Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


O Julgamento de um Amigo!

 

22/07/2009

Autor e Coautor(es)
JULIANA MARIA CRISTIANO GENSE
imagem do usuário

SAO PAULO - SP Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho

Erwin Doescher, Andréa Marques Leão Doescher

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Médio Língua Portuguesa Produção, leitura, análise e reflexão sobre linguagens
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo Língua Portuguesa Linguagem escrita: leitura e produção de textos
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo Língua Portuguesa Linguagem oral: escrita e produção de texto
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

Com esta aula o aluno desenvolverá a habilidade de interpretação e escrita de textos a partir da discussão do tema amizade.

Duração das atividades
Aproximadamente 100 minutos; duas (2) aulas.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Não há necessidade de trabalhar com conhecimentos prévios específicos.

Estratégias e recursos da aula

As estratégias utilizadas serão:
- Aula interativa;
- Uso do Laboratório de Informática ou Sala de aula, pois o Recurso pode ser salvo e impresso para uso.

Motivação:

Para dar início às discussões sobre o tema destas aulas, a fidelidade à amizade, o professor deverá perguntar se os alunos têm muitos amigos e quais características consideram que um bom amigo deve ter e porque o bom amigo deve ter as características que citaram.


AMIZADE

Figura 1 – Amizade
Fonte: http://www.cancaonova.pt/wp-content/uploads/2009/03/amigos1.jpg  . Acesso em: 19 de julho de 2009. Acesso em: 17 de julho de 2009.

Atividade 1

Após ouvir as opiniões dos alunos, o professor deverá dividi-los em grupos de três a cinco pessoas e distribuir os parágrafos desordenadamente para estes permitindo, em um primeiro momento, que eles tentem formar o texto original, num tempo não superior a 20 minutos. Logo após o professor orienta a socialização do "texto construído".
Na sequência, apresenta-se o original “A conselho do marido” (Fig. 2), na Internet e como postado abaixo, para que os alunos comparem com as versões que fizeram. Ao final o professor deverá requisitar que os alunos resumam o texto em questão em até seis (6) linhas, providenciando dicionários de Língua Portuguesa e incentivando o uso destes, para que durante a leitura, seja possível a pesquisa de palavras desconhecidas e ampliação de repertório. Nesta tarefa, além da leitura, será trabalhada a capacidade de sintetização do aluno. Sugerimos um tempo de quinze (15) minutos para a realização desta atividade e o uso de editores de texto, tais como o Microsoft Word, para favorecer a percepção do aluno de que sintetizar não é apenas extrair partes do texto e juntá-las aleatoriamente. Durante a realização da atividade o professor deverá dirigir-se aos grupos, orientando cada um sobre a elaboração da síntese.

Recurso: TEXTO "A Conselho do Marido" -

http://www.dominiopublico.gov.br/pesquisa/DetalheObraForm.do?select_action=&co_obra=7428


maridoeesposa

Figura 2 – Marido e Esposa
Fonte: http://thumbs.dreamstime.com/thumb_238/1203186447spxU3J.jpg  Acesso em 14 de julho de 2009.

O texto “A Conselho do Marido” de Artur Azevedo trata da conversa entre dois amigos viajando de navio, um de vinte cinco anos, provavelmente solteiro e outro, de quarenta anos, casado. O mais jovem questiona o mais velho se é correto tomar a mulher do próximo, mesmo este sendo seu amigo. O mais velho argumenta sobre o tema, e, com base nisto o mais novo o trai, saindo com sua esposa.

Observamos que este texto também é apresentado abaixo.

Texto: “A CONSELHO DO MARIDO” (Artur Azevedo)

Estamos a bordo de um grande paquete da Messagéries Maritimes, em pleno Atlântico, entre os dois hemisférios. Dois passageiros, que embarcaram no Rio de Janeiro, um de quarenta e outro de vinte e cinco anos, conversam animadamente, sentados ambos nas suas cadeiras de bordo.

- Pois é como lhe digo, meu amiguinho! - dizia o passageiro de quarenta anos - o homem, todas as vezes que é provocado pela mulher, seja a mulher quem for, deve mostrar que é homem! Do contrário, arrisca-se a uma vingança! O caso da mulher de Putifar reproduz-se todos os dias!

- E se o marido for nosso amigo?

- Se o marido for nosso amigo, maior perigo corremos fazendo como José do Egito.

- O que você está dizendo é simplesmente horrível!

- Talvez, mas o que é preferível: ser amante da mulher de um amigo sem que este o saiba, ou passar aos olhos dele por amante dela sem o ser, em risco de pagar com a vida um cr ime que não praticou?

- Acha então que temos o direito sobre a mulher do próximo...?

- Desde que a mulher do próximo nos provoque. Se o próximo é nosso amigo, paciência! Não se casasse com uma mulher assim! Olhe, eu estou perfeitamente tranqüilo a respeito da Mariquinhas! Trouxe-a comigo nesta viagem porque ela quis vir; se quisesse ficar no Rio de Janeiro teria ficado e eu estaria da mesma forma tranqüilo.

- Mas o grande caso é que se um dia algum dos seus amigos...
- Desse susto não bebo água. Já um deles pretendeu conquistá-la... chegou a persegui-la... Ela foi obrigada a dizer-mo para se ver livre dele... Dei um escândalo! Meti-lhe a bengala em plena Rua do Ouvidor!

Dizendo isto, o passageiro de quarenta anos fechou os olhos, e pouco depois deixava cair o livro que tinha na mão: dormia. Dormia, e aqueles sonos de bordo, antes do jantar, duravam pelo menos duas horas.

O passageiro de vinte e cinco anos ergueu-se e desceu ao compartimento do paquete onde ficava o seu camarote.

Bateu levemente à porta. Abriu-lhe uma linda mulher que se lançou nos seus braços. Era a Mariquinhas.

- Então? - perguntou ela - consultaste meu marido?

- Consultei...

- Que te disse ele?

- Aconselhou-me a que não fizesse como José do Egito. Amigos, amigos, mulheres à parte.

E o passageiro de vinte e cinco anos correu cautelosamente o ferrolho do camarote.

Atividade 2

O professor deverá pedir para que as duplas leiam as sínteses que fizeram sobre o texto, conduzindo as discussões em sala aberta de forma os alunos percebam, à partir do contraste das sínteses elaboradas, a diferença sobre o que é narrado em si (o fato – no caso, a traição do amigo, que ilustra o tema do texto – no caso, a amizade) e opiniões e interpretações que os leitores (eles, os alunos) possuem a respeito do fato. O professor deverá reforçar que o texto não muda, entretanto as interpretações dos leitores podem diferir, visto que estes possuem diferentes experiências de vida e se inserem em diferentes contextos, enfatizando que uma síntese deve se limitar aos elementos apresentados no texto. Em seguida, o professor poderá dar mais cinco (5) minutos para que cada dupla reveja a síntese que fez, adequando-a se necessário. O professor neste momento passa pelas duplas e orienta caso necessário.

apresentaçãodetrabalhoemgrupo

Fig 3 – Apresentando as Sínteses
Fonte: http://eepimeduca.com.br/images/44%20-%20Eric%20apresentando%20o%20trabalho%20de%20seu%20grupo.jpg  . Acesso em: 17 de julho de 2009.

Atividade 3

Para reforçar as discussões da atividade anterior, sugerimos que o professor divida a sala em três grupos, os quais serão de: ACUSAÇÃO, DEFESA e JURI (Fig. 4). Feito isto, o professor deverá dizer para os alunos que eles terão, cada grupo, 10 minutos para escrever uma argumentação visando defender o seguinte personagem da história lida:

1) Grupo de ACUSAÇÃO: defender o jovem de 25 anos que enganou seu amigo.

2) Grupo de DEFESA: defender o marido traído, dizendo que seu amigo estava errado.

juri

Figura 4 – Júri
Fonte: http://s.conjur.com.br/img/b/juri-simulado-waldir.jpeg  Acesso em: 14 de julho de 2009.

3) Grupo de JÚRI que deverá ouvir os argumentos da ACUSAÇÃO e da DEFESA e ao final dar seu veredicto: culpado ou inocente, isto é, deverá decidir se o amigo mais jovem estava correto ou não ao trair o amigo mais velho, ju stificando as respos tas. O júri terá 10 min utos para expor s eus argumentos.

Como na atividade 2 sugere-se o uso de editores de texto, visando favorecer a organização dos argumentos por parte dos alunos. Por exemplo, os alunos poderão elaborar uma lista de argumentos, discutindo sua ordem de relevância e assim enumerando-os em 1, 2, 3, o que é facilitado quando se usa um editor de texto.
É importante que, durante esta atividade, o professor escreva na lousa todos os argumentos apresentados pelos grupos para a realização da atividade 4.

Atividade 4

O professor revê com os alunos os argumentos apresentados por eles, auxiliando-os, em aula aberta, a agrupar os argumentos - que podem ter uma relação de causa e efeito, por exemplo, ou contradição etc. Neste momento o professor deve destacar que os argumentos que apresentaram durante o júri do amigo foram diferentes do que foi narrado em s i (o fato – no caso, a traição do amigo, que ilustra o tema do texto – no caso, a amizade) pois tratam-se de opiniões e interpretações que os leitores (eles, os alunos) possuem a respeito do mesmo.
Ao final desta etapa, o professor deverá dividir os alunos em pares novamente para que elaborem cartazes informativos sobre o tema Amizade que serão fixados nos corredores da escola, de forma a trabalhar a paz na escola, na rua etc. Neste momento o professor deverá acompanhar e ajudar os alunos para que dificuldades de escrita sejam trabalhadas. A criatividade também será contemplada neste momento.

Sugestões

1) Os alunos poderão escrever peças teatrais (Fig. 5) sobre o tema trabalhado nestas aulas e apresentá-las para a escola, numa data oportuna. O professor da disciplina em questão deverá trabalhar em conjunto com o professor de Artes para orientações relacionadas a produção de cenário e figurino, bem como sobre o uso da voz (entonação) e do corpo (postura) durante a apresentação.

apresentaçãodeteatro


Fig. 5 – Apresentação Teatral
Fonte: http://img100.imageshack.us/i/leao1zr2.jpg/ Acesso em: 19 de julho de 2009.

2) Será muito enriquecedor um trabalho em conjunto com o professor de Língua Estrangeira, que orientará a elaboração de versões do texto em questão.

3) Informações adicionais sobre o autor do texto “A conselho do marido” trabalhado nestas aulas, podem ser encontradas no seguinte site: http://www.academia.org.br/abl/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?sid=281  Acesso em: 14 de julho de 2009.

Após ouvir as opiniões dos alunos, o professor deverá dividi-los em grupos de três a cinco pessoas e distribuir os parágrafos desordenadamente para estes permitindo, em um primeiro momento, que eles tentem formar o texto original, num tempo não superior a 20 minutos. Logo após o professor orienta a socialização do "texto construído".
Na sequência, apresenta-se o original “A conselho do marido” (Fig. 2), na Internet e como postado abaixo, para que os alunos comparem com as versões que fizeram. Ao final o professor deverá requisitar que os alunos resumam o texto em questão em até seis (6) linhas, providenciando dicionários de Língua Portuguesa e incentivando o uso destes, para que durante a leitura, seja possível a pesquisa de palavras desconhecidas e ampliação de repertório. Nesta tarefa, além da leitura, será trabalhada a capacidade de sintetização do aluno. Sugerimos um tempo de quinze (15) minutos para a realização desta atividade e o uso de editores de texto, tais como o Microsoft Word, para favorecer a percepção do aluno de que sintetizar não é apenas extrair partes do texto e juntá-las aleatoriamente. Durante a realização da atividade o professor deverá dirigir-se aos grupos, orientando cada um sobre a elaboração da síntese.

Recursos Complementares

Dicionários de Língua Portuguesa.

Avaliação

A avaliação deverá ocorrer durante processo de elaboração das sínteses e criação dos cartazes. O professor deve observar se ao final o aluno consegue diferenciar o que é narrado de sua interpretação pessoal.

Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 12 classificações

  • Cinco estrelas 11/12 - 91.67%
  • Quatro estrelas 1/12 - 8.33%
  • Três estrelas 0/12 - 0%
  • Duas estrelas 0/12 - 0%
  • Uma estrela 0/12 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • Fábio da Silva Barbosa, ELSA MARIA PORTO COSTA LIMA PROFESSORA EEEP , Ceará - disse:
    fabinhogospel@hotmail.com

    02/04/2012

    Cinco estrelas

    A aula é bem interessante, visto que envolve outros meios lúdicos como teatro e dramatização...bem interessante.


  • Veronica Wolff Becker, Colégio Objetivo - Maceió , Alagoas - disse:
    veronicabecker@r7.com

    16/03/2012

    Cinco estrelas

    Achei a ideia ótima. Os alunos precisam vivenciar através de leituras, discusões e debates o que será trabalhado, encontrando argumentos reais para a escrita e desenvolvimento de uma boa produção textual.


  • ROSARIA DE FATIMA ANDRADE PIRES, EE RAINHA DA PAZ , Minas Gerais - disse:
    rosariabetel@bol.com.br

    16/04/2011

    Cinco estrelas

    achei excelente a aula. Parabens


  • Veroneida Rodrigues de assis, Colegio Estadual Independencia , Goiás - disse:
    veroneida@gmail.com

    17/11/2010

    Quatro estrelas

    Gostei da sugestão de aula. Achei muito interssante


  • Luciana Arantes, Colégio Objetivo de Redenção , Pará - disse:
    lucianaarantes2007@gmail.com

    08/09/2010

    Cinco estrelas

    Ótima sugestão de aula, é interativa e empolgante, pretendo aplicá-la. Parabéns.


  • Wilson Massau, E.E.E.F.M.Professora Maria Geny , Paraíba - disse:
    wilsonmassau@hotmail.com

    16/08/2010

    Cinco estrelas

    Excelente aula, estimula o aluno a pesquisa, leitura, produção, interpretação, pensar, opinar, mudar de opinião, e ainda perceber como é importante ser leal, honesto com os outros e consigo mesmo. parabens.


  • Valdete, Seduc - GO , Goiás - disse:
    valdetesylva@hotmail.com

    03/05/2010

    Cinco estrelas

    Adorei! Vou tentar adaptá-la para minha realidade.


  • Andréa Cláudia Palmeira Cabral, ESCOLA DR. RUI BARBOSA , Pernambuco - disse:
    andreaiara@yahoo.com.br

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    A aula descrita acima é brilhante, pois desperta no aluno o interesse pela pesquisa, levando-o a conhecer novos textos e mostrar-lhe o quanto é importante termos visão de mundo aos saberes que pretendemos alcançar.Parabéns!!! Nota 10!!!!!!!


  • MÁRCIA , E.E.M.SÃO SEBASTIÃO , Ceará - disse:
    marciasilmo@gmail.com

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    O projeto de aula possui em seu contexto pesquisas, debastes, aulas interativas. Está de parabéns.


  • Daianne Barauna, Escola Estadual Dr. Florival Francisco de Jesus , Bahia - disse:
    daydahora@hotmail.com

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    Muito interessante!!!!


  • Cleusa , CEEBJA Prof. Paschoal Salles Rosa , Paraná - disse:
    cjchorst@hotmail.com

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    Aula rica, moderna e interessante. Parabéns!


  • Rosemary de Matos Lima, Escola estadual Instituo Santa Juliana , Acre - disse:
    rosemarydemato@bol.com.br

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    Estas aulas ja experimentada por mim na Escola Estadual Instituo Santa Juliana em Sena Madureira Acre. São aulas que são de interesse dos alunos. por isso eles fazem bem.


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.