Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


MÚSICA: Parâmetros do som 4 - timbre

 

15/12/2009

Autor e Coautor(es)
RODRIGO RUSSANO
imagem do usuário

RIO DE JANEIRO - RJ 0205009 ESCOLA MUNICIPAL ALENCASTRO GUIMARAES

Claudia Helena Azevedo Alvarenga

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Inicial Artes Música: Expressão e comunicação em música: improvisação, composição e interpretação
Ensino Fundamental Inicial Artes Música: Apreciação significativa em música: escuta, envolvimento e compreensão da linguagem musical
Ensino Fundamental Inicial Artes Música: Compreensão da música como produto cultural e histórico
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

A compreensão dos parâmetros do som é importante não só para uma boa interpretação musical como também para uma bom entendimento da escrita musical, uma vez que estas propriedades do som são usadas como referências para a grafia da música na nossa cultura.

Tradicionalmente a grafia musical utiliza-se de quatro parâmetros básicos: altura, intensidade, duração e timbre.

O aluno compreenderá o conceito de timbre e fará uma pesquisa sobre os sons que o rodeiam.

Os alunos aprofundarão seus conhecimentos a respeito de instrumentos musicais, especialmente no que diz respeito aos timbres.

Duração das atividades
50 minutos
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Conhecimento musical não formal.

É indicado que o aluno tenha algum conhecimento sobre classificação de instrumentos musicais. Veja a aula de nossa autoria: "MÚSICA: instrumentos musicais 1 - classificação teórica".

http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=11743

Estratégias e recursos da aula

1. Caro professor, inicie a aula discutindo com os alunos sobre as características do som. Você poderá se referir a outros parâmetros, tais como: duração, altura e intensidade, caso já tenha abordado estes assuntos em sala de aula. Vá um pouco além e estimule a imaginação com perguntas. Por exemplo, pergunte como eles descreveriam o som de um violão para um extraterrestre que nunca teve a oportunidade de ouvir este instrumento. E o som de uma flauta? E uma freada de carro?


2. Todos perceberão que não é tão simples descrever com palavras. Então, peça para eles imitarem com a voz ou com algum objeto que esteja próximo, os sons pedidos anteriormente. Provavelmente a imitação será mais próxima da realidade do que a descrição pura e simples com palavras.


3. Agora, faça a seguinte demonstração: peça a um aluno que cante dois segundos de qualquer melodia ou algumas poucas notas musicais (dó-ré-mi, já é o bastante). Imite-o imediatamente após com as mesmas alturas. Então, peça aos alunos para fechar os olhos e diga que um dos dois – você ou o aluno que cantou antes – irá cantar a melodia primeiro, e depois o outro repetirá. Combine com o aluno previamente quem cantará primeiro.


4. Depois de cantar, peça aos alunos para abrir os olhos e dizer quem cantou primeiro.  Pergunte como eles conseguiram acertar. A resposta deverá ser próxima a esta: “nós já conhecemos a voz do nosso colega e a sua”. Explique que o que eles conhecem, na verdade, é o timbre das vozes. Explique que o timbre é a característica do som que permite que você seja capaz de distinguir uma nota "dó" de um saxofone e uma nota "dó" de um piano, por exemplo. É como se fosse a forma, a "cor" do som, a sua impressão digital - aquilo que o torna único.

5. Proponha um exercício: os alunos deverão ficar de olhos fechados enquanto outro aluno fará um som do cotidiano na sala de aula (ex: batucar na porta de um armário, arranhar o quadro, assobiar, bater os pés no chão, etc.). É possível descobrir qual é a fonte sonora que produz o som? Que som é esse?


6. Proponha uma pesquisa sobre timbres. Divida os alunos em grupos e designe uma família de instrumentos para cada grupo pesquisar. Assim, um grupo que esteja encarregado de trabalhar com os instrumentos de cordas dedilhadas deverá descrever a diferença entre o violão e o cavaquinho, por exemplo. Após a descrição dos timbres os alunos deverão dar uma demonstração do som do instrumento (gravada ou ao vivo).

Você pode, em algum momento, usar também o Recurso Educacional citado abaixo como exemplo de instrumentos de orquestra e seus timbres característicos. Todos esses elementos podem ser apreciados com o objetivo de enriquecer a pesquisa.

Dicas:

-Quando surgirem descrições de timbres com adjetivos, relativize. Lembre-se de que o que é considerado "bonito" para um pode ser "feio" para outro, etc.

-Quanto à pesquisa, promova a audição dos instrumentos e das situações musicais timbrística em sala. Esteja sempre pronto para estimular o debate entre os alunos.

Carlos Gomes: parte 2 [Aurora luminosa]

Recursos Educacionais
Nome Tipo
Carlos Gomes: parte 2 [Aurora luminosa] Vídeo
Recursos Complementares
Avaliação

Observe a participação dos alunos na tarefa de sala de aula e na realização da pesquisa de timbres: 

-Eles se envolveram e conseguiram descobrir a maioria dos sons? Houve confusão em alguns casos? Que sons foram descobertos com mais facilidade?

-O trabalho de pesquisa sobre timbres e instrumentos musicais foi satisfatório para aprofundar o conhecimento do aluno a respeito do parâmetro TIMBRE?

Opinião de quem acessou

Cinco estrelas 1 classificações

  • Cinco estrelas 1/1 - 100%
  • Quatro estrelas 0/1 - 0%
  • Três estrelas 0/1 - 0%
  • Duas estrelas 0/1 - 0%
  • Uma estrela 0/1 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

Sem classificação.
INFORMAR ERRORES
¿Encontraste algún error? Descríbelo aquí y aporta para que las informaciones del Portal estén siempre correctas.
CONTACTO
Deja tu mensaje al Portal. Dudas, críticas y sugerencias siempre son bien recibidas.