Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Análise de charges: refinando a leitura crítica

 

30/06/2010

Autor e Coautor(es)
WALLESKA BERNARDINO SILVA
imagem do usuário

UBERLANDIA - MG ESC DE EDUCACAO BASICA

Eliana Dias

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Médio Língua Portuguesa Relações sociopragmáticas e discursivas
Ensino Médio Língua Portuguesa Produção, leitura, análise e reflexão sobre linguagens
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo Língua Portuguesa Análise linguística
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
  • Relacionar o contexto da charge aos contextos sócio-históricos;
  • analisar a crítica proposta pelas charges animadas e/ou estáticas;
  • pesquisar a opinião da comunidade sobre a preferência quanto ao tipo de charge.  
Duração das atividades
2 aulas de 50 minutos cada
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Conceito de charge (ver aula “Diferenciando os textos de humor: charge e cartum”). Disponível em: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=5223 

Diferenças entre charge animada e charge estática (ver aula “Imagem-movimento e humor: uma combinação que diverte”)

Disponível em: (Obs: colocar o link depois que a aula acima for aprovada)

Estratégias e recursos da aula

Estratégias:

  • atividades em grupo;
  • atividade: loteria;
  • pesquisa com a comunidade escolar. 

Recursos:

  • sala de computação com recurso à Internet e hipermídia disponível;
  • questionário.   

Aula 1

Atividade 1   

O professor deverá levar os alunos para o laboratório de informática (com acesso à internet). O professor mostrará aos alunos como analisar uma charge com base em seu contexto sócio-histórico de modo a evidenciar sua crítica. Para tanto, sugerimos dois exemplos, uma charge animada e uma estática respectivamente:   

1) Charge do Hino

http://charges.uol.com.br/2006/09/08/classicos-garoto-canta-hino-nacional-1/    

Professor, nesta charge animada, Maurício Ricardo, o autor, critica de modo bem-humorado a dificuldade de entendimento, por grande parte dos brasileiros, do Hino Nacional do Brasil. Os brasileiros, nesta charge, foram representados por um jovem adolescente que, com uma “cola” na mão, diz traduzir o hino. O fato de utilizar a palavra “traduzir” revela a ironia e a crítica, pois se o hino é cantado na língua portuguesa, não deveria haver nenhuma dificuldade de compreensão, uma vez que todos da nação brasileira falam português. Todavia, não é isso que acontece. Devido ao uso de algumas palavras que o garoto classifica como “difíceis” (“colosso”, “impávido”, retumbante”) assim como a presença de inversões sintáticas, o hino torna-se uma letra cuja compreensão requer mais sofisticação do vocabulário. Ademais, a troca das palavras difíceis, que o garoto assim denomina, é pela variedade informal da língua (falta concordância, termos inadequados, problemas de regência), mais especificamente o jargão dos adolescentes: “moçada”, “parada”, “galera”, “irada”, “pacas e de boa” etc. Isso retrata a dificuldade enfrentada por esse contingente populacional acerca do entendimento do Hino Nacional Brasileiro.   

2) Charge: Clima de Copa

http://www.acharge.com.br/index.htm    

Professor, nesta charge, fica evidente a crítica acerca da irrelevância que questões sérias assumem diante do clima da Copa do Mundo. Todas as atenções estão voltadas para motivos da Copa. Já a fome, a pobreza e a miséria são questões colocadas à margem dos interesses dos brasileiros. Isso revela total descaso com a camada desprivilegiada social, cultural e economicamente. Tal crítica é revelada pelos quadrinhos quando o pintor, na parede, pinta a bandeira do Brasil. Não se importando ou não fazendo questão de observar o mendigo pedindo esmola, o pintor acaba pintando o miserável como se este fosse a continuação da parede: nada naquele momento seria mais importante que torcer e idolatrar a seleção brasileira de futebol.     

Atividade 2   

Depois de mostrar aos alunos como criar sentidos para a charge, o professor dividirá a turma em 5 grupos e cada grupo terá uma charge animada e uma charge estática.

Vejam alguns sites onde encontrar charges:

Charges animadas: www.charges.com.br 

Charges estáticas: http://www.acharge.com.br/index.htm   

Importante: professor, escolha charges com assuntos atuais.   

Em seguida, o professor deverá solicitar aos grupos a tarefa que deverão cumprir: cada grupo deverá elaborar uma loteria com 10 frases que dizem respeito à interpretação das charges. Essas frases interpretativas poderão ser verdadeiras ou falsas.

Veja um exemplo de elaboração de frases a partir da Charge do Hino mostrada na atividade 1:

(   ) O garoto quer aparecer cantando o Hino. (frase incorreta quanto à interpretação).

(    ) Há intenção de ridicularizar o Hino Nacional . (frase incorreta quanto à interpretação).

(    ) O jargão utilizado pelo garoto pressupõe pouco entendimento do Hino. (frase incorreta quanto à interpretação).

(    ) Ao usar os jargões dos adolescentes, o garoto tenta aproximar o Hino desse público. (frase correta quanto à interpretação).

(    ) O autor da charge revela o pouco entendimento de grande parte dos brasileiros quanto ao Hino Nacional. (frase correta quanto à interpretação).

(    ) A palavra traduzir utilizada pelo garoto é motivo de ironia. (frase correta quanto à interpretação).   

Terminadas as loterias, já que são duas charges (uma animada e outra estática), o professor trocá-las-á entre os grupos. O objetivo, depois, é responder à loteria conforme observação das charges.

Importante: professor, estimule seus alunos a produzir frases interpretativas inteligentes de modo que os grupos sintam-se realmente envolvidos e instigados pelas atividades. Para orientar os estudantes, no momento da produção das 10 frases, circule entre os grupos. O professor deverá dar dicas e observar o encaminhamento das interpretações.   

Atividade 3   

Devolvidas as loterias preenchidas aos grupos que a criaram, elas serão corrigidas pelo professor e, antes da devolutiva do resultado, cada grupo terá de ir à frente da sala e explicar aos colegas as charges com base no seu contexto sócio-histórico, evidenciando a crítica. Além disso, é interessante que façam oralmente a correção das frases da loteria, justificando as erradas.   

Aula 2

Atividade   

Nesta aula, o objetivo é verificar entre a comunidade escolar qual a preferência quanto aos tipos de charge. Para isso, na hora do recreio, os alunos recrutarão colegas de outra sala e até de anos diferentes e/ou ainda professores e funcionários da escola e os conduzirão ao laboratório de informática. Lá, os alunos mostrarão aos convidados uma charge estática e uma charge animada. Os convidados verão as charges e opinarão no questionário (ver modelo abaixo) que deverá ser entregue a eles logo depois da visualização das charges. Esta entrevista pode ser feita durante uma semana nos horários de recreio. Ao final, os alunos deverão elaborar um relato de experiência contando sobre sua pesquisa na comunidade escolar quanto à preferência pelos tipos de charge e o porquê dessa preferência.

MODELO DE QUESTIONÁRIO PARA OS CONVIDADOS OPINAREM ACERCA DOS TIPOS DE CHARGE: 

 Sexo: (   ) masculino            (    ) feminino

Idade: __________

Ano escolar: _________

Qual das charges mais chamou sua atenção? (    ) charge animada  (    ) charge estática

Explique as razões de sua escolha

 _____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

Recursos Complementares

Para leitura do professor:   

BRESSANIN, Alexandra. Gênero charge na sala de aula: o sabor do texto. Disponível em: http://linguagem.unisul.br/paginas/ensino/pos/linguagem/cd/Port/8.pdf    

BARROS, Arethusa Andrea Fernandes de O. A atividade inferencial para a construção de sentidos no gênero textual charge. Disponível em: http://www.cchla.ufrn.br/humanidades2009/Anais/GT13/13.12.pdf    

MOURÃO, Josiberto Carlos Ferreira da Silva. A educação escolar chargeada, um percurso do re(s)sentido. Disponível em: http://74.125.155.132/scholar?q=cache:64DFw94jdVMJ:scholar.google.com/+charge+na+escola&hl=pt-BR&as_sdt=2000 

Avaliação

A avaliação será feita com base na observação do professor em relação ao interesse e envolvimento dos estudantes na elaboração das loterias. O produto final dessa atividade evidenciará o nível de entendimento acerca das charges e sua correlação com o contexto sócio-histórico. Será confirmada mais uma vez essa avaliação por meio da exposição oral dos alunos sobre as charges analisadas. E mais: os alunos poderão revelar ao professor sua capacidade de articular experiência com conceitos estudados ao elaborarem o relato de experiência depois da entrevista com a comunidade escolar.

Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 7 classificações

  • Cinco estrelas 6/7 - 85.71%
  • Quatro estrelas 1/7 - 14.29%
  • Três estrelas 0/7 - 0%
  • Duas estrelas 0/7 - 0%
  • Uma estrela 0/7 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • zilda maria gomes e costa, E. E. Sebastião Dias Ferras , Minas Gerais - disse:
    zilda_gomes@yahoo.com.br

    25/01/2012

    Cinco estrelas

    Que aula fofa, Walleska! Como você. Parabéns! Também, né.... só podia ser de Tupaciguara.


  • Raquel, Amigos da Natureza , Bahia - disse:
    raquellqxb09@hotmail.com

    14/04/2011

    Cinco estrelas

    Gostei muito da aula, pois hoje mesmo irei fazer uma aula sobre isso ! Beijos


  • Eliene Souza, ufrn , Rio Grande do Norte - disse:
    lienelourenco@hotmail.com

    27/12/2010

    Cinco estrelas

    Muito válido! Aulas dessa natureza fazem o aluno ver sentido nas "aulas de Português".


  • Arethusa Andréa F.de Oliveira Barros, UFRN , Rio Grande do Norte - disse:
    arethusa_afo@hotmail.com

    25/12/2010

    Quatro estrelas

    Fiquei muito feliz em saber que meu projeto está sendo utilizado com uma estratégia para refinar a leitura crítica de nossos alunos.A melhor forma de desenvolver este senso crítico,como bem sabemos, é através da leitura das charges.Obrigada por me usar como referência para seus trabalhos em sala de aula.Este trabalho será melhor desenvolvido este ano no meu mestrado.Precisando de mais informações, pode manter contato comigo através do meu e-mail.


  • JULIA BARRETO, PESSOAL , Rio de Janeiro - disse:
    juliajulia@ig.com.br

    10/08/2010

    Cinco estrelas

    MUITO BOM! PARABÉNS! A "TRADUÇÃO" DO HINO PELO GAROTO É ESPETACULAR. AULA MUITO BEM PLANEJADA. VOU UTILIZAR EM MEU PROJETO. ÓTIMA IDEIA TRABALHAR COM CHARGES. A ACEITAÇÃO E ASSIMILAÇÃO PELOS ALUNOS É BEM MAIOR. UM ABRAÇO JULIA


  • Monclar Lopes, CIEP 262 - Curvelina Dias Curvello. , Rio de Janeiro - disse:
    monclarlopes@gmail.com

    08/08/2010

    Cinco estrelas

    Excelente ideia. Ótimo referencial teórico!


  • andréia porto, universidade federal da grande dourados , Mato Grosso do Sul - disse:
    andreiaportosilva_ds@hotmail.com

    23/07/2010

    Cinco estrelas

    maravilhosa essas ideias sobre como aplicar uma atividade diferente em sala de aula!!!com certeza vou utilizar com meus alunos!!!


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.