Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


O gênero Scrap do Orkut

 

11/05/2010

Autor e Coautor(es)

Regina Célia Martins Salomão Brodbeck

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Inicial Língua Portuguesa Língua escrita: gêneros discursivos
Ensino Fundamental Inicial Língua Portuguesa Língua escrita: prática de produção de textos
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

Compreender scrap como gênero; identificar as principais estruturas de composição do gênero em questão; perceber a função textual das estruturas identificadas; ser capaz de produzir no gênero estudado.

Duração das atividades
4 aulas de 50 minutos.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Habilidades básicas de leitura e escrita.

Estratégias e recursos da aula

Atividade 1

A) Inicie a aula apresentando aos alunos as seguintes questões:

 Vocês têm acesso a Internet? Que meios vocês utilizam para se comunicar através da Internet? Vocês conhecem o ORKUT? O que é isso? Como funciona o ORKUT? Defina “scrap”. Quem pode enviar um scrap? Para que enviamos scrap no ORKUT?   

B) Após essa discussão, leve os alunos para a sala de informática.   

C) Peça aos alunos que já têm ORKUT para enviarem um convite aos alunos que não têm para que eles possam se cadastrar.   

D) Esclareça possíveis dúvidas sobre a estrutura do ORKUT.

 

Atividade 2

A) Após a discussão feita na etapa anterior, entregue aos alunos uma cópia das imagens abaixo:

IMAGEM 1:

 

IMAGEM 2:

 

IMAGEM 3:

 

Imagens disponíveis em:

http://www.ufpe.br/nehte/hipertexto2009/anais/a/escrita-digital.pdf (Acesso em 12/04/2010). 

B) Peça aos alunos que observem as imagens e que leiam os textos de cada uma.

C) Em seguida, entregue a eles uma cópia dos exercícios abaixo e peça que respondam as seguintes questões:

1) As imagens 1 , 2 e 3 são de páginas de recados (ou scrapbook) do ORKUT. Quem envia essas mensagens em cada uma das imagens?

2) Pelas imagens observadas, há como descobrir para quem as pessoas estão escrevendo?

3) Observe o texto das mensagens enviadas. Podemos classificar esses textos como sendo: a) (  ) textos curtos e objetivos, com linguagem simples e informal. b) (  ) textos longos e subjetivos, com linguagem rebuscada e formal. c) (  ) textos incompletos e difíceis de compreender.

4) Para quem, normalmente, enviamos recados no ORKUT? Qual a variedade linguística que utilizamos nesses textos? 5) Retire dos textos das imagens trabalhadas, expressões que denotam informalidade.

5) Tente definir: com que objetivo enviamos um scrap?

6) O scrap se assemelha a que gênero textual?   

D) Dê um tempo para que os alunos desenvolvam as questões. Em seguida, discuta cada uma em sala de aula, fazendo a correção.   

Atividade 3   

A) Peça aos alunos para observarem com atenção as imagens trabalhadas na etapa 2.   

B) Após a leitura das imagens e as discussões realizadas nas etapas 1 e 2, questione-os: Quais seriam as características do gênero scrap de ORKUT? Com que intenção escrevemos um scrap? Esse gênero se caracteriza como sendo pessoal e público ao mesmo tempo. Justifique.

C) A comunicação através de scraps necessita ser sincrônica, ou seja, os interlocutores necessitam estar conectados à Internet ao mesmo tempo? Com base na resposta anterior, explique: como se dá a comunicação através de scraps? Como é a linguagem utilizada no gênero scrap?   

D) Após essa breve discussão, entregue a eles uma cópia do texto abaixo:

GÊNEROS TEXTUAIS E LINGUAGEM DA INTERNET

             Já é certo que as pessoas, hoje, não vivem sem acessar a Internet. Nem que seja uma vezinha por dia, para olhar os scraps. E parece mesmo que o scrap virou a mais moderna forma de se comunicar, mas não esquecendo os gêneros digitais existentes, como o MSN Messenger (o mais popular dos "messengers"), o e-mail (pioneiro nessa forma de comunicação virtual) (...).             

             É claro que a Internet serve para muitas outras funcionalidades, mas a comunicação é a principal característica de todos os recursos da rede. E uma vez que se fale de comunicação, o scrap, como já dito, é a principal forma de trocar mensagens na Internet, por intermédio do Orkut.

             Ao se fazer uma análise da funcionalidade do scrap, percebemos que ele é uma forma evoluída do bilhete comum e, como tal, carrega as mesmas funções do seu antepassado, mas ainda não inutilizado, bilhete. Serve para comunicar algo a alguém, de forma curta e prática.

             (...) a função de deixar uma mensagem para alguém ficou mais dinâmica, pois o scrap permite a resposta imediata do recado e, mais recentemente, o usuário que estiver conectado ao Orkut pode saber quando alguém o manda uma mensagem, através de um quadro de avisos que aparece no canto inferior da janela. Assim como a função do bilhete é deixar uma pequena mensagem para alguém, o scrap mantém tal característica, nos levando a outra reflexão.

             Nas conversas de internet e nas mensagens do orkut, observa-se, já há algum tempo, o surgimento do Internetês, que nada mais é que uma forma específica de se comunicar, cuja característica principal é a simplificação de palavras.

             A linguagem da internet reflete a "lei do menor esforço" praticada na linguagem oral. O uso de palavras como "pq", "vc", "kd", "tb", "hj", "fds", "flw", demonstram essa forma de simplificação das palavras.

             Existem também formas acrescidas de palavras, que não refletem a lei supracitada, mas demonstram a capacidade de criação dos internautas e uma necessidade de manipular a língua portuguesa a fim de dar características próprias ao que se fala na internet. Tais palavras são, por exemplo: "naum", "amow", "tah", "jah", "eh" etc.

             Vê-se também formas exageradas de se expressar o que se quer dizer, como por exemplo: "amoowwww", "bejãooooOoOoOoO", (...).

             Na linguagem da Internet, existem ainda duas formas de comunicação que são bastante utilizadas pelos internautas: o smile e as risadas onomatopaicas.

             O smile, ou emoticon, expressa as emoções das pessoas que estão utilizando a comunicação. Alguns exemplos comuns são: :) , :( , :P , 8-), XD , :| , ¬¬ etc. São variadas as formas de smile que se encontram hoje.

             As risadas representam as onomatopéias de risadas normais, e algumas bastante anormais. São elas "hehehe", "rsrsrsrsrs", "kkkkkk" e, algumas novas "auhuhauhauha", "ahuhusahusahuauhs", "heaoueahaoeuah" etc. E, ainda, a risada padrão importada da língua inglesa, já simplificada "LOL", que significa "Laughing Out Loud".   

Adaptado de: http://www.webartigos.com/articles/3739/1/Generos-Textuais-E-A-Linguagem-Da-Internet/pagina1.html (Acesso em 12/04/2010). 

D) Peça aos alunos que façam uma leitura silenciosa do texto e, em seguida, questione: quais as características que nós já descobrimos? Que informações novas o texto nos traz sobre o gênero scrap?   

E) Depois dessa breve explicação, peça aos alunos que retomem as etapas 1 e 2. Esclareça possíveis dúvidas sobre o gênero scrap de ORKUT.

Recursos Complementares

  COSTA, Roberto Sérgio. DICIONÁRIO DE GÊNEROS TEXTUAIS. Belo Horizonte: Autêntica, 2008.

Avaliação

 Leve os alunos para a sala de informática. Eles deverão acessar a página do ORKUT e enviar scraps um para o outro. O professor andará pela sala para avaliar a confecção desses scraps.

Opinião de quem acessou

Sem estrelas 0 classificações

  • Cinco estrelas 0/0 - 0%
  • Quatro estrelas 0/0 - 0%
  • Três estrelas 0/0 - 0%
  • Duas estrelas 0/0 - 0%
  • Uma estrela 0/0 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.