Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Vamos construir nossos combinados para uma boa convivência social?

 

20/08/2013

Autor e Coautor(es)
PAMELA FARIA OLIVEIRA
imagem do usuário

UBERLANDIA - MG ESC DE EDUCACAO BASICA

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Educação Infantil Matemática Espaço e forma
Educação Infantil Natureza e sociedade Organização dos grupos e seu modo de ser, viver e trabalhar
Educação Infantil Linguagem oral e escrita Práticas de leitura
Educação Infantil Linguagem oral e escrita Falar e escutar
Educação Infantil Linguagem oral e escrita Práticas de escrita
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
  • Discutir valores que norteiam a ação das crianças para uma boa convivência social.
  • Construir regras em grupo, os “combinados”, e conscientizar da sua importância para uma boa convivência social.
  • Vivenciar as regras construídas pelos alunos para saber se contribuíram para melhorar a convivência entre a turma.
  • Elaborar cartazes dos combinados para uma boa convivência social.
  • Resolver conflitos de forma mais autônoma dialogando sobre várias situações problemas existentes no cotidiano da escola.
  • Desenvolver habilidades de escuta e respeito à fala de colegas.
  • Ouvir e interpretar histórias relacionadas ao tema.  
Duração das atividades
05 aulas de uma hora.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Não há necessidade de conhecimentos prévios sobre a temática. 

Estratégias e recursos da aula

Atividade 1 - Roda de conversa - “A gente pode e a gente não pode”

1- Professor, essa aula tem como objetivo trabalhar a construção de combinados coletivos com o grupo de alunos da educação infantil, visando contribuir para a formação do desenvolvimento afetivo emocional das crianças na sua relação com outras crianças, com os professores, com outros profissionais da escola e no seu comportamento em todos os espaços da escola. Por isso, seria interessante realizar essa aula, preferencialmente no inicio do ano, para que possa auxiliar os alunos na adaptação ao ambiente escola e seus novos colegas e professores.

2- Para iniciar a conversa e instigar essa discussão, sugerimos que o professor converse, em roda com os alunos, sobre o que podemos e o que não podemos fazer na escola. Traga algumas situações problema para serem discutidas no intuito de encontrar soluções para elas, buscando compreender o porquê construir combinados para uma boa convivência social. Esse deve ser um momento onde o professor precisa ouvir todos os alunos e anotar em uma prancheta tudo o que eles foram dizendo, pois no segundo momento, essas informações irão servir para que o professor encontre imagens para construir o cartaz dos combinados.

3- Traga para a roda o livro “A gente pode... A gente não pode...”, da autora Ana Raquel, publicado pela editora DCL, no ano de 2003, que pode ser encontrado nas livrarias de sua cidade. Este livro traz os depoimentos de diversas crianças sobre o que elas achavam que podiam ou não podiam fazer. Explore a capa do livro, de um lado ela é da cor verde e está escrito "a gente pode" e do outro lado ela é da cor vermelha e está escrito "a gente não pode". Sendo assim, explore a disposição do livro e quando começar a contar a história explore as imagens antes de fazer a leitura, para que os alunos façam a leitura das imagens.   

combinados

Fonte: Imagem retirada do site: http://1.bp.blogspot.com/_984wf0Guo2c/S6v4hLyDvnI/AAAAAAAAHzE/7uxp1kEknsE/s320/200073_0_5.jpg. Acesso em 17 de agosto de 2013. 

4- A partir da roda de conversa e da leitura do livro, dialogue com o grupo sobre ações que podemos realizar na escola e as que não podemos. Professor é importante que também faça parte dessa conversa, a explicitação dos motivos pelos quais determinados comportamentos e ações “não podem” ser realizadas na escola, pois  não contribuem para uma boa convivência social. Discuta também com o aluno sobre o que fazer quando “o combinado” não for respeitado. Essa definição também é muito importante para uma boa convivência. Relembre com eles os espaços frequentados na escola (pátio, cantina, quadra de esportes etc.) para que possam lembrar também de estabelecer combinados para esses espaços. Na sequencia, registre junto com os alunos, em um painel, coisas que podemos e coisas que não podemos fazer na escola para que possamos ter uma boa convivência entre os colegas. Relembre o que eles disseram na roda de conversa através das suas anotações e relembre a história do livro. Sugestão de painel para preenchimento dos alunos:

 

 

Coisas que pode:

 

 

Coisas que não pode:

 

Por quê?

O que acontecerá quando não respeitar o combinado!

 

 

 

 

 

 

  

Painel dos combinados para uma boa convivência social - Turma: 1º período “B” 2012 - ESEBA/UFU. Fonte: Imagem da própria autora. 

Atividade 2 – Construção de Cartazes.  

 1- Após explorar a construção do painel com os alunos, o professor deve pesquisar imagens a serem coloridas pelos alunos que retratem as situações elencadas por eles na roda de conversa e na construção do Painel dos Combinados. Traga dois cartazes um verde e um vermelho: o verde representa o que podemos fazer na escola e o vermelho o que não podemos fazer na escola. Traga também um cartaz azul e outro da cor laranja para representar o porquê nós não podemos realizar determinadas ações e o outro para colocar as sugestões no caso de não cumprir os combinados. Pegue as figuras e disponha todas misturadas no meio da roda, peça com que cada aluno pegue uma figura e explique o que acontece naquela situação, classifique-a como pertencente ao painel verde ou vermelho e explique o porquê à figura devera ficar no determinado painel.  

combinadoscombinados

combinadoscombinados

 

Construção dos cartazes. – Turma: 1º período “B” 2013- ESEBA/UFU. Fonte: Imagens da própria autora. 

2- Após realizar a confecção dos cartazes proponha para os alunos uma atividade de registro, faça dois quadros, um dizendo o que podemos fazer na escola e, no outro, o que não podemos fazer na escola. Peça que as crianças representem com desenhos uma situação em cada quadro. Veja o exemplo abaixo: 

 

O QUE PODEMOS FAZER NA ESCOLA

O QUE NÃO PODEMOS FAZER NA ESCOLA

O QUE ACONTECERÁ QUANDO O COMBINADO NÃO FOR RESPEITADO?

 

 

 

 

 

 

Atividade de Registro sobre Combinados. Fonte: Imagem da própria autora. 

Atividade 3 - Ouvindo a história: “Dani furacão” 

1- Para aprofundar mais ainda na temática traga para a sala de aula o livro “Dani furacão” da autora Carmem Lucia Campos, publicado pela Editora Escala, no ano de 2010, que pode ser encontrado nas livrarias de sua cidade. Este livro trata de uma criança que toda vez que é contrariada se transforma e um furacão, sua raiva explode e ela fica nervosa com todas as pessoas que estão a sua volta. Com carinho e paciência seus pais a fazem perceber que bater ou gritar não soluciona os problemas. A menina aprende a conversar, falar sobre o que sente, melhorando o seu relacionamento com todos. Para ficar mais interessante o professor pode digitalizar as imagens do livro e apresenta-lo em Power Point para os alunos usando o data show.  

livro

Livro: Dani furacão. Fonte: Imagem da própria autora. 

2- Na medida em que o professor for contando a historia retome com os alunos as situações problemas indicadas na roda de conversa e questione: Nós aprendemos a resolver os nossos conflitos? Como podemos fazer isso? Conversando ou batendo? Como podemos ajudar a Dani a resolver os conflitos dela?  

3- Disponibilize para os alunos giz e peça que façam desenhos no quadro que representem a história. Observação: Caso o professor não tenha quadro negro na sua sala, poderá explorar outros espaços livres da escola, como, por exemplo, o chão do pátio.  

dani furacao dani furacao

Representando a história “Dani furacão com giz". Turma: 1º período “B” 2012 - ESEBA/UFU. Fonte: Imagens da própria autora. 

Atividade 4 - Vamos compartilhar brinquedos e nossos pertences com os colegas?

1- Compartilhar brinquedos e pertences é um dos maiores conflitos enfrentados pelas crianças da educação infantil, sendo assim, para finalizar as atividades relacionadas à construção dos combinados para uma boa convivência social, traga para sala de aula o livro “Bibi compartilha suas coisas”, de Alejandro Rosas, publicado pela Editora Scipione, no ano de 2007, que pode ser encontrado nas livrarias de sua cidade. Nesta história a personagem principal Bibi ganhou um estojo superbacana de presente, com doze lápis de cor, borracha cheirosa e duas réguas. Na escola, um dos amigos, Pedrinho, precisava de um lápis azul para colorir seu desenho. Será que bibi emprestará o seu? Antes de iniciar a história converse sobre o que é compartilhar. Converse sobre a importância de compartilhar os brinquedos pessoais com o seu grupo de colegas na escola. Ao contar a história, explore as imagens com as crianças, vocês irão perceber que toda a ilustração do livro é feita com formas geométricas, é uma boa oportunidade de se trabalhar com essas formas.

livro

Livro: Bibi compartilha suas coisas. Fonte: Imagem da própria autora 

2- Em um segundo momento, traga para a sala de aula, figuras geométricas cortadas em papeis coloridos, e proponha que as crianças façam uma colagem sobre a história do livro “Bibi compartilha suas coisas.” utilizando esse material.  

livro livro

Trabalhando as formas geométricas com a história: Bibi compartilha suas coisas. Turma: 1º período “B” 2012 - ESEBA/UFU. Fonte: Imagens da própria autora.

Atividade 5 – Dia do Brinquedo

1- Logo depois de conversa sobre todos os combinados seria interessante, encontrar situações especificas para vivenciá-los, uma sugestão seria combinar com os alunos um dia para trazer de casa brinquedos pessoais. Deixe que as crianças brinquem livremente com os brinquedos e vá observando a conduta dos mesmos em relação à partilha dos seus brinquedos. Depois faça uma roda de conversa e avalie com os alunos como foi o dia o que deu certo o que não deu, se é preciso modificar alguma coisa no “combinado” construído pela turma para melhorar a convivência entre alunos e professores.   

Observação: Professor você pode registrar todos os momentos com fotos e depois fazer uma exposição de fotos para compartilhar com as famílias e demais alunos da escola os aprendizados construídos por essa turma sobre essa temática. 

Recursos Complementares

Sugestão de livro para professores:

DE VRIES, Retha. A ética na educação infantil. Ed. Artmes, 1998.  

Sugestão de artigo sobre a temática:

MOURA, Marcelo; ASSIS, Ana Eleonora S. A ética da educação infantil. Disponível no site: http://guaiba.ulbra.br/seminario/eventos/2009/artigos/edfis/salao/595.pdf. Acesso em 17 de agosto de 2013. 

Avaliação

A avaliação será feita ao longo de todo o processo tendo como norteador as observações registradas, e percebendo o envolvimento significativo das crianças nas atividades desenvolvidas. As observações podem ser anotadas em uma prancheta disponível com o professor no momento da realização das atividades, com observações individuais de cada criança e do grupo como um todo. Tendo como norteadoras algumas perguntas:

  • As crianças trouxeram contribuições no momento da roda sobre construção dos combinados para uma boa convivência social?
  • Avançaram no processo de resolução de conflitos através da interpretação das situações problemas colocados pelo professor?
  • Ouviram as histórias e conseguiram dialogar com elas de maneira clara e organizada?
  • Conseguiram identificar e nomear as formas geométricas através da atividade realizada sobre o livro “Bibi compartilha suas coisas”?
  • Melhoraram a sua convivência com os colegas, professores e profissionais da escola?
  • Estão conseguindo resolver seus conflitos com dialogo ao invés de enfrentamentos corporais ou verbais? 
Opinião de quem acessou

Cinco estrelas 2 classificações

  • Cinco estrelas 2/2 - 100%
  • Quatro estrelas 0/2 - 0%
  • Três estrelas 0/2 - 0%
  • Duas estrelas 0/2 - 0%
  • Uma estrela 0/2 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.