Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


A descoberta e a exploração do ouro no Brasil – UCA

 

25/10/2011

Autor e Coautor(es)

Leide Divina Alvarenga Turini

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Final História Nações, povos, lutas, guerras e revoluções
Ensino Fundamental Final História Cidadania e cultura no mundo contemporâneo
Ensino Fundamental Final História Relações de trabalho
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
  • Identificar o contexto político e econômico de Portugal no século XVII;
  • Compreender o processo de exploração do ouro no Brasil, no século XVII;
  • Caracterizar os objetivos das entradas e bandeiras;
  • Contextualizar a Guerra dos Emboabas.
Duração das atividades
3 aulas de 50 minutos.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Para esta aula  o aluno precisará conhecer sobre  a chegada dos portugueses e o confronto com as populações indígenas do Brasil, no final do século XV, e os fundamentos do processo de colonização portuguesa no Brasil, no século XVI.

Estratégias e recursos da aula

UCA

 

Professor, para o desenvolvimento das atividades desta aula, os alunos devem ter acesso ao netbook do projeto UCA (Um computador por aluno) e à internet.

Observação: devido ao pequeno espaço na memória dos netbooks, é importante que cada aluno tenha sempre em mãos um pendrive para salvar os seus trabalhos.

 

Abaixo, a discriminação dos softwares utilizados e as especificações para executá-los no sistema Linux do netbook-UCA:

KWord- Menu K - Metasys - Aplicativos - Ferramentas de Produtividade - Suíte Escritório - Processador de Textos.

WxCam - Menu K Aba Aplicativos - Multimídia; O Aplicativo “Visualizador de Imagens” abre o aplicativo de mesmo nome que nos permite visualizar as imagens armazenadas no disco do laptop ou em memória externa, como por exemplo, um pendrive.

Firefox - ícone “figura de um globo terrestre"  localizado na área de trabalho (Desktop).

KolourPaint - Menu K - Aplicativos - Aplicações Gráficas - Ferramentas de Pintura.

Amarok- Tocador de Música – Metasys- Aplicativos- Multimídia – Tocador de Músicas

Krecord- Menu K Aba Aplicativos Multimídia Editores de Áudio

KPresenter- Menu K - Aplicativos - Ferramentas de produtividade - Gerador de Apresentação

Para entender melhor o uso de alguns aplicativos do Linux, consulte:  http://www.slideshare.net/MOISESSGA/apresentao-formao-projeto-uca

 

uca eseba

I -  A EXPULSÃO DOS HOLANDESES E A CRISE PORTUGUESA

Professor, nos textos e mapa abaixo os alunos compreenderão que, findada a União Ibérica Portugal, recuperou sua autonomia política, porém, encontrava-se em difícil situação econômica, pois havia perdido grande parte de suas colônias no Oriente e na África. Além disso, o Nordeste brasileiro, que era a principal região produtora de açúcar na Colônia, esteve até 1645 sob domínio holandês. Após muitas batalhas, as tropas luso-brasileiras conseguiram expulsar os holandeses do Nordeste brasileiro. No entanto,  depois que foram expulsos, os holandeses passaram a produzir o açúcar em suas colônias nas Antilhas, gerando uma queda dos lucros portugueses com a atividade açucareira. Desta forma, a Coroa portuguesa aumentou o incentivo à procura de novas riquezas no Brasil.

 

TEXTO 1: A SOCIEDADE COLONIAL

UNIÃO IBÉRICA: Chamamos de União Ibérica ou União das Monarquias Ibéricas, o período que vai de 1580 a 1640, quando Portugal e suas colônias passaram para o domínio da Espanha. (...)

AS INVASÕES HOLANDESAS (A guerra do Açúcar) - Antecedentes. O país que hoje chamamos Holanda pertencia à Espanha até 1579, ano em que os holandeses iniciaram a sua Guerra de Independência. A Espanha não reconheceu a independência da Holanda e a guerra entre os dois países prosseguiu até 1648. Devido a esta guerra, a Espanha proibiu suas colônias de fazerem comércio com os holandeses.
As invasões holandesas (1624 - 1630) As invasões holandesas ou "Guerra do Açúcar" no Nordeste têm como causas: a União Ibérica (1580/ 1640); a proibição do rei Felipe II, ordenado que os portos de todas as colônias fossem fechados aos navios da Holanda;
o interesse dos holandeses em ocupar a Zona da Mata nordestina para restabelecer o comércio açucareiro que lhes proporcionava grandes lucros. A Companhia de Comércio das Índias Ocidentais (1621), que recebeu o monopólio do Comércio do Atlântico, foi criada com o objetivo de ocupar o Nordeste Açucareiro. Bahia e Pernambuco, as Capitanias que mais produziam açúcar na época colonial, foram atacadas pelos holandeses. (...) Expulsos do Brasil, os holandeses passaram a produzir açúcar na região das Antilhas, fazendo concorrência ao açúcar produzido no Brasil. Isto contribuiu decisivamente para o declínio (diminuição) da produção açucareira nordestina, que entrou em crise. Esta crise que o Brasil e Portugal atravessavam foi superada com a descoberta das riquezas minerais (ouro, diamante e pedras preciosas), no século XVIII.

Disponível em: http://www.mundovestibular.com.br/articles/2854/3/RESUMO-HISTORIA-DO-BRASIL/Paacutegina3.html

Acesso em 14 de outubro de 2011.

TEXTO 2: A Restauração: O Fim da União Ibérica e as Consequências para a Colônia

(...) Embora expulsos do Brasil, os holandeses somente reconheceram a perda do litoral nordestino em 1661, quando assinaram a Paz de Haia com Portugal e, em 1669, acertaram o recebimento de uma grande indenização por conta das terras perdidas. A expulsão dos holandeses do Brasil gerou sérios problemas para a economia da Colônia portuguesa na América. Eles passaram a produzir açúcar nas Antilhas, região da América Central, comercializando-o a um preço mais baixo na Europa. Além disso, detinham o domínio sobre os mercados consumidores europeus. A concorrência do açúcar antilhano provocou a queda do preço do açúcar em cerca de 50% e determinou o fim do monopólio português sobre o produto. Foi o início da decadência da empresa açucareira no Brasil.

Disponível em: http://multirio.rio.rj.gov.br/historia/modulo01/restauracao.html

Acesso em 14 de outubro de 2011.

MAPA:

mapa Brasil

Disponível em: http://wonke-wwwblogdowonke.blogspot.com/2011/01/invasoes-holandesas-expulsao-dos.html

Acesso em 14 de outubro de 2011.

 

ROTEIRO DA ATIVIDADE:

1- Peça aos alunos que acessem os links dos textos para leitura e do mapa.

2- Proponha aos alunos a realização das atividades do roteiro abaixo, utilizando o KWord para a elaboração das respostas:

a) Explique o que foi a União Ibérica.

b) Quais eram os maiores problemas enfrentados pelo governo português na época do fim da União Ibérica?

c) O mapa acima faz referência a dois momentos de invasão holandesa no Brasil. Explique como ocorreu a invasão holandesa na Bahia (1624-1625) e a invasão holandesa em Pernambuco (1630 -1654).

d) O que foi a "Insurreição Pernambucana"?

e) Quais as consequências da expulsão dos holandeses para a crise econômica de Portugal?

f) O que foi o Ato de Navegação?

g) Explique o que foi o Tratado de Methuem assinado entre Portugal e Inglaterra.

3- Todos os alunos  deverão socializar suas respostas com todos da turma.

4- Sugira aos alunos, em duplas, que criem no KolourPaint, uma linha do tempo com alguns fatos importantes, estudados nos textos e mapa acima, tendo como marco inicial a invasão holandesa no Brasil em 1624 até o marco final com a  expulsão dos holandeses em 1654.

5- Todas as duplas deverão socializar sua linha do tempo com todos da turma.

pesquisa

6- O conde Johann Moritz of Nassau-Siegen tem um lugar especial na História do Brasil. Conhecido pelo nome "brasileiro", Maurício de Nassau, ele governou Pernambuco de 1637 a 1644. Sua administração tornou-se conhecida pelos trabalhos de cientistas e artistas que o acompanharam e, sob seu patrocínio, exploraram e pintaram a nova terra, suas belezas naturais e seus habitantes. Esses trabalhos são apreciados ainda hoje. Tanto, que 2004 foi escolhido para ser o Ano de Nassau, no Brasil, na Alemanha e na Holanda, em homenagem aos 400 anos de seu nascimento. Desta forma, proponha aos alunos que em grupos de até quatro integrantes, façam uma pesquisa seguindo o roteiro abaixo:

a) Quem foi Maurício de Nassau?

b) Como foi o seu governo em Pernambuco?

c) Que contribuições ele trouxe para o Brasil?

d) Quais homenagens foram feitas a Nassau no Brasil em 2004?

Depois, os alunos deverão montar uma apresentação no KPresenter, com  os dados e imagens da pesquisa.

7- Os grupos deverão socializar suas apresentações com todos da turma.

 

II - EXPANSÃO TERRITORIAL BRASILEIRA E A BUSCA PELO OURO

 

Professor, o interesse em encontrar uma saída para as dificuldades econômicas levou a Coroa portuguesa a intensificar as buscas de ouro na colônia. Muitas expedições foram organizadas com esse objetivo, como as entradas e as bandeiras que também contribuíram para a expansão do território brasileiro, como veremos nos mapas e texto abaixo.

Observação: Para a realização desta atividade os alunos poderão contar com a ajuda do professor da disciplina de Geografia, que poderá contribuir no trabalho de compreensão dos mapas.

MAPAS:

1.

MAPA1

Disponível em: http://padogeo.com/formacao-do-brasil.html

Acesso em 14 de outubro de 2011.

2.

MAPA 2

Disponível em: http://padogeo.com/formacao-do-brasil.html

Acesso em 14 de outubro de 2011.

3.

MAPA 3

Disponível em: http://padogeo.com/formacao-do-brasil.html

Acesso em 14 de outubro de 2011.

TEXTO: ENTRADAS E BANDEIRAS

(...) As entradas, portanto, foram os primeiros responsáveis pela dizimação em grande escala das tribos indígenas no Brasil. A ação dos catequizadores, ao passo que se opunha a esta caçada humana, acabava por facilitar o trabalho dos entradistas: a catequização dos índios, que se aglomeravam em aldeias, tornava mais facilitada a própria aniquilação deste povo. Os portugueses ainda aproveitavam as hostilidades entre certas tribos inimigas e jogavam-nas umas contra as outras, tirando grande partido disto. Apesar destes fatos, a luta dos portugueses não se desenvolveu sem perdas: os índios, de grande tradição caçadora e guerreira, opuseram grande resistência ao português. Mas a caçada portuguesa aos indígenas, ainda assim, foi implacável. (...) São Paulo foi o grande centro irradiador das Bandeiras. Enquanto as primeiras Entradas possuíam por característica o recrutamento de uma gente aventureira, sem compromissos oficiais, as primeiras Bandeiras foram oficialmente organizadas pelo Governador-geral D. Francisco de Sousa. Possuíram as Bandeiras caráter mais pacífico que guerreiro, embora algumas das bandeiras, com seus sertanistas experientes, foram contratadas para o extermínio de índios ainda rebeldes à colonização e aos negros fugitivos estabelecidos nos quilombos. (...)

Disponível em: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/bandeirantes/entradas-e-bandeiras-1.php

Acesso em 14 de outubro de 2011.

 

ROTEIRO DA ATIVIDADE:

1- Peça aos alunos que acessem os links dos mapas para visualizá-los e do texto para leitura.

2- Sugira aos alunos, em duplas, que respondam no KWord, as questões abaixo, referentes aos mapas sobre o território brasileiro.

a) No século XVI, quais eram os territórios habitados no Brasil?

b) Quais atividades econômicas iniciaram a ocupação do Brasil no início do século XVI?

c) Cite o nome das primeiras vilas e cidades fundadas no século XVI?

d) Que outras atividades econômicas começaram a aparecer no Brasil no século XVII?

e)  O avanço na ocupação do futuro "Centro-Oeste", no século XVIII, começa a partir de quais atividades econômicas?

f) Quais os principais fatores que levaram à expansão do território brasileiro?

g) O território brasileiro já começa a ganhar a forma atual, no século XVIII. No entanto, que áreas ainda estão mal formadas?

3- Todas as duplas deverão socializar suas respostas com todos da turma.

4- Partindo da leitura do texto "Entradas e Bandeiras", peça aos alunos que criem, no KolourPaint, um infográfico explicando o que eram as entradas e as bandeiras.

5- Todos os alunos deverão socializar seu infográfico com todos da turma.

UCA

 

6- Proponha aos alunos que, em grupos de no máximo cinco integrantes, façam uma pesquisa na internet buscando responder as questões abaixo:

a) Caracterize os tipos de expedições organizadas pelos bandeirantes.

b) Quais os objetivos dos portugueses e dos bandeirantes com as expedições ao sertão?

c) Qual a relação das bandeiras com a expansão do território brasileiro?

d) Explique por que as vidas dos indígenas foram destruídas pelas bandeiras paulistas.

e) Quem foram os principais bandeirantes?

f) Descreva as vestimentas e as características físicas dos bandeirantes.

g) Em sua opinião, os bandeirantes foram importantes para o Brasil?

7- Peça aos alunos que façam no KPresenter uma apresentação contendo informações e imagens das questões acima levantadas.

8- Todas as apresentações deverão ser socializadas com a turma.

 


III - A GUERRA DOS EMBOABAS

 

Professor, nos primeiros anos do século XVIII, a descoberta de jazidas de ouro no Brasil foi alvo de violentas disputas. Os bandeirantes paulistas, responsáveis pelas primeiras descobertas, acreditavam que a exploração das minas deveria ser reservada aos pioneiros da região. Em contrapartida, a Coroa Portuguesa enxergava o feito como mais uma excelente oportunidade de negócio, capaz de sanar a crise portuguesa. Dessa forma, a região de Minas Gerais, entre 1708 e 1709, acabou se transformando em palco de um conflito que acabou conhecido como a Guerra dos Emboabas.

 

video

1.

Vídeo emboabas

 

Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=V_KmKV9R-fs

Acesso em 14 de outubro de 2011

2.

 Video emboabas

Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=AdSphR7JiSI

Acesso em 14 de outubro de 2011

3.

video

Disponível em: http://www.youtube.com/watch?v=kkD0jFKKqZU

Acesso em 14 de outubro de 2011

Roteiro da Atividade:

1- Peça aos alunos que acessem os links dos vídeos para assisti-los na íntegra.

2- Sugira aos alunos, em trios, que completem no KWord o quadro abaixo sobre a Guerra dos Emboabas, conforme orientação:

Quando ocorreu:

 

Aonde ocorreu:

 

Conflito entre:

 

Vias utilizadas:

 

Finalidade:

 

Consequências:

 

3-  Socialize as respostas dos trios com todos da turma.

4- Ainda no KWord e em trios,  proponha aos alunos que redijam um texto explicativo sobre a  Guerra dos Emboabas, contendo as palavras abaixo:

emboabas

paulistas

portugueses

guerra

Sabará

Capão da Traição

São Paulo

Minas Gerais

 

5-  Os trios deverão socializar seus textos com toda a turma.

6- Peça aos alunos que, em grupos de até cinco integrantes, criem no KolourPaint uma história em quadrinhos sobre os principais fatos da Guerra dos Emboabas.

7- Todos os grupos deverão socializar sua história em quadrinhos com todos da turma.

Recursos Complementares

Sugestões de leituras para professores e alunos:

 

Aulas do portal que podem ser consultadas pelo professor no planejamento da aula:

Entradas e Bandeiras - Disponível em:  http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=22586

Todos os links dos sites acima foram acessados em 14 de outubro de 2011.

Avaliação

A avaliação deve permear toda a atividade pedagógica do professor. Desta forma, ao longo das propostas apresentadas, o professor poderá avaliar o aluno segundo sua participação nas atividades realizadas: pesquisas, leitura e interpretação de texto, resposta a roteiros, criação de linha do tempo, infográfico, quadros explicativos, textos e história em quadrinhos.

Opinião de quem acessou

Sem estrelas 0 classificações

  • Cinco estrelas 0/0 - 0%
  • Quatro estrelas 0/0 - 0%
  • Três estrelas 0/0 - 0%
  • Duas estrelas 0/0 - 0%
  • Uma estrela 0/0 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.