Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Usando o Sol para nos localizar

 

16/11/2009

Autor e Coautor(es)
Amélia Pereira Batista Porto
imagem do usuário

BELO HORIZONTE - MG ESCOLA DE EDUCACAO BASICA E PROFISSIONAL DA UFMG - CENTRO PEDAGOGICO

Lízia Maria Porto Ramos

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Inicial Ciências Naturais Recursos tecnológicos
Ensino Fundamental Inicial Ciências Naturais Ambiente
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

• Observar a posição do Sol no céu para localizar-se;
• Reconhecer as direções Norte, Sul, Leste e Oeste como pontos cardeais;
• Localizar, aproximadamente, os pontos cardeais, a partir do nascente e poente do Sol, através de atividade corporal.

Duração das atividades
2 horas aula
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Para as crianças melhor compreenderem o conceito de pontos cardeais é necessário que tenham trabalhado anteriormente outras noções mais simples como: direita e esquerda, em frente e atrás, nascente e poente e as noções de direção e sentido. Esses aspectos serão discutidos na explicação da aula de hoje.

Estratégias e recursos da aula

Um fato que, normalmente, chama a atenção das crianças é ver o Sol em diferentes posições no céu, ao longo do dia. Nesta aula vamos, explorar essa curiosidade natural das crianças para, através da observação e atividade corporal, ensinar-lhes a encontrar a posição aproximada dos pontos cardeais, utilizando o nascente e o poente solar.Escolhemos trabalho de campo com atividade corporal, observação e registro como estratégia para explorar o tema.

O trabalho de campo deve constituir-se numa atividade intencional e planejada, em que o professor e alunos devem ter clareza sobre:

• os objetivos propostos;
• o local escolhido (que deve ser aquele que oferece maiores possibilidades de observação);
• os cuidados que deverão tomar;
• os limites necessários ao bom andamento do trabalho;
• os materiais a serem utilizados(quando necessário);
• a organização dos grupos de estudo (quando o trabalho for feito com grupos diversificados);
• o que e como coletar (se o trabalho envolver coleta de materiais);
• os registros que serão feitos.

A escolha dessa estratégia justifica-se porque o trabalho de campo é uma atividade que permite à criança interagir com o ambiente à sua volta, possibilitando investigar os recursos disponíveis e como utilizá-los de maneira crítica. Neste caso o objeto de investigação é o Sol, o seu nascente e poente, e como utilizar estas referências para orientar-se. Dentro da atividade de campo, está prevista uma atividade corporal, para que a criança, usando o próprio corpo, aprenda a encontrar os quatro pontos cardeais, a partir da posição do Sol, no céu. Está previsto, também, a observação da posição e tamanho de sombras, como elas se projetam em relação ao Sol e como podem ser usadas para localizar-se.

Tempo previsto: 2 h/aulas

Desenvolvimento

Inicie a aula com uma brincadeira de adivinhação, para que as crianças localizem pessoas ou objetos na sala de aula. O professor diz:

- Está assentado ao lado da primeira janela?
- Está mais perto da porta?
- Está em cima da mesa do professor?
- Está à direita do quadro?

Explique que para marcar lugares usamos sempre algum ponto de referência. A porta, a janela, a mesa do professor e o quadro são pontos de referência que ajudam as crianças a localizar colegas e objetos em sala, a partir desses pontos, indicamos direções.

A seguir proponha as crianças que imaginem agora a “Terra inteira” e pergunte:

- Que ponto de referência pode ser usado para nos localizar na Terra?

Ouça as opiniões das crianças, e veja se alguma delas menciona o Sol como ponto de referência. E pergunte:

- Que direções o Sol nos indica?

É possível que alguma criança responda:
- Leste.
- Nascente e poente.
- Norte, Sul, Leste e Oeste.

Explique então que houve uma época em que as pessoas não contavam com nenhum instrumento que pudesse ajudá-las a se localizarem. Era olhando o céu que elas orientavam-se, através da posição do Sol durante o dia, e das estrelas durante a noite. Elas observaram que, pela manhã, o Sol sempre surgia aproximadamente em uma mesma direção, e que à tardinha ele se punha em sentido contrário, como se atravessasse o céu em linha reta. Esses recursos, ainda hoje, são muito usados.

Para investigarmos sobre isso, o desafio de hoje é: Como podemos usar o Sol para nos localizar?

Professor, antes de ouvir as crianças é conveniente reafirmar a importância das opiniões estarem fundamentadas. Dar opinião não é falar por falar.

Oriente a discussão para coletar as opiniões das crianças, registrando-as no quadro/giz. São ideias que podem ser apresentadas pelas crianças:

- Acho que é só a gente seguir o Sol.
- Não dá para orientar pelo Sol.
- Não sei como fazer.
- Pelo leste, oeste, norte e sul.
- Investigando como as outras pessoas fazem.
- Acho que é só a gente seguir o Sol.

Deixe anotado no quadro as opiniões apresentadas pelos alunos de sua turma. Selecione para serem investigadas aquelas que não foram contra argumentadas de forma adequada.

Decida com a turma o que pode ser feito para verificar as opiniões dadas para o problema proposto. Se não for sugerido observar o Sol no céu pelas crianças, proponha uma ida ao pátio da escola para realizar a observação. Planeje com elas essa saída de acordo com o roteiro proposto para realização de um trabalho de campo.

Discuta com as crianças cada item do planejamento, escrevendo no quadro para que elas, se possível, anotem no caderno.

Sugestão de planejamento:

• Vamos até ao pátio da escola.
• Agora são .... horas.
• Vamos observar a posição do Sol e aprender como localizar as direções norte, sul, leste e oeste, tendo o Sol como referência.
• Vamos usar giz, para marcar as direções localizadas no chão.
• Vamos nos manter sempre juntos da professora. Depois de marcarmos os pontos cardeais, vamos retornar à sala para concluirmos o trabalho.
• Não podemos olhar diretamente para o Sol, fixando o olhar. Fazer isso prejudica a visão.

A seguir peça a uma criança que explique para a turma o que vão fazer no pátio e porque a atividade tem que ser feita fora da sala.

No pátio da escola, inicie a atividade pedindo às crianças que localizem o Sol no céu, lembrando-lhes que não podemos fixar os nossos olhos no Sol. Indique uma criança para marcar a posição do Sol no chão, usando o giz. Faça perguntas como:

- Em que posição o Sol deveria estar mais cedo? E mais tarde, onde ele deve estar?
- Para qual direção o Sol parece caminhar?
- Se o Sol parece caminhar nessa direção, pela manhã onde ele estaria?

Use o giz para marcar a provável posição do Sol pela manhã. Indique uma criança para fazê-lo. Faça um traço unindo os pontos marcados, com novas perguntas.

- A linha que fizemos indica o caminho que o Sol está percorrendo, desde o nascente até o poente. Em que lado da linha vamos escrever poente? E nascente?

http://www.iped.com.br/sie/uploads/6502.jpg  (acesso em 19/10/2009)

Ouvir as opiniões das crianças, pedindo que uma delas escreva:
Nascente ___________________________ Poente

Professor, é importante informar às crianças a direção aproximada do Leste e Oeste: O nascente do Sol indica a posição aproximada do Leste. O poente indica a posição aproximada do Oeste.
Pedir a uma das crianças que escreva ao lado da palavra Nascente/ Leste e ao lado da palavra Poente/ Oeste.
Leste /Nascente _________________________ Poente/Oeste
A seguir, oriente-as a localizar as direções norte e sul. É provável que elas já conheçam as direções norte e sul, embora não saibam localizá-las.
Para localizar as direções Norte e Sul traçar uma nova linha, cortando ao meio a linha anterior, fazendo uma cruz.

Pontos cardeais e os pontos auxiliares.
http://3.bp.blogspot.com/_cKp7cUSyGII/Rj1ZJYQW6jI/AAAAAAAAACQ/paanknJAyb4/s320/pontos+cardeais.jpg  (acesso em 19/10/2009)

Peça a uma das crianças que fique de pé no ponto de encontro das duas linhas traçadas (meio), com o braço esquerdo apontado para o Oeste e abra os braços, como na imagem acima representada. Pergunte então:

- Que direção está indicando o braço esquerdo do colega?- E o braço direito?
- De que lado está a sombra do seu colega?
- Ela está grande ou pequena?
- Será que através da nossa sombra também podemos descobrir a posição do Sol?

Aguarde as respostas das crianças. Destaque a importância das sombras, para também localizar a posição do Sol. Elas se formam em direção oposta à direção da luz e o seu tamanho varia de acordo com a posição do Sol, no céu. Em seguida, informá-las que à frente do seu colega encontra-se a direção Norte, em suas costas encontra-se a direção Sul. E que as quatro direções, que aprendemos a localizar, indicam aproximadamente os pontos norte, sul, leste e oeste, chamados de Pontos Cardeais. Indique uma criança para escrever, usando o giz, as palavras norte e sul nas posições corretas.

A seguir retome com as crianças o problema do início da aula:

- Como podemos usar o Sol para nos localizar?

Ouça as crianças. Retorne à sala de aula para completar as informações. Retome as opiniões registradas no início da aula e faça a verificação das opiniões selecionadas para investigação.

Verifique, uma a uma, as opiniões anotadas no quadro e veja como as crianças entenderam a atividade realizada fora da sala.

Recursos Complementares

Informações complementares

Professor, os pontos cardeais também são usados para indicar direções e regiões em uma cidade. Para nos localizarmos em uma cidade costumamos encontrar placas indicando: Zona Norte ou Zona Sul, por exemplo. Essas placas foram ali colocadas a partir da observação do nascente e do poente. Para compreendermos as indicações dessas placas, é necessário sabermos localizar os pontos cardeais.

Ao construirmos nossas casas, podemos usar os pontos cardeais para que ela fique em uma posição que melhor receba a luz do Sol. Em regiões mais frias, os quartos devem receber a luz do Sol da tarde. Devem estar voltados para o oeste, para ficarem mais aquecidos à noite. Já nas regiões mais quentes, os quartos devem receber o Sol da manhã, ficando voltados para o leste.

Avaliação

Registre coletivamente o que foi observado e aprendido com o trabalho de campo que fizeram. As crianças devem copiar nos cadernos as anotações do quadro. O texto deverá ser uma síntese das informações aprendidas. Enquanto orienta as discussões para o registro, o professor vai avaliando a aprendizagem das crianças, através da participação na própria elaboração do texto.

Sugestão de texto:

Pontos cardeais

A partir da observação da posição do Sol no céu, aprendemos a localizar aproximadamente, quatro direções: Leste, Oeste, Norte e Sul.
As quatro direções, que aprendemos a localizar, indicam aproximadamente as direções norte, sul, leste e oeste, chamados de Pontos Cardeais.
Para localizarmos essas direções, podemos usar o nosso corpo, abrindo os nossos braços. O braço esquerdo estendido para o Poente indica a direção aproximada do Oeste. O braço direito estendido para o Nascente indica a direção aproximada do Leste. À nossa frente teremos a direção Norte e atrás a direção Sul. Os pontos cardeais são usados para indicar direções e regiões em uma cidade. Eles também podem nos ajudar a escolher a melhor posição para construirmos nossas casas.

As sombras também nos ajudam a localizar o Sol no céu. Elas se projetam sempre em sentido oposto à luz. Ao final da tarde, a sombra projetada é bem comprida.

Para finalizar proponha a seguinte questão:
- Quem saberia responder, como podemos marcar os pontos cardeais em nossa sala?
Envolva, se possível todas as crianças da turma na localização dos pontos cardeais na sala de aula, e na localização de alguns objetos e pessoas em relação aos pontos marcados.

Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 7 classificações

  • Cinco estrelas 5/7 - 71.43%
  • Quatro estrelas 1/7 - 14.29%
  • Três estrelas 1/7 - 14.29%
  • Duas estrelas 0/7 - 0%
  • Uma estrela 0/7 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • Maria, Educação Estadual / Municipal , São Paulo - disse:
    vacicosta@yahoo.com.br

    04/03/2013

    Cinco estrelas

    Achei ótima explicação e a aula. Tirei dúvidas de como ensinar certos conceitos. Obrigado


  • Amanda, jovens e adultos , CEJA , Amazonas - disse:
    ruiva.16@live.com

    27/02/2013

    Cinco estrelas

    gostei muito da aula e pretendo vim sempre por aqi tirar umas duvidas , mais me ajude a responder essa perguntar porfavor :\ - explique como podemos identificar os pontos cardeais atraves do sol !


  • marcia knorre moraes, EMEF Afonso Guerreiro Lima , Rio Grande do Sul - disse:
    marciakmoraes@hotmail.com

    22/05/2012

    Cinco estrelas

    Muito interessante a descrição dos passos, me ajudou bastante... Obrigada.


  • Regiane Cristina Hashimoto, - DORCELINA DE OLIVEIRA FOLADOR - EPG , São Paulo - disse:
    regianepro@bol.com.br

    19/05/2012

    Quatro estrelas

    Gostei muito da sua aula e apliquei na minha sala. Foi bastante esclarecedor para meus alunos e percebi isso na Prova de Astronomia que eles fizeram. Parabéns pela aula!


  • geralda, so para meu aprendizado , Minas Gerais - disse:
    geraldaapsilva@hotmail.com

    20/03/2012

    Cinco estrelas

    gostei muito da aula,tirei minhas duvidas,


  • liny moura, e.m.e.f.maestro antonio amato , São Paulo - disse:
    elinnyandryelli@hotmail.com

    31/05/2011

    Cinco estrelas

    otima aula,me ajudou muito!!


  • anonimo, Afeganistão - disse:
    mary.marv2@hotmail.com

    24/03/2010

    Três estrelas

    não fooi bem isso oque aprendi , maais acho que tiroou minhas duvidaas .


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.