Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Nós e as Primeiras Comunidades Humanas: uma pesquisa sobre os conceitos de civilização, pré-história e comunidades primitivas.

 

25/06/2012

Autor e Coautor(es)
Aléxia Pádua Franco
imagem do usuário

UBERLANDIA - MG ESC DE EDUCACAO BASICA

ELIZABET REZENDE DE FARIA

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo Língua Portuguesa Linguagem escrita: leitura e produção de textos
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo História Cidadania e cultura contemporânea
Ensino Fundamental Final História Relações sociais, a natureza e a terra
Ensino Médio Língua Estrangeira Compreensão leitora
Ensino Médio Geografia O homem criador de paisagem/modificador de paisagem
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo Ciências Naturais Visões de mundo
Ensino Médio Artes Arte Visual: Estruturas morfológicas
Ensino Fundamental Final Artes Música: Expressão e comunicação em música: improvisação, composição e interpretação
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo História Trabalho e relações sociais
Ensino Fundamental Final História Cidadania e cultura no mundo contemporâneo
Ensino Fundamental Final Pluralidade Cultural Ser humano como agente social e produtor de cultura
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo Língua Portuguesa Análise linguística
Ensino Médio Sociologia Estudo das sociedades humanas
Ensino Médio História Cidadania: diferenças e desigualdades
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo Artes Música: desenvolvimento da linguagem musical
Ensino Fundamental Final Artes Arte Visual: Arte visual como produção cultural e histórica
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo Artes Artes visuais: desenvolvimento da linguagem visual
Ensino Médio História Tempo: transformações e mentalidades
Ensino Médio Artes Música: Estruturas morfológicas
Ensino Médio Geografia Questões ambientais, sociais e econômicas
Educação de Jovens e Adultos - 2º ciclo Língua Estrangeira Compreensão escrita
Ensino Médio Biologia Qualidade de vida das populações humanas
Ensino Médio História Diversidade cultural, conflitos e vida em sociedade
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

 

- Problematizar o uso dos conceitos de pré-história e civilização para denominar, respectivamente, as comunidades humanas organizadas antes  da invenção da escrita e a nossa atual sociedade;

- Pesquisar  os  significados e usos das palavras pré-histórico/primitivo e civilização/progresso, através da compreensão das  características ressaltadas ou negligenciadas  em cada sociedade assim denominada;

- Refletir sobre os limites do “progresso” da humanidade e sobre as possibilidades de transformações que beneficiem uma vida de qualidade para todos;  

- Criar outros conceitos para nomear as comunidades humanas organizadas antes da invenção da escrita e a nossa atual sociedade, a partir das reflexões feitas sobre o processo histórico que ocasionou a formação e transformação destas sociedades;

- Possibilitar reflexões interdisciplinares que envolvam conhecimentos da área da História, Ciências, Geografia, Português, Língua Estrangeira, Sociologia e Artes.

Duração das atividades
11 aulas de 50 minutos cada
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Para que os alunos consigam elaborar  e desenvolver esta proposta de pesquisa sobre os conceitos de pré-história e civilização, é importante que eles já tenham estudado a organização das primeiras comunidades humanas do período paleolítico ao neolítico, observando suas diferenças e semelhanças em relação às atuais organizações sociais. Para isto, o professor pode basear-se na aula do Portal indicada a seguir: 

BARDY, Silvia Maria Raposo. Conhecendo o homem da pré-história. http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=23363, acessado em 18 de abril de 2012. 

Estratégias e recursos da aula

Caro professor, 

como esta sequência didática, apesar de ter como eixo central os conhecimentos históricos,  baseia-se em uma proposta de pesquisa interdisciplinar, ela está toda permeada de atividades que possibilitam a interdisciplinaridade entre a História e outras áreas de conhecimento. Assim, para sinalizar tal interdisciplinaridade, utilizaremos o ícone apresentado abaixo, acompanhado da área de conhecimento que estará em evidência na atividade. 

Ícone da Interdisciplinaridade

                   Interdisciplinaridade
 

      Google Imagens (clique para link)

Acesso em 15 de março de 2012. 

 

Atividade I - Organização do projeto de pesquisa sobre os conceitos de pré-história e civilização:  delimitação do tema e levantamento da situação-problema (problemática da pesquisa), definição da justificativa da pesquisa,  das questões que encaminharão a investigação da situação-problema,  das fontes de pesquisa  e sua metodologia 

1º Passo: Preparação dos alunos para delimitar o tema, situação-problema e questões da pesquisa  Interdisciplinaridade História, Geografia  e Sociologia 

  • Elaboração individual, a partir dos conhecimentos prévios dos alunos sobre as primeiras comunidades humanas  e da nossa atual sociedade, de uma tabela que compare estas duas organizações sociais.

              Esta tabela pode basear-se no seguinte  modelo: 

 

 

Homens da Pré-História

Homens de nossa atual sociedade

Comunicação

 

 

Moradia

 

 

Relação com a natureza

 

 

Instrumentos de trabalho e defesa

 

 

Alimentação

 

 

Relações políticas

 

 

Relações econômicas

 

 

Relações sociais

 

 

 

Observação:

  • Por esta ser uma atividade que visa apenas desencadear a elaboração do projeto de pesquisa, a tabela proposta simplifica bastante o olhar sobre estas diferentes organizações humanas, sem considerar a diversidade existente entre os primeiros agrupamentos humanos  que viveram em diferentes tempos e espaços e entre os homens da atualidade de diferentes tempos, espaços e grupos sociais. 

 

  • Se o grupo de alunos apresentar dúvidas para construir esta tabela, o professor pode preparar uma aula para passar o documentário abaixo que encena e descreve a maneira de viver das primeiras comunidades humanas, e instruir os alunos a ir preenchendo a tabela enquanto vão assistindo ao documentário, conforme a interpretação que fizerem das imagens e falas do vídeo. 
Documentário sobre Pré História  Homem Pré-Histórico - Vivendo Entre as Feras (Discovery Channel)
Título Original: Before We Ruled The Earth
Ano de Produção: 2002
Áudio Original: Inglês - dublado com legendas em inglês
Duração: 93 minutos
 

 

http://www.youtube.com/watch?v=7fRmyCxyQPY&feature=endscreen&NR=1

Acesso em 18 de abril de 2012. 

Sinopse: Encenação, baseada em evidências científicas, das transformações ocorridas entre os primeiros agrupamentos humanos, de aproximadamente 2 milhões e meio a 8000 anos atrás, do Homo Ergaster ao Homo Sapiens Sapiens, retratando também os homens de Neanderthal e sua extinção. 

 

  •  O professor recolhe as tabelas produzidas por cada aluno e  faz uma síntese das comparações feitas em cada item. Abaixo apresentamos algumas possibilidades de síntese: 

 

1) Comparação que  representa as primeiras comunidades humanas como inferiores às atuais (visão muito comum entre os alunos que, normalmente, por valorizarem o progresso tecnológico dos dias de hoje e não terem o hábito do olhar da alteridade, veem os primeiros homens a partir de parâmetros de homens da atualidade e, assim, representam os primeiros homens como aqueles que não tinham o que temos hoje). Esta visão produziria uma tabela semelhante ao exemplo abaixo: 

 

 

Primeiros Homens

Homens de nossa atual sociedade

Comunicação

Não sabiam escrever e falar

Linguagem oral e escrita

Moradia

Não tinham moradia fixa

Cidades, casas e prédios

Relação com a natureza

Não dominavam a natureza

Domínio da natureza

Instrumentos de trabalho e defesa

Não tinham máquinas e instrumentos eficazes

Machado de metal e madeira, trator, robôs, computador, máquinas variadas

Alimentação

Não sabiam plantar, nem criar animais

Produtos agrícolas, pecuários e industrializados

Relações políticas

Não tinham  governo

Governo

Relações econômicas

Não tinham comércio

Comércio globalizado

Relações sociais

Não tinham ricos e pobres

Desigualdade entre ricos e pobres

 

2) Comparação que representa as primeiras comunidades humanas como diferente às atuais, sem hierarquizar, desqualificar,  mas ressaltando suas especificidades históricas (visão baseada no exercício da alteridade e da historicidade).

 

 

Primeiros Homens

Homens de nossa atual sociedade

Comunicação

Linguagem gestual e por imagens

Linguagem oral e escrita

Moradia

Cavernas ou cabanas

Cidades, casas e prédios

Relação com a natureza

Próximos à natureza

Domínio da natureza

Instrumentos de trabalho e defesa

Instrumentos de pedra, madeira e depois de metal

Machado de metal e madeira, trator, robôs, computador, máquinas variadas

Alimentação

Coleta, pesca e caça

Produtos agrícolas, pecuários e industrializados

Relações políticas

Chefe sem privilégios

Governo republicano

Relações econômicas

Divisão igualitária do que era caçado e coletado por um agrupamento

Comércio globalizado

Relações sociais

Igualdade social

Conflitos entre diferentes agrupamentos

Desigualdade entre ricos e pobres

 

3) Outros estilos de comparação podem ser construídos pelos alunos, como  aquelas que, por terem uma visão pessimista da atualidade, romantizam os primeiros homens, destacando que entre eles não havia  corrupção política, destruição da natureza, desigualdade social.

  • O professor cria fichas para cada estilo de comparação elaborado para cada item,  apresenta estas fichas  para os alunos, pedindo para eles coletivamente organizarem estas fichas em  colunas que agrupem as diferentes representações elaboradas pelos alunos sobre as diferenças entre os primeiros homens e os homens da atualidade. O professor, a partir do que tiver levantado na síntese das produções dos alunos, criará nomes para estas representações que encabeçarão cada uma destas colunas. Por exemplo: 

 

Primeiros homens inferiores e atrasados em relação aos homens da atualidade  Primeiros homens diferentes dos homens da atualidade conforme contexto histórico vivido por cada um  Primeiros homens romantizados em relação aos decadentes da atualidade 
  • Interdisciplinaridade  Português                O professor apresenta uma nova ficha para os alunos com a inscrição PRÉ-HISTÓRIA/ COMUNIDADES PRIMITIVAS x CIVILIZAÇÃO/ PROGRESSO, e solicita que eles, em grupos de, no máximo, 5 componentes, realizem as seguintes atividades: 

1) Procurar os termos pré-história/ primitivo e civilização/ progresso no dicionário. 

2) Escolher, entre as comparações sintetizadas na atividade 3, a que melhor seria identificada pela ficha "pré-história/comunidades primitivas X civilização/progresso".

3) Apresentar e justificar para os outros grupos a sua escolha. 

4) A partir das justificativas apresentadas pelos grupos, o professor deve concluir a atividade, auxiliando  os alunos a perceberem que: 

-  Entre os vários significados destas palavras, nos escritos históricos, são mais utilizados aqueles que sugerem uma relação hierarquizada entre os povos da pré-história/povos primitivos e os povos civilizados, como se os primeiros fossem completamente atrasados e inferiores em relação aos homens da atualidade considerados mais civilizados e desenvolvidos. Um exemplo disto são os verbetes apresentados no CD do  Novo Dicionário Eletrônico Aurélio versão 7.0.  Porto Alegre: Positivo Informática LTDA, 2010: 

Civilização
[De civilizar + -ção; fr. civilisation.]
Substantivo feminino.
1. Ato, processo ou efeito de civilizar(-se).
2. Estado ou condição do que se civilizou:
povos que se encontram num estado avançado de civilização.
3. O conjunto de características próprias à vida social coletiva; cultura.
4. Processo pelo qual os elementos culturais concretos ou abstratos de uma sociedade (conhecimentos, técnicas, bens e realizações materiais, valores, costumes, gostos, etc.) são coletiva e/ou individualmente elaborados, desenvolvidos e aprimorados.
5. P. ext. O estado de aprimoramento ou desenvolvimento social e cultural assim atingido.
6. P. ext. Tipo de sociedade resultante de tal processo, ou o conjunto de suas realizações; em especial, aquele marcado por certo grau de desenvolvimento tecnológico, econômico e intelectual, considerado ger. segundo o modelo das sociedades ocidentais modernas, caracterizadas por diferenciação social, divisão do trabalho, urbanização e concentração de poder político e econômico:
a civilização egípcia;
a civilização helênica.

Civilizar
[De civil + -izar; fr. civiliser.]
Verbo transitivo direto.
1. Tornar civil; dar caráter civil a.
2. P. ext. Tirar do estado natural ou selvagem; adaptar ou integrar à vida humana em sociedade, suas atividades, instituições, etc.:
civilizar regiões inóspitas.

3. Dar cultura ou refinamento a; cultivar, educar.
4. Submeter ao processo de civilização (4); tornar mais alto o grau de desenvolvimento socioeconômico, político, cultural e tecnológico de (uma sociedade):
pretendiam civilizar aquelas cidades do sertão.

Verbo pronominal.
5. Tornar-se civil.
6. Tornar-se cortês, bem-educado.
7. Tornar-se mais culto ou instruído.
8. Aprimorar as próprias instituições civis, ou a vida social em geral.
9. Passar ou converter-se ao estado de civilização (5 e 6).

primitivo
[Do lat. primitivu.]
Adjetivo.
1. De primeira origem; original, inicial, inaugural:
os tempos primitivos.
2. Dos primeiros tempos; primordial, primeiro:
povos primitivos.
3. Que não é derivado; básico, primário.
4. V. primigênio.
5. Diz-se de um organismo, órgão, etc., em começo de evolução, ou muito pouco diferenciado de seus antepassados mais remotos.
6. P. ext. Simples; áspero, rude:
É uma alma primitiva;
Usa métodos primitivos para alcançar seus fins.
7. Antrop. Obsol. Relativo aos povos não letrados, que vivem em sociedades ger. caracterizadas como de escala menor, organização social menos complexa e nível tecnológico menos desenvolvido do que as sociedades ditas civilizadas, e vistos pelo evolucionismo social (q. v.) como representantes de um estado social e mental supostamente mais próximo da condição original, natural, da humanidade, ou dela sobreviventes.
8. Art. Plást. Num conceito que data do romantismo, diz-se da arte (pintura e escultura) própria dos séculos que precederam imediatamente a eclosão do Renascimento.
9. Diz-se do artista do final da Idade Média cujos valores clássicos se prendem à mensagem do cristianismo e que, como os primitivos italianos, aliam a pureza da inspiração ao despojamento técnico.
10. V.naïf (2).
11. E. Ling. Diz-se da palavra que não resulta de processo de formação vocabular: pedra, mesa.
12. E. Ling. Diz-se dos tempos verbais que servem para formar outros. São: o presente do infinitivo, o gerúndio, o particípio, o presente do indicativo e o pretérito perfeito. ~ V. artéria carótida —a, corpo —, dado —, fosseta —a, intestino —, linha —a, —,povos primitivos, saco vitelino —, sociedades primitivas, vesículas encefálicas primitivas, vesícula vitelina —a e vesícula vitelínica —a.
Substantivo masculino.
13. Aquilo ou aquele que é primitivo (acepç. 1 a 6).
14. Antrop. Obsol. Indivíduo de povo considerado primitivo (7), em particular aquele considerado portador de características (mentais, psicológicas, intelectuais, afetivas, etc.) de estágios menos desenvolvidos da humanidade. [Atualmente, o emprego do termo nas acepções. 7 e 14 é, ger., evitado pelos antropólogos, por ser considerado cientificamente errôneo e decorrente de pressupostos ocidentais etnocêntricos.]
15. Art. Plást. Artista primitivo (9).

16. Art. Plást. V.naïf (4). 

 

O professor deve destacar os significados  4, 5 e 6 do verbete CIVILIZAÇÃO e as acepções 2, 4, 7 e 8 do verbete CIVILIZAR, quando estes definem civilização como processo de desenvolvimento, aprimoramento, de rompimento com o estado de selvageria, ignorância.  O professor deve destacar os significados 7 e 14 que contrapõem os primitivos aos civilizados, qualificando os primeiros como termos como menor, menos, ou seja, como inferiores. Inclusive deve destacar a observação presente ao final da acepção 14 para mostrar que, ultimamente, antropólogos têm questionado o emprego destes termos, considerando-os obsoletos e preconceituosos. 
  • A partir de todas estas representações construídas pelos alunos com base em seus  conhecimentos prévios sobre as primeiras comunidades humanas e os homens da atualidade, o professor lança o que será o problema central da pesquisa: Quais as implicações sociais, históricas e culturais de  contrapor as primeiras comunidades humanas à nossa através dos termos pré-história/comunidades primitivas e civilização/progresso? Depois,  convida os alunos a elaborarem um projeto de pesquisa para investigar esta questão. 

2º passo: Elaboração do projeto de pesquisa sobre os conceitos de pré-história e civilização. 

O professor acompanhará os alunos na elaboração coletiva e em sala de aula do projeto de pesquisa, orientando-os de que este para ser bem realizado deve definir com clareza e objetividade seu tema, situação-problema, seus objetivos/justificativas, suas questões, fontes e metodologia de pesquisa. 

 tema da pesquisa

Definição do tema:

Auxiliar os alunos a reconhecerem e registrarem, a partir da atividade realizada anteriormente,  qual  o assunto  será pesquisado.

No caso desta pesquisa, o tema será:  

A utilização dos termos "pré-história/comunidades primitivas" e  "civilização/progresso" para denominar respectivamente as primeiras e as atuais comunidades humanas.  

Google Imagens (clique para link)

Acesso em 15 de março de 2012. 

 

 Com a definição do tema, é importante que se explique aos alunos que  para desenvolvermos uma pesquisa, não basta escolhermos o tema. Precisamos ter bem claro porque é importante a pesquisa deste tema (justificativa), o que queremos descobrir sobre ele (situação-problema), o que desejamos alcançar com a pesquisa (objetivos/questões) e como vamos conseguir realizá-la (metodologia e fontes).

 

problematização

 

Delimitação da situação-problema:

A partir do debate sugerido no primeiro passo da atividade 1, ajudar os alunos a definirem qual  o questionamento/ interesse central que motivou a  pesquisa sobre o tema.

Nesta pesquisa, a situação-problema pode ser uma adaptação da questão:   

A escolha dos termos pré-história/comunidades primitivas e civilização/progresso para nomear, respectivamente, as primeiras e as atuais comunidades humanas ressalta quais características destas organizações  e  tem quais implicações sociais, históricas e culturais?

  

Google Imagens (clique para link)

Acesso em 15 de março de 2012. 

 

justificativa

Construção da justificativa da pesquisa e seus objetivos:

Discutir com os alunos sobre por que é importante refletir sobre quais características das primeiras e das atuais comunidades humanas são ressaltadas ao se escolher os termos pré-história/comunidades primitivas e civilização/progresso para nomeá-las respectivamente,  e  as implicações sociais, históricas e culturais destas escolhas. 

Interdisciplinaridade  Português - análise do discurso e produção escrita

Esta reflexão pode se basear na ideia de que  as escolhas que fazemos para nomear os objetos, pessoas, acontecimentos que nos rodeiam não são inocentes e inócuas, mas revelam nossa visão de sociedade, nossos interesses, nossos projetos. Os nomes que usamos para identificar um grupo ou época histórica destacam algumas características destes e silencia outras.  Consequentemente, interfere na maneira como entendemos este acontecimento e sua relação com o nosso presente e nossas ações. 

Assim, quando refletimos sobre estas escolhas, percebemos com mais clareza o que elas destacam ou silenciam, quais projetos e práticas sociais elas legitimam e fortalecem, e, desta maneira, podemos nos apropriar criticamente destas explicações históricas, repensando as ações das pessoas que nos rodeiam e as nossas próprias ações para a construção de uma sociedade mais justa para todos. 

Google Imagens (clique para imagem)

Acesso em 15 de março de 2012. 
 

 

questões

Questões da pesquisa:

Auxiliar os alunos a definirem  questões que complementem e orientem a investigação da situação-problema.

Na pesquisa  aqui proposta, estas questões podem ser adaptadas das sugeridas abaixo, conforme o nível de maturidade dos alunos: 

  1.  Todos os textos históricos que utilizam o termo Pré-História para denominar as primeiras comunidades humanas, concordam com a ideia embutida neste termo de que estes povos viveram antes da história, não fizeram história, são completamente atrasados e inferiores em relação à nossa sociedade?
  2. A clássica oposição entre comunidades primitivas/ pré-históricas e sociedades civilizadas, como se as últimas fossem totalmente superiores e melhores do que as primeiras,  é coerente com o processo de transformação social, tecnológica, cultural, ambiental ocorrido entre estas organizações sociais? 
  3.  Ao se qualificar uma organização social de pré-histórica/primitiva,  valoriza-se as ações e invenções dos primeiros agrupamentos humanos ou, na maioria das vezes,  desqualifica-as como atrasadas, inferiores? 
  4.  Ao se qualificar uma organização social de civilização/progresso, percebe-se a importância das organizações sociais que existiram antes desta, reconhece-se os problemas existentes na sociedade em questão? 
  5.  Ao se qualificar uma organização social de civilização/progresso, ajudamos as pessoas que nela vivem a observarem os problemas que precisam ser enfrentados, as transformações que precisam ser empreendidas para se criar uma sociedade mais justa?
  6. Todas as representações históricas veiculadas pelos livros e meios de comunicação concordam com a utilização dos termos pré-história/comunidades primitivas e civilização/progresso para nomear, respectivamente, as primeiras e as atuais comunidades humanas?
  7. Quais outros conceitos e denominações poderíamos usar para nomear as primeiras comunidades humanas e as atuais? Por quê? (Para destacar quais características destas sociedades, para contribuir com quais posicionamentos políticos e sociais dos homens da atualidade?
  8. Há um consenso entre os homens da atualidade, de que nossa sociedade dita civilizada é sinônimo de progresso incontestável?
  9. Nossas atuais organizações sociais, ditas civilizadas, já alcançaram o ponto máximo do progresso da humanidade ou precisamos continuar lutando contra os problemas que encontramos em nosso cotidiano? Precisamos lutar pelo quê e como?

Google Imagens (clique para link)

Acesso em 15 de março de 2012. 

 

fontes de pesquisa

Reconhecimento das fontes de pesquisa: 

Enquanto em alguns projetos de pesquisa, é viável que os próprios alunos busquem, coletem e selecionem as fontes de pesquisa, em outros de temáticas mais complexas como este, é preferível que o professor colete estas fontes anteriormente e as apresente para os alunos as analisarem conforme a problemática e as questões da pesquisa. Isto não impede que o professor incentive os alunos a buscarem fontes e as trazerem para sala de aula para que  todo o grupo docente e discente avalie se e como ela pode auxiliar na investigação. 

Sugerimos que nesta pesquisa sejam exploradas as seguintes fontes: 

- Livro de História adotado na escola: capítulo sobre pré-história, primeiros homens.

- Sites de pesquisa escolar:

Canal Kids. História Geral: pré-história. http://www.canalkids.com.br/cultura/historia/geral/preouhisto.html. Acesso em 16 de abril de 2012. 

Sua Pesquisa. Pré-Históriahttp://www.suapesquisa.com/prehistoria/ Acesso em 16 de abril de 2012. 

Uol Educação. Pré-História 1: entenda o conceito e veja quadro das eras geológicas. http://educacao.uol.com.br/historia/pre-historia-1-entenda-o-conceito-e-veja-quadro-das-eras-geologicas.jhtm. Acesso em 16 de abril de 2012. 

Equipe Brasil Escola ( Rainer Sousa). A Pré-História. http://www.brasilescola.com/historiag/a-pre-historia.htm. Acesso em 16 de abril de 2012. 

Equipe Brasil Escola (Rainer Sousa). Nomadismo.    http://www.brasilescola.com/historiag/nomadismo.htm. Acesso em 16 de abril de 2012. 

- Produções culturais 

Titãs. Homem Primata. http://www.youtube.com/watch?v=bswa1uyQe8s&feature=related. Acesso em 16 de abril de 2012. 

Maurício de Sousa. Papa-Capim.   http://www.monica.com.br/comics/tirinhas/tira200.htm.  Acesso em 16 de abril de 2012. 

- Produções elaboradas pelos alunos na Atividade I desta aula.  

Google Imagens (clique para link)

Acesso em 15 de março de 2012. 

 

metodologia

Delineamento da metodologia da pesquisa:

Definir com os alunos os procedimentos e métodos de pesquisa mais adequados para analisar as fontes apresentadas no item anterior e refletir sobre a situação-problema e questões  da pesquisa.  

No caso desta pesquisa, sugere-se que ela seja realizada em três etapas:

1ª etapa)  Em grupos pequenos: análise das fontes com o intuito de refletir sobre  as questões  da pesquisa.

- Dividir  a turma em grupos de, no máximo, 5 alunos, e distribuir entre eles as fontes coletadas para a pesquisa; 

- Combinar as atividades a serem realizadas por cada grupo: 

  •  Fazer um reconhecimento geral da fonte,  selecionando  quais questões da pesquisa ela permite analisar; 
  •  Realizar uma leitura cuidadosa e detalhada das imagens, textos escritos/orais da fonte, destacando os trechos que permitem a reflexão das questões selecionadas; 
  •  Produzir uma síntese das análises feitas e elaborar um texto que responda a(s) questão(ões) selecionada(s) para a fonte; 
  • Criar uma dinâmica  para apresentar a fonte ao conjunto dos alunos, bem como socializar as análises realizadas. 

2ª etapa) Individual: Revisão das tabelas produzidas na Atividade I desta sequência didática, no sentido de reelaborar os conhecimentos prévios dos alunos:

- O professor devolve para cada aluno a tabela comparativa por ele criada no início da pesquisa; 

- O aluno, a partir das reflexões feitas durante a pesquisa, reelabora a tabela por ele criada e avalia se ele mudaria ou não a escolha sobre qual sociedade chamar de pré-histórica/comunidades primitivas e qual chamar de civilização/progresso. 

3ª etapa)  Coletiva: Considerações gerais  sobre a situação-problema da pesquisa e sobre as suas questões , a partir da socialização das análises feitas por cada grupo e aluno:

- Produzir, com a mediação do professor, relatório coletivo que sintetize as atividades e análises feitas por cada grupo e apresente considerações sobre a situação-problema da pesquisa a partir da reflexão das questões de pesquisa.   

 Observação: para esta produção, ver sugestão na atividade III deste arquivo de aula. 

Google Imagens (clique para link)

Acesso em 15 de março de 2012. 

 

Atividade II - Análise das fontes da pesquisa  e socialização das descobertas:

 

Primeira Etapa

Atividade a ser realizada conforme o exposto na Atividade I,  item  "Delineamento da Metodologia de Pesquisa":  Em grupos pequenos: análise das fontes com o intuito de refletir sobre  as questões da pesquisa.

 

A seguir, para que o professor possa planejar como orientar os alunos em suas análises, são apresentados alguns exemplos de como as fontes/questões da pesquisa podem ser  investigadas  por cada  grupo, depois que estes  escolherem sua fonte e fizerem um primeiro reconhecimento delas. 

 

Sintese sobre Pré-História

Canal Kids. História Geral: pré-história. http://www.canalkids.com.br/cultura/historia/geral/preouhisto.html. 

Acesso em 16 de abril de 2012.

1) Para reconhecimento da fonte: 

 

- Alunos devem acessar o site indicado ao lado, e explorá-lo, principalmente, nos slides relacionados à Pré-História: "História ou Pré-História?", "Idade da Pedra Lascada", "Glaciação e as cavernas", "Idade da Pedra Polida", "As Aldeias na Idade da Pedra Polida", "Idade do Metal". 

- Ao ler os textos e observar as imagens da fonte, os alunos devem selecionar partes que ajudam a refletir sobre as questões da pesquisa (não precisam buscar respostas para todas as questões, mas observar sobre quais questões esta fonte propicia a reflexão). 

2) Para análise das questões da pesquisa através da fonte: 

    Interdisciplinaridade   Português

- Os alunos podem observar que, apesar de esta fonte utilizar o termo Pré-História para denominar as primeiras comunidades humanas,  ela ressalta, logo na introdução, que estas comunidades também  “são História”:

"Pré-História não deixa de ser História. A única diferença entre as duas é a existência da escrita. Tudo o que aconteceu antes da invenção da escrita, faz parte da Pré-História e tudo o que vem depois da escrita podemos chamar de História!"

- Nos vários slides, os alunos podem procurar o que a fonte  ressalta como acontecimentos anteriores à invenção da escrita, percebendo como a fonte destaca que,  em cada época da Pré-História, os homens fizeram invenções importantes para sua sobrevivência: fabricação de ferramentas de pedra lascada, depois de pedra polida, centenas de anos depois, de metal fundido; construção de moradias de barro, madeira e pedra; desenvolvimento da agricultura.

-  Os alunos podem observar, no parágrafo destacado abaixo,  que, ao invés de desqualificar a ação dos primeiros homens, caracterizando-os como inferiores em relação a nós, a fonte destaca como eles sabiam transformar elementos simples da natureza em ferramentas de trabalho:

" Se você estivesse andando pela rua e visse uma pedra no chão, provavelmente nada iria fazer, afinal é apenas uma pedrinha…Mas saiba que a cerca de 2,5 milhões de anos atrás a até mais ou menos 10000 anos a.C, na Idade da Pedra Lascada ou Período Paleolítico, o homem com uma simples pedra fabricava ferramentas que eram usadas na obtenção e na preparação dos alimentos..."

- Os alunos podem  observar que a fonte, no parágrafo citado abaixo,  ao destacar que os homens que viviam em igualdade na Pré-História, tornaram-se desiguais  a partir da Idade do Metal, não ressalta  apenas o progresso linear ocorrido entre os períodos históricos, mas também os problemas sociais que surgiram:

“...As terras da Aldeia eram de todos. O que se produzia dentro da Aldeia era dividido igualmente entre todos os grupos. (...)  A partir da fundição dos metais, (...) as primeiras guerras e a dominação de uma comunidade sobre outra, começaram a acontecer. Logo, o fim da Pré-História é marcado pela ocorrência de guerras e não podemos deixar de falar, também da invenção da escrita. Daqui pra frente, a pré-história dá lugar a História…”

- Com estes dados e observações, os alunos podem refletir, principalmente,  sobre as questões 1 e 4  da pesquisa, elaboradas na Atividade 1.

3) Para elaboração da  dinâmica para socializar as descobertas: 

- Os alunos não podem esquecer que, se vão utilizar uma parte da fonte para exemplificar a reflexão, precisam colocá-la entre aspas e citar a fonte. 

- A socialização das descobertas não devem se basear apenas  no "recorta e cola" da fonte, mas,  além de expor as partes selecionadas da fonte, devem apresentar  as reflexões que os alunos, com suas próprias palavras, fizeram sobre o trecho selecionado,  a partir das questões da pesquisa. 

 

Site sua Pesquisa  

Sua Pesquisa. Pré-Históriahttp://www.suapesquisa.com/prehistoria/ 

http://www.suapesquisa.com/pesquisa/paleolitico.htm

http://www.suapesquisa.com/prehistoria/mesolitico.htm

http://www.suapesquisa.com/pesquisa/neolitico.htm

http://www.suapesquisa.com/prehistoria/idade_dos_metais.htm

Acesso em 16 de abril de 2012. 

1) Para reconhecimento da fonte: 

- Alunos devem acessar o site e explorá-lo, principalmente, nos slides relacionados à Pré-História, Paleolítico, Mesolítico, Neolítico e Idade dos Metais. 

- Ao ler os textos e observar as imagens da fonte, os alunos devem selecionar partes que ajudam a refletir sobre as questões da pesquisa (não precisam buscar respostas para todas as questões, mas observar sobre quais questões esta fonte propicia a reflexão). 

2) Para análise das questões da pesquisa através da fonte: 

   Interdisciplinaridade  Português

Os alunos podem observar que, apesar de esta fonte utilizar o termo Pré-História para denominar as primeiras comunidades humanas, ela não desconsidera que os homens que viveram neste período também fizeram história. Em cada fase deste período histórico, são destacadas diferentes invenções humanas, da fabricação de ferramentas, domínio do fogo, a criação de maneiras de armazenar alimentos e organizar politicamente as aldeias. 

- Os alunos podem também observar que, mesmo valorizando as invenções dos "homens pré-históricos", há trechos em que esta fonte reproduz a ideia de negatividade, atraso dos primeiros homens. Por exemplo, no trecho reproduzido abaixo que contrapõe a economia de subsistência ao comércio, qualificando a primeira com "apenas". 

 “A economia na fase do Paleolítico era de subsistência, ou seja, não acumulavam nem produziam para o comércio, mas apenas para a sobrevivência do grupo”.

- Os alunos, através do trecho da página que caracteriza o período Mesolítico, em que se afirma que "... esta divisão de trabalho melhorou a organização social na Pré-história, favorecendo o desenvolvimento das famílias” , podem observar novamente como esta fonte considera a nossa atual organização social (em famílias)  melhor do que a dos primeiros homens (sem divisão em famílias). 

- Os alunos podem observar que, diferentemente da fonte do Canal Kids, o site "Sua Pesquisa", ao caracterizar a Idade dos Metais,  destaca a evolução da economia sem mencionar o problema da desigualdade social. Ou seja, ela silencia os limites do progresso da humanidade. 

- Com estes dados e observações, os alunos podem refletir, principalmente,  sobre as questões 1, 2,  da pesquisa, elaboradas na Atividade 1. 

3) Para elaboração da  dinâmica para socializar as descobertas: 

 

- Os alunos não podem esquecer que, se vão utilizar uma parte da fonte para exemplificar a reflexão, precisam colocá-la entre aspas e citar a fonte. 

- A socialização das descobertas não devem se basear apenas  no "recorta e cola" da fonte, mas,  além de expor as partes selecionadas da fonte, devem apresentar  as reflexões que os alunos, com suas próprias palavras, fizeram sobre o trecho selecionado,  a partir das questões da pesquisa. 

 

Pré história uol

Uol Educação. Pré-História 1: entenda o conceito e veja quadro das eras geológicas. 

http://educacao.uol.com.br/historia/pre-historia-1-entenda-o-conceito-e-veja-quadro-das-eras-geologicas.jhtm.

Acesso em 16 de abril de 2012. 

1) Para reconhecimento da fonte: 

- Os alunos devem acessar o site  e ler todo o artigo reproduzido na página do Uol Educação

- Ao ler o artigo, os alunos devem selecionar partes que ajudam a refletir sobre as questões da pesquisa (não precisam buscar respostas para todas as questões, mas observar sobre quais questões esta fonte propicia a reflexão). 

2) Para análise das questões da pesquisa através da fonte: 

    Interdisciplinaridade  Português

Os alunos podem observar que esta fonte, ao utilizar o termo Pré-História, o faz para  reproduzir a visão mais tradicional sobre os primeiros homens, destacando seus aspectos considerados inferiores ao de nossa atual organização social. O segundo parágrafo do  subtítulo "Aborígenes e Indígenas" exemplifica bem esta representação: 

”Assim, entendemos melhor a Pré-história em seu aspecto social, ao pensarmos em agrupamentos humanos e não em sociedades complexas; em seu aspecto cultural, ao nos referirmos ao que o homem produziu para abandonar a barbárie e atingir a civilização; e em seu aspecto biológico, quando se estuda a evolução das variadas formas de vida animal e vegetal existentes antes de as espécies vivas adquirirem a conformação que possuem atualmente”

- Com estes dados e observações, os alunos podem refletir, principalmente,  sobre as questões 2, 3 da pesquisa, elaboradas na Atividade 1. 

3) Para elaboração da  dinâmica para socializar as descobertas: 

-  Os alunos não podem esquecer que, se vão utilizar uma parte da fonte para exemplificar a reflexão, precisam colocá-la entre aspas e citar a fonte. 

- A socialização das descobertas não devem se basear apenas  no "recorta e cola" da fonte, mas,  além de expor as partes selecionadas da fonte, devem apresentar  as reflexões que os alunos, com suas próprias palavras, fizeram sobre o trecho selecionado,  a partir das questões da pesquisa. 

 

 

 

crítica ao termo pré-história

Equipe Brasil Escola ( Rainer Sousa). A Pré-História. http://www.brasilescola.com/historiag/a-pre-historia.htm. 

Acesso em 16 de abril de 2012. 

Equipe Brasil Escola (Rainer Sousa). Nomadismo.    http://www.brasilescola.com/historiag/nomadismo.htm. 

Acesso em 16 de abril de 2012. 

1) Para reconhecimento da fonte: 

- Os alunos devem acessar o site e explorá-lo, principalmente, nos  textos intitulado "A Pré-História" e "Nomadismo". 

- Ao ler os textos, os alunos devem selecionar partes que ajudam a refletir sobre as questões da pesquisa (não precisam buscar respostas para todas as questões, mas observar sobre quais questões esta fonte propicia a reflexão). 

2) Para análise das questões da pesquisa através da fonte: 

    Interdisciplinaridade  Português e Sociologia

- Os alunos podem observar que esta fonte critica de maneira clara e explícita o uso da expressão Pré-História para denominar os agrupamentos humanos que não utilizavam a escrita e não eram sedentários. Podem observar, principalmente, os trechos destacados abaixo: 

" ...percebemos uma curiosa contradição: como o termo pré-história é utilizado para se definir um tempo em que os seres humanos já existiam na Terra?... . Tal concepção apareceu precisamente junto aos historiadores do século XIX, que acreditavam que o estudo do passado só era possível por meio de documentos escritos. Dessa forma, julgavam que a compreensão do passado pré-histórico não poderia se sustentar em bases verdadeiras. Atualmente, esse tipo de compreensão acabou perdendo espaço para outras formas de recuperação do passado... As manifestações artísticas, a oralidade, a cultura material e outros vestígios podem se entregar no entendimento do passado. Com isso, o mundo pré-histórico deixou de ser visto como um tempo 'destituído de história'...." ( http://www.brasilescola.com/historiag/a-pre-historia.htm. Acesso em 16 de abril de 2012. )

”Ao julgarmos as comunidades sedentárias “melhores”, acabamos criando uma visão errônea de que as comunidades nômades não eram capazes de desenvolver valores culturais, formas de organização político-social ou formas complexas de se relacionarem com o mundo. ... É  importante perceber que a falta do domínio sobre a agricultura ou a inexistência do Estado não podem ser encarados como itens suficientes para se julgar uma cultura nômade pior ou inferior em relação às demais.”  (http://www.brasilescola.com/historiag/nomadismo.htm. Acesso em 16 de abril de 2012). 

- Com estes dados e observações, os alunos podem refletir, principalmente,  sobre as questões 1, 2, 3, 4, 6 da pesquisa, elaboradas na Atividade 1. 

3) Para elaboração da  dinâmica para socializar as descobertas: 

- Os alunos não podem esquecer que, se vão utilizar uma parte da fonte para exemplificar a reflexão, precisam colocá-la entre aspas e citar a fonte. 

- A socialização das descobertas não devem se basear apenas  no "recorta e cola" da fonte, mas,  além de expor as partes selecionadas da fonte, devem apresentar  as reflexões que os alunos, com suas próprias palavras, fizeram sobre o trecho selecionado,  a partir das questões da pesquisa. 

 

 

´Titãs HOmem Primata

Titãs. Homem Primata

http://www.youtube.com/watch?v=bswa1uyQe8s&feature=related.

Acesso em 16 de abril de 2012.

Observação: 

Para acessar letra da música, 

http://www.vagalume.com.br/titas/homem-primata.html

Acesso em 20 de abril de 2012. 

1) Para reconhecimento da fonte: 

- Alunos devem acessar o clipe  e explorar tanto a letra da música, seu ritmo, quanto as imagens selecionadas para compor o clipe. 

- Ao  observar a fonte, os alunos devem selecionar partes que ajudam a refletir sobre as questões da pesquisa (não precisam buscar respostas para todas as questões, mas observar sobre quais questões esta fonte propicia a reflexão). 

2) Para análise das questões da pesquisa através da fonte: 

- Os alunos podem observar, tanto nas imagens quanto na letra da música, a comparação que é feita entre os primeiros homens e os homens da atualidade, a qual destaca que o progresso, a civilização não estão tão presentes entre nós como se diz normalmente:

  • Homem da atualidade preso na jaula X "homem primata" livre na natureza; 
  • Homem na atualidade no meio de multidão desconhecida X "homem primata" vivendo em agrupamentos humanos; 
  • Versos: "Eu não sabia que o homem criava e também destruía";  "Homem primata, capitalismo selvagem"; "Eu me perdi na selva de pedra"

    Interdisciplinaridade  Língua Estrangeira

 Para compreender melhor a letra da música, é importante realizar uma atividade interdisciplinar com a Língua Inglesa, no sentido de compreender o significado da estrofe em inglês e também o porquê dos Titãs escolherem a língua inglesa para compor estes versos.

Além disso, vale conhecer a história do grupo de Rock, o contexto em que ele se formou e compôs estas e outras letras (fim dos anos 1970, 1980 = transição da ditadura militar no Brasil para o governo democrático). Para isto ver site oficial do grupo: http://www.titas.net/historia/ (acesso em 20 de abril de 2012). 

    Interdisciplinaridade   Artes

 Para compreender melhor a crítica social realizada na música, é importante que os alunos, além de observarem letra e imagem do clipe, também observem ritmo do rock, entonação de voz do intérprete nas diferentes partes da  música. 

     Interdisciplinaridade  Ciências Naturais

 Para relativizar comparação feita entre homem e  macaco, observando a relação entre os homens e os macacos na evolução de cada uma das espécies. 

- Com estes dados e observações, os alunos podem refletir, principalmente,  sobre as questões 4 a 9  da pesquisa, elaboradas na Atividade 1. 

3) Para elaboração da  dinâmica para socializar as descobertas: 

- Os alunos não podem esquecer que, se vão utilizar uma parte da fonte para exemplificar a reflexão, precisam colocá-la entre aspas e citar a fonte. 

- A socialização das descobertas não devem se basear apenas  no "recorta e cola" da fonte, mas,  além de expor as partes selecionadas da fonte, devem apresentar  as reflexões que os alunos, com suas próprias palavras, fizeram sobre o trecho selecionado,  a partir das questões da pesquisa.

 

Papa campim Português  

Maurício de Sousa. Papa-Capim.  http://www.monica.com.br/comics/tirinhas/tira200.htm.

 Acesso em 16 de abril de 2012. 

1) Para reconhecimento da fonte: 

- Alunos devem acessar o site e ler a "tirinha", observando também as imagens dos quadrinhos. 

- Ao  observar a fonte, os alunos devem selecionar partes que ajudam a refletir sobre as questões da pesquisa (não precisam buscar respostas para todas as questões, mas observar sobre quais questões esta fonte propicia a reflexão). 

2) Para análise das questões da pesquisa através da fonte: 

   Interdisciplinaridade Geografia 

Os alunos podem observar como Papa-Capim (um representante dos indígenas brasileiros e também de comunidades humanas que, na atualidade, vivem de maneira semelhante aos primeiros homens) faz uma crítica ao que os não-índios chamam de "progresso", alertando para a questão do desmatamento. 

 

   Interdisciplinaridade Língua Estrangeira

 Os alunos podem ler também a tirinha em inglês disponibilizada no site, para compreensão da escrita e também para discutir se este personagem da tirinha tem alguma relação direta com os representantes da cultura inglesa

 

- Com estes dados e observações, os alunos podem refletir, principalmente,  sobre as questões 4 a 9  da pesquisa, elaboradas na Atividade 1.

3) Para elaboração da  dinâmica para socializar as descobertas: 

- Os alunos não podem esquecer que, se vão utilizar uma parte da fonte para exemplificar a reflexão, precisam colocá-la entre aspas e citar a fonte. 

- A socialização das descobertas não devem se basear apenas  no "recorta e cola" da fonte, mas,  além de expor as partes selecionadas da fonte, devem apresentar  as reflexões que os alunos, com suas próprias palavras, fizeram sobre o trecho selecionado,  a partir das questões da pesquisa. 

 

Livro de História adotado na escola: capítulo sobre pré-história, primeiros homens.

Como esta fonte varia de escola para escola, cabe, a cada professor e seu grupo de alunos, encaminhar a análise desta fonte, com base nos exemplos anteriores. 

 

Segunda Etapa 

Atividade a ser realizada conforme o exposto na Atividade I,  item  "Delineamento da Metodologia de Pesquisa":   Individual -  Revisão das tabelas produzidas na Atividade I desta sequência didática, no sentido de reelaborar os conhecimentos prévios dos alunos.

Após a socialização e debate das fontes e análises feitas por cada grupo a partir das fontes acima e de outras encontradas pelos alunos e professores envolvidos no projeto de pesquisa, o professor propõe para os alunos reverem, à luz do que foi discutido na primeira etapa, as comparações que fizeram entre as primeiras comunidades humanas e a nossa atual sociedade na Atividade I, 1º passo. Neste sentido, o professor devolve para cada aluno a tabela comparativa por ele criada antes do início da pesquisa e este, a partir das reflexões feitas durante a pesquisa, reelabora a tabela por ele criada. 

Depois, com base na nova tabela criada, cada aluno responderá a questão 7 da pesquisa: 

Quais outros conceitos e denominações poderíamos usar para nomear as primeiras comunidades humanas e as atuais? Por quê? (para destacar quais características destas sociedades, para contribuir com quais posicionamentos políticos e sociais dos homens da atualidade?)

 

Observação:

Atividade importante para que os alunos percebam concretamente a importância da atividade de pesquisa, ou seja, sua contribuição para que (re)elaboremos nossas concepções prévias a partir de estudos mais aprofundados sobre elas. Reelaboração que também afeta nossa maneira de agir na sociedade em que vivemos, tornando-a mais consciente e fundamentada. 

 

Além disso, a questão 7 contribui para que os alunos percebam que os conceitos e nomenclaturas usados pelos historiadores e outros cientistas são criações suas e não dados naturais e imutáveis. Criações baseadas no contexto em que a pesquisa foi realizada, nas fontes encontradas e nos interesses que motivaram a realização da pesquisa. Com esta percepção, os alunos tornam-se mais preparados para terem uma relação crítica e questionadora com os conhecimentos e informações que circulam nas escolas e nos meios de comunicação. 

 

Atividade III=  relatório Registro  do processo da pesquisa, das análises realizadas  e das considerações finais 

                                      Google Imagens (link ao clicar)

                                          Acesso em 15/03/2012

 

Atividade a ser realizada conforme o exposto na Atividade I,  item  "Delineamento da Metodologia de Pesquisa" - Terceira etapa:  Coletiva: Considerações gerais sobre a situação-problema da pesquisa e suas questões, a partir da socialização das análises feitas por cada grupo e aluno. 

Esta  terceira atividade da pesquisa não deve ser feita apenas ao final da realização das atividades I e II. O ideal é que ela vá sendo realizada ao longo do desenvolvimento da investigação e que, ao final, todos os registros sejam revistos e reelaborados para criar um texto coeso, coerente e que, a partir dos dados coletados e analisados  nas fontes, consiga contribuir para a reflexão da situação-problema da pesquisa.

A seguir, é apresentada uma sugestão de roteiro para relatório da pesquisa a ser elaborado coletivamente pelos alunos, com a mediação do professor: 

1) Folha  de rosto: nome dos pesquisadores e  título da pesquisa (centralizados); descrição do tipo do trabalho (realizado sob orientação de quais professores, em que ano de ensino e em que escola. Deve vir escrito à direita abaixo do título); mês/ano e cidade/estado em que a pesquisa foi realizada. 

2) Sumário: títulos  e número de página de cada parte do relatório. 

3) Introdução: apresentação do tema, da situação-problema, dos objetivos e das questões da pesquisa, acompanhados da justificativa da pesquisa. 

4) Metodologia da Pesquisa: apresentação da metodologia e  dos procedimentos da pesquisa. 

5) Fontes da pesquisa: apresentação das fontes pesquisadas com uma síntese de como cada uma aborda a temática da pesquisa e onde ela foi encontrada, e também com reflexões sobre as questões  da pesquisa, através da descrição e análise de trechos das fontes coletadas e analisadas.

6) Considerações Finais: registro das descobertas feitas, refletindo sobre   a situação-problema da pesquisa  e suas questões,  através de um posicionamento crítico e autônomo dos alunos. 

7) Referências Bibliográficas: citação de livros, sites, filmes e outros materiais consultados no desenvolvimento da pesquisa. Para construir as referências corretamente,  ver SILVIA, A. M; PINHEIRO, M.S. de F. FREITAS, N.E. de. Guia para a Normalização de Trabalhos Técnico-Científicos: projetos de pesquisa, monografias, dissertações e teses. 5ª. Edição. Uberlândia: EDUFU, 2006, 144p. 

 

Observação 1: 

Os itens 3 e 4 do relatório devem ser produzidos durante e logo após a realização da  Atividade I da aula, mas, ao final da Atividade II, eles devem ser revistos conforme as novas questões levantadas e investigadas na pesquisa em andamento.

Os item 5  e parte do item 6 devem ser elaborados no decorrer da Atividade II da pesquisa, a partir da produção de cada grupo de alunos. 

O item 6 deve ser revisto e concluído ao término da realização da 2ª atividade.

Os itens 1 e 2 devem ser escritos ao final da pesquisa e  o item 7 pode ser elaborado  no decorrer da pesquisa, conforme o material que for consultado. 

Observação 2: 

Interdisciplinaridade Português:  Após a finalização da produção coletiva do relatório, todos devem fazer a leitura individual deste, para rever coerência, coesão, ortografia, concordância.

Atividade IV - socialização dos resultadosSocialização das reflexões coletivas da pesquisa 

                                        Google Imagens (link ao clicar)

                                     Acesso em 15/03/2012

Conforme argumentado na Atividade I, item "Construção da justificativa da pesquisa e seus objetivos", a relevância social em realizar uma pesquisa que problematize conceitos utilizados para denominar períodos históricos está relacionada ao fato  dela nos permitir perceber  com mais clareza o que estes conceitos  destacam ou silenciam, quais projetos e práticas sociais eles legitimam e fortalecem, e, desta maneira, podermos nos apropriar criticamente destas explicações históricas, repensando as ações das pessoas que nos rodeiam e as nossas próprias ações para a construção de uma sociedade mais justa para todos. 

Por isso, foi proposta como questão final da pesquisa (ver item Atividade I -  "Questões da pesquisa"), a reflexão: "Nossas atuais organizações sociais, ditas civilizadas, já alcançaram o ponto máximo do progresso da humanidade ou precisamos continuar lutando contra os problemas que encontramos em nosso cotidiano? Precisamos lutar pelo quê e como? ". 

Para socializar estas reflexões, propomos que o professor oriente seus alunos a elaborarem e postarem no Youtube campanhas que incentivem ações para a construção de uma sociedade mais justa para todos e depois acompanhem a repercussão destas campanhas, lendo e debatendo os comentários postados abaixo dos vídeos postados. 

Para produzir e postar estas campanhas, é importante seguir os seguintes passos: 

  1. Definição coletiva dos problemas e ações que nortearão as campanhas, conforme investigações feitas sobre questões da pesquisa; 
  2. Divisão dos alunos em grupos de, no máximo, 5 componentes, para elaborar a campanha e seu vídeo para ser postado; 
  3. Antes da postagem, o vídeo criado deve ser apresentado para toda a turma e professores envolvidos no projeto, para estes avaliarem a qualidade do vídeo e da campanha, principalmente, em relação a:

               - Respeito à diversidade cultural e aos princípios éticos; 

               - Correção do português; 

               - Explicitação das fontes utilizadas para produzir a campanha, da época em que ela foi criada, de quem a criou (nome e vínculo institucional).

Observação: Só serão  postadas aquelas campanhas que  forem avaliadas e corrigidas conforme as observações dos professores e dos alunos. 

 

Instruções sobre  como criar e postar vídeos no Youtube: 

Conta no Youtube

1º passo: criar uma conta no Youtube, conforme instruções no link

  http://www.youtube.com/create_channel?upsell=upload&next=%2Fmy_videos_upload

Acesso em 20 de abril de 2012. 

   
envio de video Youtube

2º passo: Criar e postar o vídeo, conforme instruções nos links: 

 

http://support.google.com/youtube/bin/static.py?hl=pt-BR&guide=1719823&page=guide.cs

http://support.google.com/youtube/bin/static.py?hl=pt-BR&topic=1719825&guide=1719823&page=guide.cs

http://support.google.com/youtube/bin/answer.py?hl=pt-BR&answer=55744

Acesso em 20 de abril de 2012. 

   
Movie Maker

A maneira mais simples de criar os vídeos para postar no Youtube é através do programa Movie Maker. Para isto ver instruções no link: 

 

http://windowslive.com.br/public/product.aspx/view/4

Acesso em 20 de abril de 2012. 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Recursos Complementares

 

Sugestões de links e bibliografia  para professores:

Livros e artigos sobre pesquisa na escola:

BAGNO, Marcos. Pesquisa na escola: o que é, como se faz. 23ª ed. São Paulo: Loyola. 2009. 

MOÇO, Anderson. 14 perguntas e respostas sobre projetos didáticoshttp://revistaescola.abril.com.br/edicoes-impressas/241.shtml. Acesso em 15 de março de 2012.  

RICCI, Claudia Sapag. Pesquisa como ensino: textos de apoio. Propostas de trabalho. Belo Horizonte: Autêntica, 2007. 

SILVEIRA, Ivanete Gomes. A pesquisa como ferramenta de ensino e iniciação científica na educação básicahttp://www.webartigos.com/artigos/a-pesquisa-como-ferramenta-de-ensino-e-iniciacao-cientifica-na-educacao-basica/60735/  .Acesso em 15 de março de 2012. 

Avaliação

 

Sugere-se que a avaliação dos alunos seja  feita através do acompanhamento de todo o processo de pesquisa, observando os seguintes itens: 

  • Participação oral e escrita na realização do primeiro passo da Atividade I, ao apresentar com clareza seus conhecimentos prévios sobre as primeiras comunidades humanas e sobre nossa sociedade; 
  • Contribuição na definição do tema, situação-problema, questões, objetivos, justificativa, fontes, metodologia da pesquisa;
  • Colaboração,  com o grupo de trabalho, na análise das fontes da pesquisa e no registro das descobertas feitas; 
  • Socialização das análises feitas sobre as questões da pesquisa, a partir da apresentação das fontes de pesquisa; 
  • Reelaboração da tabela criada no início da Atividade I da pesquisa; 
  • Contribuição na escrita coletiva do Relatório da  Pesquisa; 
  • Apropriação crítica dos conceitos de pré-história, comunidade primitiva, civilização e progresso. 
  • Elaboração, divulgação e acompanhamento de campanha sugerida na atividade IV. 
Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 2 classificações

  • Cinco estrelas 0/2 - 0%
  • Quatro estrelas 2/2 - 100%
  • Três estrelas 0/2 - 0%
  • Duas estrelas 0/2 - 0%
  • Uma estrela 0/2 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.