Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


AFETIVIDADE E APRENDIZAGEM NA RELAÇÃO PROFESSOR-ALUNO

 

01/12/2009

Autor e Coautor(es)
LILIANE DOS GUIMARAES ALVIM NUNES ARAUJO
imagem do usuário

UBERLANDIA - MG ESC DE EDUCACAO BASICA

LUCIANNA RIBEIRO DE LIMA; MARTA REGINA ALVES PEREIRA; FÁTIMA REZENDE NAVES DIAS; GLÁUCIA COSTA ABDALA DINIZ

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Inicial Ética Solidariedade
Ensino Fundamental Inicial Ética Diálogo
Ensino Fundamental Inicial Ética Respeito mútuo
Ensino Fundamental Inicial Ética Justiça
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

a) Identificar situações de aprendizagem já vividas em que a afetividade estava presente.
b) Valorizar situações em que existe um bom vínculo do/a professor/a com seus/suas alunos/as.
c) Argumentar com professores/as sobre questões relacionadas ao vínculo professor/a e aluno/a quando perceber dificuldades presentes em tal relação.
d) Perceber que um bom vínculo entre professores e alunos/as contribui para que a aprendizagem aconteça.
e) Compreender que numa relação favorável para a aprendizagem estão implícitos alguns valores, a saber: confiança, respeito, admiração, persistência.

Duração das atividades
2 AULAS DE 50 MINUTOS
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Professor/a, solicitar aos/as alunos/as que consultem no dicionário os termos democracia e/ou democrático. A partir da consulta, discuta alguns exemplos em que se aplicam a democracia, como Escola Democrática.

Estratégias e recursos da aula
Comentários ao/a professor/a:

Professor/a, para se compreender melhor o processo de aprendizagem é preciso que sejam considerados tanto os aspectos cognitivos, quanto os afetivos envolvidos em tal contexto. Apesar de algumas concepções divergirem entre si no que diz respeito a esses aspectos, é inegável a relação entre os fatores afetivos e os atos inteligentes. No trabalho educativo cotidiano não existe uma aprendizagem meramente cognitiva ou racional. Sabemos que a aprendizagem está relacionada à atribuição de significado àquilo que é aprendido. Sendo assim, uma criança somente aprenderá realmente um conteúdo, uma norma, um conceito, quando lhe trouxer um significado. A capacidade de construir significados no processo de aprendizagem depende da condição do aprendiz de estabelecer relações entre o que está aprendendo e aquilo que já conhece. Muitas dificuldades apresentadas pelo/a aluno/a no processo de atribuir significado àquilo que é aprendido podem estar relacionadas ao vínculo e afeto estabelecidos na relação entre professores/as e alunos/as. Nesse sentido, professor/a, torna-se fundamental construir um bom vínculo com seus/suas alunos/as com vistas a buscar elementos que favoreçam a aprendizagem e a construção do conhecimento propriamente dito.

Atividade 1: (1º aula de 50 minutos)

1º Momento: Propor aos/as alunos/as que assistam ao vídeo: “Aprender a aprender”, disponível em
http://www.youtube.com/watch?v=Pz4vQM_EmzI&feature=related

Aprender a aprender


2º Momento: Perguntar aos/as alunos/as: O que vocês perceberam no vídeo? Para vocês, qual é a imagem que o vídeo retrata? Vocês conseguem fazer uma ponte com o tema: "Afetividade e aprendizagem na relação professor-aluno" Que sentimentos lhe despertaram ao ver o vídeo?

3º Momento: Cada aluno/a deverá recordar de um professor que tenha deixado boas lembranças e outro que tenha deixado recordações ou marcas negativas.

4º Momento: Escrever dois pequenos textos a partir das seguintes frases:

a) Tenho saudades do/a meu professor/a (tal) porque...

b) Prefiro não me lembrar do/da professor/a (tal) porque...

Professor/a, sugere-se que o/a aluno/a não identifique o/a professor/a referente à experiência negativa por uma questão ética. Caso o/a aluno/a sinta necessidade de identificá-lo, faz-se necessário que haja bastante cuidado na condução preservando a relação entre ambos.

5º momento: Os/as alunos/as deverão sentar-se em uma grande roda e socializar as experiências vividas e registradas por eles/elas. Professor/a, sugere-se que você explore com os/as alunos/as alguns pontos importantes relacionados à afetividade e aprendizagem, a saber:
a) A aprendizagem ocorre a partir da interação social, ou seja, por meio da relação com o outro e, por isso, envolve aspectos afetivos.
b) A qualidade do vínculo entre professor e aluno vai interferir diretamente na qualidade da aprendizagem.
c) A afetividade presente na relação professor-aluno constitui-se como elemento inseparável da construção de conhecimento.
d) Afetividade não significa ausência de raiva, medo, ansiedade, tristeza, pelo contrário, os fenômenos afetivos envolvem todos os sentimentos. Porém quando há uma relação de confiança e respeito, haverá maior possibilidade de cuidar desses sentimentos quando surgirem na relação professor-aluno
e) Construir uma boa relação entre professores e alunos não dependerá apenas de um ou de outro, mas do envolvimento e disponibilidade de ambos.
f) Ser afetivo não significa, necessariamente, beijar e/ou abraçar os seus alunos, ou mesmo elogiá-los sempre. O próprio vídeo retrata uma relação de aprendizagem em que prevalece a comunicação não-verbal, sem beijos ou abraços e, ao mesmo tempo, carregada de afeto.

Atividade 2 (2ª Aula de 50 minutos)

1º Momento: Retomar o que foi trabalhado na aula anterior e propor a continuidade da discussão sobre o tema.

2º Momento: Propor aos/as alunos/as que assistam ao Vídeo: “Escolas democráticas”, disponível em:
http://www.youtube.com/watch?v=Rumvh3QnL38&feature=related

Escolas Democráticas

3º momento: Inicialmente perguntar aos/as alunos/as: Vocês sabem o que é uma escola democrática? Vocês acham que a escola retratada no vídeo é democrática? Você considera a sua escola democrática? Por quê? O que tem de positivo em uma escola democrática?

4º momento: Dividir a turma em 5 sub-grupos e pedir aos/as alunos/as que registrem em um cartaz, de um lado, o que acreditam que são pontos favoráveis em uma escola democrática, principalmente no que se refere à relação professor-aluno e, de outro lado, pontos desfavoráveis e retratados no vídeo que prejudicam uma boa relação afetiva entre professores e alunos.

5º Momento: Expor as produções dos/as alunos/as na lousa e abrir para a discussão. Perguntar aos/as alunos/as: Se vocês fossem alunos/as dessa escola como se sentiriam? Qual a expressão manif estada pelos/as professores/as do vídeo: alegria, triste za, raiva etc? Para você, existe semelhança entre os professores retratados no vídeo e os professores que você conhece? Vocês identificam situações semelhantes àquelas focadas no vídeo em seu ambiente escolar? Que sugestões vocês dariam à escola retratada no vídeo ou aos /as professores/as para que eles se transformassem?


Atividade 3

1º Momento: Mostrar a imagem a seguir

Professor aluno

Fonte: http://2.bp.blogspot.com/_ihqw2u7Ujts/SAVLHLNiwwI/AAAAAAAAAM0/lfmCq1h1Yh0/s320/untitled.bmp

2º Momento: Orientar os/as alunos/as para que, inspirados em tal gravura, imaginem-se como alunos/as dessa professora. Trata-se de uma professora muito querida que está afastada do trabalho por alguma razão (viagem, atestado médico, licença gestação etc) e de quem você tem sentido muitas saudades. Escreva uma carta para essa professora, registrando seus sentimentos de saudades e o que tem planejado fazer na sua companhia quando a mesma retornar ao trabalho.

Sugestão ao/a professor/a: Caso você julgue conveniente, poderá pedir aos/as alunos/as que tentem se lembrar de um/a professor/a com quem tenha bons vínculos e que a carta seja dirigida a ele/a.

3º Momento: Após a redação da carta, colocar no envelope e endereçá-la ao/a professor/a fictício ou real. Pode deixar a critério do/a aluno/a encaminhar a carta ao destinatário, caso ele exista de fato. Socializar algumas cartas buscando destacar conteúdos afetivos expressos nos registros dos/das alunos/as.

Sugestão ao/a professor/a: Professor/a sugere-se que nesse momento discuta-se com os/as alunos/as o quanto é importante dizer o que sente, uma vez que isso fortalece a relação entre professor/a e aluno/a. Além disso, pensar s obre os próprios sentimentos auxilia-os a construir valores positivos. Em caso de expressão de sentimentos dolorosos como raiva, rancor, decepção, dentre outros, é muito importante dialogar e esclarecer a situação desencadeadora. Não se esqueça que, como adulto, você dispõe de mais recursos para lidar com a frustração de não ser correspondido em um determinado sentimento, ou não ser compreendido em alguma atitude adotada. Por fim, refletir sobre o quanto um ambiente confiante, em que há espaço para expressão de sentimentos, torna-se um ambiente fecundo para a aprendizagem.

Recursos Complementares

Sugestões de Leituras Complementares aos professores/as:

ARANTES, S. A. A afetividade no Cenário da Educação. In OLIVEIRA, M K. et.al (Org). Psicologia, Educação e as temáticas na vida Contemporânea. São Paulo: Moderna, 2002.

TOGNETTA, L. R. P. A construção da solidariedade e a educação do sentimento na escola: uma proposta de trabalho com as virtudes numa visão construtivista. Campinas, SP: Mercado de Letras, 2003.

Avaliação

Professor/a, procure observar se os/as alunos/as conseguiram se envolver com as atividades. Procure identificar se as manifestações dos /as alunos/as em torno do tema foram sinceras, ou se as crianças expressaram descaso ou ironia, por exemplo, o que pode revelar problemas na relação professor/a e aluno/a. Pergunte aos/as alunos/as se já haviam pensado o quanto a afetividade interfere na aprendizagem e se tem confirmação disso na prática. Procure analisar o respeito dos/as alunos/as pela fala do/a outro/a, bem como a sua condição em expressar seus sentimentos aos/as colegas.

Opinião de quem acessou

Cinco estrelas 4 classificações

  • Cinco estrelas 4/4 - 100%
  • Quatro estrelas 0/4 - 0%
  • Três estrelas 0/4 - 0%
  • Duas estrelas 0/4 - 0%
  • Uma estrela 0/4 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • emanuelle, Paulina monteiro , Pernambuco - disse:
    emanuelle-silva1985@bol.com.br

    16/05/2012

    Cinco estrelas

    Muito bom estás atividades. Vou colocar em prática logo que puder.


  • sandra gley, FACIG , Pernambuco - disse:
    sandragely@hotmail.com

    28/03/2012

    Cinco estrelas

    Uma aula excelente que reativou a minha vontade de estudar mais sobre afetividade professor/aluno.Parabéns


  • Liane , EEEM Anita Garibaldi , Rio Grande do Sul - disse:
    lianeteschf@yahoo.com.br

    30/07/2011

    Cinco estrelas

    Achei ótima a sugestão, tentarei aplica-la.


  • Joana Kerniski, Colégio Estadual de Cavaco , Paraná - disse:
    i.joana@hotmail.com

    13/11/2010

    Cinco estrelas

    Boa tarde querida Liliane! Achei muito interessante sua aula. Se todos nos professores preparasse as alulas desta maneira teria melhores aprendizagem mais participativa, mas percebo que voce é muito dinamica nas suas aulas e recheada de conteudos interessantes. Ok...


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.