Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Localização e movimentação: direcionando caminhos

 

24/05/2013

Autor e Coautor(es)
MARIANE ELLEN DA SILVA
imagem do usuário

UBERLANDIA - MG ESC DE EDUCACAO BASICA

Ana Maria Ferola da Silva Nunes; Denize Donizete Campos Rizotto; Eliana Aparecida Carleto; Luciana Soares Muniz; Nádia Carvalho Arcênio Fraga; Priscila Gervásio Teixeira; Rones Aureliano de Souza; Vaneide Corrêa Dornellas.

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Inicial Alfabetização Papel da interação entre alunos
Ensino Fundamental Inicial Alfabetização Processos de leitura
Ensino Fundamental Inicial Matemática Espaço e forma
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
  •  Desenvolver a coordenação motora;
  •  Participar de jogos e brincadeiras;
  •  Representar posições de pessoas e objetos;
  •  Desenvolver noções de lateralidade, localização, direcionamento e sentido;
  •  Descrever localização e movimentação de pessoa e objetos no espaço;
  •  Identificar mudanças de direção;
  •  Desenvolver habilidades de leitura;
  •  Desenvolver a oralidade em situações de comando;
  •  Desenvolver atitudes de interação, colaboração e troca de experiências em grupo.
Duração das atividades
Aproximadamente 240 minutos – Quatro (4) atividades de 60 minutos cada uma.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Para a realização desta aula é necessário que já tenham sido desenvolvidas algumas estratégias de participação e de interação em sala de aula, pois é importante que os alunos sejam capazes de exporem oralmente suas ideias e se relacionarem com os colegas.

Estratégias e recursos da aula

 Informações ao professor

 

Professor, por meio do Portal do Professor, pretendemos ir ao encontro do programa de formação do MEC: Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, na medida em que podemos trocar e compartilhar ideias sobre as práticas pedagógicas que realizamos, o que contribui significativamente para a nossa formação docente.

O Pacto é constituído por um conjunto integrado de ações, materiais e referências curriculares e pedagógicas disponibilizados pelo MEC, tendo como eixo principal a formação continuada de professores alfabetizadores, a fim de qualificá-los para assegurarem que todas as crianças estejam alfabetizadas até os oito anos de idade, ao final do 3º ano do Ensino Fundamental.

Para adquirir mais informações sobre o Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa, acesse: http://pacto.mec.gov.br (Acesso em 17/05/2013).

 

Nesse sentido, propomos essa aula sobre a temática da localização e movimentação com a possibilidade de abordar alguns direitos de aprendizagem dos alunos, como, por exemplo:

 

  •          Explicitar e/ou representar informalmente a posição de pessoas e objetos, dimensionar espaços, utilizando vocabulário pertinente nos jogos, nas brincadeiras e nas diversas situações nas quais as crianças consideram necessária essa ação, por meio de desenhos, desenvolvendo noções de tamanho, lateralidade, localização, direcionamento, sentido;
  •          Identificar e descrever a localização e a movimentação de objetos no espaço, identificando mudanças de direções e considerando mais de um referencial.

 

Fonte:

BRASIL. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa: ludicidade na sala de aula. Brasília: MEC, SEB, 2012, p. 29.

 

1ª Atividade:

 

Professor, “ao pensarmos no campo da geometria, por exemplo, orientações curriculares nacionais indicam que nos anos iniciais do Ensino Fundamental, o trabalho com a geometria deve estar centrado na exploração do espaço que envolve o estudante. As situações em que ele seja levado a situar-se no espaço que o cerca devem ser particularmente exploradas em atividades que favoreçam a organização do esquema corporal e a orientação espacial. As noções de situação: orientação, proximidade, interioridade e direcionalidade, podem ser exploradas em brincadeiras como “Toca do Coelho”, “Bola ao Cesto” etc. Estas e outras brincadeiras também favorecem explorações de natureza numérica, envolvendo registro, organização em listas e tabelas, construção de gráficos, entre outras”.

Fonte:

BRASIL. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa: vamos brincar de construir as nossas e outras histórias. Brasília: MEC, SEB, 2012, p. 28.

 

Nesse sentido, seguem algumas brincadeiras.

 

Brincadeira 1: TOCA DO COELHO

 

Professor, é fundamental preparar o espaço com antecedência. Como este jogo exige movimentação escolha um local adequado, de preferência o pátio ou um salão maior, caso não tenha, organize a sala de aula de  modo que favoreça a movimentação. Faça uma roda de conversa e explique as regras do jogo, assim terá a garantia da atenção dos alunos.

 

COMO BRINCAR

 

Os participantes são divididos em grupos de três jogadores. Dois jogadores dão-se as mãos formando a toca e o terceiro ficará entre eles e será o coelhinho. Do lado de fora ficam os coelhos perdidos.  Ao ser dado o sinal: ‘Coelhinho sai da toca, um, dois, três’, as tocas levantam os braços e todos os coelhinhos devem ocupar uma nova toca, inclusive os coelhos perdidos. Quem não conseguir entrar fica no centro, esperando nova oportunidade. 

O jogo fica mais emocionante se no lugar dos coelhinhos perdidos houver um caçador. Nesse caso, apenas um participante fica de fora. Quando for dado o sinal ele deverá perseguir os coelhinhos durante a troca de tocas. O primeiro a ser pego passará ao posto de caçador, o caçador vira um dos ‘tocas’, e este, por sua vez, vira um coelhinho. Se o número de crianças for pequeno, as tocas podem ser desenhadas no chão com um giz, assim, ninguém fica de fora da brincadeira.

Fonte: http://delas.ig.com.br/filhos/brincadeiras/coelhinho-sai-da-toca/4e3b209d5cf358183f000003.html  (Acesso em 12/05/2013).

 

Brincadeira 2: SE VOCÊ FOSSE UM ROBÔ

 

COMO BRINCAR

 

Organize a turma em duplas e explique a brincadeira:

 

·         Um aluno dirá os comandos para o colega que está sendo conduzido para chegar de um lugar predefinido a outro.

·         O importante é perceber que um ponto de referência é sempre necessário quando um obstáculo se coloca no caminho.

·         Por exemplo, se as crianças estão brincando de robô na sala de aula, indo do quadro até o fundo da sala, as carteiras oferecem obstáculos.

·          Assim, a cada comando, quando há uma carteira no caminho (ponto de referência) a trajetória necessita ser alterada.

·         Peça aos alunos para usarem termos como: avance 3 passos para frente, vire à esquerda e avance 8 passos, avance 2 passos para trás, vire à direita e avance 2 passos para frente, dentre outros, de modo que se familiarizem com a linguagem e usem os termos corretamente.

·         Quando terminar o trajeto, o aluno que comandou será comandado.

 

Brincadeira 3: CHOCOLATE INGLÊS

 

COMO BRINCAR

 

Forma-se um círculo colocando uma mão sobre a outra, com as palmas para cima. Todas as crianças cantam, batendo na mão de quem está do lado esquerdo. Quando a música termina, quem teve a mão tocada por último pisa no pé de quem está ao seu lado. Se não conseguir, pode piscar discretamente para outro participante da roda. Este, por sua vez, terá que tentar pisar no pé de outra criança. Essa tentativa se repete no máximo três vezes e quem leva a pisada sai da roda. A brincadeira prossegue até restar uma criança.

Variações:

Outras versões de chocolate inglês são brincadas pelo país, com alterações nas regras. Em uma delas, a criança que teve a mão tocada fala o nome de outra participante do jogo, que pode pisar no pé de quem está ao seu lado. Em outra, todos dão três passos para trás quando a música termina. Quem teve a palma da mão tocada dá mais três passos em direção ao colega mais próximo. Se o alcançar, o colega sai da brincadeira. Há também sutis variações nas letras das músicas. Em uma delas, ao fim, canta-se: "Dole um, dole dois, dole três. Chapou, pisou".

 

Letra da música:

Chocolate inglês

Tá na boca do freguês

De primeira qualidade

 

Fonte:http://revistaescola.abril.com.br/creche-pre-escola/brincadeiras-regionais-centro-oeste-chocolate-ingles-700713.shtml  (Acesso em 12/05/2013).

 

2ª Atividade:

 

Professor, providencie a imagem de um labirinto para a turma.

 

labirinto

Fonte: Acervo da autora.

 

Comente a importância de ter um mapa para se localizar e se movimentar em um lugar desconhecido. Espera-se que os alunos percebam que as pessoas seguram um mapa do labirinto, que serve para facilitar a saída. Para tanto, indague-os:

 

·         Neste labirinto as pessoas seguram um papel. Para que ele serve?

·         Por que o menino sentado no chão parece ter dificuldade para sair do labirinto?

 

A partir da imagem leve os alunos a refletirem...

 

·         Imagine que você possa comunicar-se por rádio com o garoto que está sentado no chão. Que instruções você daria a ele para ajudá-lo a sair do labirinto?

 

Julgando oportuno, proponha outras questões, por exemplo:

 

  •   Explique ao colega como chegar à mesa da professora saindo da sua carteira?

 

Observe se os alunos empregam de forma adequada as expressões: virar à direita, virar à esquerda, seguir em frente, dentre outras.

 

Professor, a seguir providencie uma cena com vários brinquedos, para realizar o jogo: ACHOU, GANHOU!

 

brinquedtca

Fonte: Obra concebida, produzida e desenvolvida pela Editora Moderna. Projeto Buriti: matemática 2º ano. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2011, p. 273. 

 

Disponibilize também cartas com imagens de brinquedos dessa cena. Se na cena tiver 30 brinquedos, providencie 30 cartas, uma com cada desenho.

 


cartass

 

Fonte: Obra concebida, produzida e desenvolvida pela Editora Moderna. Projeto Buriti: matemática 2º ano. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2011, p. 275.

 

Jogadores:

Dupla.

 

Regras do jogo:

  •   Decide-se quem iniciará a partida;
  •   As 30 cartas devem ser embaralhadas e colocadas viradas para baixo, formando um monte;
  •   Cada jogador deve ter em mãos a cena da brinquedoteca;
  •   O jogador, na sua vez, pega a carta de cima do monte e não deixa que o adversário a veja. O outro jogador terá que descobrir qual brinquedo está ilustrado nessa carta. Para isso, ele poderá fazer no máximo 5 perguntas para o jogador que pegou a carta. Essas perguntas só podem ter resposta “sim” ou “não”.

 

Exemplo:

 

Pergunta: O brinquedo dessa carta está no chão?

Resposta: Não.

 

  •   O jogador que faz as perguntas tem apenas uma chance de descobrir que brinquedo há na carta, dizendo seu nome ou descrevendo-o. Se ele acertar o palpite, ganha a carta; se errar, quem fica com a carta é o outro jogador;
  •   O jogo termina quando acabarem as cartas;
  •   Vence quem ficar com mais cartas ao final do jogo.

 

Antes de jogar, proponha à turma algumas questões, como por exemplo, “Quem está à esquerda de ....(nome de outro aluno)? Quem está à frente de... (nome de outro aluno)?”. É muito importante que os alunos compreendam que devem levar em consideração a direita e a esquerda de quem observa a ilustração.

Após o jogo, prepare uma atividade de “Para Casa” para os alunos com situações do jogo. Observe:

Observe uma parte da cena da brinquedoteca.

 

execicio

Fonte: Obra concebida, produzida e desenvolvida pela Editora Moderna. Projeto Buriti: matemática 2º ano. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2011, p.125.

 

Agora, veja uma cena do jogo.

 

cena do jogo

Fonte: Obra concebida, produzida e desenvolvida pela Editora Moderna. Projeto Buriti: matemática 2º ano. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2011 p. 125.

 

a)  Com a resposta de Fernanda, Caio terá a chance de descobrir o brinquedo da carta dela? Justifique.

b)  Você vê os pinos com argolas da prateleira à direita ou à esquerda do leão?

 

 3ª Atividade:

 

Professor, providencie atividades de manipulação de objetos envolvendo localização espacial.

 

1)    O objetivo da atividade a seguir, é fazer com que o sapo se desloque sobre o tabuleiro, seguindo os seguintes comandos:

 

 

F - 1 quadrinho para  frente

FF- 2 quadrinhos para  frente

T- 1 quadrinho pra trás 

TT - 2 quadrinhos para trás

E- gira para a esquerda

D- gira para a direita

 

sapo 1

Fonte: http://nicegasparin.pbworks.com/w/page/7472862/Atividades%20de%20Matem%C3%A1tica – Acesso em 12/05/2013.

 

Siga o comando e coloque o sapo no local e na posição em que ele deve ficar após se deslocar.

 

FDFFETTD

 

sapo 2

Fonte: http://nicegasparin.pbworks.com/w/page/7472862/Atividades%20de%20Matem%C3%A1tica – Acesso em 12/05/2013.

 

2)     Leia as instruções e marque com um X onde o tesouro está escondido.

 

·         Para começar, encontre o tronco.          

                     tronco

 

·          A partir dele, avance na malha conforme as instruções abaixo:

 


106666


tesouro

Fonte das imagens: Obra concebida, produzida e desenvolvida pela Editora Moderna. Projeto Buriti: matemática 1º ano. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2011 p. 106.

 

3)    Descubra o caminho a ser percorrido pelo jogador com a bola até chegar ao gol. Para isso, siga as instruções e pinte cada quadradinho:

 


setas 107

 

gol

Fonte das imagens: Obra concebida, produzida e desenvolvida pela Editora Moderna. Projeto Buriti: matemática 1º ano. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2011 p. 107.

 

 

 4ª Atividade:

 

Professor, antes do trabalho com movimentação na malha quadriculada é interessante realizar jogos que estimulem e ajudem o reconhecimento de linhas horizontais e verticais e do quadrado em um contexto de jogo de estratégia. Sugerimos o jogo FECHA QUADRADO, também é chamado de JOGO DOS PONTINHOS e muito conhecido em sites de jogos eletrônicos.

 

Material:

Quadro de pontinhos.

 

pontinhos

Fonte: Acervo da autora.

 

 

Jogadores:

Duplas.

 

Regras:

 

  •          Cada jogador, em sua vez, deve ligar dois pontinhos;

 

assim vale

 

  •          Quem fechar o quadrado escreve a letra inicial do seu nome dentro dele e joga novamente;
  •          Cada quadrado fechado vale 1 ponto;
  •          O jogo termina quando todos os quadrados estiverem fechados;
  •          Terminada a partida, anote na tabela quantos pontos você fez e quantos pontos seu colega fez;
  •          Ganha quem tiver feito mais pontos.

 

Atividade sobre o jogo:

 

Observe o jogo entre Davi e Murilo. Registre na tabela quantos pontos cada um fez.

 


davi

Fonte: Obra concebida, produzida e desenvolvida pela Editora Moderna. Projeto Buriti: matemática 1º ano. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2011 p. 109.

 

 

 

Responda:

 

a)    Quem venceu a partida?

b)    Quantos pontos a criança vencedora fez a mais que a outra?

 

Atividades complementares:

 

1)    Observe as instruções e marque com um X a resposta certa:

 

126 inst

 

Qual dos trajetos abaixo corresponde às instruções dadas?

 

quadros 126

Fonte das imagens: Obra concebida, produzida e desenvolvida pela Editora Moderna. Projeto Buriti: matemática 2º ano. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2011 p. 126.

 

 

2)    Faça o que se pede:

 

a)    Observe o caminho na malha que começa no ponto vermelho e passa por todos os pontos verdes.

 

127 df

 

b)    Desenhe as instruções desse caminho com setas.

 

inst 127

Fonte das imagens: Obra concebida, produzida e desenvolvida pela Editora Moderna. Projeto Buriti: matemática 1º ano. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2011 p. 127.

 

 

3)    Observe e desenhe:

O desenho na malha quadriculada abaixo é feito de 4 movimentos que se repetem.

 

numro 4 127

 

Quais são eles? Represente-os por setas.

 

res 4 127

Fonte das imagens: Obra concebida, produzida e desenvolvida pela Editora Moderna. Projeto Buriti: matemática 1º ano. 2. ed. São Paulo: Moderna, 2011 p. 127.

 

Terminados os jogos e as atividades, converse com as crianças sobre o que foi possível aprender com os mesmos, sobre localização e movimentação. Registre os pontos fortes e os fracos, a fim de considerá-los nos seus planejamentos das próximas aulas.

 


Professor, diversas atividades dessa aula foram exemplificadas a partir do Livro Didático inscrito no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD). Entendemos que seja muito produtivo os trabalhos que envolvem o Livro Didático, ele pode constituir um importante material, pelas atividades que o constituem relacionadas aos eixos do ensino de matemática a serem ensinados, que auxilia o trabalho do professor na sua prática pedagógica.

 

"O livro didático em geral, no nosso caso o livro didático de alfabetização (LDA), ocupa um significativo espaço na cultura escolar brasileira. Independentemente de restrições ao seu uso e de suas limitações, esse recurso didático permanece como um dos suportes básicos da organização do trabalho pedagógico. Os livros inscritos no Programa Nacional do Livro Didático (PNLD) vêm sendo submetidos a um trabalho de análise e avaliação pedagógica, que resulta na publicação de um Guia de Livros Didáticos, que traz informações sobre aqueles livros, constituindo-se um material que orienta a escolha do livro didático pelos professores. Apesar das lacunas, é importante não esquecermos que os novos livros didáticos são de boa qualidade, além de serem distribuídos para cada aluno, o que facilita o desenvolvimento das atividades no dia a dia da sala de aula. É preciso, portanto, saber como usá-los, para garantir que os alunos se alfabetizem".

 

Fonte:

BRASIL. Secretaria de Educação Básica. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Diretoria de Apoio à Gestão Educacional. Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa: a aprendizagem do sistema de escrita alfabética. Brasília: MEC, SEB, 2012, p. 27-28.

Recursos Complementares

Nos sítios a seguir você encontra várias atividades sobre a temática da movimentação e localização:

 

http://bancodeatividades.blogspot.com.br/2010/02/pro-letramento-matematica-9.html  Esse sítio traz roteiros de atividades sobre espaço e forma.

http://professoracarina.blogspot.com.br/2011/07/atividades-de-orientacao-e-localizacao.html  O referente sítio aborda atividades de orientação e localização.

http://revistaescola.abril.com.br/matematica/pratica-pedagogica/prova-brasil-espaco-forma-475540.shtml O sítio da Revista Nova Escola retrata questões da Prova Brasil de Matemática - 5º ano: Espaço e forma.

Acessados em 18/05/2013.

Avaliação

Professor, a avaliação deverá acontecer ao longo do ano letivo, pois é de suma importância observar se os alunos estão participando e realizando as atividades propostas, com objetivo de auxiliá-los no processo de aprendizagem. Registre, através de diferentes instrumentos, o desenvolvimento de cada aluno, de modo a poder acompanhar os avanços de cada um, com relação às noções de lateralidade, localização, movimentação, direcionamento, sentido, bem como suas descrições que foram trabalhadas nessa aula, pois à medida que você vai observando e registrando sobre os avanços e dificuldades dos alunos é possível, também, analisar o rendimento deles, de modo a pensar nas soluções para que efetivamente eles aprendam.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Opinião de quem acessou

Sem estrelas 0 classificações

  • Cinco estrelas 0/0 - 0%
  • Quatro estrelas 0/0 - 0%
  • Três estrelas 0/0 - 0%
  • Duas estrelas 0/0 - 0%
  • Uma estrela 0/0 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.