem/platéia. Em seguida, é feita a auto-avaliação.

2* Os jogos tradicionais e as brincadeiras de faz-de-conta possibilitam a interação, socialização e cooperação das crianças, e, para que a brincadeira aconteça de forma satisfatória, são necessários acordos e respeito aos combinados. A partir dos jogos tradicionais, é que se introduzem gradativamente os jogos teatrais de Spolin (2003), cujas soluções são propostas pelo próprio grupo.

Recursos Complementares

Referências:

FONSECA, Nayde S. G. linguagem Teatral na Educação Infantil. 2006. 129f. Dissertação (Mestrado em Educação) – Universidade Federal do Rio Grande do Norte, Natal, 2006.


KOUDELA, Ingrid. Introdução: A escola alegre, In.: SPOLIN, VIOLA, Jogos teatrais para a sala de aula: uma manual para o professor – São Paulo: Perspectiva, 2007.


MACHADO, Célia. Artes Cênicas. Revista Perspectiva Capiana , Rio de Janeiro,
n. 2, p. 11-14, março.2007.


MELO, José Pereira; BORBA, Sandra Maria. Caderno informativo do PAIDÉIA: A importância do Ensino de Arte e de Educação Física na Escola. Natal: UFRN/PAIDEIA/MEC, 2006.


PONTES, Gilvânia M. D. de. O Ensino de Arte na escola para crianças a intencionalidade do professor. In: MELO, José P. ; PONTES, Gilvânia M. D. de; CAPISTRANO, Naire J. (Org.) . Livro didático I: O ensino de artes e educação física na infância. Natal: PAIDEIA, 2005.


SPOLIN, Viola. Improvisação para o teatro. São Paulo: Perspectiva, 2003


SPOLIN, Viola, Jogos teatrais para a sala de aula: uma manual para o professor – São Paulo: Perspectiva, 2007.

Avaliação

Ao final desta aula o professor deverá perceber se os alunos conseguiram:

• Participar da vivência dos jogos tradicionais e dos jogos teatrais;
• Registrar as vivências realizadas.

Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 8 classificações

  • Cinco estrelas 2/8 - 25%
  • Quatro estrelas 5/8 - 62.5%
  • Três estrelas 1/8 - 12.5%
  • Duas estrelas 0/8 - 0%
  • Uma estrela 0/8 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • Sandra Regina Alves, UME"Bernardo José Maria de Lorena" , São Paulo - disse:
    olhosnosolhos_2@yahoo.com.br

    18/02/2014

    Quatro estrelas

    Estou trabalhando os jogos teatrais com turmas de 2ºs e 3ºs anos e buscando olhares diversos sobre os exercícios de Viola Spolin. Obrigada.


  • Maria Auxiliadora dos Santos ., grupo teatral trelelê . , Minas Gerais - disse:
    estrelinhafestas@yahoo.com.br

    10/06/2013

    Quatro estrelas

    gostei muito,dicas simples e claras , sou professora de teatro e já uso algumas técnicas em minhas aulas ,mas acatei algumas idéias!Viola Spolin ,tudo de bom também!Obrigado por dicas tão importantes para melhor desempenho com nossos alunos .


  • Dirce Padilha, E.E.E.F.Maurício Cardoso -oficina de teatro , Rio Grande do Sul - disse:
    dircepadilha11@hotmail.com

    25/04/2012

    Quatro estrelas

    adorei a aula poi é uma ativifade simples mas que posso trabalhar várias áreas principalmente atenção e socialização.


  • Alessandra Azevedo Pimenta, Escola de Teatro e Dança da UFPA , Pará - disse:
    ale.azevedo75@hotmail.com

    04/10/2011

    Três estrelas

    sou universitária, curso Licenciatura Plena em Artes Cênicas; e estava a procura de soluções ou métodos de como iniciar um processo metodológico para com os meus futuros alunos. E essa abordagem sobre a metodologia de Viola Spolin "cai como uma luva". Parabéns professores(as) pela boa pesquisa.


  • tatiana, EM Prof Maria de lourdes teixeira , Minas Gerais - disse:
    tatianafonsecas@hotmail.com

    22/08/2011

    Quatro estrelas

    legal, poderia ter citado outros modelos de jogos, além de lugares


  • nisdalegodoi, Escola Municipal Padre Natal Pigatto , Paraná - disse:
    nisdalegodoi@gmail.com

    24/11/2010

    Quatro estrelas

    Achei muito interessante sua sugestão. Eu tenho trabalhado esse conteúdo de modo parecido, mas peguei como referencia as fases da vida(bebe, criança adulto e idoso). No entanto aproveitar brincadeiras é ótimo.


  • Debora Spirandeli, Claretiano , São Paulo - disse:
    deboraspirandeli@uol.com.br

    18/10/2010

    Cinco estrelas

    Muito boa esta atividade, veio de encontro com a minha necessidade no momento sendo a matéria bem clara e objetiva.


  • Rogério Eugênio, sem instituição , São Paulo - disse:
    prof_roger_eugenio@hotmail.com

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    gostei


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.