Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Gênero discursivo: crônica

 

24/10/2008

Autor e Coautor(es)
Eliane Candida Pereira
imagem do usuário

SAO PAULO - SP Universidade de São Paulo

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Médio Língua Portuguesa Gêneros discursivos e textuais: narrativo, argumentativo, descritivo, injuntivo, dialogal
Ensino Médio Literatura Estudos literários: análise e reflexão
Ensino Médio Literatura Literatura brasileira, clássica e contemporânea: criações poéticas, dramáticas e ficcionais da cultura letrada
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
Refletir sobre o gênero discursivo Crônica
Duração das atividades
5 aulas
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
É interessante levantar o que os alunos já sabem sobre crônicas para provocar desestabilização de hipóteses e, ou, ampliação dos conhecimentos.
Estratégias e recursos da aula
  • Exibir o vídeo com a biografia de Luís Fernando Veríssimo disponível no Portal do Professor:



 

  • Perguntar  aos alunos se já conheciam o autor e  o que são “crônicas”.
  • Propor a leitura compartilhada da crônica O Lixo, de Luis Fernando Veríssimo, um aluno lendo as falas da personagem masculina e outra as falas da personagem feminina, oferecendo-lhes cópias do texto:


O lixo


Encontram-se na área de serviço. Cada um com seu pacote de lixo. É a primeira vez que se falam.
- Bom dia...
- Bom dia.
- A senhora é do 610.
- E o senhor do 612
- É.
- Eu ainda não lhe conhecia pessoalmente...
- Pois é...
- Desculpe a minha indiscrição, mas tenho visto o seu lixo...
- O meu quê?
- O seu lixo.
- Ah...
- Reparei que nunca é muito. Sua família deve ser pequena...
- Na verdade sou só eu.
- Mmmm. Notei também que o senhor usa muito comida em lata.
- É que eu tenho que fazer minha própria comida. E como não sei cozinhar...
- Entendo.
- A senhora também...
- Me chame de você.
- Você também perdoe a minha indiscrição, mas tenho visto alguns restos de comida em seu lixo. Champignons, coisas assim...
- É que eu gosto muito de cozinhar. Fazer pratos diferentes. Mas, como moro sozinha, às vezes sobra...
- A senhora... Você não tem família?
- Tenho, mas não aqui.
- No Espírito Santo.
- Como é que você sabe?
- Vejo uns envelopes no seu lixo. Do Espírito Santo.
- É. Mamãe escreve todas as semanas.
- Ela é professora?
- Isso é incrível! Como foi que você adivinhou?
- Pela letra no envelope. Achei que era letra de professora.
- O senhor não recebe muitas cartas. A julgar pelo seu lixo.
- Pois é...
- No outro dia tinha um envelope de telegrama amassado.
- É.
- Más notícias?
- Meu pai. Morreu.
- Sinto muito.
- Ele já estava bem velhinho. Lá no Sul. Há tempos não nos víamos.
- Foi por isso que você recomeçou a fumar?
- Como é que você sabe?
- De um dia para o outro começaram a aparecer carteiras de cigarro amassadas no seu lixo.
- É verdade. Mas consegui parar outra vez.
- Eu, graças a Deus, nunca fumei.
- Eu sei. Mas tenho visto uns vidrinhos de comprimido no seu lixo...
- Tranqüilizantes. Foi uma fase. Já passou.
- Você brigou com o namorado, certo?
- Isso você também descobriu no lixo?
- Primeiro o buquê de flores, com o cartãozinho, jogado fora. Depois, muito lenço de papel.
- É, chorei bastante, mas já passou.
- Mas hoje ainda tem uns lencinhos...
- É que eu estou com um pouco de coriza.
- Ah.
- Vejo muita revista de palavras cruzadas no seu lixo.
- É. Sim. Bem. Eu fico muito em casa. Não saio muito. Sabe como é.
- Namorada?
- Não.
- Mas há uns dias tinha uma fotografia de mulher no seu lixo. Até bonitinha.
- Eu estava limpando umas gavetas. Coisa antiga.
- Você não rasgou a fotografia. Isso significa que, no fundo, você quer que ela volte.
- Você já está analisando o meu lixo!
- Não posso negar que o seu lixo me interessou.
- Engraçado. Quando examinei o seu lixo, decidi que gostaria de conhecê-la. Acho que foi a poesia.
- Não! Você viu meus poemas?
- Vi e gostei muito.
- Mas são muito ruins!
- Se você achasse eles ruins mesmo, teria rasgado. Eles só estavam dobrados.
- Se eu soubesse que você ia ler...
- Só não fiquei com eles porque, afinal, estaria roubando. Se bem que, não sei: o lixo da pessoa ainda é propriedade dela?
- Acho que não. Lixo é domínio público.
- Você tem razão. Através do lixo, o particular se torna público. O que sobra da nossa vida privada se integra com a sobra dos outros. O lixo é comunitário. É a nossa parte mais social. Será isso?
- Bom, aí você já está indo fundo demais no lixo. Acho que...
- Ontem, no seu lixo...
- O quê?
- Me enganei, ou eram cascas de camarão?
- Acertou. Comprei uns camarões graúdos e descasquei.
- Eu adoro camarão.
- Descasquei, mas ainda não comi. Quem sabe a gente pode...
- Jantar juntos?
- É.
- Não quero dar trabalho.
- Trabalho nenhum.
- Vai sujar a sua cozinha?
- Nada. Num instante se limpa tudo e põe os restos fora.
- No seu lixo ou no meu?

Fonte: Disponível em http://literal.terra.com.br/verissimo/porelemesmo/porelemesmo_lixo.shtml?porelemesmo

Originalmente publicada em O Analista de Bagé. L&PM, 1981.
 

  • Discutir com a turma conteúdo do texto, a linguagem utilizada, a estrutura escolhida pelo autor.
  • Na sala de informática, pedir que os alunos acessem outras crônicas de Veríssimo disponíveis em http://literal.terra.com.br/verissimo/ , apontem quais as temáticas abordadas nos textos e o que caracteriza a produção textual desse autor, levando-os a reflexão sobre esse gênero discursivo.
  • Peça que os alunos façam pesquisas em dicionários, enciclopédias, livros de teoria literária e na Internet, sobre o histórico das crônicas no Brasil.
  • Promova uma socialização das informações pesquisadas e da reflexão sobre o gênero discursivo.
  • Divida a turma em grupos e definam temas para que pesquisem crônicas de diversos autores (exemplo: futebol, amor, escola, família, etc.). Cada grupo assume um tema e tem a tarefa de compartilhar crônicas sobre o mesmo na aula seguinte. Alerte-os que na Internet encontram-se muitos textos que têm autoria duvidosa atribuídos a autores famosos, devendo-se analisar a procedência da informação e a autoria do site.
  • Ao final, promova um sarau de crônicas.

 

 

Recursos Educacionais
Nome Tipo
Luis Fernando Veríssimo Vídeo
Recursos Complementares
Saiba mais sobre crônicas em http://www.portrasdasletras.com.br/pdtl2/sub.php?op=literatura/docs/literatura1 e http://www.sitedeliteratura.com/Teoria/cronicas.htm
Avaliação
Observe quais os aspectos analisados pelos alunos ao discutirem as crônicas de Luís Fernando Veríssimo, bem como, o envolvimento e o interesse dos grupos no sarau.
Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 41 classificações

  • Cinco estrelas 16/41 - 39.02%
  • Quatro estrelas 23/41 - 56.1%
  • Três estrelas 2/41 - 4.88%
  • Duas estrelas 0/41 - 0%
  • Uma estrela 0/41 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • Antoio Barbosa, Escola Estadual Djalma Marinho , Rio Grande do Norte - disse:
    antonio-barbosa@bo.com.br

    06/06/2012

    Cinco estrelas

    Gostei muito da crônica, neste momento preciso aprender mais e mais para ajudar os meus alunos.


  • Marilene Joana de Lima, EE Oscar Blois , São Paulo - disse:
    marilenejoana@ig.com.br

    22/02/2012

    Cinco estrelas

    Achei super interessante, com certeza vou aplicá-la com meus alunos.


  • Leonardo Guimarães de Assis, Colégio Estadual Eurípedes Barsanulfo , Goiás - disse:
    profleoguimaraes@hotmail.com

    25/10/2011

    Três estrelas

    Gostei da sugestão! Vou usá-la em em um projeto de extensão da UEG, UnU de Pires do Rio, GO.


  • Andréa de Oliveira Moreno, COLEGIO CHRISTUS UNIDADE BARAO DE STUDART , Ceará - disse:
    andreamorenoletras@gmail.com

    15/06/2011

    Quatro estrelas

    A aula parece muito boa! Utilizarei-a com meu alunos do 9o ano! Muito boa a sugestão!


  • Marlene, SEMED - Cidelandia , Maranhão - disse:
    marlene4580@hotmail.com

    30/04/2011

    Três estrelas

    Esse modelo de trabalho faz com tenhamos orgulho de nossos professores.


  • ELIZETE, Escola Estadual Capitão Arnaldo Dias de Andrade , Minas Gerais - disse:
    elizetetempointegral@hotmail.com

    28/03/2011

    Cinco estrelas

    Excelente, vou indicar essa aula para minha equipe...


  • João Monteiro , Col Est Dom Bosco , Goiás - disse:
    jotaseca@hotmail.com

    10/03/2011

    Cinco estrelas

    Gostei muito da proposta de aula. Parabéns!!


  • Elizangela, Estadual , Mato Grosso - disse:
    elizangela@gmail.com

    05/09/2010

    Cinco estrelas

    Bom dia professora, Tambem estou fazendo uma atividade parecida com a sua e em pesquisa me ajudara bastante. Muito obrigada, Elizangela-MT


  • bruna, UERN , Rio Grande do Norte - disse:
    bruna.montt@hotmail.com

    14/06/2010

    Cinco estrelas

    a atividade é otima estou em fase de estágio na minha graduação, e tenho certeza que utilizarei algumas dicas sobre como trabalhar com esse gênero textual!!parabéns pela criatuvidade.


  • Gecilene das Dôres da Silva Lima, EEM JOÃO ALVES MOREIRA , Ceará - disse:
    gecilima82@yahoo.com.br

    06/06/2010

    Cinco estrelas

    Parabéns pelo excelente trabalho, muito obrigada.


  • Malu, Escola Municipal , São Paulo - disse:
    rogermalu@ig.com.br

    22/04/2010

    Cinco estrelas

    Obrigada pelas informações


  • Maria Helena, Instituto Estadual de Educação Irmão Getúlio , Rio Grande do Sul - disse:
    mhpires25@gmail.com

    25/03/2010

    Quatro estrelas

    Esta obra desperta o interesse dos adolescentes pois é uma linguagem acessível e divertida.


  • Hosana Maria Nogueira Leite, COLEGIO MODELO LUIS EDUARDO MAGALHAES , Bahia - disse:
    hosana.nogueira@hotmail.com

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    A aula está prática e eficiente. Esse é um gênero dicioso p/ trablhar pq trabalha temática que reflete práticas cotidiana dos alunos. A revista na ponta do lápis veio uma materia especial sobre crônicas. Parabéns


  • Alcionê Borges de Macedo Mali , SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO , Paraná - disse:
    alcionebmacedo@hotmail.com

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Parabéns professora achei muito interessante o desenvolvimento de sua aula, gosto imensamente de trabalhar com textos de Luís Fernando Verissímo e meus alunos esperam com ansiedade novas leituras.Aproveitarei também a idéia do Sarau.


  • Reinilda de Paula Alfenas Cerri, ILDETE MENDONCA BARBOSA PROFA EMEF , São Paulo - disse:
    reinilda_cerri@hotmail.com

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Olá Eliane Você escolheu muito bem a crônica! Amei! Que tal se você finalizasse o trabalho com a criação de fotonovela? Espero que goste. Abçs.


  • Patrícia Saldanha Vasconcelos, ALFREDO ALMEIDA MACHADO LICEU , Ceará - disse:
    paty_saldanha2007@hotmail.com

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Conhecer as diversas tipologias textuais é fundamental para o aluno. A crônica aborda questões do cotidiano e sempre nos leva a uma leitura muito agradável; nossa literatura está repleta de bons cronistas que muitas vezes são esquecidos. Na aula sugerida observamos como podemos introduzir este conteúdo de forma dinâmica, utilizando os recursos tecnológicos, dessa forma prendemos muito mais a atenção do aluno e propiciamos uma maior interação. Gostei muito.


  • MARIANA MARIA GOMES SAMPAIO, EEFM TOME GOMES DOS SANTOS , Ceará - disse:
    msfashionmariana@gmail.com

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Luis Fernando Veríssimo é um grande crônista da atualidade. Crônica é um assunto do cotidiano que utiliza uma linguagem simples e por isso e prazeroso o trabalho com crõnica, associando a acontecimentos reais vividos por nossos educandos, que geralmente é relatado de forma jornalística ou literária. Mariana Sampaio, Eliana Queiroz e Daniel Luiz da EEFM Tomé Gomes dos Santos.


  • Francisca Zuleide do Nascimento Pereira, EEM GABRIEL BEZERRA DE MORAIS , Ceará - disse:
    zuleide.2007@yahoo.com.br

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    CONFESSO QUE JÁ CONHECIA O TEXTO. ADOREI AS SUGESTÕES, INCLUSIVE AS DE USAREM O LABORÁTÓRIO DE INFORMÁTICA.


  • Susana Menezes Souza Leão, ESCOLA ESTADUAL DR BENJAMIN CARACIOLO , Pernambuco - disse:
    susana.menezes@hotmail.com

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Gostei muito da sugestão como estou trabalhando o gênero crônicas, vou adaptar e utilizar em sala. Parabéns.


  • Maria Isabel Soares Oliveira, CE 29 DE OUTUBRO , Maranhão - disse:
    isa.oliver@hotmail.com

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Eliana você fez uma boa escolha no gênero textual: Crônicas, e a leitura compartilhada é uma prática que tem aceitabilidade por alunos em diferentes níveis de ensino. Sua sugestão de pesquisa na internet de outros textos do mesmo gênero /autores diferentes analisando a autenticidade da autoria só enriqueceria mais as aulas. Parabéns!


  • Ivone Aparecida dos Santos Matsumoto, ELZA REGINA FERREIRA BEVILACQUA PROFA EMEF , São Paulo - disse:
    ivone.matsumoto@gmail.com

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    Achamos interessante e válido o trabalho que você apresenta. A troca de informações solicitada por você na diversidade de temas apresentados nas crônicas, os quais possibilitam aos alunos adiquirirem em curto tempo o convívio com o gênero discursivo trabalhado.


  • marilene damazio dos santos, Universidade Castelo Branco , Rio de Janeiro - disse:
    marylin-santos@ig.com.br

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    você esta de parabéns


  • Sâmila Saraiva de Sales, EEM LICEU DE QUIXADÁ MARIA CAVALCANTE COSTA , Ceará - disse:
    samilalouk@hotmail.com

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Gostei muito da sugestão de aula, porém acho um tanto vazio estudar crônica explorando demasiadamente a biografia do autor. Acho que suas crônicas dizem muito mais que sua vida.


  • Márcia Aureliano Monteiro Silva, REYNALDO MASSI C E E FUND MED PROF , Paraná - disse:
    marciamonteiro@seed.pr.gov.br

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Olá, professora. Gostei do encaminhamento de sua aula, principalmente da sugestão do vídeo com a biografia do autor. Acho importante trabalhar com a biografia e destacar pontos interessantes sobre o autor, me parece que os alunos se interessam mais pelo texto que irá ser trabalhado.


  • Marineide Francisca de Moraes, EE. CARLOS HUGUENEY , Mato Grosso - disse:
    marineidefranciscademoraes@yahoo.com.br

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    Achei ótima sugestão de aula, vou utilizá-la com meus alunos.


  • marilia nazare dias , EEEFM SEBASTIAO COIMBRA ELIZEU , Espírito Santo - disse:
    marilianazaredias@gmail.com

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    parabens conhecia a cronica mais gostei muito da sugestão


  • Elizângela Freire, Jerrilene Dantas e Rejane Santos, EEFM TOME GOMES DOS SANTOS , Ceará - disse:
    lena_dantas@hotmail.com

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    O gênero textual crônica, apresentado na aula, traz uma linguagem fácil de ser interpretada, o qual propociona uma reflexão a cerca dos fatos do cotidiano. No contexto da aula a tecnologia vem favorecer o interesse do aluno em participar das atividades propostas.


  • Gládis Rosa Oliveira da Costa, COLEGIO ESTADUAL SÃO MARCOS , Rio Grande do Sul - disse:
    goliveiradacosta@yahoo.com.br

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Parabéns professora! Esse gênero textual é sempre um ótimo recurso para trabalhar em sala de aula. Promove a interatividade, pois retrata flagrantes da vida real, onde o leitor pode se identificar ou identificar alguém. É possível elaborar um trabalho interdisciplinar.


  • Leilaine Sousa Santos, COL EST SEBASTIAO MOREIRA DA SILVEIRA , Goiás - disse:
    leilainesousasantos@gmail.com

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Olá! Achei muito interessante o desenvolvimento da sua aula.


  • Adriana Maria Cândido Catão de Araújo, ESTADO DO MARANHÃO EEFM , Ceará - disse:
    adrianacatao@oi.com.br

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Parabéns! Achei a aula muito rica! É uma ótima sugestão para de algo aparentemente simples, tornar uma rica aula.


  • Aneilza Santos Duarte, Escola Municipal Paulo Freire , Mato Grosso - disse:
    aneilzasantosduarte@hotmail.com

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Considero fantástica esta sugestão. Ideal para se trabalhar também com alunos do ensino fundamental, anos finais.


  • Maria de Fátima, UME Mário de Oliveira Moreira , São Paulo - disse:
    fatima_profa@yahoo.com.br

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Gostei muito da sua proposta! Como poderia trabalhar com esse gênero discursivo no ensino fundamental?


  • Enilda Santana Almeida Pralan, EEEFM SEBASTIAO COIMBRA ELIZEU , Espírito Santo - disse:
    enildasantana@hotmail.com

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Parabens, gostei demais das minhas sugestoes.


  • VÂNIA MARIA PAIXÃO RAMOS, Secretaria Municipal de Educação de ARACAJU , Sergipe - disse:
    vaniapaixao3@yahoo.com.br

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    Parabéns, professora. A utilização dos recursos tecnológicos pelos alunos leva-os a praticar e entender melhor os ensinamentos da sala de aula, tornando a assimilação dos conhecimentos mais pazerosa e atualizada.


  • Valfrido de Araújo Silva, ESCOLA DOM BOSCO , Pernambuco - disse:
    valfridoaraujo@gmail.com

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Trabalhar com gênero textual na sala de aula é a melhor forma de levar o aluno a conhecer de modo prático e prazeroso a estrutura da língua portuguesa, principalmente quando isso é passado sem complicações o que torna o aprendizado bastante positivo.


  • nilziany bandeira guedes moretti, COL EST CEL JOSE FRANCISCO DE AZEVEDO , Tocantins - disse:
    nil_band@hotmail.com

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    otimo


  • carla eugenia rocha e silva, Escola M. maria Augusta Silva Melo , Alagoas - disse:
    carlaeugeniars@ig.com.br

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    òtima


  • Ana Paula da Silva Rosa Costa, Escola Maria da Rosa Antunes da Silveira Câmara , Mato Grosso do Sul - disse:
    anapsrc@hotmail.com

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    ótima sugestão de aula.


  • Eliza Mara, Frei Policarpo , Ceará - disse:
    elisa_guemes@yahoo.com.br

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    Gostei muito dessa idéia


  • LILIA ODETE NANTES DE OLIVEIRA, Centro Universitário da Grande Dourados , Mato Grosso do Sul - disse:
    liliannantes@hotmail.com

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    otimo


  • Vera Lúcia Gonçalves Pires, SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO DO ESTADO DO MARANHÃO , Maranhão - disse:
    veragoncalvespires

    24/03/2010

    Quatro estrelas

    Olá, professora amei sua estratégia apesar de simples percebemos importância e versatilidade que estes recursos podem oferecer, quando não são encarados como solução, mas como ferramentas, tornando o trabalho mais dinâmico e produtivo. Valeu!


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.