Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Redemocratização: a anistia e as Diretas Já

 

01/08/2012

Autor e Coautor(es)
Vanessa Maria Rodrigues Viacava
imagem do usuário

CURITIBA - PR NTE - CURITIBA - (CETEPAR)

Eziquiel Menta

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo História Cidadania e cultura contemporânea
Ensino Médio História Memória
Ensino Médio Sociologia Poder, política e Estado Moderno
Ensino Médio História Cultura
Ensino Médio História Cidadania: diferenças e desigualdades
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo História Relações de poder e conflitos sociais
Ensino Médio História Sujeito histórico
Ensino Fundamental Final História Cidadania e cultura no mundo contemporâneo
Ensino Fundamental Final História Nações, povos, lutas, guerras e revoluções
Ensino Médio História Poder
Ensino Médio Sociologia Movimentos sociais / direitos / cidadania
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

As modificações da estrutura política e social brasileira em 1978, o papel de entidades de classe no processo de anistia e a relevância da Diretas Já para a consolidação da redemocratização no Brasil.

Duração das atividades
4 aulas de 50 minutos
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Não serão necessários conhecimentos prévios.

Estratégias e recursos da aula

 

Imagem 1: urna eletrônica

Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/arquivos/File/tvmultimidia/imagens/2010/ciencias/urna_eletronica.jpg Acesso em: 04/12/10. 

 

ATIVIDADE 1

Para iniciar a conversa sobre as Diretas Já, o professor exibirá a imagem 1 e questionará seus alunos sobre a organização das eleições no Brasil. Os alunos, ainda que não tenha idade para votarem devem conhecer o processo eleitoral de seu país e compreender a importância da escolha popular. O professor deverá abordar as seguintes questões em forma de debate:

  • Esclarecer os alunos sobre a periodicidade do processo eleitoral no Brasil.
  • Problematizar o voto obrigatório.
  • Definir os deveres dos deputados estaduais e distritais, dos deputado federais, dos governadores, dos prefeitos, dos vereadores, dos senadores e do presidente.
  • Explicar como funcionam as urnas eletrônicas.
  • Compara o processo eleitoral brasileiro com outras nações.

As respostas deverão ficar registradas no caderno dos alunos para depois serem compartilhadas em forma de cartazes a serem afixados na sala de aula.

 

Textos de apoio para a discussão:

Disponível em: http://justicaeleitoral.gov.br/institucional/justica-eleitoral Acesso em: 06/12/10. 

Disponível em: http://www.votebrasil.com/ Acesso em: 06/12/10. 

Disponível em: http://leaozinho.receita.fazenda.gov.br/eleicoes/default.htm Acesso em: 06/12/10. 

Disponível em: http://www.tse.jus.br/institucional/biblioteca/site_novo/historia_das_eleicoes/capitulos/eleicoes_brasil/eleicoes.htm Acesso em: 06/12/10. 

Disponível em: http://informatica.hsw.uol.com.br/urna-eletronica.htm Acesso em: 06/12/10. 

Disponível em: http://www.senado.gov.br/senado/conleg/textos_discussao/NOVOS%20TEXTOS/texto6%20-%20Voto%20Obrigat%F3rio.pdf Acesso em: 06/12/10. 

Disponível em: http://www.tre-ms.gov.br/eleitor/voto.html Acesso em: 06/12/10. 

 

OBS: Os alunos receberão os textos com uma antecedência de, no mínimo, três dias e preferencialmente, via e-mail. Caso os alunos não possuam acesso a internet, o professor poderá distribuir cópias impressas para os estudantes.

 

ATIVIDADE 2

Após o debate, os alunos deverão aprofundar seus conhecimentos. Historicamente o processo eleitoral no Brasil passou por várias modificações até chegar no estágio atual. Os alunos deverão verificar essas modificações através das Constituições brasileiras (ver em: "sítios sugeridos para a pesquisa").

Cada equipe, formada por cinco ou seis componentes, ficará responsável pelos seguintes temas:

 

  1. As eleições na Constituição de 1824.
  2. As eleições na Constituição de 1891.
  3. As eleições na Constituição de 1934.
  4. As eleições na Constituição de 1937.
  5. As eleições na Constituição de 1946.
  6. As eleições na Constituição de 1967.
  7. As eleições na Constituição de 1988.

 

  • Passo a passo:
  1. Organize as equipes através de sorteio.
  2. Defina os temas para cada uma das equipes.
  3. Converse com os alunos e determine coletivamente os objetivos de cada um dos temas a serem pesquisados.
  4. Não deixe de estabelecer com clareza  os critérios de avaliação.
  5. Se necessário, reserve o laboratório de informática para a pesquisa ou selecione algumas obras adequadas para a pesquisa na biblioteca da escola.
  6. Sugira sítios para a realização da pesquisa.

 

  • Sítios sugeridos para a pesquisa:

Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/Constitui%C3%A7ao24.htm   Acesso em: 06/12/10

Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/Constitui%C3%A7ao91.htm   Acesso em: 06/12/10

Disponível em: http://www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/Constitui%C3%A7ao34.htm   Acesso em: 06/12/10

Disponível em: www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/Constitui%C3%A7ao37.htm   Acesso em: 06/12/10

Disponível em: www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/Constitui%C3%A7ao46.htm   Acesso em: 06/12/10

Disponível em: www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/Constitui%C3%A7ao67.htm   Acesso em: 06/12/10.

Disponível em: www.planalto.gov.br/ccivil_03/constituicao/Constitui%C3%A7ao.htm    Acesso em: 06/12/10.

 

Os resultados das pesquisas deverão ser compartilhados em forma de jornal-mural.

 

Imagem 2: exemplo de jornal-mural

Disponível em: http://www.construirnoticias.com.br/asp/materia.asp?id=504 Acesso em: 04/11/10.      

 

 

 

Imagem 3: O historiador Bóris Fausto

Disponível em: http://literaturaeafinidades.blogspot.com/2010/04/duas-vezes-favela-por-boris-fausto.html  Acesso em: 03/10/10.   

 

ATIVIDADE 3

 

 

 

 

 

Episódio do programa História do Brasil por Boris Fausto, da TV Escola.  Explica os processos políticos, sociais e econômicos que aconteceram na época, no Brasil e no mundo.

Disponível em: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnica.html?id=866 Acesso em: 06/12/10. 

 

 

 

Episódio do Programa História do Brasil por Boris Fausto, da TV Escola, no qual o historiador discorre sobre os principais acontecimentos políticos, sociais, e econômicos dos Governos José Sarney, Fernando Collor, Itamar Franco e Fernando Henrique.

Disponível em: http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnica.html?id=851 Acesso em: 06/12/10. 

 

Eleições no Brasil: 1985

No dia 15 de janeiro de 1985 aconteceu pelo última vez no Brasil uma eleição indireta, Tancredo Neves foi eleito para ocupar a presidência da República de forma indireta. Depois de 21 anos de Ditadura Militar, o Brasil ansiava por viver anos de democracia plena, mas a emenda das Diretas Já não foi bem sucedida e as eleições de 1985 aconteceram via Colégio Eleitoral.  Trecho do documentário "Testemunhas da História".

Palavras-chave: relações de poder, relações culturais, Nova República, Ditadura Militar, voto, eleições.

Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/modules/debaser/singlefile.php?id=15996  Acesso em: 04/12/10. 

 

Após a exibição dos vídeos mencionados, os alunos deverão compreender que a participação popular nas eleições brasileiras consiste numa realidade muito recente e que a indecisão ou dificuldade de escolhas, muitas vezes, se relaciona a uma cultura político-partidária ainda em processo de formação.

Dessa forma, o professor deverá estimular seus alunos a compreenderem a importância dos avanços democráticos conquistados pela população nos últimos 20 anos. Após a exibição dos vídeos mencionados, os alunos deverão responder as seguintes questões:

 

  1. Durante a ditadura militar, as eleições deixaram de acontecer? Justifique.
  2. Quais partidos políticos atuaram no sistema bipartidário?
  3. O que foi a Anistia? Na prática, ela signifou o perdão a todos os subservivos? Por quê?
  4. Durante o processo de distenção lenta, gradual e segura, quais partidos políticos surgiram?
  5. O voto indireto persistiu nas eleições presidenciais no pleito de 1985. Apenas em 1989, o brasileiro pode votar para presidente. Dessa forma, podemos considerar as eleições de 1985 como plenamente democrática? Justifique sua posição.

As perguntas e as respostas deverão ser registradas nos cadernos dos alunos.

 

Imagem 3: manifestação - Diretas Já

Disponível em: http://www.adur-rj.org.br/5com/pop-up/cores_da_crise.htm Acesso em: 06/12/10. 

 

 

Imagem 4: Chico Buarque na campanha

Disponível: http://presidfigueiredo.blogspot.com/ Acesso em: 06/12/10. 

 

 

 

Imagem 5: Ulisses Guimarães

Disponível em: http://www.adur-rj.org.br/5com/pop-up/cores_da_crise.htm Acesso e: 06/12/10. 

 

"Os comícios pelas Diretas Já trouxeram grande euforia à população, crescendo como um estopim a partir do carnaval de 1984. Políticos e artistas subiam aos palanques, sendo aplaudidos por milhares de manifestantes, que passaram a trajar camisas amarelas, bater panelas e fazer do ato político uma grande festa. A festa da esperança, do fim da opressão e da ditadura instaurada há vinte anos. O povo, após um silêncio mantido pela repressão e pela tortura, voltou às ruas para exigir os seus direitos cívicos e um governo legítimo. A Emenda Dante de Oliveira foi rejeitada no Congresso Nacional, em 25 de abril de 1984. Mas os quatro meses que durou o Movimento das Diretas Já mudaram para sempre a face da política no Brasil, trazendo um novo tempo e o desgaste final do regime militar, que expiraria nos próximos meses. As Diretas Já fez o brasileiro acreditar que era possível lutar pelo fim da mais negra das ditaduras do país".

 

Fonte: Diretas Já! Quando o povo voltou às ruas

Disponível em: http://virtualiaomanifesto.blogspot.com/2009/06/diretas-ja-quando-o-povo-voltou-as-ruas.html Acesso em: 03/12/10. 

 

ATIVIDADE 4

O professor solicitará uma pesquisa a ser realizada por equipes de cinco ou seis componentes. Os resultados da pesquisa deverão ser exibidos em forma de jornal ou revista. O jornal ou revista poderá ser feito com o auxílio do software livre scribus ou feito sem auxílio de qualquer programa digital, caso a escola não possua um laboratório de informática.

Sobre o scribus:       

O scribus é um aplicativo de Desktop Publishing de código aberto. Ele permite diagramações bastante sofisticadas, ideal para documentos bastante elaborados, com fotos, gráficos, diagramas, etc. Suporta formatos de saída do tipo pdf, ps, png, jpg, svg, entre outros.       

Disponível para download: http://www.baixaki.com.br/download/scribus.htm   

 

  • Passo a passo:
  1. Organize as equipes através de sorteio.
  2. Defina os temas para cada uma das equipes.
  3. Converse com os alunos e determine coletivamente os objetivos de cada um dos temas a serem pesquisados.
  4. Não deixe de estabelecer com clareza  os critérios de avaliação.
  5. Se necessário, reserve o laboratório de informática para a pesquisa ou selecione algumas obras adequadas para a pesquisa na biblioteca da escola.
  6. Sugira sítios para a realização da pesquisa.

 

  • Sugestão de sítios para a realização da pesquisa:

Disponível em: http://pt.shvoong.com/law-and-politics/1691640-emenda-das-diretas-j%C3%A1-dante/ Acesso em: 07/12/10. 

Disponível em: http://educacao.uol.com.br/biografias/ult1789u729.jhtm Acesso em: 07/12/10. 

Disponível em: http://pt.wikipedia.org/wiki/Caras-pintadas Acesso em: 07/12/10. 

Disponível em: http://cpdoc.fgv.br/producao/dossies/Jango/biografias/ulisses_guimaraes Acesso em: 07/12/10. 

Disponível em: http://www1.folha.uol.com.br/folha/brasil/ult96u397259.shtml Acesso em: 07/12/10. 

Disponível em: http://www.historiabrasileira.com/ditadura-militar/emenda-constitucional-dante-de-oliveira/ Acesso em: 07/12/10. 

Disponível em: http://historia.abril.com.br/politica/diretas-ja-ja-434199.shtml Acesso em: 07/12/10. 

Disponível em: http://www.nossosaopaulo.com.br/Reg_SP/Politicos/B_UlissesGuimaraes.htm Acesso em: 07/12/10. 

Disponível em: http://noticias.terra.com.br/eleicoes2006/interna/0,,OI1063171-EI6668,00.html Acesso em: 07/12/10. 

Disponível em: http://www.sneri.blog.br/?p=9028 Acesso em: 07/12/10. 

 

  • Temas a serem pesquisados
  1. Onde começou o movimento pelas Diretas Já.
  2. Mencione alguns artistas e intelectuais que participaram do movimento.
  3. Quem foi Dante de Oliveira ? - elabore uma pequena biografia.
  4. Quem foi Ulysses Guimarães? - elabore uma pequena biografia.
  5. Depois das Diretas Já, o Brasil presenciou alguma outra manifestação popular dessa dimensão? Explique.

 

 

ATIVIDADE 5

Feira da cidadania: votar não é apenas uma obrigação, é direito do cidadão.

 

Imagem 6: eleitor com seu título em mãos

Disponível em: http://mediaroll.com.br/quais-documentos-levar-na-hora-de-votar.html Acesso em: 04/12/10. 

 

 

Os alunos deverão organizar uma feira da cidadania para  promover uma mobilização em favor do voto consciente. Embora os alunos tenham debatido a pertinência ou não do caráter obrigatório do voto no Brasil, essa questão não deve servir de "desculpa" para desvalorizar o voto, muitos lutaram por esse direito - especialmente as mobilizações das Diretas Já.

Para organizar o evento, o professor de História poderá pedir a colaboração dos professores de Geografia e Sociologia. Os alunos levarão seus jornais ou revistas produzidos sobre as Diretas Já (para distribuir aos interessados) e deixarão exposto o jornal-mural produzido anteriormente. Caso a escola possua laboratório de informática, os alunos poderão utilizar esse espaço para solicitar que os convidados respondam o questionário abaixo e utilizem os simuladores sobre as eleições no Brasil e em outros países.

Os professores poderão solicitar a presença dos pais dos alunos e da comunidade em geral. Por fim, sugerimos que os alunos tirem fotos e/ou filmem o evento para a posterior publicação dos resultados dessa experiência em um Blog.

 

Blogger – como criar?

Tutorial elaborado pela professor Juliana Souza Dias

Disponível em: http://www.sitedaescola.com/aulas_inovadoras/ju/tutorial%20blog.pdf  Acesso em: 04/09/10  

 

 

  •  Questionário: teste sua consciência política

 

1. Para votar, a gente deve escolher o candidato, não é preciso olhar o partido.

C) concorda D) discorda.

2.Todo candidato pertence a um partido e representa os interesses e as propostas do seu partido. O nosso voto, mesmo se a gente só olha a pessoa, reforça e ajuda o partido a que ele pertence. Por isso ao votar, devemos olhar o partido, seu programa, a classe que ele defende, etc... e a pessoa do candidato, sua história, sua prática, seu compromisso real com os interesses do povo e com a justiça.

C) concorda D) discorda.

3.Todos os políticos são corruptos. É só chegar “lá em cima” que qualquer um se corrompe.

C) concorda D) discorda.

4. Já que ninguém presta, vou vender meu voto para o candidato que pagar mais.

C) concorda D) discorda.

5. Voto não é mercadoria. É um direito e um dever. Quem vende seu voto está prostituindo a própria consciência.

C) concorda D) discorda.

6. Candidato bom é aquele que tem dó do povo sofrido e distribui comida, roupa e material de construção.

C) concorda D) discorda.

7. Isto se chama corrupção eleitoral e é crime previsto no código eleitoral. Já dizia São Gregório de Nissa, bispo do século IV: “Talvez tu dês esmolas, mas de onde as tiras, senão de teus roubos cruéis, do sofrimento, das lágrimas, do suspiro do povo? Se o pobre soubesse de onde vem a tua esmola, ele a recusaria, porque teria a impressão de morder a carne de seus irmãos e sugar o sangue de seu próximo”.

C) concorda D) discorda.

8. Os partidos e candidatos não são todos iguais. Existem aqueles que lembram do povo só no tempo de eleição e aqueles que estão todo o tempo participando das organizações e lutas populares.

C) concorda D) discorda.

9. A melhor coisa é ficar neutro em política. Vou ficar de fora porque política é coisa suja.

C) concorda D) discorda.

10.Todos os partidos e candidatos são iguais. Ninguém presta.

C) concorda D) discorda.

11. Nós temos o mau costume de votar nos candidatos e depois esquecer de acompanhar o trabalho deles, para ver se eles estão sendo coerentes, ou se chegaram “lá em cima” e se corromperam ou não.

C) concorda D) discorda.

12. Não adianta votar . Eleição não resolve nada. Depois vai ficar tudo igual.

C) concorda D) discorda.

13. Realmente não é a eleição que resolve todos os nossos problemas; mas esta é apenas uma meia verdade. O que resolve é a organização e a luta do povo. Mas votar com consciência nas eleições e fiscalizar o trabalho dos eleitos, fazem parte dessa organização e dessa luta.

C) concorda D) discorda.

14. Não existe ninguém neutro em política. Quem diz que não entra em política ou que não quer sujar as mãos, já está fazendo a política daqueles que enganam o povo; já está se sujando, porque está dando força para os exploradores do povo.

C) concorda D) discorda.

15. A gente deve votar no candidato mais rico; naquele que tem mais propaganda.

C) concorda D) discorda.

16. Campanha rica foi financiada por alguém rico, que depois vai querer cobrar daqueles que foram eleitos. Se acontecer o candidato eleito (prefeito, governador, ...) vai administrar não para o povo, mas para os grupos econômicos que apoiaram sua campanha.

C) concorda D) discorda.

17. Prefeitura que começa a fazer serviços em tempo de eleição, se o seu candidato ganhar, só vai terminar as obras daqui a quatro anos, quando houver eleição outra vez.

C) concorda D) discorda.

18. Se a gente não votar no partido do governo, a prefeitura não vai completar rede de energia ou água, ou o asfalto que começou a fazer no período de eleição...

C) concorda D) discorda.

19. A gente tem obrigação de votar em quem conseguiu água, luz ou asfalto para nossa rua ou nosso bairro.

C) concorda D) discorda

20. Água, energia, asfalto, escola, etc... são direitos nossos e obrigação das autoridades, que fazem esses serviços com dinheiro público. E nós pagamos as contas de água e luz todo mês, além do imposto... para termos tais direitos.

C) concorda D) discorda

21.Quem anula o voto está jogando fora a oportunidade de escolher os melhores(ou “menos ruins”). O voto em branco é besteira ainda maior, porque na apuração ele é distribuído entre os partidos e ajuda os mais votados ou os “mais fortes”.

C) concorda D) discorda

22. Eu nunca “perdi” o meu voto. Os candidatos em quem votei sempre ganharam as eleições... Por isso, eu vou votar no candidato que estiver com a campanha mais forte.

C) concorda D) discorda

23. O que você e o povo ganharam elegendo certos candidatos, que nunca fizeram nada em benefício da maioria sofrida do povo? Quem ganhou foram eles; você, na verdade, perdeu seu voto votando neles, porque eles fizeram leis contra você e contra todo o povo. “Perder o voto” é votar em não presta!

C) concorda D) discorda.

24. É melhor não votar em ninguém. Vou votar em branco ou anular o voto, porque todos os candidatos estão preocupados só com seus interesses e esquecem as necessidades do povo.

C) concorda D) discorda.

25. A fé, a religião e a política são como óleo e água: não se misturam. Assunto de política não devem entrar na Igreja porque só servem para dividir a comunidade.

C) concorda D) discorda.

26.Grupos ou comunidades que se organizam na luta pelos direitos e pela cidadania, estão construindo um novo modo de fazer política.

C) concorda D) discorda.

27. Fé e política não são duas coisas, uma ao lado da outra. A política é uma dimensão da fé; e a fé feita práxis histórica. A fé inclui a política, mas também a supera.

C) concorda D) discorda

 

 

  • Simuladores:

 

Voto numa urna eletrônica

Disponível em: http://noticias.terra.com.br/eleicoes2004/simulador.html Acesso em: 05/12/10.  

 

Compreenda as eleições nos Estados Unidos

Disponível em: http://www.atividadeseducativas.com.br/atividades/2315_eleicoeseua.swf Acesso em: 05/12/10. 

 

Eleições na África do Sul

Disponível em: http://www.diaadiaeducacao.pr.gov.br/diaadia/diadia/arquivos/File/conteudo/artigos_teses/2010/Historia/simuladores/eleicoes_africa_sul.swf Acesso em: 05/12/10. 

 

Como nasce uma lei?

Disponível em: http://www.atividadeseducativas.com.br/atividades/137_nasceumalei/137_comonasceuma%20lei.php Acesso em: 05/12/10. 

 

Políticos quando crianças

Disponível em: http://g1.globo.com/Noticias/Politica/0,,MUL1336639-5601,00-VEJA+FOTOS+DE+POLITICOS+QUANDO+CRIANCAS+E+TENTE+ADIVINHAR+QUEM+SAO.html Acesso em: 05/12/10. 

 

Teste seus conhecimentos sobre as eleições de 1989

Disponível em: http://noticias.uol.com.br/ultnot/infografico/2009/11/09/ult3224u142.jhtm Acesso em: 05/12/10. 

 

Todos os presidentes do Brasil

Disponível em: http://www.artesorrindo.com/infantil/presidentes.swf Acesso em: 05/12/10. 

 

REFERÊNCIAS

BURKE, Peter. A escrita da história: novas perspectivas. UNESP: São Paulo, 2001.

CARDOSO, Ciro F. & VAINFAS, Ronaldo. Domínios da história: ensaios de teoria e metodologia. Campus: Rio de Janeiro, 1997.

FAUSTO, Bóris. História concisa do Brasil. São Paulo: Edusp, 2006.

HOBSBAWM, Eric J. A Era dos extremos: O breve século XX. São Paulo: Companhia das Letras, 2008.

OLIVEIRA, Eliezer  R. De Geisel a Collor: Forças Armadas, Transiçao e Democracia. São Paulo: Papirus, 2008

Recursos Educacionais
Nome Tipo
Redemocratização Vídeo
Regime Militar Vídeo
Recursos Complementares

Você conhece o trabalho dos vereadores?

Votar é um exercício de cidadania. Mas, além de escolher um candidato, os eleitores devem estar atentos e precisam acompanhar o que faz o representante e cobrar as promessas de campanha. Você conhece o trabalho dos vereadores?

Palavras-chave: eleições, vereadores, democracia, voto, corrupção, sociedade, poder, política

Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/modules/debaser/singlefile.php?id=10653 Acesso em: 05/10/10 

Campanha eleitoral pela net

Cerca de 9 mil candidatos nas eleições municipais deste ano aderiram aos chamados sites eleitorais na internet. Mas há quem prefira fazer de outro jeito, mesmo com risco de punição.

Palavras-chave: Eleições, democracia, internet, poder, política, direito, cidadania.

Disponível em: http://www.educadores.diaadia.pr.gov.br/modules/debaser/singlefile.php?id=10615 Acesso em: 05/10/10  

Avaliação

O professor deverá apresentar e discutir com a turma os critérios de avaliação. Cada conceito deve ser explicitado e aprovado pelo grupo de alunos.

 Para auxiliar na avaliação, sugerimos alguns critérios:   

  1. participação durante as discussões;
  2. comprometimento com o grupo;
  3. argumentação durante o debate;
  4. respeito a opinião dos colegas;   
  5. empenho para concluir as atividades;
  6. domínio do tema.
Opinião de quem acessou

Cinco estrelas 1 classificações

  • Cinco estrelas 1/1 - 100%
  • Quatro estrelas 0/1 - 0%
  • Três estrelas 0/1 - 0%
  • Duas estrelas 0/1 - 0%
  • Uma estrela 0/1 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.