Portal do Governo Brasileiro
Início do Conteúdo
JORNAL
Edição 43 - Redação no Ensino Médio
31/08/2010
 
ou
Notícias
 

Leitura e escrita estão em todas as disciplinas

Feira do Livro é uma das atividades promovidas pelo Cema-DF.

Feira do Livro é uma das atividades promovidas pelo Cema-DF.

Autor: Arquivo da escola


O Centro Educacional Maria Auxiliadora (Cema), em Brasília (DF), obteve uma ótima média na prova de redação do Exame Nacional de Ensino Médio (Enem), de 2009 – 731,58. Talvez o segredo para a escola ter obtido esse resultado seja o fato de que a leitura e a escrita são habilidades desenvolvidas em todas as disciplinas do ensino básico, desde os anos iniciais.

“A leitura e a escrita são aspectos fundamentais, são a base de tudo”, destaca a professora Cássia Vita de Ávila, que é graduada em letras e cursa, atualmente, pós-graduação em leitura e produção de textos. A professora que está há dez anos no magistério e há cinco leciona português no ensino fundamental, diz que o Cema incentiva os alunos a escolherem, na biblioteca da escola, os títulos que querem ler, sem deixar de lado, no entanto, as leituras obrigatórias para cada ano letivo.

“Os professores do Cema trabalham bastante a leitura extraclasse. A biblioteca é muito frequentada pelos alunos e eles, inclusive, muitas vezes pedem para a escola comprar algumas obras”, adianta a diretora e coordenadora pedagógica da instituição, irmã Amélia. Segundo ela, os livros didáticos adotados, desenvolvidos especialmente para as escolas da Rede Salesiana, da qual o Cema faz parte, estimulam muito a leitura entre os estudantes. Em cada capítulo das diversas disciplinas são feitas sugestões de leituras complementares, a fim de incentivar o aluno a ler e buscar mais informações. Além disso, segundo a coordenadora, as perguntas que aparecem nos livros para serem respondidas pelos alunos não são apenas para dizer sim ou não. Elas exigem que o aluno pense e reflita antes de responder.

“Peço a meus alunos que leiam um livro por mês, da lista do PAS (Programa de Avaliação Seriada adotado pela Universidade de Brasília como uma das formas de admissão ao ensino superior). O conteúdo da leitura é cobrado depois em provas e redações”, explica Maria Júlia Elias Stiebler, professora de português no 9º ano do fundamental e no ensino médio.

De acordo com ela, que é formada em letras e atua há cerca de 25 anos no magistério, para obter melhores resultados com as redações dos alunos é necessário, em primeiro lugar, estimulá-los a planejarem o que pretendem comunicar de forma escrita. Outro passo importante, na opinião de Maria Júlia, é o próprio aluno fazer a correção do que escreveu, reescrevendo depois que o texto foi corrigido. “É importante que o próprio aluno perceba os seus erros”, salienta.

Além de redações, propriamente ditas, os alunos de Maria Júlia também escrevem e pesquisam outros textos, integrantes de projetos desenvolvidos na sala de aula. Um exemplo é o projeto especial que desenvolve, no momento, com alunos do 2º do ensino médio. A partir do tema casamento homossexual, escolhido pelos próprios estudantes, ela pediu que fizessem uma lista com as idéias que haviam surgido na classe e depois pesquisassem sobre o assunto, que será debatido em sala de aula, com argumentos a favor e contra. “Observei que os alunos, na hora de redigir, ficaram um pouco confusos, pois queriam escrever todas as ideias que surgiam. Então, agora, pretendo ensiná-los a organizar as suas ideias”, destaca.

(Fátima Schenini)

ENQUETE

Ajude-nos a escolher o tema da próxima edição do Jornal do Professor. É só clicar em uma das opções abaixo!

Fim do Conteúdo
REPORTAR ERROS
Encontrou algum erro? Descreva-o aqui e contribua para que as informações do Portal estejam sempre corretas.
CONTATO
Deixe sua mensagem para o Portal. Dúvidas, críticas e sugestões são sempre bem-vindas.