Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Desvendando os elementos da música

 

07/10/2010

Autor e Coautor(es)
Eliane Candida Pereira
imagem do usuário

SAO PAULO - SP Universidade de São Paulo

Mary Grace Martins

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Inicial Artes Música: Apreciação significativa em música: escuta, envolvimento e compreensão da linguagem musical
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
  • Conhecer elementos da linguagem musical.
  • Saber utilizar diferentes fontes de informação e recursos tecnológicos para construir conhecimentos.
  • Trabalhar em grupos interagindo para atingir um objetivo comum.
Duração das atividades
4 horas aula
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

----------

Estratégias e recursos da aula

São conteúdos previstos para o trabalho com Música na escola:

Expressão e comunicação em Música: improvisação, composição e interpretação.

(...)

  • Percepção e utilização dos elementos da linguagem musical (som, duração, timbre, textura, dinâmica, forma etc.) em processos pessoais e grupais de improvisação, composição e interpretação, respeitando a produção própria e a dos colegas.    

Brasil. Secretaria de Educação Fundamental. Parâmetros curriculares nacionais : arte / Secretaria de Educação Fundamental. – Brasília : MEC / SEF, 1998.   

Essa sequência de atividades, caracterizada por atividades de experimentação,  possibilitará aos alunos oportunidades de reflexão sobre os parâmetros do som (altura, intensidade, duração e timbre) , bem como sobre ritmos.   

Introdução do tema:   

Para começar a sequência de atividades sobre elementos da linguagem musical, utilize, no laboratório de informática, o objeto educacional disponível no Portal do Professor:    Zorelha 

O Zorelha é um objeto de aprendizagem que auxilia o desenvolvimento da percepção musical através de simulações. Durante a utilização, os alunos põem em jogo:  

  • a capacidade de reconhecimento de diferentes timbres de instrumentos musicais
  • a noção de sobreposição de sons de instrumentos
  • a capacidade de reconhecimento e diferenciação entre instrumentos melódicos, harmônicos e rítmicos.   

Após a utilização do material em grupos, estimule que os alunos comentem a experiência, o que foi fácil ou difícil identificar.   

Comente, então, que farão uma série de jogos com o objetivo de discutir os elementos que compõem a linguagem musical.   

1ª atividade:   

Nessa primeira proposta os alunos experimentarão situações relacionadas à altura do som. A altura do som não tem relação com o volume , mas sim, com os conceitos de grave e agudo. Se em sua escola houver uma bandinha rítmica, escolha um instrumento de som grave e outro de som agudo. Combine que farão a brincadeira de Vivo ou Morto,  de modo diferente. Definam um aluno da turma que deverá ficar de costas para o grupo, de forma que os demais não vejam qual dos instrumentos ele utilizará. Quando ele usar um instrumento de som agudo, todos devem ficar “vivos” (em pé), quando usar o instrumento de som grave, todos ficam “mortos” (deitados).

Caso não tenham instrumentos, combine que o aluno deverá fazer o som grave ou agudo com a voz.   

Atenção para fazer as intervenções, pois muitas vezes os alunos confundem com grave/agudo com intensidade (forte/fraco) ou com duração (curto/longo).     

2ª atividade:   

Nessa proposta os alunos vivenciarão o atributo de intensidade do som : forte e fraco. Proponha que um aluno saia da sala para que um determinado objeto  seja escondido. Quando voltar, o grupo irá indicar se sua busca pelo objeto na sala está próxima ou distante pela intensidade das palmas (fortes para perto, fracas quando mais distante), em uma variação da brincadeira Quente ou Frio.

Em seguida, escolham uma música conhecida do repertório infantil qualquer e combinem que irão cantar uma estrofe “forte” e outra “fraca”, chamando a atenção dos alunos para a diferença com cantar grave ou agudo.     

3ª atividade:   

Nessa proposta, os alunos experimentarão “tamanhos dos sons”, ou seja, a duração (longo e curto). Para isso, divida a turma em três equipes. Cada equipe receberá cartões  em que deverão criar sequências de linhas e bolinhas, da forma que quiserem. Por exemplo:   

 _    _    _    ______   ______   _

Depois deverão trocar as sequências. Cada grupo deverá ler a sequência criada com uma sílaba, como por exemplo:  

 _    _     _    ______   ______   _

pa   pa   pa   paaaaa   paaaaaa   pa 

 Se possível, use gravadores para que depois socializem as leituras de sons curtos e longos.   

Comente com os alunos que os sons que compõem as músicas  têm uma determinada duração que está diretamente relacionada ao ritmo da música, com batidas mais curtas ou mais longas.   

4ª atividade:

Nessa proposta os alunos  experimentarão o reconhecimento do som pelo timbre.

Disponibilize embalagens tais como copos de iogurte, latas, etc. e elementos diversos tais como grãos, pedras, areia. Os alunos deverão colocar em potes/latas iguais, os mesmos “ingredientes” , nas mesmas quantidades, cobrindo aparte externa do pote ou lata com papel ou tinta, se necessário,  de forma que não possam visualizar o que há dentro. Espalhem os potes/latas pela sala aleatoriamente e promova uma gincana para que os grupos encontrem o maior nº de pares  dentro de um determinado tempo, sem ver o conteúdo, mas ouvindo o som.

 Discuta com os alunos que o reconhecimento ou a inferência é possível pelo timbre: o som característico de cada voz, objeto ou instrumento.   

5ª atividade:   

Os alunos participarão de propostas relacionadas ao ritmo, usando conceitos de pulso e acento.   Façam a brincadeira Escravos de Jó:

Vários jogadores se dispõem em circulo, com um objeto (ou uma pedra) na mão. Ao ritmo e ao som de uma música cantada pelo grupo, ficam trocando as peças com os jogadores ao lado. Quem erra a disposição das pedras é eliminado da competição.

Música:

Escravos de Jó

jogavam caxangá

Tira, põe, deixa ficar...

Guerreiros com guerreiros fazem zigue zigue zá;

Guerreiros com guerreiros fazem zigue zigue zá.

Descrição do movimento:

Escravos (entrega a pedra e pega a do jogador à esquerda) (movimento 1)

de Jó (repete o movimento 1)

jogavam (repete o movimento 1)

caxangá (repete o movimento 1)

Escravos (repete o movimento 1)

de Jó (repete o movimento 1)

jogavam (repete o movimento 1)

caxangá (repete o movimento 1)

tira (leva a pedra e não a solta) (movimento 2)

põe (traz a pedra de volta) (movimento 3)

deixa (movimento 1)

ficar (movimento 3)

Guerreiros (movimento 1)

com guerreiros (movimento 1)

fazem zig (movimento 2)

zig (movimento 3)

zá (movimento 1)   

(Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Escravos_de_J%C3%B3  )

É possível exibir uma animação disponível na Internet, para explicar como jogar.:

Acesse em   http://www.youtube.com/watch?v=OR1fUQom-jQ   

Após a experiência, suscite a discussão:  o que é o pulso da música nessa brincadeira?

Para explicar, compare o pulso com o nosso coração: não pode parar e segue a mesma sequência temporal em suas batidas! Acrescente que o ritmo conta, além do pulso, com o acento, ou seja, com tempos fortes. Repitam a brincadeira para destacar o pulso e o acento presentes na música, dando ritmo ao jogo.   

Sistematização dos conhecimentos   

É chegado o momento de sistematizar os conhecimentos. Organize grupos de trabalho para que façam uma síntese final dos elementos da linguagem musical que puderam perceber e utilizar ao longo dos jogos e brincadeiras, acrescentando a opinião do grupo sobre o que faz a pessoa gostar de um gênero musical?   

Circule entre os grupos garantindo que contemplem nos textos os parâmetros do som (altura, intensidade, duração e timbre) , bem como, comentem  sobre a composição de ritmos.

 Estimule o debate sobre as inúmeras variáveis que levam as pessoas a gostarem mais de um determinado gênero musical que outro.   

Depois das produções, organize um momento de troca de opiniões e discussões com a turma toda. Utilize a seguinte imagem para disparar as discussões entre os grupos.   

Imagem: http://www.portaledumusicalcp2.mus.br/Apostilas/PDFs/EM_03_O%20som%20e%20seus%20parametros.pdf   

Recursos Educacionais
Nome Tipo
Zorelha Animação/simulação
Recursos Complementares

Professor, acesse outras sugestões de atividades e discussões sobre o trabalho com música na escola:

http://revistaescola.abril.com.br/arte/pratica-pedagogica/introducao-musica-escola-433170.shtml 

Avaliação

Durante as atividades mantenha sempre um bloco para breves anotações sobre  suas observações, tais como:

  • Os alunos reconheceram  diferentes timbres ? 
  • Diferenciaram a altura, intensidade e duração do som nos jogos propostos?
  • Demonstraram compreensão sobre pulso e acento?
  • Estabeleceram relações entre os elementos da música ao discutir gosto pessoal em relação aos gêneros musicais?
  • Trabalharam em grupo de forma atingir o objetivo das propostas?

Oportunize, ao final da sequência de atividades,  que os alunos comentem sobre as aprendizagens ocorridas no período.

Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 6 classificações

  • Cinco estrelas 4/6 - 66.67%
  • Quatro estrelas 2/6 - 33.33%
  • Três estrelas 0/6 - 0%
  • Duas estrelas 0/6 - 0%
  • Uma estrela 0/6 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.