Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
VISUALIZAR AULA
 


Dança de salão: Ritmo Bolero – considerações iniciais

 

20/01/2010

Autor e Coautor(es)
WILSON VASSALLO FAGUNDES
imagem do usuário

JUIZ DE FORA - MG COL DE APLICACAO JOAO XXIII

José Luiz Lacerda

Estrutura Curricular
Modalidade / Nível de Ensino Componente Curricular Tema
Ensino Médio Educação Física Dança: Projetos de formação dos alunos
Dados da Aula
O que o aluno poderá aprender com esta aula

O aluno poderá perceber e experimentar:

  • O deslocamento de peso ritmado dentro da dança;
  • A postura e o posicionamento para dançar a dois (Bolero);
  • A importância do comando na dança de salão;
  • Alguns passos básicos do Bolero.
Duração das atividades
100 minutos. 02 Aulas.
Conhecimentos prévios trabalhados pelo professor com o aluno

Ë interessante que anteriormente experimente atividades que contenham elementos que envolvam o movimento ritmado, a cadência dentro das músicas e a vivência (individual) na dança dentro de ritmos diversos.

Estratégias e recursos da aula

1º Momento – Iniciar a aula com uma breve explanação acerca da dança de salão e o ritmo bolero:

A dança de salão pode ser considerada uma alternativa divertida de lazer e de atividade física para aqueles que querem trabalhar o corpo de maneira prazerosa. Ela proporciona maior flexibilidade, equilíbrio, leveza de movimentos, descontração e liberação das tensões, além de harmonizar os músculos, as articulações, e trabalhar o sistema cardio-respiratório e cardiovascular. Sociabiliza, desinibe e aproxima as pessoas.

A dança de salão é composta por vários ritmos. Os principais são: samba, rock (foxtrote/soltinho), salsa, tango, valsa, forró, bolero, mambo, chá-chá-chá, merengue. Muitos destes ritmos são originários da região do Caribe, mais precisamente de Cuba, como o bolero, o mambo e o chá-chá-chá. Foram popularizados nos anos 50, começando pelos EUA, e daí espalhando-se por todo o mundo.

Dança de Salão se dança aos pares, com passos normalmente espelhados e exige sincronia, sintonia, postura e ritmo. Três pontos são muito importantes para se dançar a dois em qualquer estilo: O ritmo, a transferência de peso e o comando. As atividades a seguir vão trabalhar um pouco esses pontos.

Existem hoje, em vários países, competições de dança de salão, na qual podemos destacar a Austrália, onde é amplamente praticada. Nas Olimpíadas de Sidney, os australianos queriam introduzir como modalidade olímpica, entretanto, foi aprovada somente como exibição.

Atividade 01: Trabalhando a transferência de peso e o ritmo

  • Na dança de salão a transferência de peso é muito importante, pois está diretamente ligada à técnica e ao comando do dançar a dois, além de ajudar na percepção do ritmo.

Entende-se por “transferência de peso” o ato de jogar o peso do corpo de uma perna para outra visando o movimentar o próprio corpo, provocar o deslocamento do p arceiro ou marcar temp os no m esmo lugar.

  • Ant es de qualquer vivência no dançar a dois é fundamental experimentar movimentos simples como uma caminhada sozinho dentro da cadência de uma música bem marcada (de preferência binária), diferenciando os tempos fortes e fracos através dos movimentos de esquerda e direita do caminhar.

Sugiro para um maior aprofundamento no tema e na atividade em questão que o professor veja às aulas de autoria de Wilson Vassallo Fagundes: “Explorando a cadência” e “Aliando som e movimento” em http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=9629 e http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=9630).

Atividade 02: Trabalhando o comando

  • Na dança de salão nada é combinado, para cada passo existe um comando a ser dado ao par. Esse comando pode ser feito com as pernas, o corpo ou as mãos, sendo a maior parte deles é feita com as mãos. Foi convencionado que a tarefa de comandar é do cavalheiro (ou quem fizer papel de) e cabe a dama (quem fizer papel de) “ser conduzível”, ou seja, entender o comando e se deixar levar.
  • Para identificar como funciona o comandar e ser comandado sugiro repetir a atividade anterior com a seguinte variação: Dois a dois (um vendado e o outro não) quem está com a venda tenta caminhar no ritmo da música sendo direcionado pelo seu par (sem a venda). Esse direcionamento deverá ser feito já introduzindo o posicionamento do comando na dança de salão, ou seja, a pessoa que não está sem a venda só pode usar a mão direita nas costas do par vendado ou a mão esquerda segurando a mão direita do mesmo. O comando pode ser empurrando, puxando, girando ou travando o movimento do par. Após um tempo os papéis podem se inverter.

Sugiro para um maior aprofundamento no tema e na atividade em questão que o professor veja a aula de autoria de Wilson Vassallo Fagundes: “Seguindo seus passos” em http://portaldoprofessor.mec.gov.br/fichaTecnicaAula.html?aula=9632

2º Momento – Ritmo – Bolero

Esta dança, de origem latina, é romântica e sensual. No Brasil, foi influenciado pelo estilo de Fred Astaire e também pelo tango argentino. Normalmente iniciamos com esse estilo por se tratar um ritmo bem marcado com passos de fácil compreensão que auxiliam no aprendizado do comando, postura e sincronia dos passos. Podemos utilizar para dançar seus passos não só os boleros antigos, como também músicas mais lentas do tipo sertanejas e artistas internacionais como Elton Jhon, Mariah Carey e Toni Braxton.

( No site que é recomendado em recursos complementares você encontra músicas para download e mais informações sobre o Bolero).

Atividade 03: Passo básico Frontal – Bolero

  • Os primeiro passos a se ensinar nos ritmos são os básicos, é onde normalmente tudo começa. Um dos primeiros passos do bolero é o básico frontal que consiste em:

Técnica – Pés unidos, o movimento das pernas se inicia semelhante ao movimento de “um pêndulo de relógio”, ou seja, perna esquerda vai à frente e sem tirar à direita do chão (que funciona como a base do movimento) a mesma esquerda volta passando a direita. Em seguida é a vez da perna direita iniciar um trabalho semelhante, ela vai atrás, passando a esquerda (que agora é a base) retornando em seguida ficando na posição que se encontrava ao iniciar o movimento (à frente da esquerda). Assim os movimentos se repetem sempre com as pernas separadas passando uma pela outra. Esquerda sempre vai terminar a frente para voltar, e direita sempre vai terminar atrás para voltar. Ao trocar de funções (esquerda/direita) faz uma breve pausa (com as pernas separadas) de acordo com o ritmo da música.

  • O movimento deve ser experimentado isoladamente (sem e com a presença da música), antes de se tentar a dois.

Atividade 04: Básico dançado a dois

  • Para que o movimento seja vivenciado aos pares, alguns pontos devem ser levados em consideração:
    1. O posicionamento inicial de “damas” e “cavalheiros” é o seguinte: Cavalheiros – mão direita no centro das costas da dama (espalmada) e mão esquerda segurando a mão direita da dama na altura do seu ombro entre o casal. Damas – Mão esquerda apoiada no ombro do cavalheiro e mão direita na mão esquerda do mesmo. Ambos com os pés unidos. Postura ereta um olhando para o outro.
    2. Como o movimento a dois é espelhado, foi convencionado que a forma de se iniciar o passo para “damas” e “cavalheiros” fossem opostas. Damas iniciam com a direita para trás e cavalheiros iniciam com a esquerda para frente. O comando está diretamente ligado a esse início, ou seja, cavalheiro empurra a dama com o braço e perna esquerda para trás, indo ao seu encontro. Em seguida a puxa nas costas, na sua direção, com o braço direito.
    3. Para que “damas” e “cavalheiros” se sintam mais a vontade em movimentar os pés na direção de seu par (sem correr o risco de pisar no pé do par). Usa-se o seguinte artifício: O movimento da ponta dos pés é arrastado com o calcanhar levemente suspenso para dar leveza ao movimento.

A partir da reflexão sobre os pontos acima, deixar que os pares vivenciem o movimento a dois (a princípio de mãos dadas, um de frente para o outro, e depois já na posição descrita no ite m um) dentro de músicas relacionadas ao estilo, em diversas cadências.

OBS: O vídeo que mostra o movimento ensinado pode ser encontrado no endereço: 

http://www.youtube.com/watch?v=A8yM1KmOHFM

Recursos Complementares
Avaliação

Discutir com a turma aspectos relacionados às atividades vivenciadas. Como: Quais as impressões acerca de movimentos espelhados? Quais são os elementos que dificultam o movimentar-se a dois? Foi difícil sincronizar o movimento com outra pessoa e associá-lo ao ritmo? Qual é a sensação de se comandar alguém? E de ser comandado? Quais os comentários e conclusões acerca das atividades e do ritmo em questão?

Além da discussão final, o professor deverá observar e analisar todo o processo de vivência dos alunos no que diz respeito à integração, participação, desenvoltura, raciocínio, expressividade, cumplicidade e consciência corporal durante as atividades e na execução dos movimentos, visando detectar se houve aproximação entre os objetivos da aula e a concretização da mesma.

Opinião de quem acessou

Cinco estrelas 5 classificações

  • Cinco estrelas 5/5 - 100%
  • Quatro estrelas 0/5 - 0%
  • Três estrelas 0/5 - 0%
  • Duas estrelas 0/5 - 0%
  • Uma estrela 0/5 - 0%

Denuncie opiniões ou materiais indevidos!

Opiniões

  • Terezinha, UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MATO GROSSO DO SUL , Mato Grosso do Sul - disse:
    t.th1958@gmail.com

    07/08/2013

    Cinco estrelas

    Como a dança pra mim é primordial,e como estou cursando pedagogia na UNIVERSIDADE ESTADUAL DO MATO GROSSO DO SUL-UEMS-Unidade de Maracaju.Estou projetando um trabalho sobre dança de salão, para uma classe do quarto ano do ensino fundamental.e buscando artigos na INTERNET,encontrei esse que me chamou a atenção ,tanto é que vou referenciar no meu projeto,e servirá de guia. Parabéns à que teve essa brilhante ideia em colocar esse material.Esse artigo fala da dança do bolero,meu trabalho, é a vanera


  • valeria albuquerque, dance bem , Rio de Janeiro - disse:
    valeria9vall@yahoo.com.br

    18/10/2012

    Cinco estrelas

    gostei muito de sua exlicação .sou professora de dança de salao.otimas dicas.


  • carlos a n oliveira, centro de dança alex de carvalho , Rio de Janeiro - disse:
    alexanderjade@hotmail.com

    27/06/2012

    Cinco estrelas

    muito bem explicado, acho que até um aluno que nunca viu a dança na vida aprende com facilidade diante de tão bom detalhamento, parabéns.


  • Maria Helena Zanchin, UNIBR FACULDADE DE SÃO VICENTE , São Paulo - disse:
    mhzanchin@hotmail.com

    06/11/2011

    Cinco estrelas

    Sou estudante de pedagogia, achei excelente esse trabalho com dança de salão . Parabéns.


  • Leonora Pinto da Silva, Leonora Pinto , Pernambuco - disse:
    leonora_pinto@hotmail.com

    14/10/2011

    Cinco estrelas

    Muito bom, gostei realmente e irei utilizar as dicas!


Sem classificação.
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.