Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Música brasileira e Era Vargas - UCA

 

20/05/2011

Autor e Coautor(es)
Getúlio Ribeiro
imagem do usuário

UBERLANDIA - MG ESC DE EDUCACAO BASICA

Leide Divina Alvarenga Turini, Elmiro Lopes da Silva

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Final História Nações, povos, lutas, guerras e revoluções
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
  • Analisar parte da produção musical do Brasil durante a chamada Era Vargas
  • Relacionar produções musicais à conjuntura política do período entre 1930 e 1945
  • Refletir acerca da “censura prévia”, praticada na Era Vargas
Duração das atividades
08 aulas de 50 minutos
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
  • República Velha
  • Revolução de 1930
Estratégias e recursos da aula

-

Professor!

Para as atividades propostas nesta aula, cada aluno deverá estar conectado à Rede Mundial de Computadores. Portanto, a aula poderá acontecer no Laboratório de Informática ou na sala de aula, no caso de escolas vinculadas ao projeto UCA (um computador por aluno).

-

Atividade I- Exaltação à Era Vargas

Na primeira atividade desta aula, analisaremos duas músicas lançadas no começo da década de 1930, as quais estavam sintonizadas com a chegada da Era Vargas.

Ambas as músicas estão disponíveis no site do jornalista Franklin Martins, chamado "Conexão Política":

-

http://www.franklinmartins.com.br/

site Franklin Martins

-

ORIENTAÇÕES INICIAIS para desenvolvimento da atividade:

  • O professor poderá reproduzir as músicas para os alunos a partir de seu computador/aparelhagem de som.
  • Indicar aos alunos a localização das músicas na Internet por meio de seus respectivos links, informados abaixo.
  • Ouvir as músicas buscando contextualizá-las, ou seja, associá-las ao período da Era Vargas.
  • Escutar a música acompanhando a letra.

-

MÚSICA 1

Título: "Revolução de Getúlio Vargas"

Autores: Zico Dias e Ferrinho
(mais informações sobre a dupla em: http://www.dicionariompb.com.br/zico-dias-e-ferrinho/dados-artisticos)

Intérprete: Zico Dias e Ferrinho

Gênero: Moda de viola

Gravadora: Victor

Ano de lançamento: 1930

-

Audição da música:

LINK para ouvir o som, acompanhar a letra e ler o comentário sobre a música:

http://www.franklinmartins.com.br/som_na_caixa_gravacao.php?titulo=revolucao-de-getulio-vargas

http://www.toninhomiranda.com.br/images/gramofone-thumb8518217.jpg

Para ouvir a música, basta clicar em "clique para ouvir" - se você não estiver conseguindo ouvir, veja estas dicas: http://www.franklinmartins.com.br/ajuda.php#5

ATENÇÃO! A qualidade do áudio não é a ideal, portanto será preciso aumentar o volume do som.

-

"Revolução de Getúlio Vargas" - letra

Todo o povo do Brasil deve agora estar contente
O doutor Getulio Vargas é o nosso presidente
Tudo isso foi muito triste, deu vontade de chorar
Mas logo eu vi anunciado nas coluna do jorná
Que o senhor vinha no Rio, ai, pro Brasil embelezar
Aiê, ele cumpriu seu destino e(......) pro hospitá

O Brasil tava na reme e a boiada (?) embelezar
Depois que o Getulio veio no Rio para governar
Teve baile, teve missa para o mundo se alegrar
Aiê, ele deu sua palavra, nomeou o nosso generá.

O doutor Getulio Vargas é um homem de perfeição
Pois ele ganhou no voto, mas ficou na escuridão
Para ter o prometido, foi preciso a Revolução
Aiê, ele cumpriu o seu dever, ai com armas lá na mão

Quem fez essa modinha recorda a Revolução
Pra contar pros brasileiro que sofreram judiação
A noticia que corria, eu ouvi o povo falar,
Miguel Costa na Argentina não podia mais voltar
Agora tá em São Paulo, no Brasil, vem adorar
Aiê, ele cumpriu seu dever, aiá, soa bem naturá

-

Para discutir, após a audição:

  1. Quando a música foi lançada e qual a relação desta data com os acontecimentos históricos da sociedade brasileira na época em questão?
  2. Como a chegada de Getúlio Vargas ao poder é tratada? Qual tratamento pessoal recebe Vargas?
  3. Como os autores da música justificam a "Revolução"?

-

-

MÚSICA 2

Título: "Seu Getúlio ou Gê-Gê"

Autor: Lamartine Babo
(para mais informações sobre Lamartine, vá ao site oficial: http://www2.uol.com.br/lamartine/)

Intérprete: Almirante, com o Bando de Tangaras

Gênero: Marchinha

Gravadora: Parlophon

Ano de lançamento: 1931

-

Audição da música:

LINK para ouvir o som, acompanhar a letra e ler o comentário sobre a música:

http://www.franklinmartins.com.br/som_na_caixa_gravacao.php?titulo=seu-getulio-ou-ge-ge#

http://www.toninhomiranda.com.br/images/gramofone-thumb8518217.jpg

Para ouvir a música, basta clicar em "clique para ouvir" - se você não estiver conseguindo ouvir, veja estas dicas: http://www.franklinmartins.com.br/ajuda.php#5

ATENÇÃO! A qualidade do áudio é boa, mas talvez seja preciso aumentar o volume do som.

-

"Seu Getúlio ou Gê-Gê" - letra

Só mesmo com revolução
Graças ao rádio e ao parabélum,
Nós vamos ter transformação
Neste Brasil verde-amarelo
Ge-e-Gê-/t-u-tu/l-i-o-lio/ Getúlio

Certa menina do Encantado,
Cujo papai foi senador
Ao ver o povo de encarnado
Sem se pintar mudou de cor
Ge-e-Gê-/t-u-tu/l-i-o-lio/ Getúlio.

-

Para discutir, após a audição:

  1. Como os autores da música justificam a "Revolução"?
  2. Como a figura de Getúlio Vargas é associada à ideia de "representante do povo"?
  3. E como a mesma figura é associada à ideia de "transformação"?

-

* É essencial que as questões acima sejam registradas e respondidas no caderno (ou no editor de texto do computador, já que cada um estará com um PC/aula UCA).

-

Atividade II- O Departamento de Imprensa e Propaganda

Agora, propõe-se a leitura de um texto, disponível no site da Fundação Getúlio Vargas.

Por meio desta leitura, entenderemos a criação e atuação prática do chamado DIP - Departamento de Imprensa e Propaganda, um orgão de fiscalização e censura utilizado pelo governo durante o Estado Novo (1937-1945). Este órgão criou, por exemplo, o "Catecismo Civico do Brasil Novo", cuja foto de capa vemos abaixo:

http://cpdoc.fgv.br/sites/default/files/rev30-13.jpg

Publicação editada pelo Departamento Nacional de Propaganda, 1937. Rio de Janeiro (RJ). (CPDOC)

Disponível em: http://cpdoc.fgv.br/sites/default/files/rev30-13.jpg

-

DINÂMICA SUGERIDA para desenvolvimento da atividade:

-

-

Adiante, deve-se proceder na discussão do texto, a partir de questões tais como:

  1. Em quais circunstâncias foi criado o DIP?
  2. Qual era a estrutura administrativa deste órgão?
  3. Como era a atuação do DIP junto à imprensa?
  4. De que maneira o orgão utilizou a radiodifusão?
  5. Depois de todo esse debate, como podemos caracterizar o DIP?

-

* É essencial que as questões acima sejam registradas e respondidas no caderno (ou no editor de texto do computador, já que cada um estará com um PC/aula UCA).

-

Atividade III- Música sob censura na Era Vargas

Com a atuação do DIP, os compositores brasileiros, notadamente aqueles que atuavam no Rio de Janeiro, passaram a encontrar dificuldades para o lançamento de suas músicas, que tinham de ser submetidas à censura prévia.

Nesta atividade, analisaremos uma música que foi censurada pelo DIP, num dos casos mais conhecidos da história da música brasileira durante a Era Vargas.

A música é "Bonde São Januário", composta por Wilson Batista e Ataulfo Alves, famosos sambistas da época.

Foi lançada em 1941, ou seja, em pleno momento de atuação do DIP.

-

ETAPA 1 - Audição da música conforme lançada

Dinâmica para audição:

  • Todos os alunos devem localizar a letra da música na Internet (pode-se fazer uma busca no Google www.google.com.br, por exemplo).
  • Fazer a audição acompanhando a letra.
  • O professor poderá reproduzir a música usando o link abaixo, ou orientar os alunos a acessarem o Youtube (www.youtube.com), escrever na barra de ferramentas “bonde de são januário” e clicar em Search.

-

"Bonde São Januário", na interpretação de Ataulfo Alves (foto abaixo)

http://www.youtube.com/watch?v=GeO4XfZWzlU&feature=related

http://portalresende.com.br/blogs/wp-content/uploads/2009/05/ataulfo-alves.jpg

Imagem disponível em: http://portalresende.com.br/blogs/wp-content/uploads/2009/05/ataulfo-alves.jpg

-

LETRA da música conforme lançada

Quem trabalha
É quem tem razão
Eu digo
E não tenho medo
De errar

Quem trabalha...

O Bonde São Januário
Leva mais um operário
Sou eu
Que vou trabalhar

O Bonde São Januário...

Antigamente
Eu não tinha juízo
Mas hoje
Eu penso melhor
No futuro
Graças a Deus
Sou feliz
Vivo muito bem
A boemia
Não dá camisa
A ninguém
Passe bem!

-

Letra disponível em: http://letras.terra.com.br/wilson-batista/259906/

-

Para discutir a música:

  1. Como a letra da música fala do "trabalho"?
  2. Qual será a relação desta abordagem musical com a política de Getúlio Vargas naqueles anos?
  3. Você pode imaginar quais versos da música não são da letra original, isto é, quais versos são fruto da alteração por causa de censura?

-

* É essencial que as questões acima sejam registradas e respondidas no caderno (ou no editor de texto do computador, já que cada um estará com um PC/aula UCA).

-

ETAPA 2 - Análise da letra censurada pelo DIP

Adiante, os alunos devem analisar a letra da música a qual acredita-se ser a original, não lançada por motivos de censura do DIP:

-

"Bonde São Januário" - letra censurada

Quem trabalha
É quem tem razão
Eu digo
E não tenho medo
De errar

Quem trabalha...

O Bonde São Januário
Leva mais um sócio otário
Sou eu
Que vou trabalhar

O Bonde São Januário...

Antigamente
Eu não tinha juízo
Mas hoje
Eu penso melhor
No futuro
Graças a Deus
Sou feliz
Vivo muito bem
A boemia
Não dá camisa
A ninguém
Passe bem!

-

Fonte: http://drzem.blogspot.com/2009/12/o-bonde-sao-januario-o-bonde-que-leva.html

-

Após comparar a letra acima com a letra da música conforme lançada, refletir a partir de questões tais como:

  1. Você percebeu diferenças entre as duas letras de música? Identifique por escrito.
  2. Como esta mudança influenciou o sentido da música?
  3. Em que medida a letra original confronta a política de Getúlio Vargas durante o Estado Novo?

-

* É essencial que as questões acima sejam registradas e respondidas no caderno (ou no editor de texto do computador, já que cada um estará com um PC/aula UCA).

-

Atividade IV- Parodiando nas aulas de História

Como forma de reforçar e também socializar o conhecimento estudado nesta aula, propõe-se a realização de paródias pelos alunos.

ORIENTAÇÕES GERAIS:

  1. As paródias poderão ser feitas em dupla ou grupos, conforme critério do professor.
  2. As duplas/grupos poderão escolher e utilizar músicas que fazem parte de seu cotidiano para parodiar.
  3. As paródias versarão sobre o conteúdo "A Era Vargas". Abaixo, alguns subtemas que podem ser contemplados na paródia:
  • -
  • Revolução de 1930 e começo da Era Vargas.
  • Getúlio Vargas - figura política
  • Constituições de 1934 e 1937.
  • Estado Novo e o DIP

-

PARA ajudar na atividade, recomendamos os links abaixo:

(contém bibliografia e links importantes)

-

Aulas que podem ajudar nesta atividade:

-

-

A socialização das paródias produzidas poderá ocorrer num dos meios a seguir:

  1. Publicação das melhores paródias no jornal da escola, do bairro ou da cidade.
  2. Apresentação no recreio ou no evento "show de calouros" da escola.
  3. Publicação no blog da turma na Internet (caso este não exista, veja dica abaixo).

-


* Para informações e sugestões a respeito de como montar um blog, use este link: http://comomontarseublog.blogspot.com/

-

Recursos Complementares

Programa de rádio indicado:

-

Avaliação

Nesta aula o professor poderá avaliar o aprendizado por meio da percepção musical e da capacidade de análise de letras de música e texto, da realização de paródia e demais registros produzidos nas atividades da aula.

Opinião de quem acessou

Cinco estrelas 4 classificações

  • Cinco estrelas 4/4 - 100%
  • Quatro estrelas 0/4 - 0%
  • Três estrelas 0/4 - 0%
  • Duas estrelas 0/4 - 0%
  • Uma estrela 0/4 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • Vera Lúcia Reis, Colégio Estadual josé Leitão , Bahia - disse:
    veralu_30@hotmail.com

    23/01/2013

    Cinco estrelas

    Achei as aulas bem interessante, uma forma diferente de se trabalhar um período marcante da nossa história a Era Vargas. Parabéns !!!


  • REgina Isabel B dos Reis, Escola Estadual São Luiz Gonzagas , Minas Gerais - disse:
    regina@eloinet.com.br

    31/07/2012

    Cinco estrelas

    Aula dinâmica , uma forma legal de chamar atenção dos alunos sobre o conteúdo estudado.


  • Kátia Carvalho, Kantele arte musical , São Paulo - disse:
    K-mone@hotmail.com

    15/09/2011

    Cinco estrelas

    Muito rica, trabalha com a emoção da galera. Parabéns.


  • Filipe de Lima Alves, INST DE ED PROF M TERESA SIMAO LADEIRA , Rio de Janeiro - disse:
    filipealves.ufrrj@yahoo.com.br

    12/06/2011

    Cinco estrelas

    Olá! Parabéns aos autores da aula! Eu estou procurando alguns materiais que me aulixiem na preparação de uma aula sobre Era Vargas, e, sem dúvida, a musicalidade do período não deve ser ignorada. Esta aula está com muitas coisas que eu estava pensando em colocar na minha aula rs. Me ajudou bastante. E que belo achado o site do Franklin Martins. Eu não conhecia. Pena que só consegui ver a 1ª página da seção de músicas que vocês indicaram. Acho que é um erro do site. Abraços. Filipe.


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.