Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Os desenhos de humor: charge, cartum e caricatura

 

23/11/2009

Autor e Coautor(es)
Priscila Brasil Gonçalves Lacerda
imagem do usuário

BELO HORIZONTE - MG ESCOLA DE EDUCACAO BASICA E PROFISSIONAL DA UFMG - CENTRO PEDAGOGICO

Professor Luiz Prazeres

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Fundamental Final Língua Portuguesa Análise linguística: processos de construção de significação
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula
  • Esta aula tem por objetivo fazer com que os alunos compreendam os elementos que perpassam a constituição do sentido em desenhos de humor. Pretende-se levá-los a refletir acerca do propósito crítico de cada tipo desses desenhos, charge, cartum e caricatura, compreendendo que

O humor, numa concepção mais exigente, não é apenas a arte de fazer rir. Isso é comicidade, ou qualquer outro nome que se escolha. Na verdade, humor é uma análise crítica do homem e da vida. Uma análise não obrigatoriamente comprometida com o riso, uma análise desmistificada, reveladora, cáustica. Humor é uma forma de tirar a roupa da mentira, e seu êxito está na alegria que ele promove pela descoberta inesperada da verdade. (Ziraldo)

Fonte: CEREJA, Willian Roberto; MAGALHÃES, Thereza Cochar. Português: Linguagens – 7ª série. 4 edição reformulada. São Paulo: Atual, 2006.

Duração das atividades
aproximadamente 2 aulas de 50 minutos.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno
  • É desejável que os alunos já tenham estudado as figuras de linguagem que seriam mais comuns em desenhos de humor, como metáfora, ironia, paradoxo e antítese.
Estratégias e recursos da aula
  • Na primeira parte da aula, o professor deve propor aos alunos atividades de descrição e de interpretação, que os conduzam a reconhecer as peculiaridades de cada tipo de desenho de humor.

Observação: Recomenda-se que o professor utilize material impresso ou projeção, com auxílio de retroprojetor ou aparelho de datashow.

ATIVIDADE 1: CHARGE

  • Inicialmente, devem ser apresentadas aos alunos trechos da notícia “Sarney está prestes a renunciar ao cargo”, publicada na Revista Veja, e as questões sobre ela.
Crise no Senado

Sarney está prestes a renunciar ao cargo


1 de agosto de 2009

O senador José Sarney lutou muito, mas não conseguiu vencer os fatos. Ao decidir disputar a presidência do Senado, em fevereiro passado, acreditava que o cargo era uma garantia de imunidade para ele e a família – àquela altura já investigada pela Polícia Federal por suspeita de uma multiplicidade de crimes. A visibilidade, porém, teve efeito contrário e acabou colocando o mais longevo dos políticos brasileiros no centro de uma devastadora crise no Congresso. José Sarney, o último dos coronéis, rendeu-se diante de tantos escândalos. Na semana passada, o senador disse ao presidente Lula que está cansado e que decidiu deixar o cargo.
[...]

O desfecho da crise envolvendo Sarney representa um golpe contra as tradicionais oligarquias políticas brasileiras, mas não o definitivo - aliás, longe disso. Antônio Carlos Magalhães, Renan Calheiros, Jader Barbalho e Sarney produziram herdeiros, biológicos ou não, que mantêm vivas as seculares práticas coronelistas. O tamanho e a importância que tem o PMDB no cenário nacional é o maior exemplo disso. Como um câncer em processo de metástase, o partido é o abrigo seguro desse jeito peculiar de fazer política, destes grupos que continuam espalhados pela máquina do estado empenhados exclusivamente em girar a roda do fisiologismo e da corrupção.

Se a renúncia de Sarney se confirmar, alguém é capaz de imaginar que os indicados do senador no setor elétrico serão demitidos? Não, não serão. Eles continuarão lá, fazendo tudo que sempre fizeram, igualzinho ao que manda a cartilha atrasada pela qual rezam a maioria dos políticos brasileiros, independente a qual agremiação pertençam. Afinal, esta é, e vai ainda continuar sendo por muito tempo, a mais eficiente e segura forma de fazer política: trocando votos por cargos, permutando verbas por apoio, empregando parentes e amigos - tudo com o nosso dinheiro.

Fonte: http://veja.abril.com.br/noticia/brasil/sarney-esta-prestes-renunciar-ao-cargo-489133.shtml, acessado em 14 set. 2009.

a) Qual é o assunto tratado pela notícia?
b) Quais são as acusações contra Sarney?
c) No segundo parágrafo do texto, afirma-se que a crise “representa um golpe contra as tradicionais oligarquias políticas brasileiras”. Explique essa afirmação.
d) No último parágrafo do texto, é apresentada uma perspectiva otimista ou pessimista em relação às conseqüuências consequências de uma possível renúncia de Sarney? Em que se baseia esse otimismo ou pessimismo?

  • Após ter feito a correção oral dessas questões com os alunos, o professor deve apresentar-lhes a seguinte sequência de charges, também relacionadas ao caso de Sarney, e solicitar que eles respondam as questões de “a” à “i”.

Imagem: Charge 1

undefinedFonte:  http://ivancabral.blogspot.com/search/label/Sarney, acessado em 14 set. 2009.

a) Descreva a ilustração apresentada na charge.
b) Por que no lugar do Senado é represent ado um bar raco?
c) A quem parecem se dirigir os insultos proferidos dentro do barraco? Explique sua resposta tomando como base a notícia que estudamos anteriormente.

Charge 2

undefined

Fonte: http://ivancabral.blogspot.com/search/label/Sarney, acessado em 14 set. 2009.

  • O professor, antes de passar as questões referente às charges 2 e 3, deve discutir com os alunos a função do Conselho de Ética.
Conselho de Ética

O Conselho de Ética e Decoro Parlamentar da Câmara do s Deputados é o órgão encarregado do procedimento disciplinar destinado à aplicação de penalidades, nos casos de descumprimento das normas relativas ao decoro parlamentar. Cabe ao Conselho, entre outras atribuições, zelar pela observância dos preceitos éticos, cuidando da preservação da dignidade parlamentar.

Fonte:http://noticias.terra.com.br/brasil/crisenogoverno/interna/0,,OI604619-EI5297,00.html, acessado em 14 set. 2009

d) De que maneira Sarney é representado nessa charge?
e) Descreva a expressão fisionômica da faxineira. A quem ela pode representar nessa charge?
f) O que significa a palavra “ética”, juntamente com um cartão vermelho, ser varrida para debaixo daquele tapete?

Charge 3

Fonte: http://ivancabral.blogspot.com/search/label/Sarney, acessado em 14 set. 2009.


g) Caracterize a expressão fisionômica de Sarney.
h) Qual é o sentido da fala de Sarney?
i) Reflita sobre as charges 2 e 3, considerando a função do Conselho de Ética. O que elas denunciam?

  • Depois que os alunos tenham resolvido as questões, o professor deve recrutar um aluno para responder cada questão em voz alta e deve discutir com a turma as interpretações feitas.

ATIVIDADE 2: CARTUM

Em um segundo momento da aula, o professor deve apresentar aos alunos o cartum a seguir e solicitar que eles respondam as questões de “a” à “d”.

Cartum 1

undefined

Fonte: http://www.cartuns.com.br/page1.html, acessado em 14 set. 2009.

a) Observe o vocativo utilizado pelo médico para se dirigir ao paciente. Essa maneira lhe parece adequada? Por quê?
b) Caracterize o paciente. Por que ele necessita de dois bancos?
c) Explique o humor nesse cartum.
d) O cartum critica, pela ironia, uma situação muito recorrente na realidade brasileira. A que situação se faz referência?

  • Após ter discutido com os alunos as questões sobre a charge, o professor deve apresentar-lhes a seguinte carta de um leitor da Revista Veja, publicada em 22 de julho de 2009. Na seqüuência, devem ser propostas as questões de “a” à “c”.

undefined

a) Qual é o tema dessa desta carta?
b) Qual foi o objetivo do leitor ao enviar essa carta à Revista Veja?
c) O cartum apresentado anteriormente e a carta têm algo em comum: ambos criticam as más condições do sistema de saúde brasileiro. Compare a linguagem utilizada por esses textos.

  • Fechando esta etapa da aula, o professor deve discutir com os alunos essas questões.

ATIVIDADE 3: CARICATURA

No terceira momento da aula, o professor deve apresentar aos alunos a sequência de caricaturas do cantor Michael Jackson a seguir e solicitar que façam, oral e brevemente, comparações entre elas.

undefined

Fonte: http://bocaberta.org/2009/06/michael-jackson-caricaturas-do-rei-do-pop.html,acessado em 14 set. 2009.

  • O professor deve então propor aos alunos as seguintes questões:

a) Michael Jackson poderia ser representado em várias facetas. Saúde frágil, arrogância, metrossexualidade e talento são alguns dos aspectos facilmente reconhecidos no referido astro do pop. Qual dessas facetas é focalizada em cada uma das caricaturas apresentadas? Justifique sua resposta descrevendo as caricaturas.

b) Na sua opinião, qual é o propósito dessas caricaturas?

  • Finalizando esta etapa da aula, o professor deve discutir com a turma as respostas às questões "a" e "b". Ele deve, ainda, solicitar aos alunos, como dever de casa, que procurem um exemplar de charge, cartum ou caricatura. Eles devem fazer uma pequena descrição do desenho de humor que escolherem e levar para a classe no próximo dia de aula
  • No próximo dia de aula, antes que os alunos apresentem os desenhos de humor que houverem trazido, o professor deve mostrar aos alunos as seguintes definições:

Charge é um estilo de ilustração que tem por finalidade satirizar, por meio de uma caricatura, algum acontecimento atual com uma ou mais personagens envolvidas. A palavra é de origem francesa e significa carga, ou seja, exagera traços do caráter de alguém ou de algo para torná-lo burlesco. Muito utilizadas em críticas políticas no Brasil. Apesar de ser confundido com cartoon (ou cartum), que é uma palavra de origem inglesa, é considerado como algo totalmente diferente, pois ao contrário da charge, que sempre é uma crítica contunde nte, o cartoon retrata situações mais corriq ueiras do dia-a-dia da sociedade.
Mais do que um simples desenho, a charge é uma crítica político-social [em que] o artista expressa graficamente sua visão sobre determinadas situações cotidianas através do humor e da sátira. Para entender uma charge não precisa ser necessariamente uma pessoa culta, basta estar por dentro do que acontece ao seu redor. A charge tem um alcance maior do que um editorial, por exemplo, por isso a charge, como desenho crítico, é temida pelos poderosos. Não é à toa que quando se estabelece censura em algum país, a charge é o primeiro alvo dos censores.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Charge, acessado em 14 set. 2009.

Um cartoon, cartune ou cartum é um desenho humorístico acompanhado ou não de legenda, de caráter extremamente crítico retratando de uma forma bastante sintetizada algo que envolve o dia-a-dia de uma sociedade.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Cartoon, acessado em 14 set. 2009.
Caricatura é um desenho de um personagem da vida real, tal como políticos e artistas. Porém, a caricatura enfatiza e exagera as características da pessoa de uma forma humorística, assim como em algumas circunstâncias acentua gestos, vícios e hábitos particulares em cada indivíduo.
[...]
A distorção e o uso de poucos traços são comuns na caricatura. Diz-se que uma boa caricatura pode ainda captar aspectos da personalidade de uma pessoa através do jogo com as formas. É comum sua utilização nas sátiras políticas; às vezes, esse termo pode ainda ser usado como sinônimo de grotesco (a imaginação do artista é priorizada em relação aos aspectos naturais) ou burlesco.

Fonte: http://pt.wikipedia.org/wiki/Caricatura, acessado em 14 set. 2009.
  • Após ler tais definições com os alunos, o professor deve solicitar que eles reavaliem os desenhos de humor que trouxeram de casa, verificando se fizeram uma avaliação correta dele.
  • Em seguida, o professor deve mostrar os seguintes exemplares de charge, cartum e caricatura e solicitar aos alunos que se reunam em grupos, escolham três desenhos e caracterizem-nos a partir das definições apresentadas anteriormente. Ao final dessa atividade, serão recrutados três alunos para apresentarem os comentários que tiverem feito sobre um dos desenhos diante de seus colegas. 
  • Para guiar a reflexão, sugere-se que o professor proponha as questões de “a” à “c”, a seguir, q ue devem ser respondidas considerando cada desenho.

a) Descreva a situação representada pelo desenho de humor.
b) Explique o humor do desenho.
c) Que aspecto é focalizado por ele em sua crítica.

undefinedundefinedundefinedundefined

undefined

undefined

Fontes: http://www.cartuns.com.br/page1.html, acessado em 14 set. 2009.

http://www.artshopping.com.br/lojavirtual/images/caricatura_super_lula.gif, acessado em 12 set. 2009.

http://www.cartuns.com.br/page1.html, acessado em 12 set. 2009.

http://2.bp.blogspot.com/_h77BLo4MRuM/Sj_mFstWPoI/AAAAAAAACug/5Uzun1ffqS0/s400/charge_lula_amazonia_legal.jpg, acessado em 14 set. 2009.

http://www.bloggedup.blogger.com.br/mafalda1.JPG, acessado em 14 set. 2009.

http://www.charge-o-matic.blogger.com.br/chargeLulaImpopular.gif, acessado em 14. set. 2009.

Avaliação

  • O professor deve avaliar a compreensão dos alunos ao fazer a discussão (correção) em conjunto, analisando a adequação das respostas apontadas por eles. Cabe ao professor cuidar para que todos os alunos participem em algum momento, já que a presente aula viabiliza tal participação, pois nela se propõe uma quantidade considerável de exercícios.
  • Além disso, sugere-se que o professor apresente aos alunos a letra (material impresso) e a música (material em áudio) de “Cidadão”, composta por Lucio Barbosa e cantada por Zé Ramalho. Em seguida, o professor deve solicitar aos alunos que componham um cartum focalizando alguma situação narrada pela música e o entreguem para ser avaliado.

Cidadão

Zé Ramalho
Composição: Lucio Barbosa 

Tá vendo aquele edifício moço
Ajudei a levantar
Foi um tempo de aflição
Eram quatro condução
Duas prá ir, duas prá voltar
Hoje depois dele pronto
Olho prá cima e fico tonto
Mas me vem um cidadão
E me diz desconfiado
"Tu tá aí admirado?
Ou tá querendo roubar?"
Meu domingo tá perdido
Vou prá casa entristecido
Dá vontade de beber
E prá aumentar meu tédio
Eu nem posso olhar pro prédio
Que eu ajudei a fazer...
Tá vendo aquele colégio moço
Eu também trabalhei lá
Lá eu quase me arreben to
Fiz a massa, pus cimento
Ajudei a rebocar
Minha filha inocente
Vem prá mim toda contente
"Pai vou me matricular"
Mas me diz um cidadão:
"Criança de pé no chão
Aqui não pode estudar"
Essa dor doeu mais forte
Por que é que eu deixei o norte
Eu me pus a me dizer
Lá a seca castigava
Mas o pouco que eu plantava
Tinha direito a comer...
Tá vendo aquela igreja moço
Onde o padre diz amém
Pus o sino e o badalo
Enchi minha mão de calo
Lá eu trabalhei também
Lá foi que valeu a pena
Tem quermesse, tem novena
E o padre me deixa entrar
Foi lá que Cristo me disse:
"Rapaz deixe de tolice
Não se deixe amedrontar
Fui eu quem criou a terra
Enchi o rio, fiz a serra
Não deixei nada faltar
Hoje o homem criou asa
E na maioria das casas
Eu também não posso entrar
Fui eu quem criou a terra
Enchi o rio, fiz a serra
Não deixei nada faltar
Hoje o homem criou asas
E na maioria das casas
Eu também não posso entrar"
Hié! Hié! Hié! Hié!
Hié! Oh! Oh! Oh!

Fonte: http://letras.terra.com.br/ze-ramalho/75861/, acessado em 14 set. 2009.

Avaliação

Publicada na seção de "Estratégias e recursos da aula".

Opinião de quem acessou

Quatro estrelas 16 classificações

  • Cinco estrelas 13/16 - 81.25%
  • Quatro estrelas 3/16 - 18.75%
  • Três estrelas 0/16 - 0%
  • Duas estrelas 0/16 - 0%
  • Uma estrela 0/16 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • jonathan, otimo , Goiás - disse:
    cleidianemoura@hotmail.com

    26/09/2014

    Cinco estrelas

    gostei muito joia valeu pela pesquisa para a escola


  • savia andrade, Colégio Clariezer Vicente dos Anjos e Colégio Ação , Bahia - disse:
    asilerios@hotmail.co

    17/05/2013

    Cinco estrelas

    Muito bom o materiai didático.Bem sistematizado,apresenta progressão da aprendizagem e prioriza um bom tempo didático.


  • Carmen Elizabeth Chamarelli, CE Brigadeiro Schorcht , Rio de Janeiro - disse:
    cchamarelli@prof.educacao.rj.gov.br

    05/05/2013

    Quatro estrelas

    Gostei muito do material de Língua Portuguesa e Literatura que vi, referente a 1ª. série regular.


  • Diane, Diane , São Paulo - disse:
    dianedreis@hotmail.com

    26/04/2013

    Cinco estrelas

    As respostas ? seria bom também...


  • Rosane, IF , Piauí - disse:
    Rosane-tr@hotmail.com

    08/02/2013

    Cinco estrelas

    Achei ótimo !


  • Mari, EE Oscar Blois , São Paulo - disse:
    marilenejoana@ig.com.br

    19/01/2013

    Cinco estrelas

    Adorei , estou trabalhando sequencia didática charge e tira , por este motivo veio acrescentar as minhas auls. Parabéns !


  • JINEIDE, CETEP - Recôncavo , Bahia - disse:
    jineidecaetano@gmail.com

    27/06/2012

    Cinco estrelas

    Gostei muito das ideias contidas aqui. Estou trabalhando tipos textuais e vou aproveitar as sugestões para trabalhar com meus alunos. Parabéns!!


  • Valquires maciel Parente, ESCOLA LUZA MACHADO DE MIRANDA , Tocantins - disse:
    valvmp@hotmail.com

    12/06/2012

    Cinco estrelas

    Adorei o blog, muito sugestivo...PARABÉNS!


  • Vanger Rodrigues, CENTRO UNIVERSITÁRIO DO NORTE , Amazonas - disse:
    nickjoia@hotmail.com

    16/05/2012

    Quatro estrelas

    Parabéns pelo seu trabalho - Adorei sua aula, esclareceu minhas dúvidas e favorecerá com certeza, mudanças na forma de aplicar avaliações institucionais e considerar/valorizar o potencial intelectual dos alunos com os quais trabalho em disciplinas como ética e legislação, saúde ambiental, etc.


  • kamilla, Itália - disse:
    kamilladanyelle@hotmail.com

    19/04/2012

    Quatro estrelas

    eu adorei voces estão de parabens!!!


  • ANA KARLA CANDEIAS GOMES, ESCOLA ESTADUAL BATISTA ACIOLI , Alagoas - disse:
    karlacandeias@yahoo.com.br

    06/04/2012

    Cinco estrelas

    MUITO BOM PARA ENRIQUECER MINHAS AULAS DE ARTE


  • Vanda Moura, Colégio Souza Leão , Pernambuco - disse:
    vandinhamoura@hotmail.com

    28/03/2012

    Cinco estrelas

    Excelente!


  • isabella souza, Portugal - disse:
    camilamc016@gmail.com

    11/01/2012

    Cinco estrelas

    o site e muito legal e bem enterresante, fala bastante coisa, gostei tambem das pidas.


  • maria raimunda alves da silva, escola estadual Dr. Isauro Epifânio , Minas Gerais - disse:
    mariaraimunda1966@bol.com.br

    25/11/2010

    Cinco estrelas

    Excelente


  • Roberto Carlos dos Santos, Centro Universitário de Patos de Minas - UNIPAM , Minas Gerais - disse:
    profrcsantos@yahoo.com.br

    05/05/2010

    Cinco estrelas

    Excelente. Proposta pedagógica viável no nível de ensino sugerido e também com possibilidades de adaptação para outros níveis. Parabéns!


  • Eduardo, E.M. Prof. H. Corina F. , Minas Gerais - disse:
    ecormanich@yahoo.com.br

    24/03/2010

    Cinco estrelas

    Aula de conteúdo interessante e relevante para os meus alunos.


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.