Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Lendo piadas na sala de aula

 

05/11/2009

Autor e Coautor(es)
Flávia Helena Pontes Carneiro
imagem do usuário

BELO HORIZONTE - MG ESCOLA DE EDUCACAO BASICA E PROFISSIONAL DA UFMG - CENTRO PEDAGOGICO

Clenice Griffo

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Inicial Alfabetização Concepção de texto
Ensino Fundamental Inicial Alfabetização Concepção de ensino e aprendizagem
Ensino Fundamental Inicial Alfabetização Processos de leitura
Ensino Fundamental Inicial Alfabetização Gêneros de texto
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
  • Ler e interpretar textos.
  • Fazer inferências.
  • Desenvolver a capacidade de apresentar textos orais para diferentes públicos.
Duração das atividades
2 aulas de 50 minutos
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
  • Escuta com atenção.
Estratégias e recursos da aula
O professor poderá encontrar e selecionar algumas piadas nos sites abaixo:

http://boaspiadas.blogspot.com/2007/02/o-papagaio-especial.html <Acesso em 7/10/2009>

http://sitededicas.uol.com.br/piadas4.htm  <Acesso em 7/10/2009>

Atividade 1

A piada é um gênero textual que agrada muito as crianças. O trabalho em sala de aula, pelas próprias características do gênero, traz descontração e divertimento. O(a) professor(a) pode aproveitar este interesse dos alunos e trabalhar nesta aula tanto habilidades de leitura como também trabalhar com o desenvolvimento da oralidade. Essa proposta pode ser repetida algumas vezes ao longo do ano com piadas diferentes.


1) Para iniciar este trabalho, o professor pode contar uma piada que conhece ou escolher algumas das piadas selecionadas abaixo. Em seguida poderá propor que aos alunos que contem as piadas que conhecem. Alguns alunos podem trazer piadas pouco adequadas para o contexto da sala de aula,  nesse caso é preciso fazer intervenções e apresentar algumas piadas para os alunos para que tenham referência de como o este gênero textual pode ser tratado na escola.


2) A piada tem como estrutura textual uma pequena narrativa que se desenvolve e leva o leitor a fazer certas previsões. No desfecho, quebra-se esta previsibilidade e surpreende-se o leitor/ouvinte provocando risos. A proposta de leitura de piadas com o recurso da pausa protocolada favorece a conscientização desta estrutura facilitando a produção textual, tanto oral, quanto escrita. O(a) professor (a) pode desenvolver o trabalho com leitura e utilizar este recurso de maneira sistemática, não só com este gênero, mas com outros também.  A pausa protocolada é uma técnica de leitura na qual o professor lê uma parte do texto e vai fazendo perguntas para que os alunos levantem hipóteses e façam previsões sobre o que irá acontecer em seguida. Ao usar a pausa protocolada é importante que o professor faça perguntas do tipo: O que vai acontecer agora? O texto nos dá alguma dica para pensar isso? O objetivo de tais perguntas é fazer o aluno se tornar mais consciente dos processos de interpretação do texto. Na compreensão deste gênero é importante que o aluno se torne consciente daquilo que é o esperado ou previsível e da quebra desta previsibilidade com o inesperado, que causa humor.

Apresento abaixo a piada O papagaio do navio que será explorado em seguida com o recurso da pausa protocolada. No texto as pausas e as perguntas que serão feitas para os alunos estão em destaque.


Texto

O papagaio do navio

Um dia o mágico foi se apresentar no navio. O capitão amou o truque e deixou o mágico ficar por lá mesmo, fazendo shows todas as noites. Só que o papagaio, a menina dos olhos do capitão, de tanto observar o mágico treinando, decifrou todos os truques, e começou a gritar os segredos no meio das apresentações:
- O coelho está ali, debaixo da mesa!!
- A carta tá na outra manga dele!!
- O lenço tava no bolso!!!
E o mágico sentia mesmo era vontade de matar o tal bicho e colocar na panela, mas se fizesse isso tava desempregado. Até que um dia, o navio foi atingido por uma tempestade e afundou. Não sobreviveu ninguém, só o mágico e o danado do papagaio. E os dois se seguraram por três dias e três noites nas madeiras que restavam do navio.
Até que, no 4° dia, o bicho falou:
- Tá bom, desisto. Onde é que você enfiou o navio?!

http://boaspiadas.blogspot.com/2007/02/o-papagaio-especial.html <Acesso em 7/10/2009>

Leitura com pausa protocolada do texto O papagaio do navio

Um dia o mágico foi se apresentar no navio. O capitão amou o truque e deixou o mágico ficar por lá mesmo, fazendo shows todas as noites.

Quais mágicas vocês acham que o mágico fazia todas as noites? Que tipo de mágicas faz um mágico?

Só que o papagaio, a menina dos olhos do capitão, de tanto observar o mágico treinando, decifrou todos os truques, e começou a gritar os segredos no meio das apresentações.

Quais segredos vocês acham que ele revelou? O que vocês acham que ele dizia?

- O coelho está ali, debaixo da mesa!!
- A carta tá na outra manga dele!!
- O lenço tava no bolso!!!

Como vocês acham que o mágico se sentia quando o papagaio revelava para o público os seus truques?

E o mágico sentia mesmo era vontade de matar o tal bicho e colocar na panela, mas se fizesse isso tava desempregado. Até que um dia, o navio foi atingido por uma tempestade e afundou. Não sobreviveu ninguém, só o mágico e o danado do papagaio. E os dois se seguraram por três dias e três noites nas madeiras que restavam do navio.

O que vocês acham que aconteceu com eles? Vocês acham que o mágico matou o papagaio?

Até que, no 4° dia, o bicho falou:
-Tá bom, desisto. Onde é que você enfiou o navio?!

Por que o papagaio disse "desisto"? Ele desiste de quê?

À medida que os alunos vão respondendo às perguntas é importante que o professor solicite que eles retomem o que foi dito no texto anteriormente  e que permitiu que  fizessem tais inferências.  Voltar ao texto para checar as possibilidades de leitura, para confirmar ou rejeitar hipóteses é essencial.

3) Com foco no desenvolvimento da oralidade, o professor poderá propor um Festival de piadas. Para isso ele poderá solicitar às crianças que peçam a seus pais que lhes contem uma piada para ser contada para os colegas e professora. Pode-se combinar com as crianças que durante uma semana, ou o tempo que a turma decidir, iniciarão as atividades do dia contando uma piada. Pode-se estender o trabalho e organizar a contação de piadas para outras turmas.
Para que a situação comunicativa em que este gênero será usado fique bem definida para os alunos, o professor pode fazer perguntas que os ajudem a  pensar na situação. É preciso que os alunos compreendam o que causa o humor, fazendo com que possam contar a piada sem perder de vista a construção da previsibilidade no ouvinte e o elemento surpresa. Algumas perguntas podem ser feitas para ajudá-los a pensar na situação: O que vamos fazer? Para quem vamos contar a piada? Quando contamos uma piada para alguém o que podemos fazer para que os ouvintes imaginem a cena melhor? Podemos usar expressões dos personagens?O que ajuda a dar graça à piada?


Seguem abaixo piadas retiradas de alguns sites.

O Papagaio Especial

O freguês entrou na loja de animais e disse ao vendedor:
- Queria um Papagaio que fosse especial.
- Chegou na hora certa! Temos um bilíngue. Se levantar a patinha direita, ele fala Inglês. Se levantar a patinha esquerda, ele fala Francês.
- E se eu levantar as duas patinhas?
O Papagaio respondeu:
- Aí eu caio!


Cachorro mal-educado

Um cachorro faz xixi na perna de um ceguinho que estava parado na esquina esperando para atravessar a rua.
Ao sentir o líquido escorrendo pela perna, o ceguinho enfia a mão no bolso e ofe rece uma bolacha para o cachorro.
Ao ver a cena, uma velhinha comenta:
-Nossa, como você é bonzinho! O cachorro fez xixi em sua perna e você ainda dá comida pra ele!
-Que nada, senhora.. eu quero é sab er onde que está a cabeça dele pra dar uma bengalada!


Criatividade Escolar

Na volta às aulas, a professora animada expõe seus ensi namentos para a classe:
-A nossa mãe é uma c oisa muito importante e, por isto, quero que cada um conte uma história e esta história deverá acabar com a frase: “Mãe só tem uma”.
E o Juquinha co meçou sua história:
Um dia na hora do almoço, minha mãe, olhou para mim e disse:
-Juquinha vá lá na geladeira e pegue duas coca-colas, uma para você e outra para o seu pai." - Eu fui na geladeira e depois de olhar bem lá dentro, disse bem alto:
- Mãe, só tem uma!


Sorvete de Azeitona

O garoto chega na sorveteria e pergunta:
- Tem sorvete de azeitona ?
aí o cara responde:
- Não
Dia seguinte:
- Tem sorvete de azeitona ?
- Não.
Outro dia:
-Tem sorvete de azeitona ?
- Não
Outro dia:
-Tem sorvete de azeitona ?
- Tem !!!
- Eca !!


http://sitededicas.uol.com.br/piadas4.htm  <Acesso em 7/10/2009> 

http://boaspiadas.blogspot.com/2007/02/o-papagaio-especial.html <Acesso em 7/10/2009>

Recursos Complementares

Para saber mais sobre leitura e inferências:

COSCARELLI, C. V. Inferência: Afinal o que é isso? Belo Horizonte: FALE/UFMG. Maio, 2003.
http://bbs.metalink.com.br/~lcoscarelli/publica.htm < Acesso em 07/10/2009>

COSCARELLI, C. V. O ensino da leitura: uma perspectiva psicolingüística. Boletim da Associação Brasileira de Lingüística. Maceió: Imprensa Universitária, dez.1996. p. 163-174. disponível em http://bbs.metalink.com.br/~lcoscarelli/PUCSBPC.pdf 

Avaliação

O (a) professor(a) terá como foco de avaliação dois eixos: o produção das inferências no gênero piada e o desenvolvimento da oralidade. Em relação às capacidades de leitura, tais como interpretação de texto e produção de inferências ele poderá registrar em um caderno, a participação em sala e também avaliar a compreensão em atividades individuais após desenvolver um trabalho sistemático com o gênero piada. Em relação à oralidade o professor poderá avaliar se o aluno é capaz de contar piadas com desenvoltura e com atenção no seu interlocutor.

Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 7 classificações

  • Cinco estrelas 3/7 - 42.86%
  • Quatro estrelas 3/7 - 42.86%
  • Três estrelas 1/7 - 14.29%
  • Duas estrelas 0/7 - 0%
  • Uma estrela 0/7 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • JOSETE LEAL DIAS, Escola Publica , Pará - disse:
    jlealdias@yahoo.com.br

    07/06/2014

    Cinco estrelas

    Muito boom


  • Josete Leal Dias, Escola Publica , Pará - disse:
    jlealdias@yahoo.com.br

    07/06/2014

    Cinco estrelas

    Muito legal Precisamos fazer os estudantes lerem para além do posto, do dito.....


  • Cássia Lima, Colégio Estadual Jorge Schimmelpfeng , Paraná - disse:
    cassiamada@hotmail.com

    20/08/2012

    Cinco estrelas

    Adorei!


  • Érica Cristina Rinaldo Rodrigues, E.E Manoel Bandeira , Mato Grosso - disse:
    keka_af2011@hotmail.com

    20/07/2012

    Quatro estrelas

    Simplesmente adorei estas ideias de como trabalhar com piadas, estava procurando uma maneira divertidade ensinar e encontrei aqui. Obrigada!!!!!


  • Juliete Rosa Domingos, Escola João Gobbo Sobrinho , São Paulo - disse:
    julieterd@yahoo.com.br

    23/08/2011

    Quatro estrelas

    O gênero piada é muito propício para o trabalho de leitura e produção textual na sala de aula, desde o ensino fundamental até o médio. è uma forma de analisar linguistica e gramaticalmente um texto sem usá-lo como pretexto, estimulando, desta forma, o ensino/aprendizado sem que a originalidade do gênero seja prejudicada. A sequência apresentada foi muito interessante e, com certeza, irei aplicá-la.


  • Jorge Luis Umbelino de Sousa, E.M.E.F. Maria Eudésia de Carvalho , Paraíba - disse:
    jorgeumbelinouepb@hotmail.com

    16/08/2010

    Três estrelas

    O gênero piada é, talvez, a maior ferramenta para se trabalhar a oralidade e a criatividade de nossos alunos,pois a aproximdade das estórias através da linguagem e do enredo é um mecanismo não tido em outros gêneros.A sequência está de acordo com os nossos critérios de ensino da língua.Gostei!


  • Susana, EMEF Giusfredo Santini , São Paulo - disse:
    paesleite@uol.com.br

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Eu achei que a escolha do tipo de texto para o desenvolvimento da proposta didática foi adequado


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.